História Na cama ao lado - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jungkook, Kook, Suga, Yoongi, Yoonkook
Visualizações 165
Palavras 1.493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Att da fic que eu atualizei no lugar errado kkkkk, eu chorei na última cena kkkk. Amo vocês bjs da pedaço de gente Maque MonHine

Capítulo 3 - Me abraça hyung


[Suga POV]

Eu andava ao lado de Kook em direção a casa de Jin e Namjoon, aquele idiota me acordou e me fez vir com ele. Me sentia estranho com ele agora, ele tinha me visto no banho, eu podia parecer indiferente mas por dentro estava morrendo de vergonha.

Ao chegarmos no prédio de Jin cumprimentamos o porteiro, que já nos conhecia de tanto que viemos aqui, e subimos para o apartamento 13. pegamos o elevador, Kook olhava no espelho da parede do elevador.

- Pare de ficar se encarando - falei chamando sua atenção.

- Está bravo comigo, Yoongi? - ele perguntou.

Pensei um pouco enquanto saíamos no corredor do apart. do Jin.

- Estou furioso! - falei irritado - Por que diabos me acordar para vir aqui?

- Aigoo, para comer, ué - disse tocando a campainha.

Assim que a porta se abriu, nos deparamos com Namjoon com uma tigela de cereal. Ele revirou os olhos ao nos ver, gritou não tão alto o nome do Jin, e o hyung veio até a porta conosco.

- Vocês não tem casa, não? - perguntou dando passagem para entrarmos.

- Estamos com fome, Omma! - disse Jungkook - O que tem para o almoço?

- Estou fazendo um cozido de carne, sentem no sofá enquanto fica pronto - Jin disse.

Seokjin era o melhor cozinheiro que conhecia, mas Jin, diferente do Suga, fazia jus ao modo como o chamavamos. Jin era organizado, cuidadoso e um pouco paciente; sempre dando bronca quando eu e os outros hyungs fazíamos algo errado. Eu e Suga sentamos no sofá ao lado de Nam, pegamos o controle da TV na mesinha de centro, Namjoon pediu que colocássemos no jornal.

Nam era o intelectual de todos nós, eu era o mais novo e o admiriva muito, apesar de não ser tão estudioso. Ele e Yoongi faziam faculdade de música juntos, eram muito talentosos, e faziam músicas incríveis. Nós sete costumávamos fazer uma roda aos sábados e cantar juntos as músicas de Namjoon e Suga. No jornal, passava sobre alguns assassinatos em Seul. Me arrepiei ao ver fotos dos corpos, os dois hyungs ao meu lado não esboçavam nenhuma reação.

O barulho da campainha me tirou do transe, me ofereci para abrir a porta.

Péssima escolha...

Quem estava na porta era Jimin, acompanhado do Hoseok e do Taehyung. Forcei um sorriso, dei passagem para que eles entrassem, lá estavamos nós sete juntos. Porém isso não me agradava nem um pouco. Sentamos no sofá, com exceção de Tae que se jogou no chão. Tae, depois do Jimin, era meu melhor amigo. Nós o chamavamos de V, o nome que se auto- apelidou, derivado da palavra vitória. V hyung era muito talentoso, cantava, atuava e ainda escrevia músicas; me servia também de grande inspiração.

- Vocês chegaram!! - disse o Jin hyung vindo da cozinha a Jimin, Hoseok e Tae.

- Desculpe o atraso hyung - disse Hoseok - Tae demorou muito para ficar pronto.

Jin assentiu e voltou para terminar de fazer a comida. Hobi e Jimin cochichavam entre si, Suga e Nam conversavam, V só olhava para o teto sem pensar em nada. Continuei vendo o jornal, até que me cansei e peguei o celular, olhei o papel de parede da tela e fiquei vermelho; tinha esquecido de trocar minha foto com Jimin. Coloquei os fones e comecei a ouvir música, entrei na galeria de fotos e escolhi uma foto qualquer, uma minha com o Yoongi.

Comecei a jogar Piano Tales, eu era o melhor nesse jogo. Jin reapareceu na sala, o almoço já estava pronto, todos fomos em direção a sala de jantar. Nam e Jin tinham uma mesa enorme, previam que nos cinco viriamos apareceu com frequência. Fizemos uma fila para nos servirmos. Jin preparara um ensopado de carne; arroz; legumes cozidos e suco. Sentados a mesa, todos comiam como retardados, como sempre.

- Jin hyung, você devia abrir um restaurante - disse Hobi - vou explodir de tanto comer sua comida.

- Isso me faz sentir saudade de morar com você, hyung - disse Tae.

Tudo ia bem, ate eu encarar Jimin, que estava dando comida na boca de Hobi. Eles estavam no maior chamego, e toda confiança de que eu estava superando se foi; o homem que eu amo estava se gabando do seu novo amor. Suga ao meu lado apertou minha coxa em aviso, ele fora o único que percebeu minha minha agonia.

Eles continuaram, Jin e Nam não repreendiam, Tae ria. Eu apenas comia em silêncio, Yoongi fazia o mesmo. Manti o controle ate certo ponto, ate ele pegarem o copo de suco e fazerem que nem casal em casamento. Aquilo me tirou do sério, todo meu apetite se foi. Larguei os talheres e dei a desculpa de ir ao banheiro. Fechei a porta do mini cômodo atrás de mim, estava mordendo os lábios na tentativa de segurar o choro. O pior era que, ninguém sabia sobre mim e o Jimin, só o Yoongi porque nos pegou em nosso apartamento uma vez.

- Controlesse Jeon Jungkook, ninguém pode saber - disse baixinho lavando o rosto - não estrague tudo mais ainda.

Uma batida na porta me trouxe a realidade outra vez, a voz do V hyung ecoou de fora.

- Kookie? - disse batendo outra vez - Você 'tá bem? A comida do Jin hyung te fez mal?

- Não é nada hyung, só um mal estar - menti.

Abri a porta do banheiro e encontro Tae e Jimin, me espanto ao ver Jimin com olhar preocupado.

- Você está bem, Jungkook? - Perguntou o mais baixo - Tae, deixe eu ficar cuidado do nosso maknae.

V assentiu e saiu andando pelo corredor, estava prestes a dizer algo quando Jimin me pressiona contra a parede.

- Espero que essa ceninha não seja por mim e pelo Hoseok - disse em tom calmo - ou você podia sair gritado sobre nós por ai, talvez as pessoas desconfiariam menos.

- E o que te dá o direito de vir aqui e fazer essa cena, nem tudo gira ao seu redor - disse irritado.

Ele pressionou mais contra a parede, mas desta vez com seu corpo. Chegou perto da minha orelha e disse.

- Para de agir assim, Kook - disse num sussurro que me arrepiou todo - agir assim não te faz me querer menos. Quer uma notícia, realmente você estragou isso. Eu amei você.

Senti meu corpo esquentar e resfriar, a proximidade era torturante, mas suas palavras me feriam ate a alma.

- Jeon Jungkook, se você não fosse tão medroso em se assumir como gay, talvez eu estivesse dentro da sua casa - disse em certo tom sexy - talvez ate dentro de você - então seu tom mudou para sério - mas você estragou tudo.

Senti as lágrimas escorrerem pelo meu rosto, empurrei o baixinho a minha frente, funguei e sai correndo pelo corredor. Ouvi os meninos chamarem preocupados por mim quando sai pela porta. Corri o mais rápido que podia, queria fugir pra longe, fui em direção a minha casa, mas logo mudei de direção. Só tinha um lugar para que eu ficasse realmente só. Corri pelas ruas de Seul sem olhar para trás.

[Yoongi POV]

- Será que minha comida fez mal para ele? - perguntou Jin.

- Jimin e Tae foram falar com ele, relaxa - exclamou Namjoon.

Mais ou menos 5 minutos depois, Kook apareceu correndo no corredor, saindo brutalmente pela porta. Todos gritarmos por ele, Jimin apareceu de cabeça baixa depois.

- O que houve? - perguntei a ele em tom sério.

- Ele disse que estava com mal estar, e depois disse que estava com uns problemas e começou a chorar - eu sabia que ele mentia - depois saio correndo.

Todos assentiram menos eu, me levantei e sai sem dar explicações. Sabia que ele não tinha ido para casa, só tinha um lugar onde ele podia estar. Eu não gostava de correr, mas precisava acha-lo. Corri ate chegar na universidade, ele costumava se esconder atrás da arquibancada quando queria ficar só. Ele estava realmente lá, mas estava dançando, também gostava de dançar quando estava pra baixo.

Me aproximei devagar, ele não parou sua sincronia, eu sabia aquela coreografia de tanto ver ele fazer. Comecei a dançar com ele, Jeon ainda chorava. Quando a música terminou, ele caiu de joelhos fungando. Toquei seu ombro, ele fitava o chão.

- O que ele te disse? - perguntei irritado.

- Tudo que eu menos queria ouvir - disse trêmulo - me chamou de medroso, me ameaçou, ainda me provocou.

Olhei seu rosto confuso ate entender o que ele quis dizer. Jimin era conhecido por ser provocante, e já vi de perto o modo como Jungkook fica quando Jimin o provoca.

- Ele é um idiota - bufei - temos que ir pra casa, esquece esse idiota que não sabe o que diz.

- Eu sinto tudo despedaçado, hyung - Jungkook disse - quero morrer! Me abraça, hyung? Eu estou farto de sempre estar só!

- Não se preocupe, seu hyung esta sempre aqui.

Disse o puxando para um abraço. 


Notas Finais


Eu sou uma boba, era pra atualizar aqui e coloquei na outra fic, perdem gente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...