1. Spirit Fanfics >
  2. Na casa da priminha. (One hot Jisoo) >
  3. Está satisfeita?

História Na casa da priminha. (One hot Jisoo) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


EAE, MEUS AMORES!! Fiz separado como disse que ia fazer! Com o Vmin vai ser a mesma coisa, ok? Não se preocupem 😉

Capítulo 1 - Está satisfeita?


Fanfic / Fanfiction Na casa da priminha. (One hot Jisoo) - Capítulo 1 - Está satisfeita?



Domingo, 19:05.

Casa da Jisoo.



P.O.V S/n.




-Que tanto você olha pra essa janela, Ana? --pergunto pra minha mais nova amiga, ela estava inquieta desde que começou a chuver-

-Tá chovendo demais gente.. Acho melhor eu ir logo pra casa. Já está tarde também, se eu demorar mais não vou conseguir voltar.. --suspirou me olhando preocupada-

-Por que não dorme aqui com a gente? S/n vai ficar também, podemos fazer uma festa do pijama, o que acha? --Jisoo faz o convite-

-Ah, pode ser. --acabo por ficar um pouco inquieta-


Ana é a melhor amiga de Jisoo, conheci ela tem uns três dias, ela é super legal, divertida e MUITO gostosa. É, sou lésbica. Mas enfim. Jisoo é minha prima, mas isso nunca nos impediu de ficarmos sempre que dava vontade, e não vou negar, vim dormir na casa dela hoje na intenção da gente transar a noite inteira, queria aproveitar que nossos pais tinham saído juntos, mas com Ana aqui não vai ser possível..

Decido deixar essa ideia pra lá, apesar de não ter meu objetivo principal a noite ainda sim estáva bem divertida. Nós brincamos o dia inteiro, comemos até passar mal e agora estávamos assistindo um filme juntas, até começar a chuver. Já era umas 19h, e eu já estava com fome de novo.


-Tô com fome gente.. --boto as mãos na barriga fazendo uma careta-

-Você tá com fome sempre. --Jisoo riu-

-Olha quem fala. --Ana disse rindo também-- A passa fome em pessoa.

-Poxa Aninha, você tem que me defender. --Jisoo fez bico-

-Eu sou sincera.

-Mas nós vamos comer ou não? --cruzo os braços-

-Ok, ok. Vamos comer. --Jisoo se levanta-- Vou preparar algo pra gente, beleza? Vocês duas vão fazer algo de útil e arrumar o quarto pra gente dormir.

-Somos visitas, você tem que fazer tudo isso ai. --Ana disse e eu concordei-

-Toma vergonha na cara! Nenhuma das duas é visita, ok? Passam mais tempo na minha casa do que na de vocês.

-Grossa! Mas tu sabe que só tem um colchão, né? --cruzo os braços-

-Sim, vocês duas vão ter que dividir o colchão. --Jisoo disse como se fosse óbvio e foi até a cozinha-

-Gentileza com os convidados é zero. --Ana resmungou, ri. Nós duas subimos até o quarto de Jisoo, pegamos o colchão debaixo da cama para arrumar o mesmo-- Vamos deixar a cama dela ai, ela que arrume a cama sozinha.

-Você é rebelde. Gostei. --sorrio-


Arrumamos o colchão pra dormimos juntas, ficamos um pouco ali conversando sobre coisas aleatórias. Não quero nem saber, roubei a amiga de Jisoo pra mim. Ficamos tanto tempo conversando que Jisoo teve que vir buscar nós duas para irmos jantar.


-Vocês não arrumaram minha cama não?? --perguntou indignada-

-Não madame, arrume ai. --Ana deu um risinho do mal e saiu do quarto-

-Você bem que poderia deixar eu dormir com você, né? --agarro Jisoo por trás dando beijos em seu pescoço, sorrio ao ouvir a mesma suspirar-

-Nem começa, S/n. Ana tá aqui, então segura teu fogo no cu. --disse baixo enquanto tentava me afastar-

-Poxa.. Só uma rapidinha, hm? --desço minhas mãos por suas pernas aproximando de sua intimidade-

-S/n, para com isso.. --suspiro já tombando sua cabeça em meu ombro-

-Você fala que não mas já tá toda mole. --dei um risinho, levo minha mão adentrando sua calcinha devagar-- Aposto que já está ficando molhadinha pra mim.. --toco seu clitóris, suspiro ao sentir o mesmo começar a molhar em meus dedos-- Você não consegue resistir a mim.


Tiro meus dedos de dentro da calcinha dela, levo até meus lábios e chupo os mesmo até ficar molhados, boto minha mão dentro de sua calcinha de novo e a penetro devagar. Me arrepio inteira ao ouvir seu gemido manhoso, eu já estáva ficando molhada com minha própria provocação, e sentir ela rebolar em meus dedos não ajudou em nada.

Aumento a intensidade de meus dedos nela, com a mão livre eu subo até seus seios e os aperto. A cada estímulo que eu tava em seu corpo eu ficava mais molhada, seus gemidos baixos perto de meu ouvido apenas me dava incentivos para continuar. Mas nossa brincadeira não durou muito.


-Gente?! Morreram no quarto?? --a voz de Ana no corredor fez eu me afastar de Jisoo num pulo-- Tá tudo bem aqui?

-Sim! S/n só estava me ajudando a pegar os lençóis. --Jisoo diz da forma mais serena possível, como ela pode disfarçar tão bem??-- Vem, vamos jantar antes que esfrie. --então a morena saiu do quarto como se nada tivesse acontecido-

-Tá tudo bem? --olho Ana, apenas concordo-

-Sim.. Tá sim.


Descemos até a cozinha, sentamos todas a mesa para jantar. Não entendo como Jisoo conseguia ficar plena daquele jeito, ou talvez eu seja fraca demais quando o assunto é sexo. Durante todo o jantar eu fiquei roçando uma perna na outra e rebolando na cadeira. Ana e Jisoo conversavam tranquilamente enquanto eu tentava me aliviar a todo custo.

Depois da janta nós tomamos banho, uma de cada vez, infelizmente. Depois do banho Jisoo foi pra cama dela, eu e Ana nos deitamos no colchão juntas, esse que era bem grande apenas de ser um colchão de solteiro. Só que o problema era que eu ainda estava excitada.. E bem.. Se eu me tocar quietinha no meu canto ninguém vai ficar sabendo, né?

Foi o que eu fiz, levei minha mão até minha bucetinha por cima do meu shortinho de dormir, olhei Ana meio apreensiva mas continuei o que estava fazendo. Fecho os olhos suspirando baixo, boto minha mão por dentro da calcinha já não me contendo apenas com os toques superficiais. Não é tão legal assim se tocar sem ajuda de alguém, mas é o que tem pra hoje.

Faço uma massagem em meu botãozinho já inchado afim de me lubrificar mais, depois de sentir meus dedinhos bem molhadinhos eu os penetro em mim e mordo os lábios pra reprimir o gemido. Início estocadas lentas, mas logo vou aumentando a velocidade gradativamente. Estáva tão gostoso que eu começo a rebolar em meus próprios dedos e morder cada vez mais meus lábios para conter os gemidos. Estáva quase gozando, até que ouço a voz de Ana em meu ouvido me fazendo parar na hora.


-Está se tocando? --seu sussurro me arrepiou inteira-

-N-não! --nego rapidamente e tiro meus dedos de minha calcinha-

-Não? Então porquê seus dedos estão todos melados? --a mesma pegou minha mão, levou meus dedos até sua boca e os chupou da forma mais sexy que já vi. Não me contive e acabei gemendo baixo-- Por que não me deixa fazer isso por você, hm? --sussurou com sua voz rouca-

-Fique a vontade.. --suspiro-

-Tira seu short. --ditou com uma voz firme-


Obedeci na hora já me sentindo submissa a ela, tirei meu short com a calcinha e a olhei. Ana se aproximou mais de mim, pegou em minha coxa a botando por cima de seu quadril para então passar sua perna por minha buceta.


-Tá tão molhada.. --suspiro-- Rebola na minha perna. --ordenou, não pensei duas vezes antes de obedecer. Comecei a me esfregar em sua perna sentindo minha buceta molhar cada vez mais a coxa dela, acabei gemendo com o atrito-- Shiu, quietinha. Você vai acordar a Jisoo.

-Desculpe.. --soltei em um fio de voz-

-Boa menina.


Senti suas mãos quentes passar por minhas coxas até a lateral de minha cintura, ela me puxou pra mais perto de si e me beijou com desejo. Em menos de minutos eu já estáva completamente entregue ela, sua pegada é tão gostosa que esqueci até onde estávamos, só me dei conta do que fiz após Ana me penetrar dois dedos sem aviso prévio. Acabei gemendo alto com seu ato.


-O que houve?? --Jisoo se levanta assustada-

-Não disse pra você ficar quieta?! --Ana me repreende-

-Desculpa, não deu pra resistir.. --me encolho-

-Não acredito.. Vocês estão transando e nem me chamaram?? --Jisoo resmunga já levantando da cama-

-Pensei que você fosse hetero.. --Ana a olha confusa-

-Digo o mesmo de você. --Jisoo sorri de lado e se senta perto de nós

-Ok então, só quero dizer que quem manda aqui sou eu, tá? E vai as duas levar punição. --Ana diz se sentando também-

-O que?! Por que?? --cruzo os braços, normalmente quem controla sou eu-

-Você por gemer alto sendo que eu disse pra você ficar quieta. --disse me olhando de forma ríspida-- E você. --se dirigiu a Jisoo-- Você vai ser punida por interromper a nossa brincadeira. --sorriu de lado-- Quero as duas nuas.


Tiro minha blusa, já que era a última peça de roupa em meu corpo. Jisoo se ajoelhou e tirou toda a roupa ficando pelada também, eu a olhei praticamente babando e percebi que Ana fazia o mesmo.


-S/n, fica de quatro. --obedeço ficando na posição solicitada-- Jisoo, quero que fique ai, sentadinha de pernas abertas me vendo punir sua priminha. --sua voz está rouca, sexy demais-- Não quero ouvir você gemer, sim? --disse acariciando minha bunda, apenas concordei com a cabeça-- Ótimo. --o primeiro tapa foi desferido em minha bunda, acabei gemendo em surpresa o que resultou em outro tapa, mais forte que o outro-- Me lembro de ter falando pra você não gemer. --outro tapa-- Vamos, seja uma boa menina, hm? --concordei com a cabeça-- Me responda quando eu falar com você. --outro tapa-

-Sim, senhora! Serei uma boa menina.. --mordo os lábios, minha boceta já estava pingando de tanto tesão-

-Assim que eu gosto. --não estáva vendo seu rosto, mas posso jurar que ela sorria-- O que está fazendo, Jisoo? Não deixei você se tocar. --olho para o lado vendo Jisoo masturbando seu clitóris, suspiro com a cena-- Sua punição vai ser ficar ai, só olhando enquanto dou a punição de S/n.


Jisoo resmunga, mas acaba cedendo e tirando sua mão de seu botãozinho. Então tenho a atenção de Ana em mim novamente, ela faz um carinho em minhas nádegas para desferir um tapa em seguida. Ela ficou nessa por um tempo, minha bunda já estáva ardendo, a vontade de gritar era grande, mas eu me contive. Não vou negar, a cada tapa eu me sentia mais excitada.


-Gosta de levar uns tadinhas, é? --deu um risonho-- Você tá pingando. --mordo os lábios e rebolo pra ela-- O castigo acabou. Vem Jisoo, já pode brincar com a gente.


Mordi os lábios, olhei Ana que estava tirando a roupa, mas não pude olha-la muito, já que Jisoo se sentou em meu colo e já começou a me beijar. Retribuo na hora já agarrando em sua cintura, ajeito ela em meu colo botando a mesma sentada em uma de minhas coxas, a morena logo entende o recado e começa a rebolar em minha perna.

Ana logo vem em nossa direção e beija Jisoo, mordo os lábios já cheia de tesão com a cena em minha frente. Me inclino um pouco para chupar os seios de Ana, dou lambidas entre suspiros nos peitos dela enquanto sinto Jisoo se esfregar em mim. Nossos gemidos se espalharam por todo o quarto, me deixando mais molhada ainda.


-Meninas.. Eu preciso gozar agora.. --falo já sofrega-


Jisoo saiu de meu colo e empurrou Ana no colchão, a mesma olhou Ji confusa, mas não teve tempo de questionar já que Jisoo sentou com a buceta na boca de Ana. Mordi o lábio olhando Ana chupar minha prima com tanta vontade.


-Faz tesourinha com ela, priminha. --Jisoo disse de forma sexy-


Abro as pernas de Ana e logo encaixo minha buceta na dela, acabo por gemer sofrega ao sentir ela tão molhada quanto eu. Agarrei em sua coxa e comecei a rebolar em sua bucetinha. Olho pra frente vendo Jisoo me olhar com puro desejo, dou um sorrisinho pra ela e logo a minha prima me beija com desejo.

Sentia meu orgasmo cada vez mais próximo, eu já estava praticamente me fundindo com Ana, Jisoo só fazia minha situação piorar chupando meus peitos toda afoita. Não aguentei e acabei gozando na buceta de Ana, me joguei na cama cansada e satisfeita, me contentei apenas em observar o 69 que elas tinham começado a fazer. Mas não demorou muito para ambas gozarem também.


-Tá feliz, agora S/n? --Jisoo pergunta-

-Demais! --sorrio-

-Temo que brincar assim mais vezes. --Ana diz sorrindo maliciosa-


-Temos a semana toda pra isso. --Jisoo da uma risadinha- 




Notas Finais


Vrauuu!! KkkkKKK

Se quiser bônus é só falar que eu faço! Ai vocês dizem se querem só a Jisoo ou a Ana junto 😜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...