História Na Palma da Mão - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Eri, Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Gran Torino, Hanta Sero, Hawks, Hitoshi Shinsou, Hizashi Yamada (Present Mic), Ibara Shiozaki, Inasa Yoarashi, Inko Midoriya, Itsuka Kendo, Izuku Midoriya (Deku), Kai Chisaki (Overhaul), Katsuki Bakugou, Kinoko Komori, Kurogiri, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mei Hatsume, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Muscular, Naomasa Tsukauchi, Neito Monoma, Nejire Hado, Nemuri Kayama, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Ryuko Tatsuma (Ryukyu), Sen Kaibara, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Sir Nighteye, Stain, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Tenya Iida, Tetsutetsu, Thirteen, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Toru Hagakure, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Yo Shindo, Yosetsu Awase, Yu Takeyama (Mount Lady), Yuga Aoyama, Yuuga Aoyama
Tags Deku Vilão, Deku Villain, Dekumomo, Izumina, Izuocha, Kamijirou, Kaminari X Jirou, Midoriya X Toga, Midotsuyu, Teorias, Traidor, Vilão Deku, Villain Deku
Visualizações 139
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Filler

Capítulo 30 - Alegria e tristeza pelo funeral do All Might


Normal Pov On. 

 

Dentro do bar da Aliança de Vilões, o ar era todo preenchido e recheado de ritos de alegria e comemoração dos vilões ao verem pela televisão, passando por todos os canais abertos, o funeral em honra ao herói recém matado, All Might, Yagi Toshinori, ouvindo os discursos que estavam repletos de homenagens para ele, aumentando ainda mais a euforia ao ver o Pro Hero começar a chorar no meio do discurso. 

Joker – Hoje é festa, mais um feriado para todos e vamos festejar até o amanhecer! -- Planejou ele orgulhoso de si mesmo ao abrir a champanhe na sua mão, não se importando de deixar parte da bebida ser desperdiçada ao abrir grosseiramente, colocando a bebida na taça da Magne e logo após entregando a garrafa para o Kurogiri, deixando ele fazer o seu trabalho como garçom. -- Olha, mais um chorou! -- Riu loucamente enquanto apontava para a TV, mostrando o Herói Night eye chorando no meio do seu discurso. 

Toga – Chefinho, aqui, um pedaço de bolo de uma hora de morte do All Might, guardei bastante creme para você e até peguei o “Shi” das velinhas. -- Ela estendeu o prato de bolo para o Joker enquanto compartilhava aquela mesma euforia que o Joker estava rodeando, pegando o grafo de plástico e levando um pedaço até a boca dele, sentindo o gosto daquele bolo e o aproveitando, mas ela sabia que o melhorava o gosto daquilo não era a receita que tinha cerejas, mas sim o gosto de vitória ao matar o símbolo da paz. 

Ele tinha derrotado aquele que representava a defesa dos Pro Heros contra os vilões, o movimento de caos que aquela simples vida tirada resultou era saborosa para o Joker. 

Joker – o bolo está magnifico. -- Comentou orgulhoso entre os “aviãozinhos de colher” da Toga, a abraçando pelos ombros e comendo a rir ao voltar o seu olhar a televisão, voltando a rir ao ouvir mais um discurso que acabou em outro herói chorando. 

O Joker levou o seu olhar para o Shigaraki distante dos outros, sentando no último banco do balcão enquanto bebia uma vodka forte, mas diferente da alegria de todos, o Shigaraki sentiu enorme tristeza por causa da morte daquele que tinha sido o seu mentor, estando até mesmo sem as mãos dos seus familiares ao redor. 

Joker – Se eu fosse você Shigaraki, não estaria pensando demais, se lembre da sua posição, bispo. -- Ele foi até ele em passos calmos e, após terminar de falar, levou a sua mão até o ombro do Shigaraki, abrindo o sorriso de canto ao sentir ele tremer. -- Sim, é essa sensação que eu quero, agora, levante a bunda daí e venha curtir, hoje é a nossa vitória! -- Quanto mais palavras ele dizia, mais elevava o seu tom de voz, no final da frase, o mesmo estava até mesmo a gritar. 

Ele matou o All Might e essa foi uma sensação incrível! 

 

Normal Pov Off. 

Aizawa Pov On. 

 

Nesse momento, eu e muitos outros heróis, contando com até mesmo os meus alunos, estamos em uma posição longe do palco a respeito da nossa privacidade. Se eu olhar para trás, posso ver que todos estão da mesma forma que os Pro Heros ao nosso redor, chorando silenciosamente. 

Sou capaz de reconhecer aqueles que estão tentando segurar o choro: Bakugou; Todoroki; Iida e Midoriya. 

As veias no seu braço estão tentando o máximo resistir a aquilo, tremendo por mais de uma emoção. 

O rosto do Todoroki continuava o mesmo que antes, mas a temperatura ao seu redor era diferente do normal, frio o suficiente para eu ter que mudar ele para um local longe da Tsuyu e quente o suficiente para fazer o mesmo suar bastante. 

O Iida parecia relembrar a morte do seu irmão, por isso tentando franzir a testa e morder o seu berço para resistir a tão forte vontade de chorar. 

Mas para mim, o mais abatido por aquilo era o Midoriya, nenhuma lágrima foi solta pelo chorão, mas a sua postura que era sempre reta, se tornou curvada, olhando para as suas duas mãos que seguravam a outra, ele hoje se sentou um pouco longe dos outros, se mantendo ao lado do Shouji e o Sato, podendo se esconder pelo tamanho deles, por isso é difícil até mesmo para mim poder reparar no que ele estava sentindo. 

-- Shouta, é a sua vez. -- Eu voltei a minha visão para frente ao senti o fraco aperto contra a minha mão, sendo que diferente do tom brincalhão de sempre, a voz da minha esposa era fraca e quase sem vida e com fragmentos de lágrimas presos ao canto dos seus olhos. 

Aizawa -- Entendo, obrigado Emi. -- Eu levei a outra mão até o rosto dela, limpando as lágrimas e logo após soltei a mão dela, indo em direção ao palco. 

Eu fui um dos últimos a falar, sendo que também fui um dos mais resistentes com a morte do All Might, ou melhor dizendo, do Toshinori, coisa que se pode dizer que é ironia se lembrar o fato de o eu, o Hizashi e o Toshinori éramos colegas da mesma sala da Yuuei, o Hizashi está aos prantos e eu nem sequer deixei cair uma lágrima.... 

O número de vezes que ele chegava na sala machucado e quando perguntávamos vivia nos dizendo que era do treinamento, que ele só estava se esforçando... Agora não é hora para se manter fraco Aizawa. 

 

. . . . . . . . . 

 

Eu e a Emi vimos os meus alunos se despedirem de nós ao entrar no ônibus da escola, em pouco tempo dando partida e sumindo do nosso campo de visão ao lado da escolta de polícias que o seguiam. 

Para os manter em maior segurança, o diretor pediu a ajuda do governo para proteger os alunos, permitindo assim que eles possam participar do funeral em homenagem ao All Might, a ajuda foi muito bem aceita pelo governo, sendo que assim como o diretor, o governo estava com medo do Joker. 

Emi – Shouta, podemos ir para a casa? -- Eu voltei a minha atenção a ela ao sentir ela por o seu rosto nas minhas costas e o seu aperto de mão aumentar, se resistindo. 

Shouta -- Desculpa Emi, vamos. -- Eu peguei do meu bolso a chave do carro, coisa que eu achei inútil antes, mas hoje era necessário, não estou com vontade de caminhar e nem a Emi também. 

Joker... Você não viu a consequências das suas ações. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...