1. Spirit Fanfics >
  2. Nada Normal - (Sycaro Saikaro ) >
  3. Capitulo 6 - Mordida Parte 1

História Nada Normal - (Sycaro Saikaro ) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Aiya! ola ola~ eu acho que vocês vão gosta desse arco "mordida" esse vai ser o arco onde vai acontecer muitas coisas, :))
aproveite sem moderação


F pra mim plz, Sinto q vou morrer nesse arco

Aproveitem~

- Por favor respeitem cada shipp ou Algo que eu citar aqui, eu sei que os garotos não se sentem confortáveis shippando eles mais eu pretendia fazer essa historia a um tempo então por que não tentar?

- Respeitem os garotos não fiquem em cima deles falando "porque você e tal pessoa não namoram" "vocês deviam namorar!", eu fiquei sabendo a um tempo que a Aiko estava recebendo comentários maldosos, por ela esta namorando o ycro, gente serio... isso tem limite

- Essa fanfic vai mudar um pouco as personalidades de alguns personagens então não estranhe

* aproveitem a leitura ~

ATENÇÃO ESSA HISTORIA PODE CONTER CONTEÚDO SEXUAL / SANGUE / GORE / E ALGUMAS FOBIAS

:) QUERO MORRE

Capítulo 6 - Capitulo 6 - Mordida Parte 1


Fanfic / Fanfiction Nada Normal - (Sycaro Saikaro ) - Capítulo 6 - Capitulo 6 - Mordida Parte 1

— Saiko apertou a cintura alheia, Ycro não podia fazer nada ele se virou para olhar pro outro lado, "esta se aproveitando por que não posso lutar?",

Saiko falou com uma voz risonha, "heh, talvez~, não se preocupe eu vou fazer uma exceção com você~" 

Ycrou voltou seu olhar para Saiko com uma voz confusa e um pouco alta, "exceção?! —Você acha que isso vai tira o fato de você me sugar!?"

Saiko, "olha pelo lado bom, Você pelo menos vai ser a primeira pessoa que ira ficar viva."

Ycro o fuzilou com os olhos, " LADO BOM?! NOSSA QUE VONTADE DE TA DAR UM SOCO. COMO ISSO PODE SER BOM? E SE EU VIRA UM VAMPIRO!"

Saiko, "já disse que você não vai"

Ycro, "você já mordeu alguém e deixou vivo pra saber?"

Saiko, "Não. Mais se minha mordida fosse contagiosa as pessoas que eu matei ira ter virado vampiro, mais elas morreram."

Ycro, "....não quero que você me mord-" antes que ele pode-se termina sua frase ele sentiu algo tocando seus lábios, sua mente ficou em branco por um leve momento ate ele notar o que estava acontecendo, Saiko estava beijando ele!.

— Ele estava preste a se debater quando sentiu algo quente invadir sua boca, Ele ficou sem reação, pouco a pouco a energia de seu corpo falhava, Ele estava sendo beijado ferozmente em meio aquele lago, Ycro sentiu um calor enorme passar pelo seu corpo, ele desejou se separar para tomar um ar, mais saiko segurou seu rosto com uma mão, depois de alguns segundos ambos se separaram com respiração agitada ycro falou irritado com dificuldade, "....Por que... do..nada....?!.

Saiko não respondeu nada apenas descendo um pouco ate o pescoço alheio e deu um beijo ali, ycro sentiu um arrepio subir pelo corpo, "E-ESPER... ÃH!". Ele sentiu uma leve dor prazerosa em seu pescoço Urgh..Isso dói.. e como se minha energia fosse sugada .

Sua mente estava ficando embaçada e confusa ele apenas pode se sentir sendo sugado por saiko, aquelas presa realmente doia, um curto tempo Saiko tirou suas presas que estava perfurada em sua pele e o olhou, sua boca estava pingando, ycro quando sentiu aquelas presas sair do seu pescoço acabou soltando um leve gemido de dor.

Saiko puxou ycro para fora do lago o deixando deitado sobre o gramado, Ycro focou sua visão no rosto do Saiko, a luz da lua refletia sobre ele, os olhos vermelhos eram forte e intensos, Ycro ergueu a mão e tocou o rosto dele, "....p..por que seus... olhos... mudam?...".

Saiko não o respondeu, ele pegou a mão dele e a beijou, "...Esta falando coisa com coisa.". Ycro se levantou ficando sentado frente a saiko com sua mão ainda sendo segurada, "....não estou...". Saiko tocou onde mordeu, Ycro sobressaltou, "você e bastante delicioso, acho que eu seria capaz de te sugar todo".

Ycro riu por alguma razão, "H-Hahaha.haha, ugh.. ha.", saiko o olhou confuso, " do que esta rindo?", ycro replicou, " e-e.. e que.. você falando...desse jeito.. parece.. outro sentido.. hahah". Saiko soltou sua mão o olhando, seus olhos ainda continuava vermelho vivo, Ycro ainda rindo logo ele abriu os olhos, assim sua visão foi pega na barriga do saiko onde havia uma marca de machucado, ainda estava costurada. Ycro rapidamente parou de rir tocando ali, "..o que foi... isso..?".

Saiko se levantou tirando a mão dali caminhando ate onde ele deixou suas roupa jogada, "não e nada". ele vestiu apenas suas calça e pegou o resto das roupa e voltou sentando ao lado do ycro, Ycro se deitou na grama bloqueando sua visão com o braço respirando devagar. "..isso doeu filho... da puta.."

Saiko levantou, "vamos, vamos achar seu acampamento.", saiko ajudou ycro a se levantar, ycro ainda sentia seu corpo fraco mais mesmo assim continuou a andar do lado do saiko." eles caminharam ate achar uma parte clara da floresta, era a luz da fogueira. Saiko parou ali indicando para ycro ir.

Ycro foi ate lá, todos tomaram um sustos dele se aproximando meiaum se levantou rapidamente e correu ate ele, "CARA! você finalmente apareceu? onde você foi?" quando ycro estava preste a inventar uma desculpa meiaum notou a marca em seu pescoço que ainda sangrava, "mais..oq... YCRO O QUE E ISSO?! Você foi atacado?!! ". ycro percebeu e cobriu imediatamente, "não...não se preocupe isso não e nada , eu estou bem, apenas fui ali e me perdi hahaha, xhau passar bem, vou pra minha barraca." ele fugiu dali e correu em outra direção ate sua barraca onde entrou e se sentou suspirando.

EU fui mordido...mordido....eu vou ficar bem?, ele tirou seu casaco e sua blusa encharcada, ele pescou na mochila um espelho onde olhou a marca, "quando ele me mordeu..eu me sentir estranho." ele colocou o espelho de lado e vestiu uma camisa extra que tinha trazido e se deitou para descansar. 

"..."

Ycro não conseguia dormi, ele se virava pra lá e pra cá, não aguentando mais aquilo ele resolveu se sentar, parece que já era um pouco tarde todos estavam dormindo e a fogueira estava  apagada, 'URGH. ' ele se levantou e saiu da barraca indo em direção da floresta, ele andou um pouco ate para e chamar pelo saiko, "saiko! cadê você". e chamou mais algumas vezes ate saiko aparecer em suas costa que o fez recuar, ele já estava vestindo a roupa de cima , "então?~por que me chamas ? sentiu saudades da minha cara foi ?".

Ycro franziu as sobrancelhas, "não. apenas senti minha consciência pesada" ele ergueu a mão agarrando o braço do saiko o levando ate o acampamento, saiko ficou surpreso e confuso, "ãn? que esta fazendo?" ycro não disse nada acelerando o passo, "me pergunto o mesmo!".

Ycro puxou saiko ate sua barraca que o fez deitar ao seu lado, ycro cobriu os dois, "pronto.". Saiko ficou mais confuso, "?????????????????". ycro ergueu o olhar para ele e murmurou, "fiquei ai" .

Saiko apoiou a cabeça em seu braço, "reee. não era você que não gostava que eu dormisse ao seu lado?, o que deu em você agora hah" ele sorriu.

Ycro ainda estava desconfortável, "essa sua mordida me não me deixa dormi.. e ainda por cima doi.."

Saiko, "ããn certo. sente-se" saiko se sentou esperando que o outro senta-se também.

Ycro pensou algumas vezes antes de se levantar e logo fez o mesmo, "por que me pediu pra mim se levantar?"

Saiko colocou a mão no queixo com as pernas cruzadas, "tire sua blusa."

Ycro hesitou, "por que?"

Saiko se inclinou ate ele, "se você não tira eu mesmo farei isso".

Ycro o empurrou virando a cara, "tá, tá eu vou tira." 

Saiko voltou a se sentar na mesma posição esperando o outro tirar a blusa, ycro ficou parado por um tempo ate fazer o ato, "pronto?". Ycro tinha tirado a blusa revelando a parte nua de seu peito. Saiko olhou um pouco aquilo, "certo deixe-me ver a mordida, venha aqui".

Ycro se aproximou devagar sentando de costa para saiko, Isso e desconfortável...Saiko pressionou a mordida um pouco, ycro gruniu um pouco, saiko observou mais um pouco a mordida não aguentando mais ele lambeu ali, Ycro soltou um "mn."

Saiko acariciou a cintura alheia dando um pequeno chupe em seu pescoço, A mente de ycro começou a fica embaçada novamente, ele escorou sua cabeça no peito alheio,"o que.. pensa que esta fazendo..."

Saiko riu, "não esta obvio?" Saiko deitou ycro onde havia alguns lençóis, Ah! de novo os olho dele ficaram vermelho... Saiko beijou seu pomo-de-adão percorrendo ate seu peito, Ele deu um leve beijo em seu peito em seguida começou a lambe-los. Ycro se estremeceu, "e-ei.. você..não esta pensando em... fazer aquilo...ne..?".

Saiko soltou uma leve risada, "essa pergunta foi meio boba~" ele seguiu brincando com os peitos alheio, "o que você acha disso?",

 Ycro arfou um pouco, " I-I..isso e algo que se pergunte...?" ele virou a cara para o outro lado.

Saiko sorriu descendo um pouco mais abaixo, ele beijou a parte perigosa de ycro antes de abaixar suas calça, ele pegou aquela parte quente e tomou em seus labios, Ycro fechou os olhos soltando alguns suspiros, Ele beijou e lambeu aquilo ante de enfiar por completo em sua boca.

Ycro arfou um pouco,"ãnh,.. v-você e r-..realmente um.. babaca..."

Saiko ignorou o que ele disse e continuou a sugar aquilo, Ycro correspondeu com uma ereção, Isso e bom.., Depois de um tempo Saiko sentiu algo quente em sua boca, tinha um cheiro de Almíscar, ele soltou aquilo e ficou sentado, Ycro percebeu e se levantou rápido, "ei cospe isso."

Saiko o olhou ainda com a boca fechada sem dizer nada o empurrou de volta para deita-lo, ele cuspiu aquilo na mão, "seria uma pena desperdicar isso~", ycro o olhou confuso, "...oqu- ãnh~.. o que...v-você.." Saiko havia enfiado seu dedo dentro do ycro, "desculpe~desculpe~." Ycro não se impedi-o de se contorcer um pouco arfado frequentemente, "...I-isso realmente.. e demais pra..mim... urgh..~", saiko enfiou seu segundo dedo o movendo um tanto rápido.

Ycro soltou um leve gemido,"..p-para...ãnm.", Saiko retirou seu dedo, Ycro fechou seus olhos suspirando. Um choque repentino invadi-o seu corpo, com o susto ele soltou um gemido mais alto tampando sua boca logo em seguida, Saiko havia se empurrado para dentro, "ops~."

nt/ A cara de todo mundo no acampamento: ������

Ycro envolveu suas perna na cintura de saiko se contorcendo de prazer, saiko se empurrou um pouco mais, Ycro soltou um gemido abafado. Saiko se empurrou por completo para dentro, repetindo um movimento um pouco bruto que ycro já não conseguia mais tampar sua boca liberando doces gemidos.

saiko se ergueu e o beijou entrelaçando suas línguas aquilo ficava mais intenso, "bwah..~... sai..saiko..", Ycro ergueu suas mão envolvendo na pescoço do saiko, Saiko levantou um pouco as pernas do ycro ycro investindo cada vez mais bruto. Um ataque de prazer percoou sobre o corpo de ycro, o corpo de ambos estava encharcado de suor.

Era a primeira vez que ycro fazia isso com alguém, ele jogou sua cabeça para trás deixando seu pescoço exposto, saiko aproveitou aquilo e o mordeu novamente, mais dessa vez ele não o mordeu para fura-lo e sim para marca-lo.

Depois de alguma horas, ambos se liberaram, ficando ambos ofegantes, saiko se levantou um pouco chamando ycro, "ei ycro..a? ycro?" saiko chamou ele algumas veze.

Ele dormiu??. serio??...

 


Notas Finais


eu vendo que esse arco vai me mata :).... n sei na minha mente veio os cara do acampamento ouvindo os gemidos e começei a rir kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk q retardada eu sou


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...