História Nada será como antes ( camren version) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Fanfic, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Lésbica, Lgbt, Love, Medicina, Nada Será Como Antes, Normani Kordei, Psicologia
Visualizações 92
Palavras 2.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hola minhas bb. Eu literalmente acabei esse capítulo 2 minutos atrás. E já to postando pq amanhã seria bem difícil. Já aviso que se tiver erro só corrijo depois e olhe lá. Bjs. Boa leitura!

PS: hoje eu percebi que nunca me apresentei pra você. Prazer, tia Carol. Enfim. Não me matem no final do cap!

Capítulo 13 - Sufoco


3 meses depois.

 

Camila Cabello.

Flashback on

- Vocês sabem ou deveriam saber que o HIC é um dos maiores e melhores hospitais do Brasil, tanto na cardio quanto no trauma seguindo da área psicológica e neurológica. A função de vocês aqui independente da área que desejam seguir. Todos iram passar pelo sufoco.

- sufoco?

- O sufoco, como eu gosto de chamar, é o período em que vocês irão exercer o que aprenderam no período, irão lidar com pacientes em crise, pais preocupados com seus filhos, filhos que perderam os pais em sua frente, jovens que tentaram suicídio. Dentre outros. A obrigação de vocês é detectar a DOR. Detectar o problema. O motivo do problema. Resolver o problema. Depois do primeiro período vocês podem escolher seguir especialização na clínica ou seguir no sufoco. 

- Desculpem, mas nós não ouvimos falar sobre isso na faculdade. Pelo menos não nos hospitais Brasileiros.

- Bom. O sufoco é um programa interino do HIC aprovado por lei há 5 anos atrás. Vocês são a 4° turma do programa, como eu disse é algo que foi inserido no hospital recentemente mas que diminui o índice de moralidade em 30% e fazendo do programa uma realidade em outros países. Depois do semestre no sufoco. Vocês poderão escolher seguir como psicólogos e cirúrgiões do trauma ou continuar na clínica.

- Então isso quer dizer que seríamos bipados como os médicos a qualquer momento e teremos que estar aqui mesmo fora do nosso turno? - pergunto

- Muito bem Srta. Cabello. Vocês serão treinados para lidar com dificuldade de risco. Muitos pacientes escondem seus verdadeiros sintomas. As vezes uma dor de cabeça pode ser um tumor cerebral gerado ou sentido somente  por uma discussão família, e depois de anos eles irão descobrir. Vocês não médicos, sabemos disso. Mas foram e serão treinados para pensar além deles. Vocês conhecem como funciona a mente humana. Como identificar uma mentira. Lidar com uma crise de ansiedade ou com uma mãe que perdeu o filho. Agora vocês serão treinados para o sufoco. E é por isso que eu apresento-lhes os médicos que iram treinar vocês.

- Olá. Eu sou o Dr. Edgar Issartel. Cirurgião geral. E junto com o Dr. Lignez (Ortopedia),  Dra. Clarice e sua residente chefe Dra. Keana (Cárdio), Dr. Eduardo, (Trauma) e Dra. Normani (Neuro).  Iremos ser seus novos professores. A carga horária de quem escolher o sufoco ira dobrar. Você estará assim seguindo carreira como médico e psicológo. Como a Dra. Renata disse, vocês irão  cursar dois excelentes cursos ao mesmo tempo. Um recurso muito raro  cursar em 5 anos o que um médico normalmente cursa em 8! Psicologia e trauma,  um complementando o outro. E eu digo com toda certeza. Só restará um de vocês. Então se forem desistir desistam agora. Não irei perder tempo com iniciantes.Ou vocês são capazes ou não são médicos no HIC.

 

Flashback off.

Agora.

-Trauma no leito seis, mais vítimas chegando. Uma parte do shopping desabou. Precisamos de todos de plantão. 

-  Issartel, sete. Castelar, seis. Cabello, nove. VAMOS VAMOS!!!

........

- Paciente Felipe Boaz, 17 anos.  Foi esmagado por um grande pedaço de concreto. Sua tomografia está ok. Seu histórico não mostra problemas como diabetes ou impertenção. Seus sinais vitais levemente apresentam bradicardia.

- Eu estou ótimo. Só um pouco de cansaço. Literalmente uma tonelada caiu sobre mim. 

- Então o pequeno galã gosta de piadas. Vem, vou te examinar.

- Você não é psicológa? Sabe. Está no seu jaleco. A propósito. Camila é um lindo nome.

- Além de galã é galanteador. 

- Eu sei. Eu sei. Se você fosse hetero eu teria chances.

- Não vou nem perguntar como você ficou sabendo sobre isso.

- Pois é. Essas enfermeiras são mais atualizadas que o jornal. E você não respondeu a minha pergunta.

- Eu sou psicóloga e cirurgiã de  trauma em formação.

 

Flashback on

 

- Paciente Nathan Gomes, 16 anos sofre  com distúrbio alimentar. Após 3 dias sem comer e se hidratar caiu no banheiro e bateu a cabeça a TC mostra hemorragia. O coração também foi comprometido por uso abusivo de remédios.

___/\___/\___/\__________

- O coração está parando. Começar massagem.

- 1. 2. 3. 1. 2. 3.

- ALGUÉM CHAMA O DR. EDGAR

- 1. 2. 3.

- DESFIBRILADOR!

- Carrega em 200. AFASTA!

- Vamos. REAGE!

- 250. AFASTA!

_________/\___/\____/\_____/\___

 

Flashback off

- Então você foi a que restou?

- Ela foi a que sobreviveu! Olá Felipe, sou o Dr. Edgar. A partir de agora serei seu médico. Bom, Felipe, sendo realista. Você destruiu seu coração pouco a pouco, hoje você sofre de bradicardia, o seu coração bate menos do que o necessário, por isso amanhã a tarde iremos colocar um marca passo. Alguma pergunta? - ele nega com a cabeça. - então ótimo. Te vejo mais tarde.

- Doutor, espere.

- Sim?

- Ele está mentindo. - digo. - Ele nitidamente está abusando de remédios, e sabe que os mesmos iriam afetar o coração, e sabia mais ainda o que aconteceria se continuasse tomando. Os 20 minutos que passei naquele leito me confirmaram isso. Ele foge de perguntas fazendo outras sem que percebermos, sua linguagem corporal geralmente aflita.

- Bom trabalho Srta. Cabello. Vejo que minha filha anda com boas e inteligêntes companhias, então você vai internar o garoto?

- É necessário, acredito que nem a família saiba sobre sua condição. Um prédio caiu  sobre seu corpo e por um milagre nada o aconteceu, a irmã que o trouxe pro hospital. Sua família se quer estar aqui. Então sim. Eu vou interna-lo.

- Tudo bem, nos vemos hoje a tarde. Você vai me assistir.

- Mesmo? - meu deus. Eu estou com o Deus da cardio na minha frente e fico igual uma idiota. Tudo bem que não é minha especialização, mas mesmo assim é uma oportunidade incrível.

- Mesmo. Acredito que conhecer novos horizontes possa te ajudar a crescer na sua carreira. Aliás. Parabéns pelo sufoco. Keana estava certa sobre você!

.......

 

- Camila. Por favor, não. Você não entende.

- Eu entendo sim! Dois de menores sozinhos, eu preciso entrar em contato com a assistencia social.

- Próximos mês eu faço 18. - diz a irmã do garoto. - Até lá ele estará se recuperando da cirurgia no hospital. Por favor. Só não ligue pra assistência social.

- Eu vou ver sobre isso. Mas até lá vocês precisam arranjar um responsável. E Felipe, você sabe o que está acontecendo com você. E o que vai acontecer, não sabe?

-  Uhum.

- Como assim? - pergunta a garota sem entender. - O que está acontecendo?

- O seu irmão sofre de depressão pós traumática e guardou isso por muito tempo, e via remédios como uma forma de escape. Depois abusou demais deles, com consciência disso, o que fez seu coração ter um colapso. A falta de alimentação e hidratação também agregaram a isso. E eu sinto muito, mas você vai precisar de acompanhamento psicológico. Eu não sei o que aconteceu com vocês e com seus pais. Mas isso afetou muito o seu irmão. Agora eu irei deixá-los a sós. Acredito que tenham muito a conversar.

 

.........

 

- Foi a melhor experiência da minha vida, Dr. Edgar. Muito obrigada pela oportunidade.

- Você é muito inteligente Srta. Cabello! A cardio seria uma ótima opção, mãos firmes, destreza. Keana que se cuide.

- É uma ótima especialização, mas eu realmente me encantei com o trauma.

- Sem dúvidas você é excelente no que faz. 

Silêncio.

- Srta. Cabello. Poderia me dizer como descobriu que os problemas do garoto eram com remédios? Por um deslize esse garoto teria feito mais de uma cirurgia desnecessária.

- Ele ficou dependente dos remédios. Suas mãos tremiam então ele as apertava, estava sempre a alerta e as vezes calmo demais. O uso indevido de remédios em jovens com depressão é quase um padrão...

- Fascinante. Contudo você esquecer de mencionar que ele e a irmã são órfãos! Não podemos infringir a lei. Srta. Cabello. Mas por hora, como a irmã logo será maior, vamos deixar essa informação entre nós.  Boa noite.

.........

- Alô?

- Camila Cabello você deve estar pronta às 20:15. Estarei passando no seu Geraldo pra te pegar e vamos pro meu apartamento.

- Eu estou morta Keana. Outro dia, pode ser?

- Não. Sua folga é hoje. E adivinhe só, meu pai me deu folga também, ele não para de falar na " Srta. Cabello. "

- Sério que você vai me tirar da minha cama quentinha?

- Eu vou te tirar da sua cama quentinha pra você vir pra minha... Isso saiu meio errado, mas é sério. A gente pode assistir Shrek.

- Tá.

- Passo aí em 15.

......

 

Narrador

- Boa noite!

- Keana minha menina, como você está?

- Muito bem, seu Geraldo. E o senhor?

- Melhor do que nunca. Camila está descendo. Quer alguma coisa? Um cafezinho? Um bolo de limão. Ah minha jovem experiente os novos doces.

- Obrigado senhor, mas já jantei e estou muito satisfeita.

- A Camila também, ela já vai comida de casa, entendeu Keana? - Dinah diz ao se levantar do sofá.

- Você me percegue ou o que?

- Você que percegue a bunduda. Eu só estou aqui por causa do Sr. Geraldo. - após uma discussão de uns 15 minutos Camila desce e vai ao encontro de Keana e Dinah.

- Vocês são muito infantis! Vem Keana, eu preciso dormir.

- Espera. Keana por favor lembre-se de provar o vestido na quarta ok? Eu não quero uma madrinha feia no meu casamento. Você também Camila, eu juro que se você não estiver naquela loja eu mato você.

- Ta bom, é sério, eu preciso dormir. Boa noite pessoal.

- USEM CAMISINHA!

 

.....

- É sério? Já é a 3° vez nessa semana, eu não suporto mais a voz desse Shrek.

- E por acaso você tem uma ideia melhor? - pergunta.

- Sim. Poderíamos ver algo mais adulto, não acha?

- Hum. Pode ser. Quais as opções?

- Azul é a cor mais quente, 50 tons de cinza, e..

- 50 tons de cinza!

......

- Lauren...

- Hmm

- A gente tem que par.ar..

- Você quer parar? 

- Não!

Fazia minutos desde que o filme tinha acabado. Lauren obviamente ficou assanhadinha e explicitamente excitada. Não a culpo, nós estamos juntas a tanto tempo e se quer fizemos nada alem de nos beijamos e umas mãos bobas.

Ela senta-se em meu colo e deixa pequenos beijos no meu pescoço. Em seguida me beija.

- Hmm. Camil-a. Você tem certeza?

- Cala a boca, Jauregui!

 A mesma sela nossos lábios novamente com um beijo voraz e quente enquanto suas mãos estão mais a vontade e a procura de mais contato.Nossos amassos vão se alternado de meros beijos a chupões descendo até o meio de seus seios com apenas o sutiã. 

Tão lindos. Nem pequenos nem grandes, apenas lindos. Acaricio sobre o sutiã e ela geme. Olho em seus olhos pedindo para retira-lo, ela entende meu sinal e balança a cabeça em sinal de concordância. Seus seios agora expostos totalmente, mostram sua pele branquinha, meu desejo aumentou ainda mais. Comecei a massagea-los e em seguida alguns beijos.

Lauren não segurava os gemidos que saiam da sua boca, e pra mim soava como musica.

Chupei o esquerdo enquanto massageava o direito depois de um tempo troquei, agora acariciava o esquerdo enquanto brincava com o direito em minha boca. Desço dando beijos por todo seu corpo. Paro no seu short e tiro o mesmo deixando amostra sua calcinha da mesma cor que seu sutiã, preto.

Tiro a calcinha sem presa alguma e não deixando um segundo sequer de fitar seus olhos que agora se encontravam num verde escuro.

Dou pequenos beijos em sua coxa direita, mais um em sua virilha.

-Anda logo C~Camila.- Lauren, praticamente implora. Mas eu não ia fazer nada até ela me pedir com todas as palavras.

- Me diz o que você quer, Jauregui!

- Me chupa, Cabello!

Ver Lauren praticamente implorando que eu a chupasse me atiçou ainda mais. Dei pequenos beijos em sua intimidade e comecei meu trabalho. Lauren gemia como se não houvesse amanhã, seu corpo estava subindo e descendo conforme eu a chupava.

A morena coloca suas mãos em meu cabelo , fazendo um rabo de cavalo e o puxa, e em seguida goza.

Deito do seu lado ofegante assim como a mesma. Nos olhamos e ela vem me abraça, mas rejeito.

- O que... - diz confusa

- Ainda não acabei com você.

Como essa garota consegue me excitar tanto?

Até que rapidamente ela troca nossa posição e fica por cima.

- Eu também quero brincar....

- Camila.

- Camila?

- CAMILA?

- Oi?

- Você está bem? Você estava gemendo enquanto dormia. Tá sentindo alguma dor?

- Não.

 

 

 

 

 

~ Droga 

 

 

 


Notas Finais


Explicando o capítulo pra não haver dúvidas. Ele se passa 3 meses após o ano novo. O programa sufoco foi inventado pela minha mente perturbada, mas não é algo tão surreal, você pode sim fazer dois cursos ao mesmo tempo, porém é muito puxado... Então a Camila cursa psicologia e trauma ao mesmo tempo. Enfim. Acho que deu pra entender.

A Keana e a Camila não estão juntas, são apenas friends, porém pode e vai rolar uma amizade colorida. A Louise já está com 3 meses e vai se casar com o Otávio em duas semanas.
Lauren está namorando o Kaique, Verônica com Lucy e eu peço que vocês tenham paciência. Como eu disse a fic está apenas começando. A Lauren tem um momento e uma circunstância exata para aparecer e ficar de vez na fic. E me desculpem se as vezes eu demoroa a postar, eu realmente ando ocupada...

PS: ESSE NÃO É O HOT. EU NAO SEI FAZER HOT. esse foi só um gostinho de um capítulo que esta em desenvolvimento. Mas então, gostaram?
Até próximo capítulo. Xoxo

¡ COMENTEM !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...