1. Spirit Fanfics >
  2. Nada? Tudo.. >
  3. Entre o azul e as estrelas.

História Nada? Tudo.. - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


(Cheguei com mais um cap! Desculpem a demora, mas acho que as atts irão ser semana sim e semana não dependendo da minha criatividadekk então boa leitura! :)💙)

A playlist e a música tema estão nas notas finais!

Capítulo 3 - Entre o azul e as estrelas.


Fanfic / Fanfiction Nada? Tudo.. - Capítulo 3 - Entre o azul e as estrelas.

"Você é o que eu precisava

Mantenha-me envolvido pelo seu silêncio

Deixe-me me afogando em amnésia.."

~ 'VÉRITÉ, amnesia'.



JIMIN


Mais alguns metros e eu estaria no meu prédio.

Nunca quis tanto poder me jogar na minha cama e dormir mais do que os médicos recomendam para uma vida saudável.

Até a fome já perdi depois de comer os salgadinhos de pimenta e beber o suco de limão dentro do ônibus.

Derramei um pouco de suco com uma parada brusca em um sinal fechado, bem na minha cara, mas tudo certo.

Mais perfeita cominação impossível.

Até pensei em comer as bolachas de chocolate do Yoon para compensar o gosto de sal na boca (pois a sensação do doce depois do salgado é incrível) mas já estava me sentindo cheio e sem forças para fazer absolutamente nada.

Havia muito tempo que eu não me sentia desgastado e cansado desse jeito, de alguns meses para cá eu venho me esforçando demais para dar certo, junto à faculdade, trabalhos de meio período e estudando o máximo de tempo que posso em casa.

Então meio que faz sentido eu me sentir assim, certo?

Pesado como se estivesse carregando toneladas nas costas.

Até a biblioteca perto do meu apartamento eu estava frequentando, apesar de não ser muito fã de bibliotecas, não me leve à mal, eu só não consigo estudar com várias pessoas em volta de mim, prefiro a companhia do meu fone de ouvido e de preferência com músicas calmas ou que me façam relaxar como lo-fi ou músicas clássicas.

Da última vez que eu entrei lá me senti sufocado. É um lugar bem pequeno digamos e com livros demasiados, é aconchegante mas eu não consigo me concentrar muito bem.

É complicado de entender, eu sei.

Após minha saída do hospital eu realmente entendi o que era calmaria, e é disso que eu preciso, paz, só até o Yoongi cansar da minha cara de cachorro perdido e me fazer procurar outro emprego.

E não, não é porque eu tenho um pequeno probleminha auditivo que não posso escutar minhas músicas favoritas.

Ou muito menos estudar o que amo: Produção Musical.

Quando eu era bem pequenininho minha mãe realmente não gostava muito dessa paixão que eu nutria por música, então para me deixar um pouquinho feliz que fosse, ela me dava uma horinha pra escutar um pouco de música e sempre eram as mais calmas, ela era uma mãe realmente preocupada.

E eu a entendia, mesmo sendo muito pequeno.

Até hoje eu ainda sinto um pouco de dificuldade em escutar certos sons sem o aparelho auditivo principalmente quando eles são muito altos e em grande proporção, mas anos atrás era muito pior, mas fui melhorando com o tempo e com certos cuidados.

Hoje em dia eu só tenho uma pequena deficiência auditiva leve. O que não me impede de ouvir música ou ir à lugares cheios de gente.

Às vezes eu tentava pegar uns discos da mamãe mais animados escondido mais ela sempre parecia saber e me pegava no flagra!

Eu realmente era bastante atentando quando criança, por esse e mil milhões de outros motivos a música é tudo pra mim. Assim como a mamãe.

Espera.

Porque parece que eu acabei de ver o irmão do Yoongi na minha varanda? Respira Jimin. Deve ter sido uma alucinação.

Eu estou me aproximando do meu apartamento, mais especificamente quase na frente dele e já consigo ver a minha varanda com a luz acesa daqui, no quarto andar.

E, é. Acabei de ver o chato do irmão do meu melhor amigo debruçado no parapeito, provavelmente no telefone.

Apesar de eu querer acreditar que é alucinação pelo estresse, não é, porque eu sei que ele já estava para voltar de viajem à um tempo.

Como os pais do yoongi foram morar fora do país à alguns anos, eles sempre vão visitar os pais e como esperado dessa vez o yoon não foi por causa da faculdade e nas próximas férias de verão será quando ele vai de novo, apesar de não parecer animado sempre que precisa ir visita-los.

Mil perdões yoongi mas o seu irmão é um pé no saco!

E sim, eu tenho meus motivos.
Posso explicar!

Quando viemos morar nesse apartamento havíamos combinado algumas regras em relação à convivência no apartamento, apesar de dividirmos tudo, ele gosta de convidar algumas pessoas às vezes, enquanto eu gosto de silêncio e paz, cada um com seus requisitos.

E até que funciona bem. Atualmente.

Porque se formos relembrar como foi a primeira semana nesse lugar.. na verdade acho melhor nem lembrar. Foi um desastre.

Todo dia parecia que um furacão tinha passado pela casa, mas era apenas as partituras do yoongi jogadas pela sala enquanto, bom.. eu ficava na parte da bagunça das roupas.

E o irmão do Yoongi.. bom, ele só piorava tudo, sempre aparecia por lá quando eu estava estudando ou quando era dia de faxina, o que até era bom porque até o Yoon obrigava ele a ajudar.

O ponto é que: ele faz questão de me irritar como todo mundo!

E ainda tem a cara de pau de dizer que esqueceu, o que com toda certeza vai ser o que ele vai dizer quando chegar lá.

"ah.. hoje é sexta?? desculpa chim, nem tinha notado.."

Acho que amanhã eu vou passar o dia dormindo para ver se acordo com o meu humor melhor, às vezes funciona.

Passo pela portaria, sigo para o elevador e aperto o botão do 4° andar assim que o elevador chega.

Antes que as portas do elevador se fechem por completo, como em qualquer filme ou verdadeiro clichê, alguém aparece correndo e empurra as portas para que em seguida se abram novamente e entre no elevador.

Morto de cansaço nem me dei ao trabalho de virar o rosto para ver quem é, juro que não é preguiça.

Mas continuando o clichê, o ser desconhecido aperta o botão do 4° andar logo depois de mim.

Confuso, eu apenas balanço a cabeça para os lados enquanto continuo com ela abaixada equilibrando as sacolas de compras nas mãos, a a pasta que a Anjo Sun me entregou e a bolsa do meu querido ex-trabalho nos ombros.

Como ele não viu que o botão já estava acesso?
Ele parece realmente com pressa.

No segundo andar já parecendo mais calmo ele se  encosta na parede do elevador e o ouço suspirar.

Me viro apenas para confirmar se é uma pessoa tão tapada como parece ou se é apenas alguém cansado como eu, mas realmente o susto que eu tomei não valeu à pena.

O garoto alto e de cabelos azuis do meu lado já me olhava e não sei quem ficou mais surpreso, ele, eu ou a sacola de doces que eu estava segurando e acabou se esparramando que nem batata pelo chão.

E no automático eu e ele nos abaixamos para colocar tudo de volta na bolsa enquanto eu equilibrava a sacola de pães no outro braço.

ー T-tudo bem? ー fofo. Realmente ele foi o que ficou mais nervoso.

Equilibrando a sacola quando ele pega a latinha de cherry coke e põe ela dentro da mesma me entregando eu murmuro um sim baixo concordando.

ー Obrigado por.. me ajudar. ー  Mais clichê que isso não pode ficar. É impossível. Matematicamente improvável.

ー Ah, por nada.. você.. hm.. ー Ele faz uma careca de como quem escolhe bem as palavras para não falar nada errado. ー Você.. mora por aqui?

ー Uhum.. moro sim, você também? ー Ele parece pensar mais um pouco e balança a cabeça como em sinal de negação. Logo depois respirando fundo.

Porque em santa consciência eu disse à ele que eu moro aqui?

ー É um amigo meu que mora aqui.. ー Um amigo? Não é como se eu conhecesse todos os moradores de qualquer forma.

ー Ah.. ー E lá vem o silêncio desconfortável que acabou de nascer.

Logo depois o elevador se abre e eu saio primeiro em direção ao meu apartamento o mais desesperado para tirar os sapatos possível. E só depois notando que o mesmo cara do elevador vem em minha direção enquanto procuro a chave na mochila.

Pronto vou morrer antes mesmo de me formar na faculdade, não foi assim que imaginei meu futuro brilhante.

ー Você mora aqui..? ー Ele diz olhando o número do apartamento na porta e ajeitando seus óculos fofos. Tomare que ele não seja um psicopata fofo.

ー Não, eu achei essa chave no jardim e só queria ver como era dentro. ー Eu acabei dizendo de forma irônica mesmo que com uma revirada de olhos, agora não sei se tentando entender onde ele quer chegar ou se para descontrair por que eu estava tenso.

ー Nossa- ー E ele começou a rir? É sério??

ー O que foi?

ー Você é engraçado, eu meio que estava ligando os pontos só não estava acreditando, você mora com o Yoongi hyung então? ー Ah, agora eu entendi tudo. O Yoon é o tal amigo dele.. hm.

ー Se eu não estivesse tão cansado eu discutiria um pouco mais contigo, mas deixa pra outro dia ok? Como conhece o yoongi? ー Me virei tirando o molho de chaves do bolso (me lembrando que estava ali) e abrindo logo a porta do apartamento.

ー História para outro dia não é? ー Ele disse sorrindo de canto.

Quando abro a porta damos de cara com o yoongi jogado de pernas pro ar e de cabeça para baixo no sofá enquanto o Namjoon (irmão do Yoongi) estava agora no chão sentado enquanto assistia alguma coisa aleatória na televisão.

ー Yoon, tem visita aí. Expulsa. ー Tirei os sapatos os deixando do lado da porta de entrada logo colocando a sacola de doces em cima do balcão do lado esquerdo que divide a cozinha americana da sala.

ー Quanta consideração, sabia que eu ajudei ele com as sacolas? ー O smurf disse ganhando um olhar indignado meu.

ー TaeTae! Está atrasado 20 minutos sabia? ー Agora quem fala é o Yoongi ignorando a minha e a fala anterior do azulado.

ー Meio que não foi minha culpa, o Tan meio que passou mal, então tive que correr o dia inteiro hoje.. ー Ele diz um pouco cabisbaixo.

ー Tudo bem.. espero que ele fique bem. Perdoado. ー Yoon diz enquanto abraça o estranho de azul quando ele senta ao lado de Yoongi no sofá.

Respirar fundo. Respirar fundo..

ー Yoon, hoje é sexta! Sério isso? ー Todo mundo parece chateado de uma hora para outra com a minha fala, Yoon apenas balança a cabeça em negação.

ー Nós vamos sair. ー Ah, eu.. agora que notei como estão vestidos, faz sentido..

ー Ok.. ー Certo. O que eu fiz dessa vez?

Eu não falei nada demais falei??

Pigarreio apenas voltando à tirar minha mochila das costas e observando um pouco de.. um sentimento que não consigo decifrar no rosto do azulzinho.

Ganhando um sorriso brincalhão do Yoongi eu apenas aponto para sacola e aponto de volta para ele vendo que ele entendeu o meu recado e rumo em direção ao quarto.

Eu devo parecer um chato assim, mas é apenas mais um dia ruim, eu juro que não sou assim. Pelo menos até.. até..

Até onde minhas memórias se recordam.

Depois de tomar um banho rápido, escovar os dentes e vestir uma roupa leve para dormir saio do quarto somente para confirmar se eles já saíram ou não e pegar um pouco d'água.

ー Eu vou dormir..  ー Digo passando pela mesa da sala enquanto yoongi parece querer protestar contra a idéia ao tentar se levantar e falhando miseravelmente ao cair de bunda no chão quase acertando o estranho do cabelo azul.

Enquanto isso sigo em direção à cozinha pegando meio copo de água para beber, nem me recordo da última vez que fiz isso hoje, foi tudo tão..

ー ..corrido? ー Yoongi diz agora já se apoiando em cima do balcão americano que divide a cozinha da sala.

ー hm..?

ー Você parece exausto.. teve um dia corrido não é? ー Agora em pé novamente ele me encara esperando uma resposta.

ー Corrido? Existem palavras piores pra isso, você pode fazer melhor Yoongi.. ー Mesmo dizendo tudo isso em tom de brincadeira eu sei que ele me entendeu perfeitamente e é a sua ação seguinte que reforça o meu pensamento.

Yoongi me abraça, um abraço de urso e sem estruturas eu não posso fazer nada à não ser retribuir. Ele faz isso desde quando eu o conheço, mesmo que eu esteja triste, feliz, cansado, com raiva ou até enjoado, ele me abraça.

Quando eu estava no tédio à alguns meses atrás, apenas rolando os canais pela TV enquanto jogava currículos aleatórios em sites pelo notebook, ele sentou do meu lado no sofá e me abraçou.

Quando eu perguntei o porque de todo carinho de novo, ele apenas respondeu que abraços são inofensivos e que não existe motivo ou momento certo para eles, nós que decidimos isso e basta a outra pessoa querer retribuir ou não.

Depois nesse mesmo dia após ele ter ido dormir eu fiquei pensativo e retirei algumas coisas à mais de seu comentário, afinal haveria realmente tempo certo para as coisas?

Qualquer coisa?

O tempo passa, a cada momento coisas novas aparecem e acontecem, talvez o momento certo nunca chegue e cabe a nós escolher quando ele deve acontecer, agora, amanhã, no futuro, o que também é importante lembrar que o agora é muito mais seguro do que o amanhã, porque talvez o amanhã ou um possível futuro nunca chegue a acontecer.

O mais triste disso tudo é que mesmo tendo refletido e chego nessas conclusões todas eu levo isso pra minha vida e ao mesmo tempo não, porque eu acabo não colocando tudo o que penso em prática.

Parece realmente algo triste e melancólico, mas quando ele me abraça eu acabo me lembrando e sentindo toda essa gama de sentimentos que acaba trazendo pra mim.

Um abraço de uma única pessoa nunca importou tanto pra mim e eu também nunca pensei que algo tão simples pudesse significar tanto.

Yoongi salvou meu dia com um pequeno gesto e eu sempre apreciei muito isso nele.. eu só.. não consigo demonstrar como ele faz também.

Talvez.. eu esteja quebrado em algum lugar, como se estivesse faltando um parafuso ou um pedaço mesmo que mínimo.

Depois de alguns segundos apenas abraçados e de beber minha água eu pego uma maçã na fruteira enquanto yoongi não para de perguntar se não quero sair com ele e os outros dois caras que acabaram com as bolachas de chocolate do yoon.

Quando sou eu que como seus doces só falta ele me matar..

Eu rejeito educamente sua oferta e a pressão pesadíssima que o tal do avatar faz em cima de mim, dizendo que eu preciso afogar minhas mágoas e meu cansaço fora de casa.

Mas isso sequer faz algum sentido pra mim, eu só preciso dormir e vou acordar bem melhor, afinal a bebida nunca ajuda em muita coisa, muito menos uma ressaca.

ー Eu vou ficar bem hyung, só preciso dormir. Tive um dia cheio. ー Digo quando já estou entrando no quarto indo me deitar e pondo a maçã na fruteira de volta.

ー Tudo bem então. Você é um cabeça dura mesmo! Não vou voltar amanhã tão cedo, então trate de acordar no horário e sair de casa pra fazer alguma coisa se não eu venho e te arrasto pra fora dessa cama, entendeu?

ー Sim, capitão.. ー Digo já bocejando.

Ele disse alguma coisa sobre arrastar a cama, não foi?

ー O amor de vocês é diferente.. ー Diz o- ah quer saber? Esquece, não sei o nome dele mesmo. ー E ah, meu nome é Taehyung, prazer Jimin, sonhe comigo! ー Ah, agora ele tem um nome. E ele acabou de piscar pra mim. Ninguém merece.

Essa intimidade ele tirou de onde?

ー Vamos Tae. ー Agora quem fala é Namjoon já arrastando o smurf pra fora do apartamento.

ー Se divirtam, tchau. ー Digo pro único que não 'tá enchendo minha paciência vulgo Namjoon e ele me olha assustado, provavelmente eu nem o cumprimentei hoje.

E vamos de "eu joguei minha educação no lixo" porque eu tenho certeza que meus pais me deram um dia.

Dou uma última olhada em Yoongi que fecha a porta do apartamento e passo no banheiro do meu quarto apenas para apagar a luz que deixei ligada.

Deixo meu aparelho auditivo dentro de sua caixinha na segunda gaveta da mesinha como sempre e fecho as cortinas.

Eles três realmente devem formar um trio e tanto..

Depois de apagar as luzes do quarto e ligar o abajur, eu percebo algo perto do meu travesseiro.

É uma caixinha azul bebê com desenhos de coelhinhos para todo lado, parece algo que provavelmente seria um efeite em chás de bebê ou algo do tipo, ele tem uma fita verde claro amarrada em volta formando um laço logo acima da caixinha.

Sem endereço, nem bilhete, nem um destinatário.

Concerteza não podia ser o Yoongi, ou podia? Eu havia acabado de conhecer o Taehyung e o Namjoon não me daria nada, certo?
Sunmi.. não fazia sentido, não havia nenhuma data especial.

Sem controlar minha curiosidade decidi abrir a caixinha que era um pouco maior que a minha mão, logo depois de tirar o laço e abrir a tampa tudo que eu encontro ali, além do perfume delicioso de lavanda é uma estrelinha de papel, tipo origamis.

Só que uma estrelinha. *!
Do tamanho de uma tampinha de garrafa.

Não parece ser uma brincadeira de mal gosto, porém como é bonitinha e parece ter dado trabalho para fazer, além de não parecer fazer mal algum, a ponho de volta na caixa.

Não há absolutamente nada escrito, nem no fundo, nem atrás, em lugar nenhum e nem uma pista de quem seja.

Meu corpo fica cada vez mais pesado e não consigo mais segurar o peso da derrota, meu sono finalmente chegou com tudo.

Guardo a caixinha na gaveta da mini mesinha do lado da cama, colocando o celular para despertar às dez de amanhã e verificando que ainda são oito e meia da noite.

Quando em deito lembro de avisar à Sun que está tudo bem, escrevo tudo errado, mas consigo avisar que estou indo dormir e confirmar que amanhã nos encontraremos na biblioteca.

Apago o abajur, não sem antes me lembrar de me cobrir completamente e abraçar minha almofada de dormir.

A luz do poste ilumina as cortinas e entra pelo quarto atravessando as cortinhas branquinhas com desenhos de planetas e não tem como não notar em como a lua está brilhando hoje.

Apesar disso tudo, não tem estrelas no céu.

E antes de apagar completamente eu vejo alguém, não sei se em sonho ou em carne e osso, mas eu vejo. Como em um flash de memória.

Não sei há quanto tempo eu venho tendo esse sentimento de que estou esquecendo de algum detalhe importante. Mesmo sendo frustrante acho que venho sentindo essas coisas desde a saída do hospital.

Por mais que eu tente me lembrar e não consiga, eu conheço e eu tenho certeza que já o vi (ou a vi) antes, não consigo reconhecer seu rosto.

É frustrante e.. eu não sei se é bom ou ruim.

Pego o celular novamente da mesinha e adiciono uma nota ao despertador antes de cair no sono:

"Lembrar de perguntar ao Yoon sobre a caixa azul."


Talvez a pequenina estrelinha de papel da caixinha tenha roubado o céu por hoje.


Notas Finais


⭐ #entreasestrelinhas



💙 Música Tema:
https://youtu.be/kpzBU4sj_4w

💚 Playlist:
https://open.spotify.com/playlist/6dvoQSLpizMxFngiwsfjoM?si=FY4dB-yxSeW8JHxIX-zB-w

yas, chegamos ao final e olha, fiz uma thread no twitter sobre alguns dos personagens!
(me siga no twitter também @/ursonoinverno)

💛 LINK:
https://twitter.com/ursonoinverno/status/1239374461792587776?s=19

(quando eu colocar esse sinal (*!) será quando eu fazer alguma referência ou for explicar algo. Bom desta vez eu marquei apenas para explicar as estrelinhas de origami :) 💫

Abraço de urso pra quem chegou até aqui! Muito obrigada mesmo! Até o próximo cap💙)

⭐ Estrelinhas de origami:
https://pin.it/4gjxFrV


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...