1. Spirit Fanfics >
  2. Nada vai ser como antes -Namjin- >
  3. Chapter 16

História Nada vai ser como antes -Namjin- - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


OIIIIEEE!!!

Então gente, eu sei que esse capítulo não tem uma das minha capas, mas como agora vou começar a postar pelo computador, vai ser menos provável que eu poste a partir de hoje capítulos com minhas capas. Sinto muito.

{Um spoiler: Namjin vai voltar?} kkkkk

Capítulo 16 - Chapter 16


Fanfic / Fanfiction Nada vai ser como antes -Namjin- - Capítulo 16 - Chapter 16

Namjoon pov.

 

Me encontrava em minha sala preenchendo algumas papeladas o mais rápido possível para ir embora logo, até que escuto a porta ser aberta e passos se aproximando de mim, sinto ser empurrado, com minha cadeira, até bater na parede, olho surpreso para a pessoa quando percebo que era Lalisa, ela sorri e se senta em minhas pernas com um sorrisinho sacana nos lábios. Enguli em seco tentando a tirar de meu colo, mas ela só se prende em meu pescoço.

_ Lisa, saí do meu colo agora! Antes que outro funcionário entra aqui e me encontra assim. – Falo sério ainda tentando tirá-la de meu colo, mas a mesma pega minhas mãos e coloca em volta de sua cintura, arqueio uma sobrancelha a encarando começando a ficar nervoso.

Ouço novamente a porta ser aberta e uma voz conhecidíssima ecoar em minha sala, logo a identificando. Jin.

Olho para a porta o vendo encarar nossas posições estático, empurro imediatamente Lisa de meu colo e tento formular uma fala, mas o mesmo me interrompe.

_ Então é isso seu trabalho extra? Você fica até tarde para me trair, seu cretino!!! – O mesmo se exalta vindo até mim com passos firmes e apressados, coloco minhas mãos em minha frente tentando o parar, mas ele estava decidido em me bater.

- P-Para Jin... N-Não é nada disso que está pensando, meu am – Ele me dá um tapa em minha bochecha esquerda, me fazendo o encarar surpreso, mas ainda sim triste.

- NÃO ME CHAMA DESSE JEITO, KIM NAMJOON! Quando você chegar em casa, suas roupas vão estar jogadas na piscina, seu Merda!! – Jin cospe palavras ríspidas em minha cara me deixando ainda mais triste, seguro seu braço com força o vendo querer me bater novamente, mas seguro sua mão que vinha em minha direção. – Me solta, Namjoon!

- Jin me escuta, não aconteceu nada, Lisa que apareceu em minha sala, sem autorização, e planejou esse barraco todo. É culpa dela, não minha!

- Lisa é uma cobra mesmo, mas sei muito bem sua antiga fama de Hétero, Namjoon, sempre tinha medo de você dar uma recaída, e esse dia aconteceu... E infelizmente foi hoje. Mas não vou ser bobo de aceitar você novamente. Como eu disse, quando chegar suas roupas estarão na piscina. Tchau! – Ele se se solta brutalmente e se afasta batendo minha porta com força, a fazendo tremer.

Encaro Lisa enfurecido, vou em sua direção e a prendo com meus braços, vejo ela se recuar e me aproximo de seu rosto ainda a encarando com ódio. Sussurro rente a seu rosto.

 - Sua cobra, está demitida, não quero vê-la nunca mais perto de mim! – Digo sério apertando seu pulso com uma força moderada, não tinha como ela me ferrar ainda mais, se fizesse isso, ela iria usar isso contra a mim.

A empurro até minha porta de meu escritório e grito para a mesma sumir, volto até próximo de minha mesa e soco a mesma com força fazendo um rachado na mesma, passo minhas mãos em meu rosto suspirando pesadamente.

 

Lembranças off

 Jin pov.

 

Olho atentamente para a grande porta de Namjoon, receoso por entrar, suspiro profundamente e me aproximo da mesma prestes a abri-la, sou parado por Sr. Kim me avisando que ele estava em uma reunião, assinto com a cabeça me sentando numas das cadeiras que tinha perto da porta do mesmo.

De repente escutamos o elevador abrir as portas e vejo Namjoon sair do mesmo arrumando seu paletó, assim que ele percebe minha presença ali, o mesmo fica surpreso, e do nada muda sua feição para irritado. Namjoon passa por mim me ignorando completamente, antes que ele entra em sua sala, seguro seu pulso o vendo ter novamente atenção a mim.

-Namjoon vamos conversar. – Peço olhando em seus olhos esperançoso, vejo o mesmo tentar se soltar, mas pego em sua outra mão o virando de frente para mim. –Por favor....

Observo seu semblante mudar para tristeza o que me fez sentir arrependimento por ter gritado e o xingando sem saber. Percebo que o mesmo concorda e abre a porta para mim, sorri lateral entrando esperando o mesmo, ouço ele avisar seu secretário que era para mudar seus compromissos, ele fecha a porta e caminho até a cadeira em frente a sua mesa me sentando nervoso.

- O que veio fazer aqui, SeokJin? – Ele se senta em sua cadeira e me encara esperando eu prosseguir.

- Eu vim aqui para te pedir... perdão. Sei que não mereço, depois de todos os xingamentos e brigas sem motivos, eu quero voltar. Pela nossa filha e por nós dois! – Via a expressão de surpresa em seu rosto, abaixo minha cabeça engolindo em seco. Ouço um barulho de algo pesado na mesa e sinto alguém levantar minha cabeça colocando um de seus dedos em meu queixo, percebo ser Namjoon.

Quando menos espero, o mesmo sela nossos lábios em um selinho demonstrando total carinho, levo minhas mãos para seu maxilar me levantando, sou virado e prensado em sua mesa, subi em cima da mesma pedindo passagem para intensificar o selinho, que foi concedida sem demora, ele coloca uma de suas mãos em minha bochecha enquanto a outra vai para minha cintura me ajudando a me posicionar sentado em sua mesa.

Separamos do ósculo somente por sorrir um para o outro e logo selamos novamente, sentia suas mãos ágeis começar a desabotoar minha camisa social e as minhas só seguia as suas, minha pele leva um choquinho por sentir suas mãos passeando em meu abdômen, faço o mesmo com seu corpo, mas minhas mãos vão para suas costas passando somente a pontinhas das minhas unhas em sua pele sentindo o mesmo arrepiado por isso.

Separamos pela falta de ar, encaramos um ao outro e sorrimos grande.

- Então é mesmo verdade? A gente vai voltar? – Ele pergunta receoso que fosse mentira, rio e assinto com a cabeça. Vejo sua felicidade e o mesmo novamente me beija, calmamente e atenciosamente.

Senti suas mãos descer para minha calça começando a desabotoá-la lentamente. No meio do beijo, mordia seus lábios inferiores e superiores fraco, laço seu pescoço com um de meus braços e levanto minha cintura para o mesmo tirar minha calça, sorrio ansioso quando nos separamos outra vez. O vejo olhar para minha cueca e sorrio malicioso, mordi o canto de meu lábio superior o vendo se agachar e começar a beijar minhas coxas, arfo abrindo ainda mais minhas pernas. Ele tira minha cueca e beija minha virilha delicadamente. Levo minhas mãos para seus cabelos os afagando junto com algumas puxadinhas leves. Senti sua boca em meus testículos os beijando cuidadosamente, logo sentindo sua atenção em meu pênis, o beijando e dando lambidinhas em minha glande, me fazendo gemer manhoso seu nome. De repente senti sua língua em minha entrada, levanto meu quadril para cima maltratando meus lábios observando todos seus movimentos masturbando meu membro sensível.

Olho para o mesmo de pé entre minhas pernas e o vejo tirar seu paletó jogando no chão, ele afrouxa sua gravata e se posiciona em minha entradinha, suspiro pesadamente observando o mesmo encaixar seu membro em minha entradinha, logo me penetrando por inteiro, gemi auto tombando minha cabeça para o lado fechando meus olhos suavemente.

- Ooww J-Jinnie...e-estava com ta-tantas saudades de vo-você…puta que o pariu! – Ele pragueja engrossando sua voz enquanto se movimentava lentamente, segurando minhas pernas firmemente.

- Aaaahhhh Jonnie....m-mais rá-pido. – Gemi baixinho me apoiando na mesa com meus cotovelos enquanto observava todos seus movimentos.

Ele para somente para arrumar uma de minhas pernas em seu ombro e a outra fica laçando sua cintura, ele coloca uma de suas mãos em minha perna que estava em seu ombro e a outra escorada na mesa, levo uma de minhas mãos para sua gravata sentindo aos poucos o mesmo se movimentar, até pegar numa velocidade que me fazia gemer auto seu nome sem me importar quem estava escutando. Percebo que a mesa já estava andando com os movimentos de Namjoon, ele sorri cafajeste aumentando ainda mais a velocidade me fazendo gritar de prazer, sem conseguir me controlar, derrubo todas as coisas que estava na mesa de Namjoon para o chão, sentia seus beijos em meus mamilos me fazendo puxar seus cabelos da nuca.

 

TaeHyung pov.

 

Desde que SeokJin entrou na sala de Namjoon, já desconfiava que algo barulheiro iria acontecer, mas na minha cabeça sempre foi gritaria, xingamentos e os dois se batendo, mas não que isso tudo ao mesmo tempo. Tampo minhas orelhas, extremamente envergonhado por escutar aquilo, vejo Hoseok passar em minha frente e ele se aproximar mais de mim.

- Taehyung, o que aconteceu? Está todo vermelho e com suas orelhas tampadas...-  Ele pergunta me olhando preocupado, quando ia responder, ouço um grito fino e mais arrastados da mesa. Olho para Hoseok ainda envergonhado o vendo tampar sua boca, sorrio fechado vendo o mesmo se segurar para não dar risada da situação. – Meu deus! Namjin voltou com força.

- Como sabe que SeokJin está aqui? - Pergunto tirando minhas mãos de meus ouvidos o encarando curioso.

- Sou melhor amigo do passivo aí dentro...ele me contou! – Ele diz rindo, acabo rindo também por sua risada ser contagiante.

- O que é passivo? – Pergunto ficando sério, o vejo ficar também, mas logo voltamos a rir.

- Isso é brincadeira, né? – Ele pergunta brincando, apenas nego com a cabeça ainda sorridente.

Assim que ele ia responder, percebemos que os gemidos acabaram, sorrimos comemorativo, mas logo essa alegria acaba quando volta um gemido fino chamando por Namjoon.

 

Jin pov.

 

Assim que acabo de gozarmos, Namjoon me vira de bruços e me penetra novamente, gemi manhoso olhando para ele por cima dos ombros, o mesmo coloca uma de minhas pernas em cima de sua mesa e cola seu peitoral em minhas costas, senti sua respiração em meu ombro e gemi sensível. Pego suas mãos as colocando abraçando minha cintura, senti seus beijos delicados em meu pescoço e logo senti ele ondular seu quadril contra minha bunda fazendo um barulho baixo, mas meus gemidos já deixavam bem claro quem me fazia gemer assim. De repente, não conseguimos nos aguentar e gozamos em jatos fortes, gemi manhoso jogando minha cabeça para trás cansado.

Namjoon abre a porta de sua sala e arrumo meus cabelos saindo da mesma dando de cara com Taehyung e Hoseok sorrindo maliciosos, rio negando minha cabeça envergonhado.

- Algum problema vocês dois? -  Namjoon pergunta sério colocando sua mão em minha cintura me puxando para próximo, sorrio me sentindo bem novamente.

- Nenhum, Sr Kim. – Taehyung fala se curvando, rimos e Namjoon nega a cabeça sorrindo.

- Estava brincando, Taehyung. Podem fechar a empresa mais cedo? Vou jantar com minha família hoje. – Namjoon diz dando um beijo em minha testa e sorrio tímido retribuindo o beijo também em sua testa.

- Aow que lindos! Podem deixar, vamos fechar e vamos naquele barzinho aqui perto. -  Hoseok diz sorridente e rio negando a cabeça.

- Cuidado Hoseok... não vai embebedar Taehyung, hein! - Digo o provocando fazendo uma careta maliciosa para os dois.

 

Logo nos despedimos deles e fomos para o estacionamento de mãos dadas, sorrio bobo vendo a alegria transbordar no rosto de Namjoon. Assim que chegamos em casa, fomos recebidos por Laura vir correndo em nossa direção alegre, contamos para meus pais o que aconteceu e eles nos abraçaram. Voltamos para nossa casa e dou ideia de pedimos pizza, todos aceitaram e assim que passamos a noite, comendo e vendo filme animado com a família unida novamente.


Notas Finais


É isso, espero que vocês gostem. Deu muito trabalho, então por favor comentam, favoritem e compartilhem.

Tenho canal no YouTube, se quiserem ouvir, é sobre ASMR (kawaii ou +18) de bts:
https://www.youtube.com/channel/UCr2NejB2Lgcfj3hD_fec8Uw?view_as=subscriber

Twitter: https://twitter.com/filhadeNamJin23

Instagram: https://www.instagram.com/kim_namjinnie_1312/?hl=pt-br


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...