História Naive - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chandler Riggs, The Walking Dead
Personagens Abraham Ford, Carl Grimes, Daryl Dixon, Enid, Glenn Rhee, Michonne, Rick Grimes
Tags Chandler Riggs, The Walking Dead, Twd
Visualizações 105
Palavras 776
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá terráqueos
Já faz um ano que eu não entro nessa conta, e sinceramente, eu tenho vergonha das coisas que eu escrevia no ano passado.

Apaguei tudo e resolvi postar esta história, que estava há uns cinco meses nos rascunhos do meu wattpad

Espero que gostem!
Boa leitura

Capítulo 1 - I Promise


Emma Knight's POV
21/04/2013

É difícil estar num apocalipse.

Agora some isto com: Estar sozinha, ter treze anos e estar completamente sem comida.

Desde que minha irmã mais velha, Hailey, morreu, minha vida tem sido um verdadeiro inferno. Eu não sei atirar direito, meus suprimentos acabam rápido e meus pesadelos com a morte de Hailey deixam minhas noites mais sombrias.

Às vezes - muitas vezes, pra falar a verdade - eu penso em desistir, me jogar pros zumbis ou atirar na minha cabeça, mas eu prometi pra a minha mãe que nunca desistiria, ela deu sua vida para me proteger, não seria justo se eu deixasse que fosse em vão.

Quando isso tudo começou, eu tinha apenas 11 anos e o maior problema da minha vida era o meu melhor amigo, que não gostava de mim do jeito que eu gostava dele. Tudo mudou quando minha mãe decidiu mudar para a casa da minha avó, que ficava numa região rural bem longe de Atlanta, claro que eu não entendi que era por causa do vírus se espalhando, ela fazia de tudo pra me deixar fora disso, queria que eu tivesse uma infância saudável.

Meu pai foi o primeiro a morrer. Ele e o meu tio estavam procurando suprimentos quando foram atacados por uma horda, meu tio conseguiu fugir, mas o meu pai não. Minha família se tornou mais fria depois disso, ninguém tinha esperança de uma vida boa.

Minha irmã, meus primos e eu não brincávamos mais como antes, ou sorríamos. Éramos crianças num mundo perigoso, onde não se podia mais perder tempo com brincadeiras. 

Passamos um ano e meio lá, infelizmente a fazenda foi invadida por uma horda tão grande que nem tentamos lutar. Todos tiveram que dar seu jeito para escapar, mas eu era tão indefesa que não consegui fazer nada, apenas ficar parada e observar tudo desmoronar.

Tinha um zumbi atrás de mim, eu não vi ele, teria morrido se minha mãe não tivesse me empurrado, me fazendo acordar para a situação. Já era tarde demais, ela estava sendo devorada enquanto gritava "Corra, Em! Se proteja, eu te amo!"

E eu corri.

Acabarei me separando de uma parte da família. Eu estava com a minha irmã e meu primo Peter. Eram três crianças - minha irmã com quatorze, eu com doze e meu primo com onze - tentando sobreviver num mundo apocalíptico. Foi difícil, passamos fome e quase morremos muitas vezes.

Claro, alguém morreu afinal.

Dessa vez, não foram os zumbis. Foram humanos.

Hailey, Peter e eu achamos um acampamento, uns três meses depois de andar pela floresta. Parecia seguro, o líder de lá parecia legal, as pessoas pareciam felizes. Até que eu ouvi um barulho a noite, eram gritos.

Meu instinto me fez seguir os gritos. Foi aí que eu vi uma cena que eu com certeza nunca vou esquecer.

O tal líder do grupo tirava a roupa de uma mulher, ela chorava e implorava que ele parasse, mas ele não o fez. Era horrível o jeito que ele ria da cara dela enquanto a coitada se debatia.

Eu sabia que não conseguiria ajudá-la sozinha, voltei pra a nossa cabana e chamei minha irmã.

Flashback on

- Ley, você tem que ver uma coisa!- eu sussurro

- O que foi, Ems? Já tá tarde, você devia tá dormindo.- ela resmunga.

- É sério, o líder do grupo tá tirando a roupa de uma mulher a força!- eu digo e ela arregala os olhos.

- Como é?- ela se assusta.

Em um pulo, Hailey se levanta e pega sua arma, me seguindo até a cabana do líder.

- Chama o Peter, me esperem lá fora, tá?- eu assinto.- Tá vendo aquela árvore ali?- ela aponta pra uma árvore fora do acampamento.- Fiquem lá, eu vou buscar vocês depois. Aconteça o que acontecer, não volte. Me prometa que não vai voltar.

- Eu prometo.- falo e corro até a cabana de novo, pra chamar Peter.

Flashback Off

É meio óbvio dizer, mas ela nunca foi nos buscar. 

Eu e Peter assistimos a morte dela, Hailey foi esfaqueada várias vezes, até seu corpo morto cair no chão. Ela tentou salvar a mulher, mas vieram vários homens e a desarmaram. 

Eu me segurei pra não voltar, sabia que me matariam se eu voltasse. Peter ainda precisava de mim, não o deixaria sozinho.

Ou pelo menos era assim que eu pensava, já que ele sumiu duas semanas depois, sem explicações e sem despedidas. Eu chorei por cinco dias, por mais que doesse perder alguém importante, nada era pior do que estar só.

Desde então, sou só eu, Emma Lee Knight, lutando contra um intenso desejo de suicídio.


Notas Finais


se você gostou, deixe um comentário e favorite a história para receber as notificações

eu já tenho 4 capítulos prontos, então eu provavelmente vou postar frequentemente


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...