1. Spirit Fanfics >
  2. Nakaua uchiha >
  3. Itachi : a morte da galinha.

História Nakaua uchiha - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Qual a probabilidade de Itachi começar uma briga? Também me fiz essa pergunta .

Capítulo 2 - Itachi : a morte da galinha.


Fanfic / Fanfiction Nakaua uchiha - Capítulo 2 - Itachi : a morte da galinha.

Digitando . . . .

Lembro que no meio da noite sentir sede e por isso tive que acordar, então fui até a cozinha quando vi Mikoto se despedindo de fugaku. Ele costumava sair cedinho para o trabalho, era mais ou menos umas 4 horas da manhã.

Mikoto beijou sua bochecha e ele partiu, foi quando vi o quanto ela ficava triste e ao mesmo tempo preocupada.


acordado essas horas nakaua? – ela disfarçou com um bonito sorriso, apesar de não ser sincero.

estava com sede, só vim beber água – expliquei. Ela se aproximou e bagunçou meu cabelo com um sutil carinho – tá agora volte para cama, amanhã vc tem aula – disse ela antes de seguir por quarto.


Obedeci e voltei para o quarto. tinha pouca idade, mas já compreendia o quanto Mikoto se preocupava com nós. Pensativo acabei adormecendo e só acordando um pouco mais tarde.


está na hora nakaua, ninguem mandou vc dormir tarde mocinho. – disse Mikoto batendo na porta do quarto e seguindo para a cozinha. O dia não começou com gritaria, pois Sasuke tinha saído para fazer missão junto ao time sete, o silêncio era maravilhoso.


Levantei e fui para o banheiro, sem disputa que incrível era a casa sem o Sasuke, talvez ele fosse a causa da discórdia da humanidade. Sair depois de fazer a higiene pessoal.

você pode ajudar Itachi a pegar os ovos? Ele está demorando muito – perguntou Mikoto.

já estou indo lá – respondi, calçando os pés e indo até o quintal. Não sei pq ele sempre demorava a pegar os ovos e sempre sobrava para alguém ir ajudá-lo. Chegando lá vi a cena hilária dele correndo atrás de juba, a galinha. Então Itachi pegou juba pelo pescoço e jogou ela na parede.  – você é fraca, lhe falta ovo –  disse olhando nos olhos da galinha, que por sua vez começou a bicar a mão dele até que a soltasse.

aaaahhh! Galinha maldita! – resmungava Itachi.

mamãe mandou eu vi te ajudar – falei em meio a risadas, esse era o capitão anbu? Agr sei pq os anbu morrem para kunai.

não precisa, isso vai acabar em um segundo – falou visivelmente bravo e assim seus olhos mudaram ganhando uma coloração vermelha e detalhes preto. – mangekyo …. Sharingan –.

Aquela era a primeira vez que vi um mangekyo Sharingan e achei o máximo, apesar da situação ficar ainda mais engraçada pq não precisava disso.

agora morra – a voz dele ecoava e confesso que nessa hora bateu um medo. Sangue começou a acomular na pálpebra até escorrer pelo rosto – amaterasu!! – uma chama negra foi em direção a juba e acertou em cheio fazendo a galinha soltar seus últimos cacarejo e morrer se transformando em cinzas.

pq você fez isso?? – olhei para o que sobrou de juba e depois para Itachi que estava com dois dedos no olho e com uma leve expressão de dor. – ela me desafiou e eu venci! –  respondeu vitorioso.

muito bem mas se não tem galinha não tem ovo – retruquei já aceitando que não haveria café da manhã.

santo Orochimaru. Esqueci dos ovos, então foi isso que a mamãe mandou eu vim buscar. Aqui, compra alguns ovos na venda –  tirou cerca de cem mil ienes do bolso e me entregou. – não conta nada da galinha, senão ela vai achar que foi exagero e provavelmente vai me deixar de castigo. O bom é que não sobrou rastro dela – falou expondo um sorriso maléfico muito assustador. Então sair de fininho e fui comprar os ovo, com a barriga já roncando.


Ovos comprado!

– muito obrigado. – agradeci a srª da venda fazendo uma leve reverência e fui correndo para casa.

diga sua mãe que mandou um abraço! – disse a senhora.

pode deixar! – nunca que iria dizer, Mikoto não poderia nem sonhar que nossa galinha foi assassinada e eu acabei sendo cúmplices. Cheguei na porta de casa e Itachi já estava esperando. – se livre da sacola que vou levar os ovos para não levantar suspeita. –  disse pegando os ovos, no total eram 10, e adentrou em casa. Fiz o que ele mandou e entrei em seguida pensando no  acontecido e como tinha acontecido.

pq essa demora toda? –  disse Mikoto ao ver Itachi se aproximando.

 a juba sempre faz guerra quando vou pegar os ovos. – respondeu colocando os ovos na mesa.

10 ovos? Como uma galinha colocou 10 ovos ? – falou surpresa e encarou Itachi, cruzando os braços.

deve ser os hormônio ou sla, posso ter esquecido de pegar no outro dia e aí acumulou. –  sentou calmamente na cadeira. Já eu, não conseguia ficar calmo apenas sentei na cadeira e concordei com Itachi. E assim tomando café e comemos ovos mexidos, deu até para esquecer o assassinato da pobre galinha.


está na hora de você ir nakaua. Já consegue ir sozinho, certo? – disse Mikoto.

posso – respondi. Dali em diante eu era um garoto independente.

muito bem, antes de sair recolha a mesa. Itachi, você lava. Vou sair para fazer compras, até mais tarde. – assim cada um seguiu seu rumo, eu peguei os pratos e fui para a academia, Itachi lavou os pratos e ficou fazendo os afazeres doméstico.

Cheguei na academia, hoje estava tudo mais calmo os alunos já sabiam suas respectivas salas e não tinham muitos pais. Entrei na minha sala e sentei no mesmo lugar, pois tinha visão favorável e ficava perto da janela.


vamos lá, todo mundo fazendo fila! Em ordem! Sem correria e nada de gritar! – gritou o professor.

ele grita para dizer que não quer gritaria ? – disse a Senju que, como eu,também sentou no mesmo lugar da aula anterior.

pois é, essa também não entendi –  respondi pegando minha bolsa e entrando na fila. Os alunos conversavam entre si sobre o que iríamos fazer – então essa é a aula prática? – disse o menino inseto que estava atrás de mim.

sim, vamos para o centro de treinamento mais conhecido como quintal da escola. O diretor tem medo que vocês destruam a sala, pois bem. – disse o professor com a voz mais tediosa do que uma segunda feira ensolarada. – então, mais alguma dúvida ? – completou, então levantei a mão e ele olhou para mim.

você não disse seu nome. – e realmente ele não disse achei muito falta de educação dele.

ooh!! Sempre esqueço desse detalhe. Meu nome é Kimura Sarutobi. Vamos lá –  fez uma apresentação rápida e puxou a fila. Buff, a vontade dele ensinar era extremamente pequena.


Já no 'centro de treinamento'

certo, esse pode ser o primeiro combate corpo a corpo de vocês com alguém que não conhece. Isso é para testar suas habilidades de luta, percepção e estratégia. Também serve para eu saber seu nível. – estávamos todo de frente para ele em uma linha reta, apenas escutando. Esse treinamento poderia ser bom, pq a única pessoa que já lutei sério com com Sasuke e perdi. Também tentei contra itachi, mas aquilo nem foi luta de sim uma ilusão que me prendeu por um ano e meio. Pois, seria minha primeira vitória em batalha.

certo, vamos começar. – assim ele foi chamando um por um. algumas lutas demoravam e outras era rápidas, assim fui observando meus futuros rivais.

uchiha nakaua e aburame shin – era a minha vez, eu e o garoto inseto. Ele não parecia lá grande coisa.

vamos, cumprimente-se – disse o professor. Se aproximamos e fizemos o selo da amizade ninja.

comecem! – assim início nossa batalha, ambos pulou para trás. E ele tirou as mãos do bolso soltando centenas de inseto que formou um campo de proteção ao redor de seu corpo. Ruim, isso era ruim, pois meu katon era fraco.

Shin início com um soco direto que desviei facilmente pulando para esquerda, ele errou ao me atacar sem uma estratégia e agora sua guarda estava aberta. Saltei eu chutei a cara dele com força, dispensando boa parte dos insetos que saiam do seu corpo e formavam a 'nuvem' de proteção. Shin rolou no chão algumas vezes até parar, em seguida se levantou com dificuldade e ficou por alguns instantes agachado e mais insetos saíram do seu corpo. Mais uma vez ele deixou a guarda aberta, então corri ou tentei correr quando sentir que estava paralisado. Não tinha percebido que minhas pernas já estavam cheia de insetos, então sem que eu esperasse, shin soca minha cara com força. Devia está com raiva do chute que levou. Voei e bati na grade de proteção.

malditos insetos – minhas pernas estavam livres novamente, porém aconteceria a mesma coisa se tocasse ele? Precisava usar ninjutsu para combater esses insetos. Uma oportunidade, era isso que precisava para vencer. Shin já estava completando coberto por insetos e partiu para o ataque.

Tentei desviar, porém uma 'mão' formada por insetos segurou no meu tornozelo e me jogou no chão.

cof! – nunca pensei que chegaria nessa situação, iria perder de novo? Não, uchiha nunca desiste mesmo que pareça impossível. Percebi que aquela nuvem poderia ser penetrada por cima, onde é mais vulnerável bela baixa qualidade de insetos, então iria atacar por ali. Levantei ainda sentindo dores e corri na direção dele. Os insetos mais uma vez formaram uma ' mão ' e atacaram, saltei o mais alto que pude ficando em cima de shin. Então lá vai! Fiz os selos : cobra, carneiro, macaco, javali, cavalo e tigre.

katon; goukakyuu no jutsu! – soltei uma quantidade consideravelmente grande de fogo em shin, logo explodindo e me arremessando para longe.  Os alunos se protegem e ao mesmo tempo começou um burburinho. Levantei o rosto e olhei na direção de shin, ele também foi arremessado e caiu perto da proteção.

– minha nossa, o que os pais vão dizer? – resmungou o professor. – muito bem, essa luta deu empate. Agr cumprimente-se – assim terminou a luta, não perdi e nem ganhei porém gostei do gosto de adrenalina. Caminhei até shin – você é bem forte – falei estendendo a mão para ele.

uchihas e seus truques com fogos, meu ponto fraco. – segurou minha mão e levantou sorrindo. A verdade é que sem o katon, essa luta teria sido um massacre.


estão dispensado! – e assim acabou mais uma aula. Fui até a enfermaria da academia com alguns escoriações e um olho roxo, nada de mais.

muito obrigado. – me despedir da enfermeira e sair dando de cara com shin e izuka.

seu olho está horrível – disse a senju rindo.

desculpe, mas você me chutou forte também – completou shin.

tá tudo bem – falei meio sem jeito e rindo.

estávamos te esperando, moramos perto da vila uchiha – disse izuka. Eles eram as meus primeiros amigos da academia e me sentir grato por isso.

então vamos. – respondi com um breve sorriso e logo fomos para casa. Já era tarde e Mikoto devia está preocupada, fiquei com medo de matá-la do coração ao chegar de olho roxo.

a luta de vocês foi a melhor do dia – disse a senju.

também achei, nenhum dos nossos colegas de turma chegaram ao nosso nível – falou o egocêntrico aburame.

aí ai, shin. Também não é para tanto – retrucou a senju e emburrou. Apenas ria da conversa dos dois, mas também achei nossa luta a melhor do dia.

sua luta foi contra a aquele garoto hyuuga, izuka?– pergunto shin.

sim, ele era bem forte. Até machucou meu pulso, mas! Dei uma lição nele pela honra do meu clã! – respondeu orgulhosa e fazendo sinal da vitória.

ele saiu bem irritado quando perdeu. – falei em meio a conversa.

–  hyuuga não sabe perder, acho que por isso ele ficou daquele jeito. – disse shin. Então caminhamos e chegamos em frente a vila uchiha.

até mais nakaua! – acenou a senju

até amanhã – disse shin e os dois continuaram a caminhar. Acenei para ambos e adentrei na vila.


Já em casa.

cheguei! – falei meio alto para Mikoto escutar, sentei e tirei os sapatos.

nakaua? Pq demorou ? – disse ela abrindo a porta e olhando meu olho – não acredito que você já se envolveu em briga! – segurou meu rosto para olhar melhor a situação.

não é nada disso, mãe. Acabei levando um soco na aula prática. – respondi enquanto meu olho era examinado.

essas aulas práticas! Lembro quando Sasuke chegava assim em casa. Vai tomar banho e tirar essas roupas, vou preparar um gelo para vc. – disse Mikoto e entrou dentro de casa. Também lembro da época em que Sasuke chegava machucado e sempre achei legal se machucar em batalha, só pelo charme. Entrei e fui direto para o banheiro, tomei banho com muitas dores no corpo e sair.

toma, coloca isso no olho. – mikoto me entrega um saco de gelo e assim obedeço. Caminhei até o quarto e Itachi estava jogado na cama escutando rock, como normalmente.

que olho feio, mano. Tomou uma surra no treinamento? – disse Itachi rindo

na verdade deu empate. E falando nisso, você poderia me ajudar ? Meu katon ainda está fraco. – disse enquanto vestia o pijama.

claro, Amanhã vou te treinar. Mas precisando fazer uma coisa antes – ele se levantou bruscamente me assustando. – a mamãe está desconfiada de galinha, então vamos comprar outra ou tentar achar uma parecida. –  Itachi olhava nos meus olhos de uma forma assustadora…

eu sabia que isso não iria dar certo. – suando.

ela me desafiou, e aprendeu uma lição. Fim de papo, amanhã vamos comprar uma galinha nova. – voltou a se deitar e escutar rock.

Então foi assim que meu dia acabou, um olho roxo e uma galinha morte. Amanhã vai ser um dia longo……..


Notas Finais


Espero que tenham gostado e rindo muito! Obg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...