História Nalu - Uma histõria de Amor ou Ódio? - Capítulo 43


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Cana Alberona, Capricórnio, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Evergreen, Flare Corona, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Hibiki Lates, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Mavis Vermilion, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Fairy Tail, Lucy Heartfilia, Nalu, Natsu Dragneel, Romance
Visualizações 413
Palavras 2.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eitaaaaaah que eu demorei bastante dessa vez *-*/
Sinto mtt e desculpem pela demora, não vou dar um discurso já que vocês já esperaram bastante.
Aki está o cap e espero que gostem >.<

Capítulo 43 - As duas e mais nada


Olá Natsu

Faz exatamente 1 mês deis de que mandei a última carta. Acredito que você não chegou a ler e se você leu...eu não quero pensar nisso. 

Nos últimos dias sempre que estou com a nashi nos meus braços penso em você. É quase impossível não pensar, porque ela é como uma cópia sua. Até sinto raiva as vezes, por que ela tinha que parecer tanto com você?! Pelo menos ela deveria ter o nariz ou a boca parecida com a minha, mas nãooooo, tudo é você natsu ! 

Mas estou brincando... Eu a amo de todo o meu coração e acho que por ela se parecer tanto com você acabei amando ela ainda mais.

Sabe...queria que estivesse aqui para ver o como ela é linda e risonha. É só balançar algo perto dela que ela dá aquele sorriso banguelo cheio de inocência. Claro que tudo também não é sorrisos. Cuidar de uma criança é mais difícil do que eu imaginava. Toda noite acordo com a Nashi gritando desesperada por leite e a primeira frauda de coco que eu troquei foi um desastre. Xixi é a parte mais fácil, mas sempre levo bronca da virgo por deixar a frauda muito folgada. Será que apertar muito não machuca? 

Além disso a cada dia que passa a Nashi fica mais redonda e perigosa. Na noite passada depois de trocar sua frauda, corri para o banheiro na intenção de me livrar o mais rápido possível daquele coco amarelo que estava nas minhas mãos, mas quando voltei pro quarto encontrei a nashi coberta dos pés a cabeça de talco e como se isso não fosse nada ela ainda estava sorrindo. É claro que eu também dei risada dessa cena , mas também percebi que a cada dia que ela cresce preciso ter ainda mais cuidado com ela.

Acho que não é surpresa pra você o que eu queria. Queria que estivesse aqui natsu, pra sorrir com a sua filha e cuidar dela ao meu lado.

Luce. 

Ler aquelas palavras fez com que meus olhos se enchessem de lágrimas. Eu havia perdido...havia perdido esses momentos importantes...Havia perdido o seu sorriso banguelo...havia perdido tanta coisa...porque eu fui tão estúpido? 

Olhei novamente para a plataforma com os nomes e horários dos vôos e amaldiçoei aquela maldita tempestade repentina que estava atrasando os voos. Eu queria ver minha filha o mais rápido possível, queria tomar de volta o tempo que eu havia perdido ao lado dela e ao lado da lucy. 

Peguei o celular e enviei uma mensagem para a loira. Havia conseguido o seu número graças a erza.

Aparentemente chegarei atrasado, mas definitivamente estarei ai. 

Pensei duas vezes antes de enviar e ja havia decidido apagar, ja que com certeza a ultima coisa que a Lucy queria eram mensagens minhas. Fui traido pelo meu dedo que acabou clicando em enviar ao invés de deletar.

*********************

Aparentemente chegarei atrasado, mas definitivamente estarei ai. 

Olhei para a tela do meu celular e a primeira coisa que me veio a cabeça foi como o natsu havia conseguido o meu número. Será que ele havia esquecido que eu não queria ter nenhum tipo de contato com ele? 

Levei um susto com um trovão repentino, mas a nashi que estava do meu lado assistindo um desenho muito colorido e deformado, nem pareceu se importar. 

- Hime por acaso você ainda pretende ir até a universidade hoje? - virgo perguntou do balcão da cozinha.

- Não tem como eu sair nessa chuva virgo. - Falei observando pela janela o quanto estava chovendo. Em parte eu não iria por causa da chuva , em outra parte eu queria ficar em casa e esperar o natsu. Não que eu quisesse vê-lo, só queria estar ao lado da nashi nesse momento. 

- Então você acha que o Natsu virá mesmo nessa tempestade? - A virgo perguntou e apenas o nome Natsu fez com que a Nashi tirasse sua atenção da tela. 

Eu havia falado pra ela sobre o natsu muitas vezes e sempre que eu o mencionava ela sorria e parava pra escutar. Como se o natsu fosse um astro do rock. Pelo menos sei que ele será um bom pai...

- O papai vem não é mamãe? - Nashi perguntou com os seus olhos brilhando de súplica. Afaguei seus cabelos gentilmente e lhe dei um sorriso.

- Definitivamente ele estará aqui. - falei lembrando a mensagem do rosado.

****************************

Já haviam feito 8 horas que o vôo estava atrasado. Olhei para o relógio e fiquei indignado ao ver as horas. 18:00 horas. Eu deveria estar no vôo desde as 10:00 da manhã. 

Mesmo de dentro do aeroporto dava pra ver que a tempestade não havia passado. Ao contrário, estava ficando cada vez pior.

- SENHORES PASSAGEIROS ESPERAREMOS MAIS 3 HORAS PARA VER SE A TEMPESTADE IRÁ PASSAR. SE ISSO NÃO FOR POSSÍVEL SINTO INFORMA-LOS QUE TODOS OS VÔOS SERAM ADIADOS. 

O aviso se repetiu três vezes nos auto-falantes e ja era possível ver pessoas desistindo de seus voos e remarcando para outro dia. Olhei novamente pro relógio sentindo uma frustração enorme. 

Não vai dar tempo...

*********************

Eram 21:00 horas da noite e a Nashi estava se recusando a dormir. 

- Chega Nashi, você vai dormir agora! - Falei enrolando a garota no edredom e vi seus olhos encherem de lágrimas. 

Amaldiçoei natsu por isso.

- Mas o papai disse que vinha. - Nashi falou um tanto emburradas um tanto chorosa.

- o Natsu não vem mais Nashi, talvez amanhã. Algo deve ter acontecido...- tentei explicar, mas a menina era teimosa demais para entender. - Vamos fazer assim...você vai dormir bonitinha e quando o papai chegar eu te acordo. - falei arrumando o Edredom e Nashi fez que não com a cabeça. 

Fiz minha cara de durona.

- Ou isso ou nada. - Falei rigorosa. As vezes era preciso,  caso contrario ela nunca me ouviria. Nashi me olhou por um instante ainda com aquela cara de choro que me partia o coração, mas depois virou para o lado e fechou os olhos.

Dei um leve beijo no topo da sua cabeça, desliguei a luz e sai do quarto, deixando apenas uma brecha da porta aberta. Desci as escadas sentindo uma pequena dor de cabeça. 

A tempestade havia passado por mais ou menos 2 horas, mas agora estava voltando a chover forte. Virgo estava na cozinha tomando seu café de todos os dias.

- a Nashi dormiu? - Perguntou a rosada.

Fiz que sim com a cabeça e fui até a geladeira em busca de água gelada. 

- Parece que o natsu não vem, provavelmente o vôo foi cancelado por causa da tempestade. - Virgo comentou me estudando com os olhos.

- provavelmente... - respondi enfiando a garrafa d'água novamente na geladeira.

De alguma forma eu estava me sentindo irritada. Ele disse que viria e não estava aqui. Disse que viria definitivamente. Pelo menos ele devia honrar o que falava...

Virgo parecia saber como eu me sentia e apenas ficou calada bebericando o seu café enquanto eu ia até a sala e ligava a tv...

[...] Acordei com a virgo me chamando. Percebi que havia adormecido enquanto assistia.

-Hime por que você não vai pra cama ? - Virgo perguntou me olhando com preocupação.

- Que horas são? - perguntei me sentando.

- são 22:20 Hime. Ele não vem mais. - virgo falou e eu sabia exatamente de quem ela estava falando e por mais que eu quisesse fingir e dizer que não estava esperando por ele, vi que seria em vão.

- Eu já vou subir. - Falei por fim e a virgo subiu as escadas silenciosamente até o seu quarto.

Do que adiantaria ficar gastando energia fingindo pra virgo que eu não me importava ? 

Me levantei do sofá e me estiquei. Eu não poderia ficar esperando o Natsu pelo resto da minha vid...

DING - DONG soou a campanhia, DING-DONG. soou novamente. 

Olhei para o relógio apenas para confirmar as horas e me perguntei quem diabos seria. Qual o maluco que estaria na chuva a essas horas da noite? 

Arrastando os pés e me enrolando num Edredom fui até a porta. Assim que abri a mesma fiquei espantada ao ver a figura de um rosado totalmente encharcado carregando uma mala numa mão.

-o que está fazendo aqui? - perguntei me sentindo confusa.

- Eu disse que viria. - Natsu falou, gotas de chuva saltavam enquanto o rosado falava. Percebi que o mesmo estava se esforçando para não tremer.

Eu queria manda-lo embora e dizer que ele havia chegado muito tarde, mas ver o seu estado fez a parte "bondoza" do meu coração inflar.

- Você quer mesmo ficar ai parado na chuva? - perguntei grossa fazendo um gesto para que ele entrasse e sem exitar um segundo, natsu entrou molhando a casa toda.

- onde está a nashi? - perguntou seus olhos  correndo pela casa toda.

- sabe que horas são? - perguntei ao mesmo tempo que respondia a sua pergunta.

- Pode ter certeza que se dependesse de mim eu estaria aqui a muito tempo. - era obviu que ele falava a verdade, mas eu havia decidido ser fria e dura. Eu havia decidido que não iria mais existir Lucy e Natsu.

- Isso explica porque eu tive que te esperar por 4 anos. - Falei e vi o rosado se encolher. Sera que fui muito cruel ? Não...ele que havia sido cruel. 

- Posso vir amanhã de manhã e ver a Nashi. Sei que não quer mais se envolver comigo. - Natsu falou e me virei para lhe encarar. Ele parecia decidido e havia algo estranho na forma como me encarava. Algo como determinação.

- Que bom que sabe. - Falei mantendo a voz firme. Eu não estava pensando em manda-lo embora, mas agora que ele havia falado era a coisa certa a se fazer. 

Estava pronta para lhe dizer que podia ir embora quando um vulto rosa desceu a escada correndo.

- O papai chegou não foi? - Nashi perguntou eufórica enquanto adentrava a sala com o seu pijama de golfinho. Por um momento a pequena não viu o Natsu , mas quando seus olhos encontraram o pai eu podia jurar que havia visto-os brilhar.

***********

Era como se alguém tivesse me jogado dentro de uma banheira cheia de gelo. 

Quando aqueles olhos tão parecidos com os meus apareceram eu senti que estava me afogando. E diferente de tudo que eu havia imaginado que iria sentir , tudo o que eu sentia naquele momento era medo. 

A mala caiu da minha mão e meu corpo parecia estar dormente, porque o som do baque passou despercebido pelo meu ouvido e o frio que eu sentia antes evaparou, minhas mãos pareciam incapazes de se fecharem e minha boca não conseguia proferir uma única palavra. 

A menina me fitava com os olhos quase saltando para fora da cara e só depois que ela se escondeu atrás das pernas da mãe foi que eu começei a recobrar os sentidos.

Foco natsu, é sua filha. Não haja como se fosse um louco...seja legal ela vai gostar de você ...seja legal.

-Nas...Atchiim - espirrei bem no momento em que ia falar e me senti totalmente envergonhado. 

A Nashi se escondeu ainda mais nas pernas da mãe e por um momento pensei que seria incrivel se a Lucy não tivesse pernas. Olhei para a loira suplicando por ajuda, mas ela parecia estar se divertindo com a minha falta de jeito.

- Oichiimm - espirrei novamente e dessa vez amaldiçoei o maldito nariz. Quando olhei novamente para a menina ela estava puxando o lençol que a mãe estava enrolada.

- Parece que o papai está gripado. - disse com a sua voz de criança e senti meu coração derreter.

Meu deus minha filha é muito fofa.

- Parece que seu pai perdeu a capacidade de falar querida. - Lucy falou alisando os cabelos rosas da nashi e senti uma pontada de inveja dela.

- não acredite na sua mãe nashi, eu só estou feliz em te ver. - Falei pela primeira vez tomando coragem e a pequena começou a sair de trás das pernas da lucy. Percebi que a mesma estava vestindo um pijama de golfinhos e sorri. - Você gosta de golfinhos? - perguntei e ela fez que sim com a cabeça. Sorri. - Você me desculpa por ter demorado tanto pra te ver? - perguntei sentindo minha garganta apertar e uma vontade imensa de chorar. 

A nashi não pareceu entender a pergunta e eu não poderia culpa-lá, afinal ela só tinha 3 anos. Me agachei para ficar do mesmo tamanho que a pequena que agora apenas segurava a perna da mãe. Eu já havia percebido que ela se parecia  comigo, mas agora que eu a olhava direito percebi que a semelhança era assustadora. Era como se houvessem carimbado minha cara na dela, só que no lugar de traços masculinos ela tinha traços mas femininos e arredondados. E embora ela fosse a minha cara tudo nela me lembrava a lucy. 

Então em seguida aconteceu algo que ficaria gravado na minha memoria pelo resto da minha vida:

Lucy se agachou ao lado da nashi e lhe cochicou alguma coisa no ouvido. Meio incerta e sem jeito vi a garotinha andar ma minha direção e sua mãozinha segurou a manga da minha camisa.

- o que foi? - perguntei carinhosamente sentindo os olhos cheios de lágrimas. 

- Um abraço. - ela falou com vergonha.

Com cuidado e totalmente sem jeito puxei aquela pequena para os meus braços e naquele momento senti como se finalmente algo dentro de mim houvesse sido completado.

Olhei para cima e peguei a lucy sorrindo de uma forma extremamente doce. Naquele momento eu soube que as duas eram tudo o que eu precisava para o resto da minha vida. 

Somente as duas e mais nada...





Notas Finais


Deixa eu limpar as lagrimas aqui no canto do olho ;-;
O que acharam? Comentem comentem *-*/
Quem quer que esses três formem uma familia linda de bonita levanta a mão o/ ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...