História Nalu-Messages (REVISÃO) - Capítulo 37


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Angel, Aquarius, Aries, Bisca Connell, Cana Alberona, Carla (Charle), Elfman Strauss, Erza Scarlet, Eve Tearm, Evergreen, Flare Corona, Frosch, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandine, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kinana, Kyouka, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Lector, Leon, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Macao Conbolt, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Metalicana, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Nikora "Plue", Personagens Originais, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Sayla, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Gajevy, Gruvia, Jerza, Nalu
Visualizações 172
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capítulo é mais uma intro e explicação do que aconteceu com o Natsu
Enjoy

Capítulo 37 - Awake


O médico tinha acabado de verificar meus batimentos cardíacos, checado minha pressão e outras coisas que eu não estava dando importância, quando a enfermeira entrou com minha refeição nutricional e sem sabor, será que eu conseguia pedir um McLanche Feliz sem ninguém perceber? 

- A Áries está sabendo que eu estou no hospital? - perguntei cutucando meu pudim de gelatina.

 - Lucy ligou pra ela enquanto você estava na ambulância do pronto socorro - disse Gray - sua irmã teve um ataque de pânico na sala de espera e atualmente está dopada por causa de morfina.

 - Que horas são? - Provavelmente três, quatro da tarde - deu de ombros - Lucy desmaiou de stress tem umas duas horas.

 - Porque você tem barba e suas veias são azuis?

 - Perdeu a memória Dragneel? Ontem de manhã antes de eu ir te ajudar com as compras, era meu horário no tatuador da peça - explicou o moreno - lembra que a Levy queria dar um efeito a mais pro meu personagem como ele ficou tipo uns trinta anos sob o gelo, congelado?  

- Oh certo - foi tudo oque Natsu murmurou em resposta - a Luce ficou muito preocupada?

  - Óbvio que sim, você foi baleado ontem de manhã, faz trinta e seis horas que você tá aqui - Gray explicou. 

- É estranho eu estar, sei lá bem, eu sinto as ataduras no meu peito - disse o rosado - mas a dor e superficial como se a bala não tivesse me atravessado, ficou presa? 

- Na verdade você não tá aqui porque levou um tiro, apesar desse ser um dos motivos - o moreno comentou enquanto roubava a gelatina de Natsu - Na verdade seu celular explodiu no seu peito, você o colocou no bolso da camisa enquanto estávamos guardando as compras no carro por que você tinha resolvido ver se não tinha esquecido nada da lista de compras da Lucy que estava salva no seu celular, você virou por um momento é no outro eu ouvi o estalo do celular explodindo, no começo eu pensei que fosse o tiro mesmo. 

- A bala só fez um pequeno dano, porque a explosão da bateria do celular diminuiu a velocidade, ela ficou presa pela metade no seu peitoral e o sangue era principalmente devido a explosão - disse o doutor entrando de surpresa na sala segurando o prontuário- a bala convenientemente acertou a junção da bateria com o celular e o atrito explodiu o aparelho, você apagou devido ao choque e a considerável perda de sangue, sua irmã doou cerca de dois litros durante a cirurgia pra limpar, desinfectar e costurar o buraco além de retirar os estilhaços do celular explodido.

 - Avisaram meu pai? A polícia?

 - Na verdade não - disse o Doutor - sua namorada interditou, ela preferiu que se espalhasse o boato de seu celular explodindo no peito, mas achou que se avisasse que você foi baleado aos seus pais a informação seria exposta e quem quer que tenha feito isso pra você poderia vir até o hospital tentar terminar o serviço.  

- Wow, Lucy pensou em tudo mesmo - o rosado comentou enquanto abria os botões da camisola de hospital e observava as ataduras.

 - Em todo caso Sr. Dragneel, caso sinta dificuldade em respirar, fadiga, tonturas, enjoos ou algum outro tipo de sintoma chame uma enfermeira imeditamente - disse o médico - Você é jovem, suas células se recuperam mais rápido, e você quase não teve nenhuma doença grave durante a infância. Além é claro da anemia que teve aos cinco anos. Em breve você terá alta e voltará com sua vida normal, tomando certos cuidados com relação a alimentação nas primeiras semanas, mas oque é comer alguns vegetais em comparação a morrer? 

Natsu apenas assentiu enquanto colocava uma garfada da comida quase sem sabor dentro da boca, quase não havia tempero e o sabor era um pouco como caldo de sopa diluído em vários litros de água, o gosto mais presente era do alho oque fazia Natsu pensar se a cozinheira achava que ele era um "vampiro". Grandine poderia ser médica, mas ela sempre arranjava um jeito de garantir com as cozinheiras mais sabor ás refeições para seus pacientes, usando temperos e vegetais que tem sabor mais forte e ajudavam na recuperação. 

Aparentemente a cozinheira desse hospital, trabalhava na base do macarrão alho e ódio. 

- Vou na cafeteria pegar um pouco de chá e ligar pro pessoal avisando que você tá melhor e acordado - disse Gray enquanto saia com o doutor, Natsu os viu passar pela porta e ouviu Gray comentar sobre a "veia azul dolorida sobre o quadril esquerdo" Natsu afastou a bandeja que ainda possuía 1/4 de seu conteúdo original e olhou para o teto, se ao menos seu telefone estivesse com ele e não explodido. Seria menos tedioso.

 - Ungh...

 O rosado olhou na direção do resmungo, Lucy se mexeu levemente no sofá bocejando, os grandes olhos castanhos piscaram se adaptando a sala iluminada e então ela olhou em sua direção, o coração do rosado se aquecendo com o olhar amoroso no rosto da loira quando ela levantou as pressas. Atirando-se em direção a cama hospitalar, tocando o rosto, o peito, os braços de Natsu. O rosado chiou baixinho tentando acalma-la, os olhos castanhos cheios d'água, ela o socou dizendo-lhe: "Não me assuste desse jeito seu rosado estupido!"

 Tudo que Natsu pode fazer e abrir seu melhor sorriso, e abraçar a loira que começou a chorar como se o rosado fosse pra algum lugar.

Ele ia ficar aqui. Por ela, por Luce.


Notas Finais


See you


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...