História Namjin - "Friends" - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Visualizações 238
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


_Capítulo meio merda ( igual a mim )
_Mas espero que gostem <3
~Boa leitura ♡

Capítulo 8 - Por que está assim?


Fanfic / Fanfiction Namjin - "Friends" - Capítulo 8 - Por que está assim?

P.O.V Seokjin

Acordei sentindo um leve incomodo por causa dos  pequenos raios de sol sobre meu rosto que vinham da pequena janela do meu quarto.

Levantei-me e fui até ao banheiro, me olhei no espelho, e me assustei com oque vi, meu rosto estava levemente inchado, meus olhos estavam vermelhos, como seu eu tivesse fumado maconha, e tinha olheiras enormes em baixo dos olhos, fiquei um tempo parado em frente ao espelho me olhando e perguntado a mim mesmo que tipo de transformes havia me atropelado. Joguei água no rosto e escovei os dentes, peguei um corretivo no meu armário e passei para tentar "amenizar" a minha cara de zumbi de The Walking Dead. Depois fui até meu guarda roupa, vesti uma calça preta com alguns rasgos no joelho, uma blusa branca larga e um Vans preto. Peguei minha mochila, meus fones e fui para a escola.

No caminho não encontrei ninguém, bom, assim tenha mais tempo sozinho, posso refletir sobre minha vida.

Sabe aquela frase "Caraca, eu sou um merda mermao" então, acho que ela foi feita pra mim. Acho que não sirvo para ter relacionamentos ou até mesmo para gostar de alguém, não sei lidar com esses sentimentos, não sei como agir. Isso é estranho, pode se disser que não sou um homem com atitude para enfrentar isso, pelo contrário, eu fujo. Quem vê, acha que sou um covarde, que eu não deveria ser assim, que isso é apenas um sentimento, tem até aquele frase que todo mundo fala "caso seja regeitado, parta para outra, simples." Mas eu não acho que seja simples, acho que é difícil e doloroso. Amor nunca foi e nunca vai ser compreendido é uma coisa louca, você não pensa, apenas sente.

Decidi parar de pensar um pouco sobre isso e focar na música que estava tocando em meus fones de ouvido, era "Just Right" de um boy group chamado GOT7, é uma música muito boa, que me dava vontade de parar oque quer que eu esteja fazendo e começar a cantar e dançar descontroladamente, mas não faria isso, estava no meio da rua com várias pessoas pasando e não queria ninguém me olhando estranho.

Cheguei perto do portão da escola, e logo de cara avistei os meninos sentados em baixo de uma árvore, Jimin estava deitado nas pernas do Jungkook, Hobi estava com a cabeça deitada no ombro de Taehyung, Suga estava deitado nas pernas do Hobi e Namjoon estava sentado ao lado de uma menina que julguei ser Jisoo, oque me fez sentir um leve aperto no meu coração. Fingi que não tinha os visto, aumentei o volume da musica e passei reto andando calmamente e fui para o banheiro, entrei em uma cabine e sentei-me no vaso até ouvir o sinal. Sai da cabine, e fui para a sala de aula, ao entrar vi os meninos conversando animadamente enquanto o professor ainda não estava em sala de aula. Acenei e sorri sem mostrar os dentes e fui para o meu lugar.

-Bom dia Hyung - Disse Namjoon logo após eu me sentar em minha carteira - Onde estava? - indagou logo em seguida.

-Bom dia - sorri fraco - bom... eu não vi vocês na entrada então resolvi dar uma volta pela escola - menti.

-Jura? Estávamos sentados em baixo da árvore na entrada, que horas você chegou? - indagou

-No mesmo horário de sempre - disse -não devo ter visto, sabe, ultimamente minha visão anda meio estranha - menti novamente - Acho que preciso ir em um oftalmologista

-Precisa mesmo - falou - ta ficando ceguinho - riu

-Olha quem fala - disse e verei para frente voltando minha atenção para a tela do celular.

Após um tempo, o professor entrou e deu inicio a aula. E após longas horas de puro tédio o sinal tocou novamente indicando a hora do intervalo.

Estava sentado com os meninos em baixo de uma grande árvore ouvindo música, quando Hobi se levanta e me puxa para longe.

- Anda, desembucha, oque aconteceu ontem na casa do Tae, e por está todo esquisito hoje? - cruzou os braços e fitou-me sério.

- Bom dia Hobi, tudo bom contigo? - disse brincalhão.

- Vamos Hyung, sem enrolar, conta - falou sério

- Olha, eu não sei doque você está falando, eu fui na casa do Tae, nós estudamos e depois eu fui embora, não aconteceu nada demais - disse simplista, mentido mais uma vez.

- Você sabe sim, Tae me disse que você ficou estranho, chegou até ficar pálido e saiu ás presas de lá - seu tom era de preocupação - isso não é nada? - ergueu uma sobrancelha.

- Tá, eu só não estava me sentido bem - dei de ombros - não foi nada demais, agora já estou bem

- Taehyung disse que vocês estavam falando do Namjoon e da Jisoo - lançou-me um olhar provocativo

- Mas isso... - fui enterrompido pelo sinal - é melhor nós irmos - virei-me para ir para a sala

- Ainda não terminamos, depois a gente conversa - disse e foi para a sala.

Hobi as vezes se preocupa demais comigo, nem parece que eu sou o Hyung, ele que cuida de mim, e sou muito grato por isso, mas as vezes ele acaba exagerando um pouco.

O resto do dia passou normalmente, na saída ajeitei minha coisas e fui caminhando para casa. Mas no caminho algo me chamou atenção.


Notas Finais


~Obrigada por ler ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...