História Namorada de Aluguel - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally Brooke, Camren, Dinah Jane, Dinally, Fifth Harmony, Vercy
Visualizações 251
Palavras 1.131
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, LGBT
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - Capítulo 23


Fazia uns 10 minutos que eu estava na detenção, eu aproveitei pra fazer alguns trabalhos e estudar um pouco ja que não tinha muito o que fazer, havia apenas um homem velho barrigudo comendo um sanduíche e mexendo no celular nos vigiando e nas outras cadeiras umas pessoas que tinham cara de encrenqueiras, quando eu estava destraida vejo a porta se abrir e não fiquei supresa ao ver quem entrava ali, ela veio e se sentou ao meu lado.

-- Deixa eu adivinhar, você deu um soco na cara dela? -- perguntei pra pessoa do meu lado que deu um sorriso safado e confirmou com a cabeça.

-- Ela merecia e eu avisei pra ela não mexer mais com minha namorada -- ela falou toda orgulhosa de si.

-- Isso é muito fofo amor mas podia ter esperado acabar a aula na saída da escola -- realmente era o melhor a se fazer por que dessa maneira ela não vinha parar na detenção.

-- E te deixar sozinha aqui? Jamais meu bem -- ela disse sorrindo mais baixinho -- Tô contigo pra tudo minha baixinha.

-- Eu te amo -- falei baixinho pois o carinha responsável por nós estava nos olhando a cada 5 segundos.

Eu descobrir que a detenção não é o pior lugar do mundo quando se tem tarefa acumulada ou se precisa estudar para alguma prova, fiz Dinah estudar tudo o que devia para a prova do dia seguinte, quando saímos encontramos Camila na porta juntamente com Lauren, Lucy e Vero.

Elas me parabenizaram por ir para a detenção pela primeira vez na vida e disseram que aquilo precisava de uma comemoração, porém seria a noite já que eu Dinah tínhamos que visitar Normani, no final da discussão todo mundo resolveu ir junto ver a menina que tinha acabado de sair do hospital.

--- Maniiiiiii

-- MANIIIIII

-- NORMANIIIII

-- KORDEIIIIII

-- MANIIICITA

-- QUEEN

-- Ok de onde saiu esse bando de louca no meu quarto? -- Normani perguntou sorrindo e abraçando Dinah que se jogou em cima da cama dela.

-- Aquele folha de papel A4 é a Lauren que namora aquela Latina amiga da Ally que é a Camila, aquelas duas eu não sei se já namoram, mas se não, deviam namorar viu é a Lucy e a Vero.

-- E aquela baixinha ali no canto escondida? -- Normani perguntou fazendo tudo mundo sorrir e me tirando do meu esconderijo.

-- Essa é o amor da minha vida -- Dinah sobre gritos e aplausos da nossas amigas que adoravam nos zuar.

-- Ficamos sabendo hoje da sua história e estamos muito felizes por você já está em casa, você é uma guerreira menina -- Lucy falou sentando ao lado de Normani que acariciou sua mão e agradeceu.

Uma lágrima quase passou despercebida em seu rosto, ela ainda limpou aos outras que vieram a seguir mas era impossivel disfarçar já que todas nós percebemos o quanto emocionada ela estava e o quanto ali significava para ela, Dinah ja havia me falado antes que ela nunca foi de demonstrar sentimentos e por isso era dificil saber o que ela estava passando.

-- Porque tá chorando sua boba? -- Perguntei abraçando ela pela cintura enquanto minha cabeça ficava em seu peito.

-- Vocês não sabem o quanto isso significa pra mim -- ela disse se recompondo -- Desde que eu descobrir o câncer eu tive que parar os estudos devido os tratamentos e com isso as pessoas que eu achava serem meus amigos desapareceram restante apenas a verdadeira que foi a Dinah -- olhei pra minha namorada e vi seus olhos enxendo de lágrimas também -- E agora ter vocês aqui pessoas que eu nem conheciam feliz pela minha recuperação é muito bom pra mim.

-- Não só feliz mas também são suas novas amigas e você podem contar com a gente sempre guerreira -- Camila disse fazendo todas nós concordarmos com ela.

-- E quando você tiver 100% vamos dá uma festa daquelas com direito a tudo -- Lauren disse balançando o corpo.

-- Ala a maconheira já ta pensando em festa -- falei provocando Lauren.

-- Ala a santinha do pau oco pensa em que então quando ta na cama com Dinah? -- ela revidou me fazendo corar de vergonha.

-- Pensa em Deus porque ela fala assim " ah meus Deus" ...

-- CALA A BOCA DINAH -- Tampei a boca da minha namorada com a mão e todas nós sorrimos.

Passamos a tarde toda ali brincando, conversando e sorrindo, Normani parecia estar bem disposta e o tratamento parecia ter dado certo, ela estava bem feliz com nossa compainha, Camila e Lauren não se desgrudavam assim como eu e Dinah que passou a tarde toda abraçada comigo beijando o meu pescoço e me provocando, Lucy e Vero não assumiram o namoro pra gente mais também não negaram e deve ter sido por isso que Vero saiu do Colégio interno.

A noite tava chegando e Lucy nos convidou pra ir pra casa dela já que os pais dela eram bem liberais e não se importavam com as bebidas ou a maconha dela e Lauren.

-- Tem certeza que seus pais não voltam agora? -- perguntei ainda incerta de ficar ali ou não.

-- Relaxa Ally eles foram pra uma tal de festa indie e só chegam de madrugada isso se ainda voltarem hoje -- Ela respondeu ligando o som em uma música da Lana Del Rey.

-- Relaxa amor senta aqui e bebe vai -- Dinah me puxou pra sentar em seu colo e me entregou um copo de vodka.

-- Deixa Lana pra tocar daqui a pouco agora é hora de rebolar a bunda com Anitta -- Camila falou mudando a música e nos puxando pra dançar.

Começamos a beber uma atrás da outra, cada uma dançava com seu par, não era minha intensão mas eu acabei provacando Dinah que já não controlava mais suas mãos, Lucy e Vero já estavam se beijando e Camila e Lauren estavam se amassando, Dinah queria o mesmo porém eu só queria provoca-lá mais um pouco por isso fugia de todas as investidas dela, tomei mais um copo de vodka, e dancei para ela, rebolando a bunda na mão dela, virando de frente e passando meus lábios nos dela.

-- Se você continuar me provocando assim eu não respondo por mim -- ela sussurrou ofegante pra mim.

-- Então não responda daddy -- disse puxando ela pra um beijo quente e selvagem, onde eu podia sentir o gosto do álcool misturado com o gosto dela, seus lábios carnudos chupando os meus e suas mãos possessivas percorrendo meu corpo até chegar na minha bunda.

-- Que tal a gente subir? -- ela perguntou ofegante enquanto minha boca procurava pela sua.

-- Eu tenho uma idéia melhor -- dei um selinho nela -- que tal -- outro selinho -- a gente ir pra minha casa?

-- Idéia perfeita -- ela sorriu de lado me puxando pela mão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...