1. Spirit Fanfics >
  2. Namorada de aluguel (Camren) >
  3. Ele de novo?

História Namorada de aluguel (Camren) - Capítulo 282


Escrita por: Pq_nao_eu

Capítulo 282 - Ele de novo?


 

- Ué cadê todo mundo? - Vero perguntou a eles.

- Menina, mó babadão! - Louis.

- Como assim? O que houve?

- O Troy ligou pra Ally, estava bêbado, doidão, alucinado, queria falar com ela de qualquer jeito. - Harry.

- Mentira!! - botou a mão na boca, espantada.

- Pois é. Óbvio que o Shawn ficou puto mas ele queria falar com ela de qualquer jeito e não acreditou quando ela disse que não estava em casa. Falou que ía entrar lá e fazer maior barraco... Enfim, você pode imaginar né?

- Caraca que merda!! E aí?

- Aí que ela teve que falar onde ela estava e ele veio pra cá. Tá lá fora. - Harry.

- Aqui?

- Aham. - Harry.

- Vamos lá então gente. O que vocês estão fazendo aí? - Vero.

- O Harry estava no banheiro, vamos lá então. - Louis.

* Eles foram lá pra fora e estava maior bagunça. A Ally estava falando com o Troy mas o Shawn estava olhando enquanto conversava com a Camila. Dinah e Normani um pouco mais atrás e a Lauren ao lado da Ally tentando conter o Shawn.

- Gente e aí? - Vero se aproximou de Camila e do Shawn que estava com uma cara muito puta.

- Cara, eu vou lá! Porra, o que que esse moleque quer ainda?

- Calma, Shawn. Olha o escândalo, estamos na casa da Mani. - Camila.

- Pois é. Um absurdo isso, ele vim fazer escândalo aqui. - Shawn.

- É, mas calma. - Camila pediu, ele bufou mas resolveu esperar.
 

* Num outro canto.....
 

- Cara, eu não tô entendendo nada. - Dinah falava baixo com Mani mais atrás que elas estavam - Ele era namorado dela, é isso?

- É. Você não lembra não? - Mani perguntou e ela negou com a cabeça - Ela terminou com ele essa semana mas na verdade ela estava saindo com o Shawn já, nossa maior confusão!

- Então ela traiu ele? - Mani respondeu meneando a cabeça e erguendo a sobrancelha - Nossa! Nem parece, ela parece ser toda calminha hahah.

- É. Sei lá Dinah... eles se apaixonaram... - Dinah a olhou, deu um leve sorriso e concordou com a cabeça.

- Mas me chama de DJ. - agora quem sorriu foi Mani.

- Claro rs...

 

POV. Lauren
 

O Troy estava completamente bêbado, nunca o tinha visto assim. Ele não falava coisa com coisa e agora começou a chorar. Patética aquela cena mas eu tentava ajudar.

- Ally, vamos entrar cara? A gente está na casa da Normani, a mãe dela esta dormindo... - tentei mais uma vez convencê-la de sair dali.

- Não! - ele a segurou pelo braço - Ally por favor, eu te amoooo. Não faz isso comigo... - a abraçando.

- Calma Troy, calma. - ela tentava se soltar dele mas ele toda hora a abraçava.

- Troy, por que não volta amanhã e aí vocês conversam? - tentei falar com ele.

- Não! Sai daqui, sai! - falou comigo tentando me segurar mas ele estava tão bêbado que não conseguiu e nem que quisesse teria força no estado que ele estava pra fazer algo comigo - A culpa é toda sua!

- Para com isso, Troy! Ela não tem nada com isso. - Ally.

- TEM SIMMM!! - ele começou a gritar, revirei os olhos olhando pra trás, onde todo mundo estava. Eu vi o Lou falando alguma coisa com a Camila e a Vero e veio na nossa direção.

- Tá bom já né Troy. Você está gritando e tem gente dormindo. É melhor você ir! - ele falou todo sério e bravo com ele mas o Troy começou a rir na cara dele.

- E você vai me botar pra fora? - o olhou e tornou a gargalhar - Viadinhoooo.

- Agora você está passando dos limites, Troy! - Ally.

- Pois é, passou há muito tempo! - era o Shawn - Sai agora ou eu te tiro!

- E quem é você pra mandar eu fazer alguma coisa?

- Sou amigo da dona da casa, agora por favor!

- Eu não saio, não saio daqui sem ela! - puxou a Ally pelo braço mais uma vez.

- Pois então você vai sair na marra! - Shawn puxou a Ally de volta a pondo atrás dele - Sai daqui cara! - apontou a rua.

- Não! Você me ama né, Ally? - ele tentava a olhar atrás do Shawn - Diz que me ama... - ele estava desesperado, quase chorando.

- Troy... - falei.

- Diz Ally, diz? - ele insistia.

- Troy por favor... - ela claramente não queria piorar as coisas dizendo que não.

- Ela não te ama mais cara, se toca!! - Shawn.

- Quero ouvir dela. Fala Ally. - Troy.

- Eu não te amo, Troy. Pronto, satisfeito?

- Pronto, agora você já ouviu, pode ir né? - Shawn estava com um risinho no rosto quando falou.

- Ally, por favor... - Troy.

- Cara na boa já deu, por favor. Vai! - Lou.

- Não vou! Ela não pode terminar comigo, não pode! Eu te amo!! - ele tentou se aproximar dela e de tão mal caiu no chão. Lou foi ajudá-lo que recusou a ajuda, Lou tirou a mão na mesma hora. O Harry apareceu e tentou ajudá-lo a se levantar.

- Ele não vai ter condição de ir embora assim. - Ally.

- Vamos fazer o que então? - perguntei.

- Liga pra algum amigo dele. - Shawn.

- A essa hora?? - Ally.

- Ué vai fazer o que?? Não é amigo? Então... - Shawn.

- Liga então aí. - Lou.

- Só não liga pro Evan pra Hals não vir junto e ficar aqui enchendo. - falei porque era só o que me faltava pra completar a noite né!

- Vou ligar pro Austin então. - Ally falou e pegou o celular pra ligar. 

- Tudo bem? - era a Camz.

- Tá, a Ally está ligando pro Austin vir pegar ele. - disse. O Lou e o Harry tinham posto ele sentado e estavam lá com ele.

- Que merda hein. - Camila.

- Pois é....

- Ele está começando a ficar patético! - Shawn que estava ao nosso lado falou.

- Pois é. Tá ridículo isso já. - falei.

- Laur! - Camila me repreendeu mas era isso mesmo.

- Mas é mesmo! - falei.

- Também acho mas tá dando pena já, tem nem graça brigar com ele mais. - Shawn.

- Pois é. Eu nunca imaginei que ele fosse sentir assim, ficar dessa forma. - falei com eles.

- Pronto, ele está vindo. - Ally que chegava ali perto falou.

- Tá. Vamos esperar então né. – falei - Camz, se você quiser entrar, vai lá... - eu disse passando a mão nos braços dela.

- Não, eu fico aqui com você.

- Tá com frio não? - perguntei e ela negou com a cabeça.

- Pode ir lá Laur, se quiser... – Ally - Os meninos estão aqui... - apontou pro Lou e o Harry.

- Não, é melhor eu ficar... Vai que o Austin resolve arranjar confusão também... É melhor, eu conheço a peça...

- Rs, você que sabe... - Ally - Mas o Shawn também vai estar aqui.

- Por isso mesmo, o Austin pode querer arranjar confusão com ele. - falei.

- Então ficamos todas. - Camila - Vou lá falar com as meninas, pra caso elas queiram entrar...

- Tá. - falamos e a Camila foi lá, voltando em seguida. As três entraram. 

 

* Depois de tudo o clima tinha até sido cortado, a bebedeira delas também rsrs. Foram arrumar as coisas que estavam ali na sala e na cozinha.
 

- Gente, que bafo hein! - Vero.

- Pois é. Fiquei até com pena dele, tadinho. - Mani.

- Eu até fiquei também mas homem é foda né, quando tinha não dava valor! - Vero.

- Por que, eles não se davam bem não? - Dinah.

- Ah até que se davam no começo mas depois esfriou. - Vero explicou.

- É o que eu digo... Ninguém entra na relação do outro assim, só quando as coisas não estão bem. - Mani.

- Concordo! Sempre disse isso. - Dinah falou e Mani sorriu pra ela. Vero ficou olhando e resolveu sair dali, se sentiu sobrando apesar de nada ter acontecido.

- Er... gente, eu vou ali, no banheiro.

- Tá. - as duas falaram mas Mani nem a olhou, estava arrumando as coisas ali na cozinha, de cabeça baixa.

- Me dá aí que eu lavo Mani.

- Não precisa Din... DJ... - se corrigiu sorrindo.

- Mas vai ficar maior bagunça.

- Pode deixar que a moça limpa amanhã, deixa isso aí.

- Tem certeza? - Dinah.

- Claro. Quer beber mais alguma coisa?

- Não, tô bem já.

- Eu acho que vou parar também rs... - Dinah sorriu a olhando mas foi quando ouviram barulho na sala, ela rapidamente desviou o olhar - Já foi? - Dinah perguntou pra disfarçar. Era o Louis.

- Já. Foi com o Austin. - respondeu e logo todos entraram.

- Tá tudo bem então? - Mani.

- Tá sim. - Harry.

- Gente, queria pedir desculpas eu... - Ally falou mas Mani cortou ela.

- Deixa de bobeira Ally, nada a ver. A gente sabe que a culpa não é sua. Relaxa.

- É amor, relaxa. Tá tudo bem. - Shawn.

- Já falei também isso pra ela. - Lauren falou e aos poucos o clima ruim que tinha ficado foi se dissipando. 

 

POV. Lauren
 

Depois da cena do Troy resolvemos ir pra dentro até porque estava muito frio já. Na verdade eu estava começando a ficar cansada, estava afim de ir embora já mas não sabia se a Camila e minha prima queriam ir já.
 

- Amorzinho, tô cansada, vamos? - pedi pra ela.

- Vamos bebê. - ela tocou no meu rosto sorrindo.

Ela foi falar com a Vero pra saber se queria carona e eu com minha prima e me despedi de todos. Por fim elas foram conosco, deixei minha prima em casa e depois fui deixar "elas" né mas a verdade é que a Camila não ficou mas a Vero acho que pensa que ela ficou até porque ela saiu antes do carro, não sei, ela estava tão mal também rsrs. Resolvemos dormir juntas, fomos pra um motel, não tinha muita opção né rsrs.

- Pronto. - falei ao fechar a porta do quarto - Dormir aqui com você não era bem o que eu queria mas....

- Relaxa amor, está ótimo...- ela falava enquanto se aproximava de mim - O importante é estar aqui com você... - tocou no meu rosto me dando um selinho em seguida, a abracei.

- Quer tomar banho? - perguntei ainda da mesma forma.

- Ah não. - ela se soltou de mim sentando na cama - Tô com preguiça e cansada. Amanhã a gente toma.

- A gente? - perguntei rindo sentada na beira da cama enquanto ela já tinha até deitado.

- É. Vem, deita aqui comigo... - ela pediu batendo com a mão ao seu lado da cama.

- Já vou, deixa só eu trocar de roupa. - falei e me levantei.

- Trocar pra que amor? Tira e deita. - a olhei rindo e perguntei.

- Ah tira e deita?

- É. - ela sorriu - Prometo que não vou abusar de você, tenho nem condições pra isso, tô morta rsrs.

- Que pena. - sorri também mas brincando porque eu também estava cansada. Fui tirando a roupa pra deitar, ela também mas eu peguei uma blusa pra pôr e fiquei de calcinha, ela por outro lado ficou só de calcinha mesmo.
 

Deitei e ela me abraçou, em segundos estávamos dormindo! 

Acordei de manhã pra ir no banheiro e quando voltei fui olhar a hora, já eram quase meio dia e pra mim ainda era cedão hahah, a Camz continuava dormindo. Deitei na cama a abraçando por trás, ela nem se mexeu e eu encostei meus lábios na sua nuca, rocei e fiquei ali sentindo o cheiro dela, adorava fazer isso mas percebi que ela começou a se arrepiar, o que eu estranhei porque achei que ela estava dormindo.

- Tá acordada é, bebê? - sussurrei mas ela não respondeu nada - Hum? - voltei a roçar meus lábios na sua nuca - Não? - ela continuou quieta, não sei se ela estava mesmo acordada ou não, desci minha mão pelo corpo dela e só aí que me lembrei que ela estava só de calcinha. Não resisti, fiquei percorrendo a pele da barriga que senti se arrepiar com o meu toque, desci e passei a mão sobre a sua calcinha. Nesse momento eu ouvi ela soltar um suspiro e virou um pouco o corpo e eu deslizei minha mão por dentro do sexo dela - Quero você...- sussurrei e ela continuava de olhos fechados.

Nem esperei resposta dela. Saí de onde eu estava e me abaixei junto ao seu corpo, com os dedos afastei a calcinha dela e levei minha língua na intimidade dela, começando a chupá-la. Olhei pra cima, ela não abria os olhos, continuei e em pouco tempo percebi ela se remexendo e gemendo de leve. Pouco depois ela estava gozando na minha boca.

Subi o corpo dela sorrindo, ela ainda estava de olhos fechados e também sorria.
 

- Bom dia amor.

- Bom dia meu amor. - ela respondeu mas foi quase um gemido o que me excitou ainda mais.

- Ainn... fala assim de novo, fala... - pedi beijando o pescoço dela. Ela sabia que tinha me provocado tanto que falou de novo, de um jeito mais sexy ainda.

- Bom dia... meu... amor... - ela curvou o corpo meio se espreguiçando e eu fui beijando seu pescoço e em seguida desci os beijos pros seios dela, beijei um e outro com vontade por um bom tempo.

- Eu devia estar muito cansada ontem mesmo... - falava entre os beijos - pra ter deixado... você dormir assim... - segurava um apertando enquanto beijava o outro.

- É? - ela perguntou quase gemendo segurando minha cabeça.

- Aham. - voltei pro pescoço enquanto continuava massageando um e outro.

- E agora... não está cansada não?

- Não. Tô muito... - continuava beijando quase mordendo o pescoço dela - muito acordada.

- Ah é?


Notas Finais


Aí, aí, pra quê vocês querem um acidente? Jajajaja
Só queria dizer que se acontecer algum acidente vai ser para a personagem que sofreu morrer! :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...