1. Spirit Fanfics >
  2. Namorada de mentira >
  3. Un petit accident

História Namorada de mentira - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


volteiiiiiiiiii

Sorry hunters pela demora.
Prometo atualizar mais esse ano
Chega de desculpa é boa leitura ❤❤

Capítulo 2 - Un petit accident


Fanfic / Fanfiction Namorada de mentira - Capítulo 2 - Un petit accident

Pov Evie

 Hora do intervalo é estranhamente nem um sinal do grupo do apocalipse .

- eu tô falando bad princess acho melhor você ficar na enfermaria com a gostosa da sua tia. Falou baixo essa última parte 

Pegamos nossas coisas é fomos nos sentar numa mesa afastada.

- primeiro eu não vou ficar mofando dentro daquela quente enfermaria sendo que posso ficar sentada lá nas arquibancadas, é segundo para de falar assim da minha tia sua tarada . Falei dando um tapa de leve em sua cabeça

- eu não tenho culpa que é a sua tia é realmente uma gostosa. Falou com um sorriso safada que só a Ruby tinha.

Balanço a cabeça em forma negativa e continuamos a conversa coisas banais para vê se ela esquecia da coisa idiota que Audrey falou hoje.
Uma hora na conversa em quanto comia minha maçã vermelha vejo uma menina de cabelos meio roxo, pele alva e olhos tão verdes como esmeraldas.

- evie tem como me escutar? Chamou Ruby tirando atenção da figura em minha frente

- perdão lobinha o que dizia ?

- estava prestando atenção na delinquente juvenil por acaso? Falou de forma sarcástica

- que delinquente juvenil Lucas? Perguntei franzido a testa

- não se faça de sonsa a menina de cabelo roxo que se tava babando que eu vi. Falou apontando para a garota que pegava uma maçã e sumia pela porta como se nunca nem estive ali.

- por quê ela é uma delinquente? Perguntei curiosa

Que garota é essa que eu nunca reparei que estudava aqui ?

- aquela é uma tal de mal falaram que ela acabou de sair do reformatório por te botado fogo em um bar. Falou como se não fosse nada demais

- como ela veio para aqui ? Perguntei chocada com a informação

- aparentemente a dona fada madrinha acha que seria ótimo para ela vir ficar por aqui. Falou

- ela está aqui a quanto tempo? Perguntei

Talvez eu esteja curiosa demais

- curiosa você finalmente resolveu liberta a sapatão que habita em você. Falou de forma dramática

- claro que não Lucas e só curiosidade. Falei desviando o olhar para minha maçã

- ela tá aqui já faz um mês só que não é muito sociável ou frequentadora de aulas mas se algum dia for para detenção irá encontrar ela lá. Falou

- isso explica porquê eu nunca a vi afinal uma menina de cabelos roxos e roupa preta chama muita atenção em meio a tantas patricinhas. Falei

- falou a garota de cabelos azuis que anda com um espelho. Falou me fazendo da um tapa em sua cabeça

- se fica shiu projeito de chapeuzinho vermelho que deu errado. Falei

- nem tem graça em te bater se não sente nada seu projeto de princesa que falhou . Falou

Jogamos o lixo fora em nossas bandejas e seguimos para os corredores vazios em meio a conversa.

- Ruby o mínimo que os cavaleiros do apocalipse podem fazer é quebrar um braço mas mesmo assim eles não seriam tão burros ao ponto de quebrar algo da filha da prefeita. Falei abrindo meu armário

- Não tenho tanta certeza disso, raciocínio lógico e uma coisa que falta nas cabeças de ventos. Falou Ruby

- bom em quanto eles não fazem nada pega. Falei jogando uma maçã verde para ela

- pra que isso mulher? Eu não curto maçã e muito menos verde. Falou Ruby

- a senhora Vai para a educação física agora é eu sei que você vai passar na enfermaria para vê se a zel precisa de " ajuda ", então aproveita e leva para ela. Falei fazendo ruby me olhar desconfiado

O sinal toca

- depois você fala que eu não posso da em cima da sua tia sendo que você me apoia nisso. Falou fechando o armário

- eu não te apoio em nada lobinha e coisa da sua imaginação. Falei

- minha imaginação sei, boa aula bad princess não arrume encrenca até a quinta aula ok. Falou

- como se eu não sobrevivesse uma aula sem você Lucas. Falei fazendo ela balançar a cabeça de forma negativa e sair andando pelo corredor já lotado.

mais três aulas e depois ficar jogada no quarto vendo série

Respiro fundo é sigo para a minha aula de história com cuidado para não esbarrar em ninguém.

×××× Quebra de tempo ××××

 Já era final da aula da professora Bela de literatura, quando no meio de sua explicação sobre o livro que deveríamos ler para o trabalho, sua porta se abre revelando o velho Gold.

- só um minuto meus amores. Fala saindo pela porta com o senhor Gold

Murmurinhos por toda parte que me deixava sem entender o porquê de tanto alarde.

- esses meninos não falam eles berram. Falou Ruby mal humor do meu lado

- como se não fosse novidade , eu fico com pena da bela ela é tão doce e tem que aguentar essas pestes. Falei

Ruby rir baixo e deita a cabeça na mesa

- senhorita Lucas não vai me contar mesmo como foi na enfermaria ? Perguntei fazendo ruby me encarar é desviar o olhar para mesa

- eu não quero falar sobre isso. Falou quase num cochicho de tão baixo

- porquê lobinha por acaso gaguejou mais que falou é saiu correndo. Falei zombando

Vejo suas bochechas brancas ganharem cor vermelha parecendo brasa. Acabo não contendo a minha risada ganhando um jogar de borracha sobre minha pessoa.

- Para de rir Mills isso não tem graça. Falou pegando sua borracha no chão

- pardon mais é hilário. Falei tentando ainda conter meu riso

- eu não tenho culpa princesa que a sua tia me deixa sem chão. Falou baixo guardando as coisas

- eu achava que ela só te deixava de outro jeito mesmo. Falei ganhando um tapa em minha coxa

- as vezes eu queria que você sentisse dor sua palhaça. Falou Ruby sacudindo a mão

- acalme se lobinha que suas tentativas de me fazer sentir dor não muda o fato que eu estou certa. Falei fazendo ela mostra o dedo do meio para mim

Eu iria recruta se não fosse o sinal é a senhorita bela entrando em sua sala toda alegre.

- bom alunos nos vemos na próxima aula é eu espero que estejam bem mais animados. Falou com seu bom humor de sempre

- claro senhorita bela! Falou a turma toda antes de sair cada um correndo para suas determinadas aulas

- só mais uma aula é estamos livre do inferno. Falou Ruby

- nem me fala lobinha. Falei pegando meu material é seguindo para a porta

- tchau senhorita bela, sua aula foi interessante como sempre. Falei fazendo ela abrir o sorriso ainda mais

- realmente senhorita bela e a única aula que não me dá sono. Falou Ruby fazendo um bocejo em seguida

- que bom meninas que gostem das minhas aulas, agora senhorita evie tome cuidado é senhorita Lucas mantenha-se acordada se não conto para a sua vó. Falou fazendo ruby arregalar os olhos

- pode deixar senhorita bela ! Falou eu é Ruby em seguida saindo de sua sala

- eu nem durmo em tantas aulas. Falou

- não apenas cinco das seis aulas. Falei fazendo ela bufar é mostra o dedo do meio

- olha é a última aula é tome cuidado com o esquadrão de mauricinhos ok eles não tentaram mais nada hoje é isso vindo deles é suspeito. Falou

- relaxa Lucas se sabe muito que eu não posso pensar em tocar numa bola, e o professor killian faz questão de me manter bem longe da linha de fogo. Falei pegando o meu material em meu armário

- só tome cuidado princesa. Falou toda preocupada 

- é você tome cuidado para não dormir na aula do Robin se sabe como ele anda chato.

- pra Caralho é sem contar o fedor de Mato que ele tem. Falou me fazendo rir

- agora vai se não se atrasa. Falei

Ela respira fundo é me dá um beijo na bochecha e sai no sentido contrário ao meu.

Vamos evie eles não são doidos em tentar te matar eu acho.

Balanço a cabeça e sigo para a quadra onde minha turma já se encontrava na quadra. Em quanto o professor killian falava me sento no meio das arquibancadas para observar melhor a turma.

E um porre não fazer nem um esporte, me sinto como uma taça de vidro.

- evie está bem aí? Perguntou o professor killian

- confortável e seguro como sempre professor gancho. Falei fazendo ele rir e volta o foco para a minha turma que jogava queimada.

E tão chato ficar olhando

Bufo é abro minha mochila para pegar meu caderno de desenho.
A aula seguia normalmente até que percebo uma movimentação estranha.

Puta que pariu que merda eles vão aprontar.

Olho para a quadra e vejo Audrey sussurrar algo para ben é depois mostrar um sorriso cínico em minha direção.

Saia dai agora!!!!

Minha consciência gritava em estado de alerta pois coisa boa não vinha.
Jogo minhas coisas de qualquer jeito na minha mochila e começo a descer a arquibancada, estava no último degrau até que do tudo fica escuro.

 ×××× Quebra de tempo ××××

Evie minha princesa acorda. Falou uma voz que parecia ser de minha tia Zelena.
Abro os meus olhos de vagar até meus olhos se acostumaram com a claridade, até que vejo minha tia Zelena com uma feição preocupada.

- já acordei então Tem como ser da um passo para trás. Falei fazendo a minha tia se afasta um pouco mais ainda preocupada.

- como está se sentindo ? Perguntei ela me analisando do pé a cabeça

- com uma leve dor de cabeça apenas. Falei me sentando com calma

- que susto princesa. Falou tia Zelena

- o que aconteceu zel? Perguntei ainda confusa com a situação

- Audrey aconteceu meu amor, acertou a bola na sua cabeça e vc acabou batendo a cabeça. Falou me analisando ainda

Aqueles filhos da puta

- Não ligou para minhas mães não neh? Perguntei pra tia Zelena

- para sua sorte convenci a fada madrinha a não ligar, me deve uma viu. Falou com um bom humor de sempre.

- obrigada zel, você sabe como a minha mama ia ficar. Falei

- minha irmã e meio exagerada as vezes. Falou me dando um remédio de dor de cabeça

- meio é apelido. Falei fazendo ela rir

- você realmente está ótima . Falou

- forte como um touro tia zel. Falei fazendo a ruiva sorrir

De repente a porta e aberta pela mesma menina de cabelo roxos de hoje cedo.

Ela é mais bonita ainda de mais perto

- desculpa zelena eu não sabia que estava ocupada volto depois. Falou tentando se apressar para sair

- que isso menina fica aqui é eu quero te apresentar a minha sobrinha. Falou apontado para mim

A garota olha para mim confusa

Diz algo Evellyn

- oi meu nome é evie. Falei

Tinha que ser tão genérico

- Mal é um prazer conhecer a doce sobrinha que tanto a zelena fala. Falou fazendo minha tia ficar sem graça

- andou falando de mim pelos cantos senhorita mills? Perguntei de forma divertida

- as vezes eu e a mal conversamos de tantas coisas que acaba escapulhindo umas coisas. Falou com um sorriso travesso

Escapulhindo vindo de dona Zelena é sempre suspeito.

Quando mal ia falar algo o furacão Lucas entra pela porta.

- Evie sua piranha eu avisei que se aí se machucar que vc fosse. Falou Ruby

- eu sei lobinha só que

- só que nada eu avisei, suas mães vão comer seu fígado e os deles juntos. Falou

- oi para você também Lucas. Falou Zelena

Ruby quando percebeu que a gente não estava sozinha bem ficou mais vermelha que uma pimenta.

- oi senhorita mills. Falou quase morrendo de tanta vergonha

Vontade de enfiar a cabeça num buraco neh minha filha

- não precisa de tanta formalidade Ruby, você é praticamente da família. Falou

Fazendo Ruby ficar mais vermelha que estava.

- desculpa zelena. Falou baixo

- você é adoravel Lucas. Falou dando um beijo na bochecha de Ruby é saindo com a mal que olhava tudo sem entender

- eu acho quem agora precisa ficar deitada aqui é você. Falei rindo da cara de besta da minha amiga

- ela Ela ela. Tentava falar mas não conseguia sair quase nada

- ela te deu um beijo na bochecha e agora tá marcado de batom. Falei fazendo ela puxar o telefone como jato para vê se era verdade

- puta que pariu é um ótimo dia. Falou com um sorriso no rosto

- tá bom coringa vamos embora ok, minha mãe deve tá chegando. Falei pegando minhas coisas

- bom na verdade o sinal já bateu faz uns dois minutos por isso que vim aqui. Falou sem graça

Puta que pariu minha mãe vai me matar

- vamos embora Lucas rápido. Falei a puxando para fora da enfermaria

- para uma pessoa que levou uma bolada você está ótima. Falou

- eles precisam de muito mais que uma bolada para acabar comigo. Falei soltando Lucas porquê já estamos quase na saída

- não sei pra que tanta pressa sendo que sua mãe demora para chegar por causa prefeitura. Falou

- até parece que se não conhece a dona Regina Mills. Falei

- é a prefeita da cidade quem não conhece a senhora Mills. Falou me fazendo mostra o dedo do meio para ela

- você entendeu dona " tenho uma queda pela irmã da prefeita ". Falei fazendo ela voltar a ficar sem graça

- vai me gastar com isso até no dia que eu morrer não é?

- você ainda acha que não? Questionei fazendo ela bufar

- as vezes eu te odeio bad princess. Falou

- mentira eu sei que você me ama. Falei fazendo ela sorrir

- até mais bad princess é vê se passa na granny's mais tarde.

- pode deixar é tira essa marca de batom da bochecha lobinha. Falei alto

- puta que pariu. Falou resmungando em quanto ia para pegar a bicicleta

- o que aconteceu com a Ruby? Perguntou minha mãe me dando um susto

- puta que pariu que susto. Falei botando a mão no coração

- olha a boca mocinha. Falou

- pardon mama. Falei

- sem problemas minha princesa eu sei que foi por culpa minha mas olha como fala senhorita swan Júnior. Falou com um bom humor

Rio de sua fala mas estranho ela não estar dentro do carro

- mama estamos esperando algo por acaso? Perguntei

- a sim sua tia Zelena pediu carona hoje. Falou em quanto olhava o telefone

- achei que ela tinha vindo de carro. 

- quebrou no meio do caminho. Falou batendo o seu pé já impaciente

Não falo nada é observo Zelena saindo sendo acompanhada por Mal que apenas balançava a cabeça de alguma coisa que a minha tia falava.

Ela não parece ser uma delinquente juvenil como a Ruby disse.

As duas se despendem é Mal segue em direção a uma scooter que estava no estacionamento.

- desde quando conversa com delinquentes Zelena? Perguntou minha mãe tirando do transe

- falou a pessoa que se casou com a senhorita problema de nova York . Falou Zelena

Essa doeu até em mim

Minha mãe apenas bufa é segue para o carro ignorando a presença de minha tia.

- você é a única que consegue tirar a paciência dela com uma frase. Falei

- é um dom de irmã mais velha, quando o Henry crescer  se vai entender. Falou

Apenas nego com a cabeça e olho para Mal que olhava toda a cena.
Ela percebe que eu estava olhando é sorrir e acena com a mão antes de sair com a scooter pelo outro portão.

- eu tô começando achar que gostar de delinquente tá no sangue. Falou tia Zelena me tirando do transe que aquela garota me colocava 

- é coisa da sua cabeça tia Zelena. Falei seguindo para o carro de minha mãe

- esse sorriso que se deu não é coisa da minha cabeça senhorita Evellyn Mills Swan. Falou me dando um sorriso e entrando na frente

- eu não sorri. Falei baixo para ela escutar e rir de forma debochada me fazendo entrar no carro com um jato

- vamos agora? Perguntou minha mama

Apenas balanço a cabeça e seguimos em silêncio o caminho até a casa de Zelena.

- tem certeza que não quer almoçar lá em casa Zel? Perguntou minha mama

- tenho maninha eu tenho coisas para resolver eu dou um pulinho lá no granny 's mais tarde. Falou

- sei bem o porquê do seu pulinho. Falou eu é minha mãe juntas sem querer fazendo a ruiva ficar tão vermelha quanto o seu cabelo

- vocês são duas taradas eu não vou lá por causa da Ruby. Falou

- Não falamos nada de Ruby Zelena. Falou minha mãe se divertindo com a cara da irmã

- tenho que ir tchau para vocês. Fala ela saindo apressada do carro

- tchau Zel. Fala eu e minha mãe em quanto ria da ruiva que entrava como um jato em sua casa

- vamos para casa agora princesa antes que sua mãe mande toda a delegacia atrás da gente.

- não se esqueça do FBI é a CIA. Falei fazendo minha soltar uma risada

Era estranho minha mãe rirmas toda vez que eu via me fazia bem



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...