História Namorada de mentirinha. (2 temporada- Enrolados) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags 2temporada, Amor, Bts, Grazy, Imagine Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Namjoon, Romance, V Luda, Yoongi, Zueirinha
Visualizações 83
Palavras 989
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello sou eu de novo. *w* turu bom com vcs?? hein? hein?
Sabe eu tava assistindo animes e acabei esquecendo de escreve e quando lembrei fui jogar LOL, a autora é uma muito irresponsável eu sei...
Ksksk. Eu pensei, pensei no que escrever durantes minhas aulas de físicas, mas eu estava muito entediada pra ter uma ideia boa, então eu disse e se eu por 30 coisas sobre mim(curiosidades) aí eu pensei de novo, não viaja Lia, ninguém liga. Ai graças a GD o horário do Profe acabou e chegou, filosofia, no ano passado eu ADORAVA COM TODA MINHAS ENERGIAs (Ano passado eu gostava de tudo) Voltando... Ela começou a falar e tals e chegou num tema que eu fiquei tipo: CARALHO É ISSO MESMO. Então se não curtirem o que eu resolvi fazer, culpem a minha professora. Yeah

O tema era: Traição

Boa leitura^^

Capítulo 4 - Desculpa?


 

-S/n não fique assim, por que brigaram ?

-O Jeon é tão... Tão dramático, eu fiquei até mais tarde com um aluno, por que os pais se atrasaram e quem foi buscar, não iria deixar uma criança sozinha, o pai dele chegou depois de uns 15 minutos eu acho, ai do nada o JUngkook resolve me busca, coisa que ele nuncas vez, e simplesmente teve uma crise de ciúmes... No meio da briga ele falou de que no Brasil abandonam crianças na rua. - parei de falar e olhei meu pai.

-Querida.. não aconteceu mais nada? - neguei com a cabeça.

-Não que eu saiba... - suspirei.

Meu pai, veio ao meu encontro me abraçando forte, os abraços dele sempre me faziam sente tão segura e protegida, as vezes sentia isso com o Kook, mas desde que começamos a morar juntos, na verdade tá tudo tão complicado, não sei o que é mais é sufocante, não sei explicar, talvez por nós até hoje, não conseguir ter um tempo só nosso, como casal, sempre alguém, tão chato. 

-Mas não precisa chorar tá pequena?

-Ta bom!

-Já comeu?

-Não...

-O que acha de comermos fora? Misoo não estar aqui e você ta sem cabeça.

-Ok! 

-Vamos então. 

Saimos do apartamento e formos pra um restaurante italiano, eu estava morrendo de vontade de comer massa, sabe aquele desejo doido, que você precisa comer logo, pois é assim que eu tô querendo massa, pedimos lasanha ao molho branco e eu estava quase babando de tanta vontade de comer logo, dar uma bela de uma garfada e leva na minha boca, não eu não estava passando fome, mas do nada me deu essa vontade. 

-Então, vamos falar sobre? 

-Hum... Como você e a Misoo estão?

-Muito bem, eu diria ótimos a ideia de adotar ainda estar de pé.

-Wow, então posso me prepara pra um irmãozinho?

-Pode sim, já tive a experiencia de uma menininha, agora, quero um menino. 

-Que boom. - Nosso pedido chega. - Ai que delicia. - dou duas gafadas na lasanha. - Ta muito bom.

-Estava com fome né?

-Nem tanto, era só... sei lá estava morrendo de vontade de comer lasanha, desde anteontem. - levo outra garfada a boca.

-Desejando? - papai perguntou levantando a sobrancelha. 

-Talvez, por que?

-Nada não.

-Oook. - comi de novo. - o senhor sempre sabe me anima, até pouco tempo eu estava bem triste.

-Seu humor esta mudando assim mesmo?

-Bom...- mastigo. - Faz um tempinho que eu acho que estou bem mais sensível, acho que estou amadurecendo. - sorri

-É deve estar mesmo. 

~Quebra de tempo~ 

Eu e papai já estamos voltando pra casa depois de comer sorvete, por que me deu muita vontade, então seu celular começou a toca, era a Misoo, eu andei um pouquinho pra ele falar a vontade, fiquei olhando umas flores da floricultura perto de onde estavamos.

-S/n! - meu pai falou ofegante. 

-Que foi? - perguntei confusa

-Precisamos ir pro hospital, agora! 

-Por que? - falei ainda mais confusa.

-S/n... JungKook sofreu um acidente.

-Que? Como? aonde? - meus olhos encheram de água. 

-Calma a Misoo, não me explicou direito, vamos pra lá!

-Mas é sério? Muito... agravante? 

-Não sei, vamos s/n!

Papai me puxou e, logo pegamos um taxi, demorou uns 8 minutos, que pra mim foi horas e horas, logo ele estacionou e eu desci de uma vez deixando papai para trás, na recepção eu dei o nome dele e da Misoo,  ela veio pra falar comigo e logo papai chegou bem do nosso lado.

-Misoo o que foi com o Kook? Ele tá bem? - ela olhou pro meu pai.

-Ele... ele ficará bem, esta em observação, mas...

-Mas?

-A moça que estava com ele veio a óbito. 

- Moça? que moça? - meu coração acelerou, comecei a pensar merda.

-Não sabemos ainda ela, não tinha identificação. - olhei pro meu pai e ele me abraçou

-Logo você, poderá fala com o Jeon, tudo bem.

-... Que moça era essa? e.. a família dele já sabe?

-Bom..- ela olhou meu pai de novo. - Não avisamos ainda, e como eu disse ela não tem identificação, parece que tinha uns 18 ou 20 anos no máximo.

-Sei... Vou avisa a familia dele

Palhaçada, so consigo pensar besteira, como com certeza ela era amante do Jeon, eles deviam ter discutido e por isso Jeon foi falar comigo, se desculpar ou sei lá, tava culpado depois, como brigamos, foi se encontrar com a fulana, que raiva e ainda me faz vim pro hospital mora dessa. 

-Alo? - a Mãe do Jungkook diz.

-Alo, senhora Jeon, por favor, você poderia vim pro hospital? Rápido o kook, sofreu um acidente!

-QUE? COMO assim? Meu Deus ele tá bem?

-Ainda não falei com ele, mas parece que estar fora de risco! 

-Meu Deus, já estamos indo...

Desligo o telefone e vou pra perto de meu pai.

-Você ta bem S/n?

-Não pai, eu não estou nada bem! 

-Tá sentindo algo?

-Não! Aquela garota que estava com ele no carro... quem era?

-Calma s/n, pode não ser nada. 

-Que nada, claro que era alguma coisa! - disse impaciente. - Pai... talvez o Jeon esteja me traido, por isso aquela briga toda, sem motivo.

-Por que ele iria briga com você, se ele que estaria traindo você?

-Pra se livra da culpa... de estar errado. 

-Calma, não vamos tira conclusões...

Logo V e Luda chegaram, não sei quem avisou eles, mas eles estão aqui, tavam tentando me acalmar. Estou com uma vontade de vomitar muito grande, toda esse agitação de hospital tá me dando enjoo e tontura, parece que tô sem gravidade e sem falar da queimação atrás da minha orelha.

-Pai.. - disse ofegante me apoiando nele.

-S/n você estar bem?  - Ouço a voz de Luda.

-Não... sei. - Só senti tudo girar, meu corpo cai no chão e ouvi a voz de Luda e de papai me chamando.       


Notas Finais


O que será que foi??
Hein? hein?
E Jk, será que traiu a S/n?
Descubra no próximo capitulo.
Sorry não ter escrito mais. É que vou pro centro e queria postar logo, PQ VOU FICA SEM NET, 3 DIAS ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...