História Namorado da minha inimiga (Imagine Jungkook-BTS) - Capítulo 4


Escrita por: e AngelMarshall

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags Angelmarshall, Imagine, Jeon Jungkook, S/n(seu Nome), Você, Xcrystal
Visualizações 2.961
Palavras 1.336
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá crystalzitas💎
→ Desculpem a demora pelo capítulo, mas esses dias como sabem estão muito cheio pra mim com a escola.
→ Brigas! digo apenas isso.
⚠***= para separar os pensamentos dos personagens⚠
Boa leitura💞

Capítulo 4 - "É tão difícil de te amar"


Fanfic / Fanfiction Namorado da minha inimiga (Imagine Jungkook-BTS) - Capítulo 4 - "É tão difícil de te amar"

Namorado da minha inimiga — É tão difícil de te amar


E mais uma vez amanheceu, eu estava muito cansada depois de ter passado o dia inteiro com Jimin lá no clube. Confesso que até foi divertido, não me divertia assim a tanto tempo e fazer o Jeon ficar com ciúmes de mim foi ainda melhor.


Levanto de minha amada cama e vou em direção ao banheiro, faço todas as minhas higienes pessoais e visto o meu uniforme escolar.


Desço e vejo que meu café já estava pronto na mesa e minha mãe estava lavando as louças.


— Bom dia mãe. — falo e vou em sua direção a abraçando.


— Bom dia filha, dormiu bem? — deposita um selar em minha bochecha.


— Sim! Cadê o papai? — digo e me sento na mesa preparando meu café da manhã.


— Já foi trabalhar. — fala e coloca o resto da comida na mesa.


— Ok.


Tomo meu café as pressas por que já estava um pouco atrasada e o professor que eu vou ter na primeira aula, odeia atrasos.


— Até mais tarde mãe. — digo me levantando da cadeira e pegando minha mochila no sofá indo até a porta.


— Até logo meu amor. — acena sorrindo pra mim.


Saio de casa e vejo Jimin escorado no portão de minha casa.


— O que um anjo da bunda grande faz aqui em minha humilde casa? — digo o abraçando-o.


— Vim pegar minha protegida do bumbum redondinho para irmos para a escola. — rimos.


— Sei não viu Jimin.


— Bom, eu vim com o carro do meu pai então não tem perigo da gente chegar atrasados na escola.


— Então vamos.


Chegamos na escola só que eu cheguei toda assanhada por que o senhor Park Jimin fez o favor de andar em alta velocidade com a janela aberta.


— Você dava pra ser piloto de corrida. — falo ajeitando alguns fios rebeldes no lugar.


— Eu sei. — sorri mostrando seu eye smile.


— Vai na frente, se o professor perguntar por mim, diz que eu passei mal e fui no banheiro.


— Quer dizer, o seu cabelo passou mal não é mesmo.


— Jimin vai logo antes que eu arrebente essa sua carinha.


Não deu um segundo direito e o mesmo saiu correndo, eu comecei a rir do seu jeito de correr.


Fui até o banheiro e comecei a arrumar meu cabelo, enquanto eu me ajeitava novamente, ouvir a porta do banheiro ser aberta mas não me importei muito, até essa pessoa fala.


— Tem certeza que você está doente queridinha? — fala Yezi com aquela cara de oferecida ficando ao meu lado e me encarando pelo espelho.


— Oh Yezi fica na sua porquê eu não estou afim de olhar nessa tua cara rebocada.


— Pelo menos minhas maquiagens são bonitas. — se gaba.


— Pelo menos minha beleza é natural. — rebati a olhando pelo espelho.


— Abusada como sempre, eu apenas quero te fazer uma pergunta.


— O que você quer Yezi? — digo desinteressada no seu assunto.


— Você e Jimin estão digamos, que namorando?


— Sim estamos, algum problema ou vai querer roubar ele de mim também como você fez com o Jungkook?


— O Jeon sempre gostou de mim, você que era cega de amores por ele e  nunca enxergava a verdade.


— Isso até pode ser verdade, mas quando ele abrir seus olhos e ver que você não passa de uma mera vadia e que esconde aquele seu segredinho dele. — falei ficando de frente pra ela. — Ai ele vai perceber que eu era melhor do que você.


— Você nem ouse toca nesse assunto. Você não seria capaz de fazer isso.


— Tem certeza? Eu achava que você não era capaz de roubar o Jeon de mim e olha o que aconteceu, você o roubou, não duvide de mim garotinha inocente, eu não sou mais aquela menininha indefesa.


— Você vai ver sua vadia.


Ela avança em mim tentando dar um tapa na minha cara, só que eu sou mais rápida e pego sua mão e a derrubo no chão. Pego sua mão e faço ela si própria se bater e a mesma pede para parar e eu paro, dando um tapa na cara dela.


— Viu, nunca duvide de mim, espero que tenha aprendido a lição, e é bom você não fala disso para ninguém.


Saio do banheiro irritada e começo a andar tão rápida que acabo esbarrando em alguém, se essa pessoa não tivesse me segurado, teria caído de cara no chão.


— Está tudo bem S/N? — ah não ele não.


— Estou JungKook, só um pouco irritada.


— Quer que eu te acompanhe até a sala?


— Não precisa.


Saio dali o mais rápido possível porque não queria que ele me parasse, é tão difícil de ver ele com a Yezi, quando na verdade ele era pra está comigo. Por quê eu não me apaixonei pelo o Jimin? Seria tudo tão fácil. É tão difícil de te amar Jungkook.


Fui para sala de aula e me sentei em minha banca recebendo olhares de alguns alunos. Logo peguei meu caderno e comecei minhas anotações.


As aulas passaram rápido e logo tocou para o intervalo. Eu e Jimin saímos da sala e fomos até o refeitório comprar nossa comida. Depois de termos comprado, fomos para o jardim e nos sentamos debaixo de uma grande árvore.


— O que aconteceu no banheiro pra você chegar na sala de aula correndo? — pergunta Jimin colocando algumas batatas em sua boca.


— A Yezi inventou de querer conversar comigo. — reviro os olhos e levo a garrafa de água para minha boca. Precisava me acalmar.


Deixei minha bandeja de comida ao meu lado e apoiei minha cabeça no ombro de Jimin fechando os olhos em seguida. Gostava de passar meu tempo no jardim da escola, além de ser confortável, o vento era frio e calmo. Jimin acariciava levemente meus fios de cabelo fazendo com que meu sono ficasse maior do que antes. Logo sinto um selar molhado em minha bochecha e sorrio. Jiminie era um amigo que todos queriam ter ao lado.


Sinto seu braço esquerdo em minha cintura me puxando mais para perto e me aconchego em seus braços.


(...)


— Acorda S/N! — diz alguém me sacudindo.


Abro os olhos lentamente e vejo Jimin em minha frente.


— Já acabou o intervalo? — digo bocejando e levantando da grama verdinha.


— Sim, agora vamos antes que o professo não nos deixe entrar. — diz e me puxa pelo braço até nossa sala me fazendo resmungar.


Passei a aula inteira no mundo da lua, pensava em algumas coisas como o Jungkook e Jimin. Ainda não entendo o que kookie viu naquela naja oferecida da Yezi.


Voltei a fazer alguns cálculos matemáticos e logo em seguida a aula acaba me fazendo gritar por dentro. Já não aguentava mais essa mulher falando. Organizei todo meu material e pus minha mochila nas costas esperando Jimin fazer o mesmo.


— Vamos? — fala Jimin pondo também sua mochila nas costas.


— Sim! — respondo sorrindo.


Andávamos pelo corredor quando vejo uma menina correndo em nossa direção com um envelope nas mãos.  Ela chega até nós, respira e fala.


— Essa noite vou dar uma festa em minha casa e vocês estão convidados para ir. — diz a menina que tinha uma aparência fofa. Seus cabelos eram pretos e lisos e a mesma era pequena.


— Obrigada...


— Sasha!


— Iremos comparecer a sua festa Sasha. — diz Jimin fazendo um eye smile.


Logo a menina foi embora nós também fomos.


Jimin e eu andávamos pelas ruas de Seul indo para nossa casa, eu chutava algumas pedrinhas no caminho enquanto Jimin cantarolava baixinho.

Quando você me chamou

Eu me tornei sua flor

Como se estivéssemos esperando

Nós florescemos até que nós soframos

Talvez seja a providência do universo

Tinha que ser isso

Você sabe, eu sei

Você sou eu, eu sou você

*

O universo se mudou para nós

Não havia nem uma pequena falta

Nossa felicidade

Deveria ser

Porque você me ama e eu te amo


→ Serendipity-by Park Jimin (BTS)


Jimin tinha uma bela voz, admirava muito esse dom nele. Sua voz era calma e doce.


— Você canta muito bem ChimChim. — digo abraçando-o de lado. Quem ver iria nos confundir com um casal apaixonado.


— Obrigada pequena...


Continua...




Notas Finais


Apenas digo que essa festa irá acontecer muitas coisas.
Vamos logo chegar a 500 favoritos leitores>___<♡
| @xcrystal e @Angelmarshall |


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...