1. Spirit Fanfics >
  2. Namorado da minha irmã - Vhope >
  3. Prólogo: O novo namorado

História Namorado da minha irmã - Vhope - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Ai, que saudade que eu estava de escrever ♡ Estou muito feliz em poder, finalmente, postar minha nova história depois de tanto tempo sem postar nada. Porém, não é culpa minha! Ocorreram alguns problemas (que eu não irei mencionar quais foram), mas estou de volta :)
Sem mais enrolação, vamos para o primeiro capítulo!

Capítulo 1 - Prólogo: O novo namorado


Fanfic / Fanfiction Namorado da minha irmã - Vhope - Capítulo 1 - Prólogo: O novo namorado

- Hoseok? Não acredito que ainda está dormindo!

Abri meus olhos devagar, resmungando enquanto ouvia minha irmã mais velha esmurrar a porta do meu quarto, sabia que dar uma chave reserva do meu apartamento para ela seria uma má ideia. Peguei meu celular em cima da cabeceira e vi que ainda eram duas da tarde. Por que ela me acordou às duas da tarde de um sábado? Finais de semana são os dias em que as pessoas podem dormir até mais tarde, eu estava pretendendo acordar lá para as cinco.

- Dahyuuuuuun - Resmunguei. - É sábado!

- Estou vendo que você se esqueceu. 

- Esqueci de que? - Perguntei confuso.

- Meu namorado chega daqui a dez minutos - Bufou. - Você me prometeu que hoje iria conhecer ele! Está desmarcando isso há uma semana!

Ah, o tão famoso namorado, o tal Taehoo, Taehyung, não consegui gravar o nome dele ainda. Dahyun está junto com ele faz um tempo, ele já até conheceu nossos pais, mas eu ainda não faço ideia de quem é o dito cujo. 

- Tem que ser hoje mesmo?

- Você tem dois minutos para levantar dessa cama!

Morrendo de preguiça, me levantei e caminhei como um zumbi até a porta do meu quarto. Destranquei a mesma e dei de cara com o monstro, Dahyun me encarava com os braços cruzados e uma feição irritada, seria fofo se eu não soubesse que ela vira o cão quando está com raiva. 

- Bom dia - Sorri. 

- É um sem vergonha mesmo, não é? - Revirou os olhos. - Você tem quatro minutos para trocar de roupa e quatro minutos para arrumar esse seu cabelo. 

- Acha que meu cabelinho lindo só demora quatro minutos para ficar pronto? 

- Vai logo antes que eu te chute. 

- Só porque eu sou o melhor irmão do mundo - Cantarolei seguindo até o banheiro. - E porque eu tenho medo de você quando fica brava.

- Também amo você - A ouvi gritar enquanto descia as escadas. - E vê se anda logo. 

Escovei meus dentes com uma mão enquanto arrumava meu cabelo com a outra, meu cabelo demorava muito tempo para ficar do jeito que eu queria, mas eu estava com muita preguiça de arrumar direito e Dahyun só havia me dado quatro minutos para essa tarefa. Corri para o meu quarto e coloquei uma roupa que eu vi jogada em cima da minha cadeira, provavelmente a mesma roupa que eu havia usado ontem.

- HOBI, DESCE LOGO! O TAE CHEGOU.

Saí do meu quarto devagar, eu não precisava me apressar para conhecer o tal Tae, ele era namorado da minha irmã e não meu. No meio da escada, recebi uma mensagem em um grupo qualquer de amigos e fui respondê-la, mesmo sabendo que não seria educado ignorar a visita para mexer no celular e que, com certeza, Dahyun me xingaria. 

- Yoongi me deixou aqui antes de ir para-

Aquela voz não me era estranha e o fato de que a frase foi cortada no meio me deixou intrigado. Levantei meu olhar em direção ao tal namorado e percebi o porquê da fala ter sido deixada de lado. 

Eu estava esperando por qualquer cara, menos por ele. 

E agora? Como diria para a minha irmã que eu conheço o namorado dela bem até demais? Ele olhava para mim, claramente surpreso por estar me revendo e eu estava tão sem graça que, com certeza, estava mais vermelho do que um tomate maduro. Decidi ter maturidade e seguir como se eu nunca tivesse mesmo visto aquele indivíduo na vida. 

- Olá, eu sou Hoseok, irmão mais novo da Dahyun.

- Sou Taehyung, é um prazer conhecer você.

Nem sei dizer por quanto tempo ficamos nos encarando em silêncio, mas não deve ter sido muito já que minha irmã logo cortou o vazio com uma frase animada. 

- Estou tão feliz que agora vocês dois se conhecem! - Bateu palmas. - Vamos para a sala, lá podemos conversar melhor. 

Fomos para a sala de estar, o casal sentou no sofá e eu sentei em uma das poltronas, ficando em posição de índio em cima da mesma. 

- Vou na cozinha ver se o Hoseok tem alguma coisa para comermos, podemos assistir um filme juntos - A morena se levantou. - Não vou demorar, conversem enquanto isso. 

Minha irmã deu um rápido selar nos lábios do loiro e saiu da sala, deixando a mesma em uma quietude absurda. Eu continuava completamente envergonhado, principalmente quando as lembranças da noite em que eu conheci o garoto invadiram minha mente. 

- Então... - Ele cortou o silêncio. - Hoseok.

- Taehyung. 

- É você mesmo, não é?

Suspirei frustrado quando entendi sua pergunta. 

- Sim, Taehyung, sou eu... - Mordi meus lábios nervoso. - Nos conhecemos na festa da Seulgi.

- Por que fingiu que não nos conhecíamos? 

- Porque não passou pela minha cabeça um jeito de contar para a minha irmã mais velha que transei com o namorado dela há dois meses atrás.

Um silêncio absurdo se instalou assim que eu terminei a minha frase e só foi embora depois que Dahyun voltou com três latas de refrigerante e dois pacotes de salgadinhos. Minha irmã franziu o cenho ao notar o silêncio e me cutucou disfarçadamente, querendo que eu iniciasse outra conversa. 

- Então, Taehyung, você faz o que da vida? - Perguntei, mesmo que eu já soubesse a resposta.

- Eu estudo direito e você?

- Eu curso dança de manhã, mas trabalho na cafeteria do centro durante a tarde, para poder arrumar dinheiro para pagar a faculdade e o aluguel.

- Isso é muito legal! Você divide o aluguel com alguém ou mora aqui sozinho?

- Eu moro aqui sozinho. 

- E quanto a sua namorada? - Perguntou curioso.

Ele sabe muito bem que garotas não são meu estilo, mas relevei isso já que, para Dahyun, nós dois acabamos de nos conhecer. Eu iria continuar com a encenação e contar para ele que eu sou gay, mesmo ele já sabendo disso, porém minha irmã foi mais rápida. 

- O certo é namorado, Hobi não curte mulheres! E mesmo assim, ele continua solteiro - Riu mas logo arqueou a sobrancelha. - Quer dizer, ao menos que ele tenha um namorado e esteja escondendo isso da irmã mais velha. 

- Dá onde você tirou isso, garota? - Arregalei os olhos. 

- Lembro de ter visto você com uns chupões há um tempo atrás, não comentei nada porque achei que você ia me contar, mas parece que você não liga mais para mim a ponto de me contar seus segredos...

Eu engasguei com a própria saliva e os dois me olharam preocupados. Meu rosto estava vermelho feito um tomate, Dahyun passou a rir da minha reação e Taehyung mantinha sua atenção fixa em mim, como se esperasse ansioso a minha resposta. 

- Eu não estou namorando ninguém, Hyunie. 

- E da onde surgiram aqueles chupões? 

- Por favor, podemos falar disso mais tarde? - Quase implorei. 

Olhei para Taehyung, torcendo para que Dahyun percebesse que eu não queria falar sobre aquilo na frente dele. Também estava torcendo para que ela esquecesse daquilo e não me perguntasse mais, mas sabia muito bem que ela não desistiria tão rápido. 

- O Tae não vai de julgar, Hobi - A morena revirou os olhos rindo. - Não é mesmo, neném?

- Sim, não precisa ficar envergonhado, Hoseok. 

Ele parecia mais curioso do que Dahyun para ouvir a minha resposta. 

- Tudo bem, eu fui em uma das festas que Kang Seulgi sempre dá há dois meses atrás e... Aconteceu - Vi o loiro engolir em seco, provavelmente entendendo o motivo de eu não querer falar sobre aquilo. - Eu bebi e conheci um cara, mas na manhã seguinte fui embora antes de ele acordar. 

- Você deveria estar bem bêbado - Minha irmã parecia chocada. - Isso não é uma coisa que você costuma fazer.

- Eu não bebi a ponto de ficar bêbado, apenas o suficiente para relaxar e deixar que a vida decidisse como minha noite terminaria. 

- Então você decidiu dormir com um cara que você nem ao menos conhecia? Por que deixou isso acontecer?

Essa era uma pergunta que eu não estava nem um pouco afim de responder, pelo menos não na frente do garoto no qual eu havia dormido. Porém, Dahyun não sabia desse detalhe e não me deixaria em paz se eu não respondesse. 

- Ele tinha uma energia boa, eu me senti bem com ele. Nós conversamos, rimos bastante e, naquele momento, eu senti como se só existíssemos nós dois naquela festa. Eu senti uma atração grande entre a gente, tanto que, quando ele me beijou, eu percebi que o queria muito - Suspirei. - O resto aconteceu naturalmente. Foi a primeira vez que eu dormi com um cara que eu conheci em uma festa, mas não me arrependo de ter feito aquilo. 

Meu olhar foi levado até Taehyung, mas eu logo desviei para que Dahyun não percebesse que havia alguma coisa estranha ali, ela não podia suspeitar que eu estava falando sobre o namorado dela. 

- E qual é o nome dele? Ele, pelo menos, te passou o número?

- O nome dele? Ah, o nome dele era Taehoo e não, ele não me deu o número - Improvisei. 

- Ele não quis manter contato com você? - Ela perguntou irritada. - Que idiota. 

- Pois é, acho que ele só queria um lance de uma noite...

- Talvez ele quisesse manter contato, você não sabe a verdade. Talvez ele tenha gostado muito de você e não tenha visto aquilo como um lance. Talvez ele quisesse muito te ver de novo, mas, como você mesmo disse, você foi embora no dia seguinte sem dizer nada para ele e sem deixar um jeito para que ele pudesse te encontrar novamente - O loiro disse e arregalou os olhos ao ver que eu e Dahyun o olhávamos confusos. - Quer dizer, eu não sei se isso tudo é verdade, eu disse talvez. 

Depois do discurso surpreendente de Taehyung, Dahyun se levantou dizendo que havia acabado de lembrar que tinha um trabalho da faculdade para terminar. Minha irmã veio até mim, me dando um abraço e um beijo no rosto, enquanto Taehyung apenas apertou minha mão e disse mais uma vez como tinha sido um prazer me conhecer, mesmo que a gente já tivesse se conhecido - Até bem demais para dizer a verdade. 

Só tinha uma pessoa que eu queria ver agora, eu precisava encontrar Jungkook. 

Mandei uma mensagem para ele avisando que eu estava indo até a casa dele e nem esperei ele responder para entrar no meu carro e seguir para o destino. Cheguei no seu prédio e nem precisei dizer nada, o porteiro já sabia quem eu era.

- Pode entrar, Hobi, a porta está aberta! - Jungkook gritou assim que eu toquei a campainha. 

- Oi, Kook. 

- Oi, está tudo bem? - Perguntou. 

- Tudo sim... Acordou agora?

- Acordei com sua mensagem, eu estava pretendendo dormir até as cinco - Deu de ombros enchendo uma tigela com cereal. - Você sabe hoje é sábado, né?

- Sim, eu sei...

- Agora fala o que está rolando, você não ia aparecer aqui em casa em um sábado sem motivo.

Eu me sentei na cadeira na frente da do Jeon e ele colocou dois copos na mesa para poder servir nós dois com um suco de laranja. Suspirei alto e Jungkook sorriu, como se fosse um pedido silencioso para eu começar. 

- Bem, Dahyun levou o namorado lá em casa hoje para que eu pudesse conhecer ele. 

- O que que tem? O cara é ruim? Ele foi escroto com você? - Perguntou nervoso. - Acha que ele pode ser ruim para Dahyun? Podemos dar um pau nele juntos. 

- Não é nada disso. 

- Então não entendi o problema.

- O nome dele é Taehyung... - Comecei. - É o cara que dormiu comigo no dia da festa da Seulgi. 

- Calma - Jungkook tossiu após engasgar com o cereal. - Você já dormiu com o novo namorado da sua irmã?

- Sim...

- Estamos falando da pessoa que você não deu nenhum rastro de vida, como se você não quisesse nada sério com ele e depois passou os últimos dois meses enchendo o meu saco dizendo o quanto você queria encontrar ele de novo?

- Sim, Jungkook, ele mesmo - Revirei os olhos. 

- Nossa que ótimo encontro vocês devem ter tido hoje - Riu alto. - O que a Dahyun disse quando descobriu?

- Ela não sabe sobre a verdade, eu me fiz de sonso e fingi que nunca vi o Taehyung na vida.

- Eu imagino a cara que sua irmã ia fazer se você falasse "Na verdade, nós dois já nos conhecemos, ele enfiou o pau dele em mim há dois meses atrás."

- JUNGKOOK!

- Que foi? Ia ser engraçado - Ele parou de rir quando viu minha cara fechada. - Foi mal, termina a história. 

- Taehyung me perguntou se eu morava sozinho ou se eu tinha uma namorada e Dahyun contou para ele que eu sou gay, como se ele já não soubesse disso, e depois falou que eu não tenho um namorado, só se eu tivesse um e estivesse escondendo dela, porque ela notou uns chupões no meu pescoço há um tempo atrás - Contei. - Imagina se ela soubesse que quem fez foi o próprio namorado dela... Contei para ela que foi um cara que eu conheci em uma festa que fez e ela ficou chocada, porque eu não costumo fazer isso.

- Eu lembro que também fiquei surpreso quando você me contou, mas depois quando você começou a me encher o saco dizendo que queria muito encontrar o cara de novo, eu percebi que não foi só atração sexual que você sentiu..

Olhei para ele, Jungkook sempre me entendia tão bem. 

- Eu achava que era só um lance para ele, mas Taehyung teve uma reação tão bizarra quando eu disse isso...

- Bizarra como? - Perguntou confuso. 

- Eu disse que, com certeza, o cara que dormiu comigo não queria manter contato e queria só um lance de uma noite, mas Taehyung disse que o "cara", que no caso era ele, podia ter gostado muito de mim e que só não me procurou de novo porque eu simplesmente sumi sem deixar rastros de como ele poderia me encontrar.

- Acho que a situação está bem clara, amigo - O olhei curioso. - Esse Taehyung, claramente, também não viu a transa de vocês só como um lance de uma noite. Porém, agora ele é namorado da sua irmã e, se você tentar alguma coisa, irá machucar Dahyun. É melhor você esquecer isso, Hoseok. Conselho de amigo!


Notas Finais


Faz tanto tempo que eu não posto nada, acho que minha insegurança em relação a minha escrita voltou toda... De qualquer forma, espero de coração que vocês tenham gostado, sei que é um enredo meio cliché, mas eu prometo que vou deixar um Vhope bem amorzinho (com um pouco de comédia porque eu não me aguento, né?) Tive que enfiar minha princesa Dahyun no meio hahahaha
Já tenho até o capitulo 16 escrito, por isso, irei atualizar um dia sim e um dia não, tudo bem?
Beijos da Bel e até a próxima ♡

P.S: Muito obrigada a @taephorie do @moonchildesign por ter feito essa capa e esse banner lindo para a minha história! Eu amei muito.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...