1. Spirit Fanfics >
  2. Nanatsu Preparatory School >
  3. Capítulo dois - Os Rebeldes

História Nanatsu Preparatory School - Capítulo 2


Escrita por: Akyre_Moon

Notas do Autor


Oie, voltando com o segundo capítulo, que vai servir de alavanca para os próximos capítulos! Sz.

Sem mais delongas e enrolações, vamos ao capítulo. 💕📌

Capítulo 2 - Capítulo dois - Os Rebeldes


As palavras de Meliodas não saiam da cabeça de Elaine, a loira não costumava ficar com asneiras na sua mente por muito tempo. Mas nós ─ humanos ─ temos a tendência de criar paranóias, que muitas vezes não tem sentido algum. Só nos faz sentir insuficiente.

Felizmente, a jovem princesa, tinha problemas maiores para resolver. A aparição de um novo grupo de rebeldes. E também, ela não era cem porcento humana. Algo que devo constar desde já. 

Os reinos não estavam ligando para eles, pois como diria o rei Miliôr: ─ " Não devemos esquentar nossas cabeças com jovens que não entendem o valor real. Quando forem um problema, acabaremos com isso."

Rei Miliôr, nada mais era do que o pai de Elaine e King, o rei de Fairyland. A vida do mesmo não terá sido tão fácil, quando aos doze, teve que lidar com o assassinato do pai, ficando apenas com sua mãe, Delaila. 

Desde então, algo dentro do rei morreu. Parte que só seu pai sabia trazer à tona. Até conhecer sua rainha, Eleonor. Uma segunda filha real, doce, delicada, e considerada por todos um amor de pessoa. E foi aí que tudo mudou, a sua mãe, Eleonor, Elaine e King, eram tudo para o rei. E por eles seria capaz de qualquer coisa, inclusive matar qualquer um que os machucasse. 

Talvez isso explicasse toda a preocupação do rei, ele é apenas um homem preocupado com sua família. Por temer. Temer perder todos outra vez. 

Embora esse fosse o ciclo da vida, viver, lutar e morrer. Alguns vivem uma vida boa, ao lado de quem amam. Ou apenas, decidem manter um orgulho bobo, e se afastam. Se afastam daqueles que querem bem, por pensar que fazem mal. 

°


Pov Rei Miliôr 

Eu só posso ter dormido do lado errado da cama, virado o pé do avesso, ter passado por mil escadas ou apenas quebrado toda a vidraçaria real. Não que eu fosse um homem muito supersticioso, pois não sou. 

Mas só de pensar que mais um grupinho de crianças petulantes, estava se formando, para implantar um novo modo de vida, me tirava o sono. Sei que criei meus filhos direito, Elaine e Harlequim, nunca me decepcionariam. Eles nasceram para o reinado, embora muitas vezes, Elaine me provou ser uma rainha ideal. Apta para todos os problemas, uma mente que trabalha como novas engrenagens, um verdadeiro vulcão prestes a entrar em erupção. E aí daquele que tentar impedi-la. 

Minha querida mãe dizia que às vezes, para uma mulher ser ouvida, ela precisa ter o controle de suas emoções, porque se verem sua fraqueza, não temeram. Talvez ela estivesse certa, ou talvez, ela também tinha medo de que os tempos não mudassem. 

Eu vejo tanto dela em Elaine. Ela tem sua força, perseverança, e uma forma única de se manter atenta ao seu mundo. E mesmo enfrentando o inferno, continua com um olhar carinhoso, e um sorriso no rosto. O iluminando cada vez mais. 

Já Harlequim, ele me lembra meu pai. Tudo. Comportamento, jeito, olhar, e cada momento que passo com ele. E uma sessão estranha, de que tudo pode acabar em algum momento... 

Só espero não ser logo. Não perderei mais ninguém. 

°

Pov Rei Miliôr off

°

Imagino que o rei não estava preparado para aquela noite, quando ele estaria? 

Sempre em algum momento, receberemos notícias que nos tiram o sono, talvez boas ou ruins. O que muda é a razão e como reagimos. 

Antes que Miliôr e Eleonor conseguissem tirar o famoso: soninho da beleza, dois guardas adentravam no aposento real. 

─ Desde quando meu aposento se tornou puleiro para corridas? ─ Resmungou o rei, afinal, nem todos gostam de serem despertados do pré-sono. 

─ Perdão vossa alteza, mas tem algo que o senhor precisa saber. ─ Disse um jovem cavaleiro sagrado, que havia sido o único da sala, que teve coragem de se pronunciar visto a irá do rei. 

─ Diga-me Rou, qual o problema? 

A rainha que segundos antes apenas observava, levantou-se e se pôs a falar. 

─ Vossa majestade, um dos muros da escola... ─ Antes que Rou conseguisse terminar, Miliôr o interrompeu, com uma leve alteração em sua voz. 

─ Rou, continue. Por favor. ─ Pediu Eleonor, que agora estava sentada em uma poltrona cinza, apenas observando a confusão. 

─ Foi pichado.

[...]


Sete minutos depois, o rei e a rainha já estavam agasalhados, e então saíram para a escola, para contestar o que mais cedo os surpreendeu.

E sem dúvidas, o muro havia sido pichado. Não era uma coisa pequena, assim que o sol raiaste, todos conseguiriam avistar de longe o acabamento peculiar que agora fazia parte do hall da escola. 

─ Não sabemos em que momento foi feito, mas quando fizemos a terceira ronda, nos deparamos com isto. ─ Disse um outro jovem, agora ao lado do diretor Escanor. 

O desenho estava em um enorme fundo preto, ele tinha um grande X em vermelho, marcando a coroa. E nomes. Nomes de vários reinos em volta. Todos sendo conservadores.

─ Nossas cabeças em uma bandeja de prata? Mas quanta insolência! ─ Repetia Miliôr. ─ E o que é aquilo? Bem ali no final, de cor vibrante. 

─ Isto? Bem, eles assinaram vossa alteza. ─ Começou Suzy, uma das professoras da instituição. ─ Os rebeldes, se denominam como Sete Pecados Capitais. 

°



Notas Finais


Até logo. 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...