1. Spirit Fanfics >
  2. Nanny - Imagine Myoui Mina (G!P) >
  3. Carícias e beijinhos

História Nanny - Imagine Myoui Mina (G!P) - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Depois de uma pequena crise existencial, o tio tá de volta com essa fic que vcs tanto gostam (ou não)!

Boa leitura <3

Capítulo 7 - Carícias e beijinhos


— O que você quer dizer com isso, S/N? — perguntou. S/N riu soprado.

— Antes de você acordar, eu marquei de me encontrar com a Sana na estação de trem. — iniciou a explicação. — Quando eu encontrei com ela, eu dei uma explicação qualquer e ela aceitou. — deu de ombros. 

— O que exatamente você disse para ela? — perguntou deitada no ombro da maior. 

— Eu disse que o nosso relacionamento já não era o mesmo de antes e que eu não a amava mais. — disse começando a fazer cafuné nos cabelos de Mina. 

— Você realmente não sente nada por ela? — tornou a perguntar. 

— Não. — respondeu. — Eu a admiro como mulher, mas nos últimos anos ela se tornou muito possessiva e... — parou a frase na metade e encarou a menor deitada em seu ombro. — Nós não deveríamos estar falando da Sana agora. — sorriu.

— Você tem razão... — sorriu. — É que eu fiquei com um pouco de medo dela. — confessou envergonhada. — A primeira vez que a vi não foi muito legal. — riu e foi acompanhada pela Seo. 

Um silêncio agradável se instalou no quarto. Entre carícias e beijinhos, Mina acabou por adormecer nos braços da mais velha. Essa que sorriu boba encarando a expressão calma no rosto da menor. 

... 

Minutos depois de Mina adormecer, S/N foi tomar um banho e colocar um pijama, já que a tarde estava começando a cair. Sem acordar Mina, arrumou a bagunça que fizeram no quarto e fez algo para as duas comerem já que, muito provavelmente, Mina acordaria com fome e resmungando. 

— Mina. — se ajoelhou na cama e chamou pela Myoui. — Mina, acorda! — sorriu ao ouvir a pequena resmungar algo. 

— Me deixa dormir, S/N. — virou para o outro lado. Seo sorriu novamente. 

— Acorda, Mina. — insistiu. — Eu fiz comida para nós duas, você não vem comer? — falou próximo a orelha da Myoui. Essa que, finalmente, começou a abrir os olhos lentamente. — Finalmente! — riu. — Vá tomar um banho e vamos comer, hum?

— Eu não quero tomar banho, S/N-chan... — olhou para a mesma com olhar de gatinho triste. — Eu estou com fome. — inflou as bochechas. 

— Vamos logo, Mina! — disse. — Você não vai morrer se for tomar um banho agora. — revirou os olhos. 

Depois de um tempinho tentando acordar Mina, S/N finalmente teve sucesso e fez com que a Myoui fosse tomar banho. 

— Viu? Você não morreu. — S/N disse preparando algo no balcão da cozinha. 

— Você sabe que eu fico chata com sono. — disse puxando uma cadeira e se sentando logo depois. 

— Só quando está com sono? — riu e olhou Mina por cima de seu ombro. 

— Eu não sou chata, S/N! — disse irritada. Inflou as bochechas e cruzou os braços. 

— Tem razão, você não é chata. — colocou um prato com macarrão na frente de Mina. — Você é insuportável. — riu e abraçou a menor por trás. Mina revirou os olhos. 

— Cala a boca! — disse mal humorada. Se levantou e pegou um pacote de bolachas de dentro do armário. 

— Eu pensei que você fosse comer o yakisoba que eu fiz para nós duas. — fingiu estar triste. 

— Oh, mil perdões! — colocou a mão no peito e fingiu uma expressão de arrependimento. 

— Você não vai começar com esse sarcasmo idiota agora, vai? — perguntou olhando nos olhos da pequena. Essa que sorriu largo, transformando seus olhos em dois riscos pequenininhos e fofinhos em seu rosto. — Isso não vale! — S/N disse. Mina sabia que sua babá não resistia ao seu sorriso e usaria isso à seu favor o quanto pudesse. Myoui aproximou o rosto do de S/N e deixou um selinho nos lábios da mesma. 

— Você é tão fofa quando infla as bochechas. — sorriu. S/N raramente mostrava seu lado mais fofo, mas, se dependesse de Mina, aquilo iria mudar.

... 

Depois de um bom tempo de conversa, Mina e S/N finalmente jantaram. Entre risadas e beijinhos, elas assistiram um filme na televisão e, como sempre, Mina acabou por adormecer nos braços da Seo. Como já era de costume, S/N levou Mina para seu quarto, a cobriu e fechou a janela para que nenhum bicho invadisse o quarto da Myoui durante a noite. Seo se sentou calmamente ao lado da mais nova e analisou o rosto da mesma. Seu rosto era tão... Perfeito. Sua respiração calma, suas bochechas coradas e seus lábios formando um biquinho... Tudo aquilo fazia de Mina a criatura mais adorável que S/N já havia visto. Quando notou que já estava há tempo demais alí, se levantou com cuidado e caminhou até a porta, mas, antes que deixasse o cômodo, ouviu a voz rouca de Mina lhe chamando:

— S/N-chan... — a citada se virou e olhou para a menor. 

— Eu te acordei, princesa? — perguntou se aproximando um pouco da cama. 

— N-não é que... — parou a frase na metade e desviou o olhar na esperança de não olhar a babá diretamente nos olhos. — Dorme comigo? — havia pedido de uma forma tão fofa e meiga que a Seo se viu impossibilitada de negar algo para ela. Sem responder verbalmente, S/N voltou para a cama de Mina e deitou ao lado da mesma. 

CONTINUA... 


Notas Finais


Talvez esteja mais curto que o habitual, mas relevem, OK? 2bj <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...