História Não acabe com sua vida... Ela vale muito - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Colegial
Visualizações 8
Palavras 606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 16 - Uma simples coisa


Oi, sou eu, a autora novamente... Sim, estou aqui pra falar dos meus problemas fúteis de novo

Vou escrever uma palavra que muitas pessoas achama engraçada: Ovo

Mas essa palavra consegue parar de ser engraçada quando você percebe que não consegue fazer ne um ovo cozido

Isso aconteceu comigo hoje...


Antes de ontem, me senti como se não fizesse diferença numa classe que eu estou a seis anos! 

Bom, foi assim

No recreio uma bolinha de papel alúminio caiu perto do meu pé e eu pisei nela, eu sei que minha atitude foi errada, mas o dono da bolinha que era da minha sala ( Há seis anos!) Começou a tacar a bolinha na minha cara e a me chutar, mas não foi tão forte e nem sei se foi a intensão dele. Levei na brincadeira, mas a pessoa que viu acho que não levou muito. Foi o meu crush! Ele me olhou com um olhar de pena e ele falava "Gente, vai pro outro lado da quadra que a gente precisa jogar bola aqui" e o garoto da minha sala parou de jogar a bolinha em mim e eu e minhas amigas fomos para o outro lado

Nesse momento, eu já estava me sentindo imprestavel, até que eu comecei a falar disso com elas, coisas do tipo "Nossa, aquilo era só uma bolinha" "Aquele chute doeu" e uma das minhas amigas começou a falar "Ele tinha que pisar em você porque você pisou na bolinha dele" "Você mereceu, porque aquela bolinha era muito importante pra ele" e coisas do tipo

Eu sabia que era brincadeira e até ri junto, mas na hora... eu estava com vintade de chorar! 

Ok, subimos para nossa sala e quando cheguei meu amigo estava com uma bala na boca e derepente todo mundo pegou uma bala, aí meu amigo falou

"Nossa, XXX, nem deu uma bala pra Carol"

Outro garoto que eu conhecia a seis anos

Ele deu uma bala pra todo mundo, pra todo mundo, menos pra mim

Foi aí que eu abaixei a cabeça e fiquei me sentindo a menos importante daquele lugar. Me senti ainútil, a feia, a imprestável, a rídicula, a escandalosa, a que quer sempre chamar atenção e principalmente a que menos faz diferença daquela sala

Estava me esforçando pra não chorar enquanto todo mundo estava falando "Nossa, só por causa de uma bala"

Levantei meu rosto lentamente e percebi que o mesmo garoto que não me deu uma bala, estava lá, dando pra professora que acabara de chegar

Me senti um lixo e nessa aula não falei mais nada, apenas pedi para ir ao banheiro e chorar

Escrevi um pedaço de uma música no banheiro, vou deixar no final


Bom, só queria deixar claro nesse post, o quanto um simples ovo, uma simples bala,.uma simples bolinha e simples comentários podem magoar. 


Música

Eu só quero parar
De me preocupar
Se minha roupa vai apertar
Ou eu que vou me desesperar

Eu gostaria de parar
De apeitar minha barriga para roupa passar
Eu só queria relaxar
E parar de me preocupar
Se minha postura está correta
Conseguir respirar

Queria me sentir bem comigo mesma
Eu queria ser um pouco mais eu mesma
Infelizmente
A opinião alheia importa
Automaticamente
Eu me sinto mais tonta

Agora eu estou zonza
Mas minha boca
Não para de salivar
Eu estou tonta
Eu preciso parar

Eu tenho conciencia que é errado
Mas não consigo parar por medo
Me perdõe se eu não resistir
As loucuras que vem pra eu não desistir

Deve ser por isso que não sou importante pra ninguém
Mas eu tenho que aceitar isso bem
A vida não é só um mar de rosas, assim
E o mundo não vai te esperar sorrindo, sim



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...