1. Spirit Fanfics >
  2. Não consegui dizer adeus >
  3. Capítulo único

História Não consegui dizer adeus - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hello!
Leitores e leitoras, como vão?
Trazendo para vocês, uma one-shot um pouco mais triste entre o Bakugou e deku!
Irei repetir os avisos
⚠️ Não leia se for sensível!
⚠️ Alerta de possível gatilho!
Você foi aviso... Boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Não consegui dizer adeus - Capítulo 1 - Capítulo único

    Depois daquele acontecimento, meus dias se tornaram cinzas, sem nenhuma faísca verde de poder na minha vida, que costumava me irritar me chamando pelo apelido. A cada dia que passava, ficaria cada vez mais inquieto dentro do meu quarto escuro, a luz do dia não aparecia mais naquele cômodo. Meus pensamentos vagos, sem ao menos uma linha de raciocínio.

"Te ver sorrindo me irritava... Mas isso não é verdade"

Minhas emoções já não existiam, meus sentimentos estavam dormentes e uma dor, um vazio que ocupava meu coração, era doloroso sentir isso todos os dias. Sentando em minha cama, encarava o teto, não conseguia ver mais graça em minha vida, como se o meu objetivo fosse arrancado do meu peito sem dó e sem piedade. Balançava minha cabeça de uma lado para o outro, tentando de alguma forma não me recordar daquela cena... A cena que me fez olhar o verdadeiro lado da vida.

- Deku... Seu nerd idiota - sussurei para mim mesmo, com um nó na garganta.

Minhas lágrimas insistiam em percorrer pelo meu rosto, queimando-me por fora, me fazendo lembrar do motivo do meu estado, morto de emoções. Me recordando daqueles olhos verdes esmeralda sendo banhados por lágrimas salgadas do menor, mesmo com um sorriso no rosto. Cerrava meus dentes com força, ao me lembrar do sangue que escorria no canto de sua boca, da sua voz falha.

"Fui fraco em perder a minha única oportunidade"

- Porque... - minha voz estava embargada - porque tinha que ser você - daria um soco na parede.

Flashback on

- Dekuuu - gritei enquanto corria em sua direção.

Todos os heróis e heroínas estavam lutando contra um vilão poderoso, porém estávamos vencendo, e isso era bom, até ver Midoriya jogado no chão, com suas costas na parede, que havia se quebrado com o impacto.

Meus olhos arregalaram ao ver essa cena, seu corpo estava coberto por hematomas, mal conseguia se mover, "D-Deku" o chamava em minha cabeça.

Me aproximei rapidamente dele, me certificando se havia quebrado algo, mas isso era o de menos. O inimigo havia acertado em cheio em seu ponto vital, colocaria minhas mãos sobre o local que havia fluído de sangue, eu estava tremendo... "O que... Não, não pode ser"

- K-kacchan...

- Porque você fez isso, Deku? - digo, pressionando a ferida, tentando parar o sangramento - Deixastes para os heróis profissionais fazer essa parte! - rosnei.

- Não me perdoaria - falou com dificuldade - se não ajudasse - um sorriso fraco se formou em seu lábios.

- Idiota, deveria pensar mais em você - olharia para a ferida - olhe para você, está péssimo.

"Você não pode morrer, não agora... Não, Deku..."

- ka-kacchan... - sorriu - isso parece a primeira vez que lhe chamei assim... Lembra?

- Pare de falar besteira! Você vai ficar bem - o desepero em meu olhar me entregava, deku manteve o sorriso fraco em seu rosto.

- Não estou - ele havia tossindo um pouco de sangue.

Murmurei de cabeça baixa, sentia um fio de lágrima escorrendo pelo meu rosto, gritava por dentro, seu nome "Midoriya". Ele não pode morrer, não pode, naquele momento meu peito doía, meus pensamentos estavam bagunçados, até sentir sua mão fria em cima da minha. Levantei minha cabeça com os olhos arregalados, seu sorriso estava menor que o esperado.

- Pare de sorrir, idiota... E a única coisa que consegue fazer agora? - insultei de um modo brincalhão, dando um sorriso fraco de lado.

- Se...se torne o número 1°... - sua voz estava cada vez mais fraca - por mim

- Não diga isso - relutava por dentro - Pare... Isso não é um adeus.

Fechando lentamente seus olhos, apagando o brilho da sua iris verde - é a última vez que ouvirei... Sua voz - disse colocando outra mão em meu rosto.

- Deku... - algumas lágrimas rolaram em minhas bochechas.

- Kachan... Sempre foi você - suas últimas palavras, ditas pausadamentes.

Flashback off

Encarava minha mão, a mesma que pressionou a sua ferida, a mesma que foi tocada pela última vez por Deku. Me culpava pela sua morte, por não ter conseguido salvar a sua vida, no seu enterro, a atmosfera daquele lugar era triste e melancólica, a turma da 1-A estava presentes, professores e parentes. Sua mãe não acreditar que havia perdido seu filho, naquele momento entendia a dor que Inko sentia, um aperto enorme em meu peito, um nó na garganta, um vazio que crescia a cada instante, ao ver o caixão.

O tempo que havia perdido, o mesmo tempo que poderia ter falado para ele tudo. Naquele mesmo dia, no fim do enterro, Inko me parou e me entregou uma carta, uma suposta carta do Midoriya, estava escrita a mão, no lado avesso da carta – De: Midoriya para: Bakugou (Deku) – ela me olhou nos olhos e disse que tinha encontrado em cima da escrivaninha, e insistiu que eu ficasse com ela.

Aquela suposta carta do Midoriya estava em cima da minha mesa, a encarava de longe, uma simples carta branca, selada com um carimbo vermelho, fazendo o desenho de uma flor. Desdo dia do seu enterro, não tive a coragem de abri-la e ler o que ele havia escrito, não teria coragem de sequer jogar fora e esquecer da existência desse carta. Se eu soubesse que seria a última vez que eu o viria, se soubesse que fosse a última que ouviria sua voz, erro meu por adiar minhas falas para Deku, meu ódio me cegou por muito tempo e isso me impediu de poder expressar tudo aquilo para ele.

"Eu perdi um amigo? Não, pior que isso... Perdi alguém que amava"

"E tarde demais para dizer... Deku eu te amo"


Notas Finais


Agradeço por lerem ^^
Bjs de luz!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...