1. Spirit Fanfics >
  2. Não desista de mim (Imagine Jeon Jungkook) >
  3. As pessoas mudam

História Não desista de mim (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!💕

Capítulo 4 - As pessoas mudam


Pov _______ Hills

Assim que coloquei meus pés naquela casa, soube que estava mais do que ferrada.

Somente eu era mulher ali, Jeon me apresentou como sua acompanhante para alguns homens dali.

- Senhor Kang?

- Olá, Jungkook - O senhor vestido com um terno segurava um copo em sua mão - Fazia um tempo que não nos víamos, certo?

Jungkook assentiu.

- Quem é a vadia dessa vez?

Fechei minhas mãos em punho e respirei fundo.

- Esta é a senhorita Hills - Jeon colocou uma mão em minha cintura - Minha acompanhante...Não permito que lhe chame assim.

- Largou a vida de mulherengo? - Kang se levantou e aproximou-se

- As pessoas mudam - O mais novo sorriu para mim

O olhei com os olhos semicerrados, tentando entender oque ele fazia.

- Você é realmente muito bonita.

- Obrigada - Disse séria

- E séria - Sorriu malicioso - Não vejo a hora.

- Senhor Kang, preciso de um favor seu - Jungkook interrompeu e o agradeci mentalmente

- Claro, meu jovem. Me acompanhe até o escritório.

- Eu já volto - Jeon beijou minha testa e subiu as escadas

Me sentei no sofá que estava ali e apenas observei os outros homens.

Por conversas que estava escutando, vi que ali tinham de fornecedores de drogas à assassinos de aluguel.

- Licença? - Cheguei perto de um homem que deveria ter minha idade - Você pode me dizer onde é o banheiro?

- No segundo andar, gata.

Assenti e subi as escadas, procurei pelo escritório, coloquei meu ouvido na porta e liguei o gravador de meu celular.

- Eu quero seus serviços novamente - Jeon dizia - Preciso de um novo fornecedor.

- Posso fazer isso - Kang respondeu - Mas quero algo em troca.

- Como oque?

- Tenho uma lista de três pessoas.

- Lista? - Sussurrei para mim mesma

- Quero essas três pessoas mortas.

- Não aceita - Sussurrei novamente

- Em breve você terá - Jungkook respondeu

- Uma delas é sua namoradinha.

Arregalei os olhos.

- Eu não posso fazer isso!

- Então esqueça tudo oque combinamos aqui - Kang disse 

- Quanto tempo tenho? 

- Duas semanas!

Jungkook teria coragem de me matar?

Quando ouvi o barulho de cadeira sendo arrastada no chão, corri até a ponta da escada e fingi que estava a descendo.

Enviei o áudio gravado para a agente Mia e coloquei o celular dentro de meu top.

- _______?

Me virei e encontrei o sorriso mais bonito que já havia visto.

Como um ser fofo desses consegue ser um assassino nas horas vagas?

- Onde estava? - Perguntou

- No banheiro - Disse rápido

- Entendi.

Ele desceu ao meu lado em silêncio e pegou uma bebida para nós.

Escutei a sirene da polícia e vi o olhar de Jeon ficar desesperado, assim como os outros presentes ali.

- Como eles descobriram? - Kang perguntou - Alguém aqui denunciou.

- O que está acontecendo? - Fingi preocupação

- Não é nada, _______ - Jungkook largou o copo no balcão e me puxou pela mão

- Como não é nada?

- Eu conto no caminho - Arrastou-me pela mansão até que chegamos no jardim

- Nem pense nisso! - Disse quando notei que ele olhava para o muro alto - Eu não alcanço!

- Eu ajudo você, mas vamos logo.

Tirei meus saltos e os joguei para o outro lado, Jungkook se abaixou para que eu subisse em seus ombros e assim fiz.

Sentei no muro e esperei que ele subisse também.

Depois que me ajudou à descer, corremos até seu carro e dele pude ver o senhor Jung e Mia.

Não demorou para que eles percebessem que um carro estava fugindo dali e uma viatura ficou em nossa cola.

Jungkook dirigia rápido demais, e eu estava realmente preocupada.

- Eu não quero morrer hoje - Disse

- Acha que é a primeira vez que faço isso? - Me olhou

- Não tira os olhos da estrada, Jeon!

Ele riu.

- Abre o porta-luvas.

Fiz oque me pediu e vi uma pistola lá.

- Pega e atira!

- Eu não vou atirar contra a polícia, Jungkook! - Exclamei - Ficou doido!?

- ATIRA, PORRA!

Me assustei e ele percebeu.

- É só atirar, _______!

- Não é como se eu estivesse em uma diversão com latinhas de cerveja, eu vou atirar na polícia - Disse - Não quero passar a vida na cadeia.

- Se você não atirar neles...- Me olhou novamente -...Eu vou atirar em você.

- Você não faria isso - Desafiei

- Como tem tanta certeza?

- Eu posso ver nos seus olhos - Disse

Em um movimento rápido, já olhando para a estrada, ele retirou a arma de minha mão e a colocou na lateral de minha cabeça.

- Eu sei que só está fazendo isso para me assustar, Jungkook!

- Você é muito ingênua!

- Atira então - Engoli em seco - Atira se você tem coragem!

Senti sua mão tremer e ele largou a arma em meu colo.

- QUE MERDA! - Deixou um soco no volante e respirou fundo várias vezes

Ele entrou em uma avenida, por sorte - ou azar - a viatura ficou presa entre alguns carros e conseguimos sair de sua vista.

Coloquei meus pés sobre o banco e apoiei meu rosto sobre meus joelhos.

Ficamos em um silêncio completo até chegar no hotel.

Entrei correndo e nem o esperei no elevador.

Não soube ao certo como, mas ele chegou no quarto antes de mim.

- Podemos conversar?

- Não tenho nada para falar com você - Respondi e entrei no banheiro

Passei uma água no rosto e encarei meu reflexo no espelho.

- Onde você foi se meter, _______ Hills?

Sai do banheiro, tirei a roupa que usava, pouco me importando se ele estava ali e me deitei em minha cama.

Fechei os olhos e desejei dormir rapidamente.

Pude ouvir seus passos apressados pelo outro lado do quarto e sua voz alterada falando com alguém no telefone.

O quarto que estávamos era um pequeno apartamento, então havia dois quartos separados dentro dele.

- Ela soube de tudo, Kang - Jungkook disse - Eu achei que fosse matá-la hoje.

Passei à prestar atenção na conversa.

- Não posso e nem conseguiria atirar - Disse sério - Nunca!

Jungkook discutiu um pouco com ele e não entendi ao certo o que combinaram.

Mas eu admitia que estava com medo.

Ouvi a porta de meu quarto ser aberta e fechei meus olhos novamente.

Apenas escutei e senti sua respiração perto de meu rosto, não sei por quanto tempo ficou ali.

- Eu fui um idiota hoje - Riu fraco - Mas não tanto quanto você fingindo que está dormindo.

Ergui minha mão rapidamente, lhe dei um tapa no rosto e abri os olhos o encarando.

- Você enlouqueceu? - Perguntou com a mão sobre sua bochecha

- Quem enlouqueceu foi você - Falei - O que estava pensando quando colocou uma arma contra a minha cabeça?

- Eu não ia atirar - Desviou o olhar do meu - Era apenas para assustar você!

- E conseguiu - Murmurei

- Me desculpe, por favor?

- Não - Virei de costas para ele

- _______!

- Vá embora!

- Não vou ir enquanto não me perdoar.

- Então fique aí a noite toda - Dei de ombros e fechei os olhos

Não ouvi seus passos, e também não dei importância.

Apenas apaguei.


Notas Finais


Obrigada por lerem até aqui❤️
Comentários e favoritos motivam💞


~Vante_S💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...