História Breaking barriers or the soul? - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Got7, Stray Kids
Personagens BamBam, Bang Chan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Jackson, JB, Jinyoung, Kim Seung-min, Kim Woo-jin, Lee Felix, Lee Min-ho, Mark, Personagens Originais, Seo Chang-bin, Yang Jeong-in, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, 2jae!kids, 2jin, Abo, Changlix, Changlixkids, Jeongmin, Markson, Minsung, Minsungkids, Woochan, Woochankids, Yugbam
Visualizações 58
Palavras 2.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), FemmeSlash, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


My speed, my lane, my pace. Estou viciado demais em My Pace, sem falar em M.I.A, gente, I am WHO é um álbum que não pode faltar na sua coleção, StrayKids arrasa!
Agora, voltando ao capítulo, estou quase terminando de revisar os capítulos, logo chegarei aonde parei antes, eu tenho que fazer a continuação gente, minhas idéias estão indo embora sobre a continuação, preciso me apressar, enquanto isso fiquem com o após da transa super, hiper, mega hot de Changlix, o após nunca é agradável, às vezes.
Vamos pro que interessa, o capítulo.

Capítulo 18 - 1-19: Depois da confraternização.


Fanfic / Fanfiction Breaking barriers or the soul? - Capítulo 18 - 1-19: Depois da confraternização.

형제애 이후. 

- FELIX!!!? - Oi pra você também, e pro meus leitores claro! Vejam como eu acordei no dia seguinte, uma maravilha. 

- Em repouso, me acorda quando eu quiser ser acordado, ou seja, nunca! - pestanejei quase gritando com tanta irritação que eu tinha...mas...aquela voz...? 

- Jura que vai querer fugir de novo!! AH, quer saber FODA-SE, eu tenho que sair agora, Jisung deve estar me procurando! - desistiu de insistir no nosso diálogo inútil. Foi aí que eu decidi acordar. 

- Por que você escolheu o Jisung!!? De tantos ômegas que tem por aí você escolhe justo o Jisung, vocês dois estão errados nisso sabia! - desabafei sentindo o alívio de questionar o que eu estava pensando a tempos. 

- Não te interessa, satisfação eu dou na cama e não sobre a minha vida! - retrucou Changbin vestindo sua box cinza sem se virar para mim. 

- Quem deu foi eu, meu querido! - rebati pegando as minhas coisas também. 

- Felix!...pode, por favor, não questionar meus motivos, okay!? - implorou Changbin se virando pra mim mas ele não tinha uma expressão boa. 

- Como Chang!? Tá, pra mim tá tudo bem com o fato de você não gostar de mim, mas por que escolheu o Jisung!? Ele era meu amigo, você era pra ser meu amigo, vocês me ajudaram com meus problemas, mas se você queria o Jisung...por que fez eu me apaixonar por você de novo!? Por quê!? - questionei mesmo ele pedindo pra não, mas eu continuaria curioso com esse tópico até ele ser esclarecido. 

- Eu não sei o porquê Felix, não sei, eu ainda te amava, mas eu acho que percebi que você não sentiria nada por mim, mas no final sentiu sim... - respondeu Chang cabisbaixo, seu rosto era como de uma criança que descobriu algo que não queria saber. Perfeita descrição do momento Felix, perfeita.

- Então quer dizer que você queria ficar comigo mas desistiu mesmo sabendo que eu havia te aceitado como meu alfa, naquele dia da festa na minha casa, lembra daquela noite que transamos, você acha que eu fugi por causa que eu não queria mais ter algo com você!? - perguntei inquieto, a resposta que eu queria não foi a que ele respondeu, ele balançou a cabeça como sim. - Inacreditável, eu pensei que você me conhecia Chang, se bem que se você me conhecesse, não perguntaria aquilo tão diretamente, você sabe que eu não tenho uma mente que consehue digerir tudo de uma hora pra outra, você já foi direto ao ponto! Talvez seja verdade o que os outros disseram, era rápido demais pra mim...bem, eu vou sair agora porque não aguento mais ficar aqui com você, sendo que seu ômega está te procurando. - finalizei o diálogo com uma risada fraca, mas cheia de desgosto. 

Já estava pronto pra sair quando terminei o diálogo, Changbin não falou nada, nem mexeu um músculo, ele estava paralisado, não conseguia encontrar nada que pudesse inverter aquela situação, quando ele havia sido desperto, a porta do quarto do motel já estava fechada, assim como a sua chance de corrigir o erro que ele cometeu. Sim gente! Ele cometeu um erro enorme naquela hora. 




- Onde você estava meu filho!! Procuramos você a festa toda!!! - reclamou Woojin com sua pose de pai esperando explicações. Minha cabeça começou a latejar de dor, mas isso raramente acontece com a nossa espécie, já que nosso organismo é avançado, a ressaca era a coisa mais rara de se acontecer com nós, e eu tive uma situação rara dessas. 

- Appa, por favor, não fale alto, minha cabeça tá doendo! - implorei pelo seu voto de aceitação. 

- E EU COM ISSO!!! ONDE VOCÊ TAVA!!? - levantou a voz Woojin me deixando descontrolado. 

- Num motel, transei, fiz sexo e foi gostoso, agora se me der licença tenho que tomar banho e ir para a aula, já são 6:45 da manhã e eu não posso me atrasar, muito menos o Chan, se quiser saber o motivo pergunta pra ele! - retruquei subindo a escada enquanto batia o pé no chão com força. 

A ressaca estava muito dolorosa, minha cabeça gritava de dor, minha garganta estava seca, minha visão ficava desfocada, sem falar no meu corpo mole...mas eu não me arrependi de estar bêbado naquela noite, Changbin havia seguido meus comandos e gemeu muito para mim, isso prova que ele gostou, certo? Mas é claro! Os gemidos não foram de dor, e sim de prazer, mas o problema era que eu não estava mais naquele momento, eu estava no após, e isso era uma coisa que me deixava cabisbaixo. 

Antes de adentrar o banheiro, eu puxei a caixa que ficava debaixo da cama...e engoli "aquilo" a seco, o gosto era muito amargo, mas era o que eu precisava para poder ter um dia nem tão estressante. 

O banho não foi demorado, eu não demorava muito no banho, mas na hora de ir para a escola é que era osso, eu tinha que me apressar ainda mais naquele dia, correr era a única opção que eu tinha para chegar na aula a tempo. 

- NÃO VAI SAIR SEM TOMAR O CAFÉ DA MANHÃ!! - decretou Woojin usando seu tom de alfa que, com o meu lado ômega no controle, me fez cessar o meu movimento. 

- Appa, eu já comi no motel, não preciso comer agora, tá! - menti para Woojin que não teve chance de rebater minha falsa afirmação. 

Eu saí de casa as pressas, pra mim não importava se Chan iria ou não pra aula, mas eu precisava ir, naquele dia era...a escolha do clube, as salas foram totalmente limpas e organizadas, e eles decidiram reabrir o clube de dança, eu não sabia antes, mas o clube de dança havia sido fechado pela falta de tutores para o clube, ninguém queria entrar no clube sem um tutor(a) porque eles, do nada, não sabiam como dançar, e quando um tutor(a) bonito(a) chegava aí que o teatrinho começou, eles não contrataram um tutor novo, eles tiveram uma grande ideia de dividir o clube em quem precisasse ou não de tutor, quem precisasse veria vídeos na internet ou poderia por no telão para todos verem e aprenderem um pouco sobre dança, por isso o motivo da pressa, também pelo fato de eu ter que passar um tempo com o maknae que ficou classificado como o calouro de 12 adolescentes, sim, todos nós ficamos com o Park Jin-young como nosso maknae, ele assumiu o posto de mais novo do Jeongin por ter um ano e alguns meses de diferença de todos nós, Hyunjin disse que iria criar uma cronograma de quem ia fazer dupla a cada dia com o Jinyoung, e advinha quem eram os primeiros no teste? Eu e o Changbin, é como se o fracasso estivesse em tudo que eu fizesse, sério, muito irritante. 

Eu havia chegado a tempo na aula, Chan conseguiu chegar primeiro que eu sabe por quê? Ele foi de carro com o Woojin, maldito dia que eu disse que não queria o carro, eles que viriam correndo e eu só ficaria no carro ouvindo músicas que me acalmasse, mas eu tinha que ter dito que gostava de andar, tomei no cu naquele dia. A lista ainda estava na mesa do professor, que estava atrasado por sinal, mas ele não demorou para chegar, ele havia escolhido um clube para ser tutor, e já que ele era professor de Arte Abstrata, ele escolheu escolheu o clube de artes, mas eu não o via como um bom exemplo de tutor, já o vi fumando nicotina na sala dos professores, ele era bem conhecido por fumar na sala dos professores, mas quem disse que o diretor não sabia, o diretor também usava drogas, eu acho que ele quem começou aquele tráfico com os professores, mas aquele colégio era bom porque os professores eram bons no que trabalhavam, explicavam bem a matéria, mas aquele cheiro...era uma PORRA! 

Aquela aula não foi tão interessante assim, deve ser porque o professor pediu para desenhamos uma coisa abstrata que nós fizesse imaginar mil coisas...bem, eu fui um trouxa de desenhar o Changbin e entregar pro professor com o sorriso estampado na cara, ele não ia mostrar para todos verem, mas ele fez algo que eu nunca vou esquecer. Depois daquela aula, era a hora de ficarmos com o nosso maknae, ele era bem fofo com aquelas bochechas rechonchudas, os olhos esbugalhados e uma boca bem carnuda, não que eu pensasse impurezas com ele, mas ele até que era atraente, mas meus olhos sempre foram voltados ao Chang, bendito seja Changbin por ter me feito ser um obcecado por ele. Changbin não demorou para me alcançar, ele já havia terminado seu desenho e eu não esperava que ele terminasse tão rápido assim, eu não demorei porque ao invés de fazer aquela face perfeita, com aquele queixo de galã de novela e...foco Felix! Eu havia feito ele na sua forma de lobo negro, eu fiz ele daquele jeito porque...seu lobo era muito belo, aquela pelagem negra que, às vezes, parecia grisalhos, seus olhos avermelhados que pareciam sempre brilhar quando eu os encarava, tudo naquele lobo era atraente, mas o problema era o dono dele, que me iludia sempre com aquela beleza mas com uma personalidade deplorável, eu sentia uma turbulência sempre que ele me fazia ficar irritado, ou até, me seduzia com aquele olhar felino e matador de corações...Lee Felix, foca na narrativa! Desculpe por estar descrevendo a perfeição daquele homem, voltando a história. 

Nós estávamos a caminho da sala do Jin, mas aquele silêncio era sufocante, mesmo que ainda estivesse pistola com ele, o sentimento de vácuo era forte, e eu sabia que tínhamos que dar um jeito de nos entender, mas como faríamos isso sendo que um tem sentimentos conturbados pelo outro, ele desistiu de mim e eu insisti em ir atrás dele, como isso daria certo? Nem eu sei o porquê até hoje! 

- Felix...sobre à noite, eu acho que devo desculpas... - quebrou o silêncio entre nós, mas trouxe a tona um assunto bem delicado. 

- Pelo que, por ter me usado sendo que nem sente nada por mim, você nem ao menos estava bêbado! - aprofundei mais no assunto. 

- Quem disse que eu não estava!? - questionou Changbin confuso e, ao mesmo tempo, incrédulo. 

- Eu vi que você não bebeu, nem sequer, um copo daquela bebida, só ficou...colado do Jisung... - respondi com um desgosto enorme em minha boca. 

- Olha...eu acho que... - Changbin não conseguiu terminar sua frase, Jinyoung já estava à nossa frente, mas ele não ouviu nada, como eu sei, eu vi ele chegando em nossa direção. 

- Bom dia Jin, que clube você escolheu? - perguntei sorrindo ao ver aquele rosto jovial e rechonchudo sorrindo para mim. 

- Música e Dança, Hyunjin quer que fiquemos no mesmo clube. - respondeu Jinyoung me deixando curioso. 

- O Hyunjin quer? Nossa, eu acho que você estão bem amigos hein! Que bom né? - perguntei começando a mimar aquele garoto que era tão fofo emburrado. 

- Felix, eu tenho 17, não precisa me tratar como criança. - resmungou o mesmo fazendo bico. Jeongin tem um irmão gente! Ele é igualzinho ao Jeon, como pode!? 

- Mas mesmo assim você gosta. - continuei a mimá-lo como uma criança. 

- Se não parar eu vou te bater! - ameaçou Jin levantando a mão como complemento da sua ameaça, nem pensei duas vezes, tirei minha mão com rapidez. - Vamos chamar o Hyunjin? - perguntou Jinyoung ansioso com algo. Eu até pensei que ele tinha um caso com o Hyun, mas quem sabe... 

Não protestamos, Jinyoung queria conversar com o Hyunjin e eu queria conversar com o Chang, talvez ele também queria conversar, nós fomos para a nova praça de alimentação que ficava perto da escola, mas teríamos que sair só com os calouros e com a autorização. Após completar o requisito da autorização, que foi bem fácil já que o diretor tava drogado, fomos atrás do Hyunjin apressado, a demora estava matando a mim e ao Changbin com aquela coisa de anda pra lá e anda pra cá. 

Nos havíamos procurado em todos os cantos do colégio e nada, não nos preocupamos - mentira, só eu e o Changbin porque aquela demora estava nos matando - com aquele sumiço repentino, pensamos que ele tinha faltado, mas durante a busca, perguntamos para algumas pessoas se o Hyunjin havia ido para o colégio, todos afirmaram que sim, então sabíamos que ele estava pelo colégio...bem, podemos dizer que sim. 

Quando decidimos ir sem ele, coisa que nos traria problemas, nós o avistamos na praça de alimentação, ele estava lá, esperando alguém, quando nos aproximamos, ele notou que o eu, o Chang e o Jin estávamos suados, aí começou o diálogo deles que nem havia prestado atenção, eles ficaram na praça enquanto eu e o Chang decidimos ir para um lugar afastado para conversar, ele estava rápido demais na caminhada, " Ele quer tanto conversar comigo? " questionei mentalmente, ele estava muito ansioso, eu sentia isso em seu sorriso agitado. 

Nós estávamos bem afastados do colégio, o que mostrava que ele não queria ser perturbado mesmo, eu esperei ele dar iniciativa já que ele quem estava ansioso para conversar, mas ele só ficou me fitando por um tempo, até... 

- Por que está tão ansioso assim? - quebrei o contato visual que tínhamos ao sentir um arrepio estranho. 

- Eu não estou namorando o Jisung, eu ainda amo você, Felix. - confessou Changbin se aproximando de mim e colando nosso lábios possessivamente. 

Eu não reagi aquilo, eu fiquei estático, ele estava brincando comigo! Só podia ser porque não é possível que eu tenha sofrido tanto à toa, não é possível que os meus questionamentos tenham sido à toa...que o calmante que eu tomava foi à toa. Eu separei nosso beijo confuso e o fitei a procura de respostas em seus olhos, mas o que encontrei foi a mesma coisa que ele afirmou. Paixão. 

-...que...? - perguntei confuso, incrédulo e surpreso, eu não estava crente no que tinha acabado de acontecer. 

Como será que Changbin reagiu a minha reação? 




Notas Finais


Nossa, o sono veio e eu não quero lutar contra, o capítulo foi postado com sucesso e espero que eu continua a agradar vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...