História Não diga que eu não tentei. - Capítulo 22


Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Bang Chan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Kim Seung-min, Kim Woo-jin, Lee Felix, Lee Min-ho, Personagens Originais, Seo Chang-bin, Yang Jeong-in
Tags Abo, Changlix, Changlixkids, Jeongmin, Minsung, Minsungkids, Woochan, Woochankids
Visualizações 11
Palavras 2.576
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sem notas hoje. Mó preguiça agora.

Capítulo 22 - 1-22: Na mansão, parte 2, discussões.


저택, 2 부, 토론.

Não entendo o porquê eu tentei compreender aquilo, mas não tinha compreensão pra aquela...transa horroroso! Isso mesmo, transa a 3 ainda, na minha frente tinha 1 alfa que estava transando com 2 ômegas, eu não sabia quem eram aquelas pessoas, mas sabia que não tinham decência alguma, um ômega boquiava o membro do alfa, o alfa penetrava o outro ômega e o ômega penetrado estava gemendo loucamente, eu não havia ouvido os gemidos antes porque estava preso aos meus devaneios, mas quando estava na cozinha, um cheiro forte de amendoim estava no ar, eu pensei que era o Chang, até fiquei feliz com aquilo, mas me arrependi segundos depois, eu não conseguia crer naquilo que via, até senti ânsia ao ver aquela coisa horrenda.

- Pelo amor de Deus, de novo isso, pensei que vocês já haviam sido alertados pelo Gwang-shin sobre fazer isso com os empregados, ele vai querer matá-los cada vez mais, mas se querem morrer fiquem à vontade, eu já quero sair mesmo!! - QUE PORRA PASSAVA NA CABEÇA DO CHANGBIN!! GENTE, UMA TRANSA NA FRENTE DELE E ELE FICA NA MAIOR CALMARIA!! 

- AISH!! SAI DAQUI INFERNO!! - ordenou o tio alfa do Chang com sua voz de lobo solta por pura irritação, eu cheguei a pensar que podia ter uma briga de alfas naquele lugar pelo jeito que aqueles alfas estavam. 

- Então vocês não querem ouvir sobre o que eu tenho a dizer sobre a fórmula né! Annyeong!! - Ainda não consigo entender como ele ficou tão calmo com aquela coisa toda!

- Aah!!...aí sim...! - gemeu o outro tio ômega que estava sendo tocado pelo seu alfa...não quero entrar em detalhes. 

- Já chega, podem sair! - decretou o tio alfa do Chang que parecia impaciente, também, foi um empata foda naquela hora. 

Os ômegas não tentaram persuadir porque sabia que se tentassem sofreriam um punição grave, como eu sei disso? Vão descobrir! Eu falo coisas que não devia, mas mesmo assim eu gosto de fazer isso, é divertido mexer com a mente dos outros. O tio do Chang estava impaciente e com uma raiva tenebrosa e assustadora, eu só via seus olhos vermelhos me encarando com desprezo e fúria. 

- Quem é ele!? Por que você trouxe um ômega pra cá!? - perguntou o alfa mais irritado daquela sala. 

- Ele é Lee Yong-bok, o alfa híbrido que vocês ameaçaram de expor ao mundo, ou melhor, ele é meu namorado! - respondeu Chang seco e amargo deixando seu tio ainda mais furioso. 

- Claro!! Eu sabia que você seria uma aberração quando vi você criança! Nenhuma criança com 4 meses de idade poderia causar um massacre tão horrendo como aquele! - "Como assim massacre!?" foi o que pensei, eu sabia que ele teria um comentário desprezível assim como a cara dele, mas não sabia que ele chegaria à ponto de falar bosta...bem, eu pensei que era bosta... 

- Se quer falar bosta, vai na privada e fala, ela vai gostar de ouvir o que você tem a dizer já que sua preferência é merda!! - Querem saber quem respondeu? Claro que não, o óbvio tá na cara. 

- NÃO OUSE ME AFRONTAR SEU EXPERIMENTO INÚTIL!! - gritou com sua voz autoritário, mas eu não me contive. 

- A BOCA FOI FEITA PARA FALAR, SE NÃO ACEITA A VERDADE ENTÃO ENFIE ESSE SEU ORGULHO NO CU QUE VOCÊ VAI GOSTAR MAIS!! ME RESPEITE PORQUE EU NÃO SOU UM DOS SEUS ÔMEGAS MERDINHAS NÃO! ACHA QUE VIM AQUI PARA OUVIR BOSTA DE CRIATURA INFERIOR!! - rebati furioso, como eu tinha o dobro do benefício de um alfa lúpus, eu fazia qualquer alfa se sentir inferior, mas Changbin não se sentiu assim, ele estava bem diferente do que o seu eu de antigamente. - Você acham que estão por cima disso tudo não é!? Precisam voltar a estudar porque a burrice tá bem alto, Chang tá com a fórmula, ele pode mudar o nome dele e sem falar que o mesmo não iria precisar se casar com essa ômega aí!! Se vocês me exporem quem se ferra são vocês por terem ocultado isso do mundo, que estava a procura dessa fórmula, sem falar nas experiências que vocês fizeram ilegalmente, nas cobaias que usaram pros experimentos, quem sai ganhando, vocês ou o Chang? A resposta está bem escancarada sabiam!! - soltei a bomba assim que vi que meu alfa estava ao meu lado preparado para arrancar a cabeça do seu tio. 

- Então vocês descobriram, posso até presumir que foi esse Yong-bok que chegou a essa conclusão... - parou de falar ao sentir os cheiros dos meus amigos mais próximos, eu sei que não específico muito sobre o cheiro, mas eu sempre sinto um cheiro no ar, mas eu parecia que não consegui identificar o cheiro além de amendoim, coco e cereja, esse cheiros eram os únicos que eu memorizei. Eles se aproximavam cada vez mais, até que o momento que todos esperavam aconteceu. 

- SEU FILHA DA PUTA, COMO OUSA LEVANTAR A VOZ COM O MEU FILHO!! - gritou meu appa com seu punho voando no rosto do tio do Chang. Só pra saberem, quem bateu não foi o Woojin, foi o Chan, o ômega tinha uma força hein! Meu deus! Eu só consegui ver a impacto que o tio do Changbin teve com a barra de ferro daquela escadaria enorme que ficava no centro da sala principal, aquela porra era grande pra caralho, meu deus! Mas alguém lembrou do efeito do calmante? Não? Tá bem então. 

Todo mundo - menos eu, porque eu não era obrigado - teve que segurar o Chan, ele estava descontrolado e com uma raiva monstra, eu conhecia aquele lado, era o lado impulsivo dele, agora sabem de quem eu puxei o lado impulsivo. Depois daquele ato perfeito digno do meu lisonjeio, nós fomos para a 1°sala de reuniões para ter uma conversa sensata e calma, palavras deles não minhas, o tio ômega do Chang veio para a sala com um kit de primeiros socorros porque o tio alfa do Chang estava com sua coluna destroçada de tanta força que o Chan usou nele, aquilo foi épico mas me deixou bem apreensivo quando eu for levar uma surra, sai de perto Neide. 

- Vocês acham que podem mandar na minha vida, mas nem sabe dos riscos que correm em ignorar o decreto do hal-abeoji, mas como eu não me importo com vocês, eu só vou dar a resposta da proposta e ir para o quarto. Não, eu não darei a fórmula, foda-se o que vocês pensam sobre, se quiser trazer a ômega, não me importo porque ela não vai ficar comigo de qualquer jeito, e eu vou me atar ao Felix, pronto, tá aí a resposta e que se dane o que vocês pensam! - gesticulou Chang rodeando seu braço esquerdo ao meu pescoço. Não vou falar a ordem das pessoas na mesa porque eu nem me lembro mais. 

- Você nem pense em usar sua voz de alfa com ninguém aqui se não suas costelas não vai ser as únicas destroçadas! - ameaçou Chan fuzilando os 2 tios do Chang. 

- Prazer em conhecê-los, meu nome é Seo Bong-ggi e esse aqui é Seo Jon-shin, meu ômega, nós somos os responsáveis pelo Changbin e peço desculpas pelo meu comportamento selvagem de antes, sinto-lhes em informar que essa decisão de possuir a fórmula não foi só nossa, foi de todos os Seo, e o Gwang aprovou essa idéia, na verdade, foi ele quem teve a idéia para eu e seu pai procurarem essa fórmula já que a amada do mesmo estava à beira da morte. - explicou manso o tio alfa do Chang. Foi nessa hora que tudo que eu pensava foi desmoronando. 

- Então quer dizer que o avô teve a idéia de vocês procurarem a fórmula por causa da pessoa que ele amava. Quem é essa amada? - perguntou o Chang enquanto todos tentavam se manter calmo. 

- A amada dele se chama Lee Tiffany, esse é o nome dela de nacionalidade, o nome dela coreano é Lee Kyunghee, antes de experimentar nela, ele experimentou em uma ômega qualquer chamada Kim Sonjin, ela não sobreviveu depois do experimento mas teve um filho que eu não sei quem é, eles aperfeiçoaram o experimento e testaram em outra pessoa, Han Dan-nin, uma beta lúpus que engravidou de um beta lúpus também, ela ainda estava viva, então após esse sucesso eles testaram na Kyunghee e ela reagiu muito bem aquela fórmula, a Kyunghee não o amava, mas ele achava que depois daquela ação boa ele poderia ter uma chance com ela, mas sem sucesso, ela engravidou de um filho ômega, também não sei quem é, mas como ainda estava em fase de teste, a Kyunghee começou a enlouquecer, mas ela não ficou doida, só teve uma reação diferente, ela estava bem mais sentimental do que antes, mostrava suas emoções demais e tinha uma força superior a de um alfa, eu não quis saber mais sobre, por isso precisamos da fórmula, mesmo que seje ilegal no nosso país, é melhor ter uma salvação pra certos problemas. - explicou Bong olhando para o Chang com um sorriso falso. 

- Lee Tiffany?...essa é...? - não consegui terminar minha frase, Chan e Woojin se levantaram e saíram da sala de reuniões indiferentes. 

- Obrigado Sr. Bong-ggi, agora eu estou de saída... - anunciou Jisung se levantando e saindo da sala incomodado com algo. Eu não estava crente com aquilo, não podia ser verdade aquilo, minha família era feita de experimentos, eu já possuía um lado de ômega, então quer dizer que eu...já havia nascido alfa híbrido... 

- Felix...você está...bem? - perguntou Chang me fitando com preocupação. 

- Me deixe em paz...eu preciso...só eu entendo o que é ser diferente aqui...eu... - Você devem estar fartos de saber como eu reajo sobre pressão. 

Eu saí daquela sala irritado, minha avó não só tinha emoções aumentadas como também tinha distúrbio mental quando ia dormir, ele ficava falando sozinha enquanto dormia, gemia as vezes, gritava, rosnava, grunia entre dentes e até chorava, eu não sabia o porquê dela ser daquele jeito, mas naquele dia, tudo que eu achava ser normal dela foi desmoronado, engraçado como você acredita numa coisa mas a verdade é outra. Eu voltei para a sala principal onde estava Woojin, Chan e Jisung chorando abafado, todos eles estavam sofrendo como eu, não exitei, como todos estavam no mesmo lugar, eu os puxei para um abraço coletivo, era bem estranho fazer aquilo com mais de duas pessoas, mas era a única opção que eu tinha para confortá-los sobre aquela situação. Woojin, mesmo estando triste, murmurava no ouvido do Chan palavras que pudesse acalmá-los, eu só acariciava a cabeça do Sung para fazê-lo adormecer, eles estavam piores que eu, eles não conseguiam se manter firmes como a imagem que eles mostravam pros outros, mas ninguém aguentaria ouvir uma coisa daquelas, uma mãe omega que virou experimento e ficou com distúrbio, uma outra mãe ômega que morreu pela falta de inteligência que os Seo tinham, uma mãe beta que teve um filho como eu, diferente, um filho com hormônios de ômega mas de classe diferente, me diz, alguém conseguiria se manter firme numa situação dessas? 

- Felix, o que foi...? - perguntou Chang mais preocupado que antes. 

- SAI!!! NÃO SE APROXIME DE NINGUÉM DAQUI!!! NINGUÉM TOCA NELES!! - gritei com meu ômega no controle. 

- Por que você tá assim comigo? - Chang estava assustado com a minha atitude repentina. Não entendam errado, eu fiquei daquele jeito porque Chang fazia parte dos Seo, meu ômega e alfa estavam cooperando para eu gritar com o Chang. 

- Vocês Seo são uns filhos da puta!! Minha avó está com distúrbios mentais por causa de vocês, tem idéia de como é difícil ser diferente, como é difícil saber que sua família está uma grande porra por causa de um experiência que um velho alfa de merda fez só por causa da sua obsessão por ela, PORRA!! Olha, eu não sei por que eu achei uma boa idéia ficar com você sem ao menos saber a verdade!! Eu sabia, sabia que tinha mais coisas escondida!! Por isso você quis que eu ficasse com você, pra depois acabar comigo de novo! Chang, me responde uma coisa, você sabe o motivo do seu pai querer fazer a fórmula da junção de duas classes? Foi para ter igualdade na nossa sociedade ou para obter muito lucro? - questionei impedindo o Chang de se aproximar. 

- Mas eu não tenho nada haver com isso! - argumentou Changbin tentando se aproximar, mas meu rosnado o impediu. 

- Não!? Jura, e por acaso quem perguntou? Você também participou das reuniões da família não é!? - perguntei o fuzilando e recebendo sim como resposta. - Nessas reuniões, teve alguma vez que não mencionaram sobre usar pessoas como cobaias, ou que haveria efeitos colaterais!? - continuei a cavar fundo, Changbin não conseguia mentir porque saberia como eu reagiria a sua mentira. 

- Sim, eles...até mencionaram sobre esses nomes das cobaias...mas eu juro que eu não sabia da Tiffany porque eles ocultaram de mim, eu não tive culpa! - justificou o mesmo se aproximando, mas não deu mais nenhum passo quando viu que meus olhos mudaram para azul. 

- Então você sabia da mãe do Woojin, sabia da mãe do Chan e sabia da mãe do Jisung e mesmo assim não disse nada pra eles!! É isso que você quer dizer!? - perguntei entre dentes. 

- Sim...eu não disse porque eu estava... - Chang não conseguiu terminar a frase, MinHo o havia empurrado e correu para perto de Jisung. 

Changbin cambaleou para trás e quase caiu, mas ele manteve sua postura reta, Hyunjin e Seungmin estavam no corredor da sala e Jeongin e Jinyoung estavam querendo se aproximar, mas eles impediam deles se aproximarem de ambos os lados, claro que eu não estava sendo racional e tentei entender as ações do Chang, mas eu não tinha controle disso, mesmo que eu tentasse me acalmar, eu também estava com raiva dele, eu estava com raiva do Changbin por saber que ele não só escondeu coisas de mim, como também escondeu coisas dos seus amigos, Jisung, que era um dos seus melhores amigos, não sabia que Chang estava envolvido nos seus problemas familiares, a mãe do Jisung se isolava da família, nunca gostava de aparecer para os outros, Sung era o único que conseguia conversar com ela, seu pai era uma porra desgraçada que me dá um nojo, ele batia no Jisung e na mãe dele por serem betas (ela ficou grávida dele no cio dele e ele também a marcou no momento do impulso, ele queria fugir da responsabilidade, mas seus pais o ameaçaram de deserda-lo, por isso ele teve que fingir ser um pai presente na vida do filho), sem falar que ele transa com outras ômegas quando está fora de casa, ele era uma pessoa desprezível, nem sei porque ele ainda está vivo, ser mais inútil. 

- Eu vou subir! - anunciei minha saída e fui direito para uma área que ficava bem explícito onde ficava os quartos. 

Eu não me lembro se alguém veio atrás de mim naquela hora, mas eu tenho certeza de que eu não havia dormido sozinho naquele quarto, eu sentia a presença de alguém, mas eu não me lembro quem. 

Quem será aquela pessoa que estava no meu quarto? 




Notas Finais


Mano, que horror, transformei Changlix em Varchie? Credo! Tenho que parar de fazê-los ficarem no vai e volta.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...