História Não dormir é sintoma de gravidez - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Eri, Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Gran Torino, Hanta Sero, Hawks, Hitoshi Shinsou, Hizashi Yamada (Present Mic), Ibara Shiozaki, Inasa Yoarashi, Inko Midoriya, Itsuka Kendo, Izuku Midoriya (Deku), Kai Chisaki (Overhaul), Katsuki Bakugou, Kinoko Komori, Kurogiri, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mei Hatsume, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Muscular, Naomasa Tsukauchi, Neito Monoma, Nejire Hado, Nemuri Kayama, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Pony Tsunotori, Ryuko Tatsuma (Ryukyu), Sen Kaibara, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Sir Nighteye, Stain, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Tenya Iida, Tetsutetsu, Thirteen, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Toru Hagakure, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Yo Shindo, Yosetsu Awase, Yu Takeyama (Mount Lady), Yuga Aoyama, Yuuga Aoyama
Tags Kamijiro
Visualizações 51
Palavras 1.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Quarta temporada de Boku no Hero chegando e eu pensei:

"por que não lançar agora o capítulo?"

E cá estamos!


Boa leitura!!

Capítulo 5 - Primeiro contato com o papai.


Fanfic / Fanfiction Não dormir é sintoma de gravidez - Capítulo 5 - Primeiro contato com o papai.

"...E sem querer eu já queria,Cê chegando eu nem sabia,Tô contando os dias pra te ver…"


Denki faltava gritar aos quatro ventos de tamanha alegria, Se antes da gravidez já era extremamente contente, agora chegava a dormir sorrindo.


Estava contando os dias para as próximas vinte semanas terminassem para finalmente conhecer a própria filha, claro que com isso teria que estar pronto para acompanhar Kyoka no parto, que por escolha da mesma, seria domiciliar, e estar preparado para ajudar no que fosse necessário.


Por enquanto, apenas planejava com todo carinho e cuidado o quarto para a Herdeira, e decidindo aos poucos como seria.


•|•


-Deixa eu ver se eu entendi: você quer que eu saia as três e meia da madrugada atrás de abacaxi, manga, Kiwi e tempero?!- Denki questionou sem entender o que Kyoka queria.


-Exatamente.- A arroxeada explicou novamente.


-Não pode esperar até amanhã cedo? Tá chovendo!


-Se eu estou insinuando que estou com vontade, significa que sua filha também está! Vai negar isso para ela também?!- a mesma argumentou.


-Não nego! Tanto para ela quanto para você!- o mesmo se levantou da cama e caminhou até o armário.- não quer mais nada? Nada mesmo? Pode falar que eu compro.


-Isso tudo é medo da sua filha nascer com cara do que eu tive vontade de comer ou você sabe que eu vou te infernizar até comprar?- a garota questionou cruzando os braços e sentando na cama.


-Nem uma das alternativas. É só que eu faço de tudo pela nossa filha e pela mãe dela,nem que seja ir no mercado de madruga.- O mesmo respondeu sorrindo ladino.


Era a primeira vez que Kyoka tinha desejo de algo, e mesmo estando com sono, Denki se sentia no dever de realizar qualquer que fosse.


-Denki…- A garota murmurou e começou acariciar a barriga.- Ela chutou…


-Sério?!- O mesmo rápido foi para perto da mesma e depositou as mãos com cuidado sobre a barriga da mesma.


-Ela parou bobo…- a mesma comentou acariciando o rosto do mesmo.- Da próxima você convence ela a chutar para você sentir.


-Ayane, meu bebê, papai te dá um carro se você chutar sua mãe de novo!- O mesmo encostou a cabeça na barriga de Kyoka esperando qualquer movimento.- Olha, ao menos já sei que ela vai ser difícil.


-Se ela puxar você, vai ser dada com qualquer um.- a mesma riu.- Agitada, extrovertida e sapeca.


-Quer tanto que Ayane puxe a mim?- o mesmo questionou enquanto se arrumava na cama de maneira confortável para acariciar a mesma.- Pensei que iria querer ela semelhante a você.


-Até quero, mas gosto de pensar na ideia da minha filha ser idêntica ao homem que eu amo e admiro.- Ela começou sorrir enquanto pegava na mão do mesmo.


-Nunca tomei decisão melhor na minha vida do que ter começado gostar de você sabia?



Pela manhã, Kyoka aguentava a companhia das demais garotas andando por todo apartamento e conversando aleatoriamente.


-Cadê o seu digníssimo marido?- Mina perguntou olhando para os lados.


-Terminando de colocar o papel de parede no quarto da Ayane.- A mesma respondeu terminando de arrumar a mesa do café da manhã para as demais.


-que por sinal você não me deixou ajudar a escolher só por que eu iria comprar um rosa.- Momo comentou suspirando.- Eu não vou ter uma menina e não posso enfeitar a tua filha de rosa, que absurdo.


-Eu e o Denki decidimos que o "Mundo da Ayane" vai ser Lilás, Branco e preto, chegamos a conclusão que Rosa era menininha demais.


-Mas ayane é menina, qual o problema?- Ochako questionou intrigada.


-Exatamente por ela ser menina que não quero ser a típica mãe convencional que vai a vestir com vestidos rosas, laços de cabelo, sapatilhas com pompons ou ensinar ela cuidar de bonecas como se fosse seus filhos, eu quero que ela sinta-se livre para não ser tão menininha e gostar de outras coisas, e nem que ela treine para ser mãe, afinal ela pode não querer ser mãe ou até mesmo não gostar de ser menina e buscar outro jeito de se sentir bem… então não quero impor que Ayane tem que ser menina perfeita e delicada, ela pode ser menina do jeito que a agradar e não ficar com receio disso por causa de mim ou do Denki.


De fato, Kyoka tinha a mente muito aberta e isso não mudou quando ficou grávida, queria passar isso para a filha de todos os modos. Como ela e Denki queriam que tudo fosse único, ayane também seria criada de maneira única.


Claro, ela iria poder acabar querendo ter várias bonecas ou ser a menininha delicada, mas isso seria escolha dela, e não por que foi criada assim.


E também o fato dela poder querer mudar sua sexualidade, Denki sugeriu que eles não falassem que ela deveria ter um marido nas brincadeiras ou que precisava de um boneco para ser namorado das bonecas, ambos queriam deixar isso livre, para que quando ela tivesse idade gostasse do que a agradasse sem medo do que ambos pensariam e se eles a aceitariam, de Fato, Denki e Kyoka queriam a ensinar que ela deveria se aceitar como era e que também iriam a aceitar de qualquer modo.


-Vocês dois mudaram minha visão de pais de primeira viagem a cada dia…- Asui comentou enquanto terminava de comer.- para um lado positivo.


-Eu acho que vou aderir essa sua ideia de criação.- Ochako comentou bebendo chá.


-Espera aí...Não vai falar que até você tá grávida Uraraka!- Mina se assustou levantando ao lado da mesma.- confirmado que Todas fizemos uma baita suruba e todas ficaram grávidas em épocas semelhantes!


-Menos eu!- Asui contrariou.


-Vai no médico agora! se até a Hagakure que é invisível eles acharam um bebê nela, acham em você também! Vai logo que eu tenho certeza que você está grávida!- Ashido respondeu voltando se sentar.





-Oque você pensa que está fazendo com a Hime?- a Garota perguntou Rindo Enquanto via Denki a balançando enrolada em uma manta.


-Já tô treinando.- o mesmo colocou a gata novamente sobre o chão.- Melhor eu treinar com os gatos do que com ela de vez.


-Acho incrível teu entusiasmo em tudo isso, afinal de contas eu não imaginava que você ficaria assim.- a mesma foi honesta enquanto se deitava na cama.


-Para falar a verdade… nem eu me imaginava, até agora não caiu totalmente a ficha, mesmo assim eu não consigo parar de pensar nisso e em tudo que eu quero falar e fazer para a nossa filha.


Sim, Denki Kaminari se tornou o típico pai babão de Primeira viagem, algo já esperado até.


-Está mais ansioso que eu.- a garota riu enquanto o mesmo deitava com todo cuidado perto da barriga da mesma.


Após ficarem alguns minutos em silêncio, Kyoka acabou caindo no sono e enquanto isso Denki fitava a mesma e sua barriga se fazendo diversas perguntas.


-Cara, tem noção que eu sou teu pai?... Eu até sei que provavelmente você vai ser mais apegada a sua mãe por ser menina, mas juro, eu vou fazer de tudo desde o início para que não seja o teu pai chato, insuportável e que se mete na sua vida… eu quero ser teu melhor amigo viu ayane? Mesmo que demore eu quero que você me conte tudo, que a gente de muita risada, quase sair nos socos jogando e principalmente ser alguém que você vá falar com orgulho que é filha…- O mesmo acabou sendo interrompido por um chute, um tanto forte, onde estava a própria mão.


Denki ficou surpreso imediatamente, quase gritando ao perceber a situação.


-Você chutou! Me chutou!- o mesmo Comemorou alto e acabou acordando a garota.


-Oque te deu?


-Digamos que eu e a Ayane estávamos conversando e ela concordou comigo.- o mesmo se gabou totalmente contente.



Se existe pai perfeito, eu não sei, agora que Denki Kaminari iria ser um excelente pai isso tinha quase que certeza.


Notas Finais


Eu espero que tenham gostado :3

Próximo comentário o Mundinho de Ayane começa dar as caras para vocês :3

Bye Bye ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...