1. Spirit Fanfics >
  2. Orphet >
  3. Capitulo 22

História Orphet - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Capitulo 22



Biiiip

O som da ligação sendo cancelada soou em seu rosto enquanto harthur fez um rosto confuso, seria a conexão com o sinal?

Harthur ligou novamente pensando ser uma concidência e se inclinou em sua cadeira de rei anciosamente

"Alo"

"Eae qual sua respota?"

"chuuuu aaaaahhh chhuuu o que disse? o sinal ta um ruim"- harthur franziu o rosto e olhou para sua pulseira o chiado estava sendo feito por uma boca humana e não por uma falha no cristal era tão descarado que chegava a ser irritante

"Pare de mentir eu consigo diferenciar sons, eu não sou um macaco de mente simples!!"

Biiip

Harthur olhou friamente para sua pulceira e ligou novamente

"Você sabe o que vai acontecer se fingir que não esta me ouvindo?"

"Chuuuuu chaaaa zii ziii zii alo o que esta dizendo? não consigo realmente ouvir"-harthur rangeu os dentes com raiva e desligou a chamada

"Não consegue me ouvir é... vamos ver se consegue ouvir meus homens"- Harthur respirava pesadamente, ele nunca foi tratado de forma tão covarde em sua vida, ele selecionou outro contato, era o simbolo de uma folha de um castelo recente que tomou como vassalo

"Eae, tenho trabalho para você, Declare guerra contra esse castelo e envie suas tropas para essa região vou enviar os dados"

"Harthur, eu só tenho 12 elfos cara, e todos são mortais, é tudo o que tenho e alguns mal chegaram ao level 1 eu sou um recem castelo chame outro"

"Não é necessario, o senhor do castelo é um LV 0 sem nenhum feitiço ou experiencia, é apenas um dandy criado em uma estufa, Envie todos seus homens e lide com ele, é impossível perder"- A voz do outro lado ficou em silencio e depois disse

"Você cobrira minhas perdas? estou trabalhando para você a três dias apenas e ja recebi um pedido? porra acabei de estacionar caralho"

"Relaxa, eu cubro suas perdas, melhor pagarei o dobro por elas"

"Certo.. são meus familiares Harthur, espero que esteja falando sério, vou pedir para minha mãe um cavaleiro de LV 1 para garantir"

"Relaxa eu sei o que estou fazendo, o mate e depois investigue seu castelo, deve ter um livro com um manual e uma receita ali traga para mim e dividiremos"

"Certo..."- Esse elfo era de um familia nobre menor, cada humano mortal vale apenas 100 moedas de ouro de qualquer forma e ele duvidava muito que o garoto pude-se lidar com 12 e um cavaleiro de Lv 1

************
Zaatar deixou seu castelo sozinho, ele segurava uma espada de guarda costas mediana em mãos e tinha um arco em suas costas, ao mesmo tempo que vestia uma armadura de couro com varias runas apagadas em sua estrutura

Ele se lembrou da época em que lutou contra o morcego na floresta, foi uma experiência e tanto, zaatar se aqueceu praticando suas habilidades de espada no terreno vazio e depois começou a correr pela floresta e foi direto para a estrada a cinco kilometros do seu território 

Ele ja havia se acostumado com o local e marcou varias rotas que poderia aumentar sua velocidade de deslocação, cerca de 3 horas depois ele avistou uma árvore familiar e subiu ficando em seu tronco, zaatar observou a frente e ficou esperando em cima do tronco vigiando a estrada vindo do norte, devido a geografia local ele tinha uma vantagem enorme em seu habitate, já que ele podia visualizar claramente a estrada que passava pela floresta por ela fazer um "L " em sua direção indo para direita ate a cidade grande mais próxima 

Zaatar se sentou e esperou qualquer sinal de vida, cedo ou tarde seus inimigos teriam que passar por esse local, ele iria digitalizar suas forças e ver se eles eram combativeis e se for, ele lutara sozinho mesmo, se não, ele ira usar a estratégia planejada mais cedo, de qualquer forma ele precisava de informação e atrair os inimigos para os habitates não era um problema, ele tinha duas poções de cura consigo 

Zaatar se sentou e cobriu seu corpo com um manto negro e ficou em silencio descansando

10 horas depois 

[Alvos desconhecidos detectados]

Zaatar abriu os olhos pelo alerta de zero e observou a carruagem que vinha a frente, a carruagem era simples e tinha uma bandeira negra com uma folha desenhada, ele olhou para sua pulceira e viu a mensagem que ignorou devido ao seu sono 

[Castelo da hilen declarou guerra ao castelo sangue negro por favor tome providencias, protocolo de guerra aceito] 

"Caramba eles podiam esperar mais não é mesmo"

Zaatar esperou a carruagem se aproximar e removeu uma flecha longa da sua aljava, quando a carruagem cruzou a rua ele mirou no cavalo e 

*Whoooosh!!

Um clarão branco saiu do seu arco, ao mesmo tempo, segundos depois um grito estridente de um cavalo que deu dó soou na estrada, a flecha perfurou o pescoço do cavalo que parou sua corrida bruscamente devido a dor e foi atropelado pela própria carruagem 

*Estrondo!

A carruagem se chocou com o cavalo e a velocidade foi tanta que ela disparou para cima e caiu de ponta cabeça, zaatar fez um olhar frio e olhou para o cavalo morto na estrada e rapidamente se moveu na floresta 

"Inimigo a frente!!"- zaatar pode ouvir um grito de guerra nitido vindo da carruagem e deu risada pensando nos danos que as pessoas que estavam la dentro sofreram o impacto não foi pouco e só a perda do cavalo foi um buraco enorme 

Zaatar observou os elfos saindo da carruagem, e riu silenciosamente com a aparencia miseravel deles um deles ate saiu arrastado por outro com o pescoço quebrado, eles não foram suficientemente idiotas ao ponto de entrar na floresta de cara e fizeram uma formação defensiva caminhando lentamente ate a borda da floresta tentando adivinhar o que tinha os acertado e da onde veio

Zaatar desceu da árvore tentando fazer silencio 

*KA!

Porem ele pisou levemente em um galho seco que rachou, e os elfos foram realmente capazes de ouvir o som na borda da floresta, 

"Alguem esta aqui! Cuidado!"- Zaatar ouviu uma voz feminina gritando, ele não conseguia entender completamente a língua era semelhante a que ele aprendeu, mas ainda diferente ele sabia que ele havia sido detectado 

Tinha 11 inimigos, e um morto na carruagem, provavelmente morto na queda pelo peso dos outros 

Na frente dos seus olhos zaatar examinou essas pessoas e pode ver varias linhas azuis marcadas nelas, eles entraram na floresta e se esconderam rapidamente no mato se movendo em sua direção rapidamente, eles pareciam ter algum tipo de habilidade racial nesse ambiente e se moviam como cobras, silenciosos mas rápidos 

Alguns deles estavam tentando atirar suas flechas em zaatar, que percebeu que suas flchas tinham uma cor verde que os tornava dificil de detectar, zaatar não tinha como fugir mais então decidiu revidar, ele disparou em um dos arqueiros que estava carregando atrás de um arbusto e colocou rapidamente outra flecha no arco

"Huuugh minha perna minha perna!!"

A flecha acertou seu joelho e o jovem elfo começou a gritar feito louco, zaatar usou essa abertura sonora para se mover, e decidiu garantir a onde estava seus inimigos ele pegou uma pedra e jogou no ar 

*dang *dang *dang

Três flechas verdes atingiram a pedra ao mesmo tempo, e todas as flechas voaram para o chão após a colisão, zaatar ficou surpreso com a força aplicada nas flechas, eles eram mortais mas não eram soldados comuns, com certeza eles se dedicaram muito e estava perto do nivel dos cavaleiros que ele viu no passado

As pessoas só podiam disparar flechas tão fortes e precisas depois de terem aprimorado alguns grupos musculares com praticas constantes, zaata segurou o ar e mirou e disparou uma flecha logo depois que a pedra foi atingida 

E o homem que tinha a perna tingida recebeu uma flechada no meio da testa 

"Cerquem!"- Um homem com uma voz profunda começou a gritar ordens ele parecia o mais forte da equipe, zaatar podia ouvi-los sacando suas espadas, e parecia que eles haviam desistido de ataques a distância, e queriam usar a vantagem dos numeros

Zaatar sorriu empolgado, ele largou o arco e sacou a espada de guarda costas embora seus passos não pudessem ser ouvidos ele sabia que eles estavam se aproximando 

*Ding!

Zaatar bloqueou um ataque que veio da direita, As espadas que eles usavam eram finas e esbeltas, com a largura apenas de um dedo, após o bloqueio, A luva em suas mãos brilhou intensamente por um segundo na espada do homem o fazendo perder equilíbrio com o impacto enorme que levou, e depois disso zaatar desligou a runa em suas luvas e enfiou a espada no pescoço do homem e a removeu rapidamente com uma estocada 

Sua força se tornou poderosa por um segundo depois que a runa ficou ativa, depois que ele terminou o primeiro, zaatar se moveu para esquerda rapidamente e desviou de outro ataque das suas costas, ele então aponto a espada para as costas sem olhar por baixo do suvaco e suas luvas brilharam 

*Whooshh!

O homem por trás foi esfaqueado bem no meio do peito e zaatar girou seu corpo circularmente fazendo o elfo morrer de joelhos com um buraco no meio do coração

"Luis!!"- Uma voz feminina gritou enquanto zaatar começou a rir alto e lambeu os lábios ele contraiu as pernas e correu para frente, ele saltou para o lado esquerdo e cortou a espada na direção da fonte da voz com a runa ativada, A dama bloqueou os dois primeiros ataques de zaatar, com dificuldade mas no terceiro seus punhos falharam devido a força enorme exercida pela runa e ela morreu imediatamente com a cabeça degolada 

A visão de calor de zero o ajudou a capturar todos os movimentos no campo de batalha, restavam oito pessoas e finalmente o prenderam no meio, zaatar sorriu ao ver os olhares tensos e os analisou enquanto sentia euforia 

Todos os homens tinham rostos bonitos e as mulheres eram todas extremamente atraentes, zaatar provavelmente os contrataria se eles não fossem seus inimigos, porque ele gostava de pessoas bonitas, embora estivesse preso, ele não estava nervoso, ele percebeu que era muito mais rápido e experiente que eles durante a luta, com zero ele poderia se esquivar de todos os ataques surpresa com facilidade e nenhum deles ali tinha força suficiente para bloquear uma greve com a luva marcada com a runa da força 

"É zaatar, zaatar lenis o senhor do castelo!"- Uma garota gritou com raiva, ela parecia ter cerca de 17 anos, mas ja estava participando de uma luta assim mesmo sendo um mortal.. que desperdicio

"Como isso é possivel"- os elfos estavam ficando nervosos enquanto zaatar sorriu e estava se divertindo com a sensação de medo que entrava em seu corpo desses elfos, um sorriso desdenhoso apareceu em seu rosto e as runas em sua bota brilharam ele correu em direção a garota como um monstro e em apenas um segundo cortou seu pescoço junto da espada que ela usou para defender, o sangue espirrou no ar e sua cabeça caiu no chão, ela morreu com uma expressão de surpresa no rosto e seus olhos verdes lindos bem abertos e brilhantes

"Mate-o ! O céus ele acabou de matar elena!"- Varios homens correram em sua direção em frenesi enquanto ele começou a rir alto pela floresta e todas as runas em sua armadura começaram a brilhar 

Zaatar moveu levemente o corpo para o lado e se esquivou de duas espadas finas que se aproximavam enquanto bloqueava o ataque pela frente ele gritou sua cintura e chutou o peito de um dos elfos e o jogou para longe e se virou cortando a cintura de outro homem enquanto duas espadas cortavam suas costas de raspão passando por sua armadura 

A força das luvas foi tanta que o homem foi separado em dois pedaços e caiu no chão, e seu sangue começou a inundar o lugar 

O resto deles ficou surpreso com a velocidade de reação de zaatar, as runas nas suas calças aumentavam muito sua velocidade, porem antes de matar a próxima ovelha zaatar subitamente levantou a espada acima da cabeça 

*DANG!

Ele bloqueou uma flecha negra e foi empurrado para trás da sua posição com um olhar surpreso 

"Parece que tem alguem forte aqui hahahahha venha venha para mim" a voz jovem e ate um pouco infantil 

"Eu vou te fazer pagar por isso"- zaatar pode ouvir uma voz grossa correndo em sua direção de um arbusto, era um elfo especialista que segurava uma espada preta e fina e começou a atacar zaatar de vários angulos 

"hahaha venha, um cavaleiro vamos ver do que é capaz"- Zaatar ficou surpreso, mas por algum motivo seu corpo esquentava em alegria, e seu chifre brilhava vermelho, Zaatar começou a trocar como o homem varios movimentos de espada usando as runas cravadas em sua armadura para compensar os atributos, ele parecia um cavaleiro brilhante na floresta, ele bloqueou os ataques diversas vezes rapidamente e descobriu que o homem tinha ataques muito mais rápidos que ele, no entanto as habilidades de espada do homem estavam sem eficácia, esse cara poderia ser mais rápido, mas seus movimentos desnecessários o atrasavam 

Zaatar bloqueou outra flecha vinda do lado e correu para longe do cerco enquanto verificava os dados, somente o cavaleiro era capaz de conseguir competir com ele agora 

[Alvo desconhecido: Força maior que 2 agilidade é maior que 4 físico é menor que 2, mas é maior que 1 ele esta usando todo seu potencia]

Após confirmar isso zaatar por um segundo ativou todas as runas novamente,  ele deu um passo para trás e agachou-se imediatamente e apontou a espada para cima sem nem mesmo olhar 

"Morra"- zaatar disse enquanto as runas brilharam de maneira ofuscante e ele pulava para frente fazendo uma barra horizontal em forma de meia lua 

O homem atravessou a espada em seu ombro o cortando, mas em troca a espada de zaatar passou pelo seu ombro inteiro e saiu em sua cintura fazendo o unico cavaleiro da equipe ser dividido em dois 

"Não!! Mestre !"- Algumas pessoas estavam gritando em agonia ao ver o homem morto

"Hmm então esse é o poder das runas fisicas com minhas habilidades de espada"- zaatar pensou profundamente, seu conjunto de habilidades foi criado por zero, era quase como uma trapaça, porque simplesmente descartava movimentos desnecessários 

Ele olhou para o cavaleiro morto 

"Este é o primeiro cavaleiro que matei sozinho, caramba isso é muito satisfatório, apesar de ser apenas um Lv 1 precisa se levar em conta que eu sou um Lv 0"

Zaatar por um segundo encarou os elfos que estavam palidos ele não sabia porque mas parecia que seu chifre estava se alimentando dos seus sentimentos e estava realmente quente, ele sorriu fazendo os remanescentes correrem e correu em sua direção ativando as runas que ja estavam no limite de qualquer forma 

Meia hora depois de um massacre unilateral a floresta restaurou sua tranquilidade novamente, zaatar olhou para seus ferimentos e estalou a lingua

"duas feridas sérias para lutar com um grupo de mortais, eu sou realmente incompetente"- ele pegou uma poção de cura em seu bolso e jogou na ferida do seu ombro fazendo com que um gás branco sai-se junto com um centimentro de ardencia 

Zaatar sentiu a pura energia vital entrando em sua carne e uma bola vermelha tomou o lugar do corte, era como uma casca quente 

Zaatar caminhou ate os elfos, ele revistou seus corpos e eles não tinham nada de valor, zaatar estalou a lingua e pegou os arcos e as flechas assim como as espadas, em seguida foi ate o corpo do cavaleiro ele arrastou seu corpo para o castelo 

Zaatar sentia que poderia usar esse corpo no futuro e depois de colocar os itens coletados no colete do homem voltou para seu castelo devagar

"Preciso colocar isso no armazem e depois voltar para guarda"- foi apenas o primeiro ataque, zaatar pretendia montar um posto avançado naquela árvore e matar tudo que entra-se aqui 

Quando ele chegou em seu castelo, uma mensagem soou em sua pulseira

[Parabens senhor do castelo sangue negro, primeira batalha defensiva ganha reputação +1 multas impostas pelo atacante 1500 moedas de ouro]

"Noossa fudeu"- la se foi seu ocultamento, zaatar olhou para o relatório do seu castelo e seu rosto ficou franzido, foi uma vitória mas ao mesmo tempo o deixou preocupado afinal ele é apenas um homem

Castelo sangue negro: classe F
[Classe: F Tropas:0 Servos:0 Recursos:10  Pontos de influencia:1 Pontos militar:1]
[Rei do castelo: Zaatar lenis. especialista (Escuridão) Nivel-0]
Ouro:1515 Pontos de conhecimento: 0

Zaatar suspirou e em seguida foi rapidamente para o seu castelo, ele sabia que só seria o inicio dessa guerra, ele pensou que quanto mais tempo ele fica-se com esse dinheiro mais tempo os castelos locais notariam 

Então ele rapidamente foi para a Loja do congresso e selecionou a opção de expandir castelo, e comprou mais um quarto com 100 metros quadrados gastando 1300 moedas de ouro em espaço era apenas o  tamanho de uma casa de solteiro comum já que ele pediu outro corredor, o congresso respondeu imediatamente o dando 3 dias para estar pronto, apesar de ser pouco pelo dinheiro seria um bom tamanho para seu castelo agora e seria sua propriedade, zaatar gastou sem moedas de ouro com a opção sigilo ele faria o possível para manter longe da vista dos outros principalmente agora 

Zaatar foi para o armazem do seu castelo e jogou a pilha de itens, ele rapidamente foi para seu guarda roupa e pegou outra armadura de couro e começou a escrever as runas em sua estrutura, ele gastava muito menos energia do que antes, zaatar pegou o arco dos elfos que era melhor e um conjunto de cinquenta flechas assim como mais duas poções de cura e voltou para floresta depois de comer dois copos inteiros daquelas formigas 

Ele ja estava acostumado com esse estilo de vida

"Vamos ver o que vem agora"

********
Alfonce estava observando a notificação de derrota em sua pulseira com os braços tremulos

12 homens comuns e um cavaleiro enviado por sua familia mortos ... pelo senhor do castelo, ele tremia constantemente e olhava para a divida de 1500 moedas de ouro com os olhos instaveis, ele olhou para a pulseria de comunicação e seu rosto se contorceu de raiva ao ver o brasão de harthur

"O que foi ?"- a voz de harthur soou em seu ouvido quando ele ligou

"Seu filho de uma puta! você não disse que ele era so um dandy de merda!! o cara matou todos meus homens.. todos!! que cara você quer que eu apresente para minha familia agora seu retardado!! você esta do lado dele é isso? você acha que eu não posso vender esse maldito castelo para outra casa e te foder me aliando aos demonios! você acha que eu tenho algo a perder agora!!"- Alfonce descontou toda sua raiva para a pulseira que ficou em silencio por varios segundos

"Entendo.. vou honrar nosso contrato e pagar suas despesas.. e renovar suas tropas.."- a voz de harthur parecia pensativa e ao mesmo tempo um pouco irritada, alfonce olhou para o simbolo de seu familiar soando em sua pulseira e sentiu a dor no peito, ele desligou a chamada e atendeu sua mama

"Oi mama"

"Você perdeu... para um homem solo .."

"sim mama... eu"

"sem recursos para o proximo mes acho que você é independente para se virar sozinho, tenho outros dos seus irmãos para investir"- Alfonce olhou para chamada desligada e colocou a mão em sua cabeça 

"Merda...."
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...