História Não é uma brincadeira,Jamais uma Brincadeira..... - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Alioni, Andre, Arthur Pendragon, Asmodeus, Astaroth, Ban, Beelzebub, Behemoth, Belial, Belphegor, Cain, Cenette, Dale, Dana, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Ellen, Escanor, Friesia, Gabriel, Gelda, Gilthunder, Golgius, Gowther, Griamor, Guila, Gustav, Hauser, Hawk, Helbram, Hendriksen, Hugo, Jericho, Jillian, Jude, Kaide, Katts, King, King Liones, Leviathan, Liz, Lucifer, Mammon, Margaret, Maria Totsuka, Marmas, Mead, Meliodas, Mera, Merlin, Metatron, Michael, Mina, Muramo, Oslo, Pelio, Personagens Originais, Raphael, Ruin, Sandalphon, Sariel, Satan, Simon, Taizoo, Tanto, Thomas, Threader, Twigo, Uriel, Veronica, Vivian, Weinheidt, Zaratras, Zeal, Zeldris
Tags Amor, Babys, Baine, Ellie_palequeen, Gowtherxnadja, Kiane, Melizabeth, Merlinxarthurxescanor, Romance, Zelda
Visualizações 341
Palavras 1.782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drabs, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meliodas: primeiramente essa imagem aí não é nada recomendada!

Zeldris: não seria primeiro um aviso?

Meliodas: sim,sim Zely.
Então Segundamente:
* Se você é inocente, puro ou seja lá outra coisa relacionada ao inocentismo (?) Não leia este capítulo.

Terceira: porra Yuka que imagem é essa? Que imaginação é essa?

Quarta: se você vai ler o problema é seu,quem vai perder a inocência é tu! E aí você entra para a APA.

Quinta: quem lhe deu o direito de escrever aqui?

Zeldris: eu disse a ele.

E o que é a APA?

Meliodas: Aprendizes de Perversidades Anônima.

Zeldris: *facepalm*

//RT.

Meliodas: que foi?

Capítulo 6 - Não é uma Brincadeira,Jamais uma Brincadeira Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction Não é uma brincadeira,Jamais uma Brincadeira..... - Capítulo 6 - Não é uma Brincadeira,Jamais uma Brincadeira Capítulo 6

Tia Ellie POV.

Os lábios macios e um poucos frios passeavam pela pele macia e clara da albina deitada na cama,ambas as mãos alheias deslizavam pelo seu corpo apertando a carne farta da mais jovem. Suspiros e gemidos eram ouvidos pelo ambiente agora um pouco mais quente,os bolinhos antes da brincadeira estavam sobre a mesinha ao lado da cama e vez ou outra eram usados para ocupar a boca da albina.

- tão deliciosa. O loiro mordisca a pele acima da intimidade da albina.

As mãos da albina apertam o tecido branco abaixo de si,seu núcleo estava apertando deliciosamente a cada ato que seu amado fazia em seu corpo.

- M- Meliodas. O gemido entre cortado da albina retira o loiro de sua brincadeira.

- sim? Sorrindo o Pecado da Ira,se ergue até o rosto corado da amada.

- por favor.  Elizabeth com seus olhos entre abertos,aperta suas pernas envolta do loiro.

- por favor o que Elizabeth?O loiro sussura mordendo a orelha da albina deixando um beijo logo abaixo.

- por favor. A albina choraminga erguendo as mãos para retirar a blusa do loiro.

- vamos diga Elizabeth,o que quer? Meliodas segura as mãos da albina não deixando que fizesse tal ato.- diga e eu deixarei fazer o que quer comigo.

- Meliodas. Elizabeth choraminga novamente,tomando coragem para falar.- eu quero você,você dentro de mim,me possua.

- você quer que eu lhe possua? As lufadas de vento da respiração do loiro passam pela pele da albina fazendo-a estremecer.

- s-sim. Elizabeth sussura sentindo o calor se alastrar mais em seu núcleo.

- então você quer que eu lhe preencha deliciosamente. Meliodas se ergue retirando o colete,já que a blusa fora aberta com um puxão das mãos de Elizabeth jogando os botões por todo o tronco da mais jovem.

- alguém aqui está muito apressada. Meliodas segura as mãos da albina acima de sua cabeça.- e logo hoje que eu estou com tanta vontade de ir devagar e calmamente.

- Melio- Ahhhhh!  Um gemido alto corta a fala da princesa assim que o loiro introduz um dígito em sua entrada.

- o que dizia? Meliodas sorri se abaixando e mordiscando o seio,já com marcas de chupões e mordidas de antes.

Incapaz de pronunciar Elizabeth movimenta seu quadril de encontro com a mão do loiro,mais um gemido sai alto assim que Meliodas adiciona mais dois dígitos ao primeiro bombeando para frente,para trás. O calor no corpo na albina sobe ainda mais quando sente o primeiro orgasmo daquela tarde.

Abrindo um sorriso puramente malicioso e um tanto diabólico Meliodas retira os dedos do calor que a entrada de Elizabeth possui levando- os até a boca.

- doce,assim como a dona. Comenta e albina que agora respirava erroneamente esconde o rosto no braço ainda seguro pela mão do loiro.

- Meliodas. Com certa coragem Elizabeth olha para o loiro que sentará entre suas pernas e fazia pequenos círculos em sua barriga.- está quente e dolorido.

- o quarto está quente para você? Porque se estiver eu conheço muitas maneiras de fazer tanto o calor quanto a dor que você está sentindo passarem da maneira mais prazerosa possível. As orbes esmeraldinas ganham um brilho cheio de luxúria ao dizer.- mas eu gostaria de ouvir meu nome ser gritado,gemido e falado por essa linda boca rosada.

Excitada e cheia de desejo Elizabeth usa da distração do loiro para se virar e jogar o loiro na cama que a olha assustado mas logo abre um sorriso malicioso.

- temos uma princesa bem safada aqui. Meliodas puxa a albina para seu colo se sentando.

- não,nós temos uma princesa insaciável aqui. Elizabeth puxa os fios dourados fazendo com que o pescoço do loiro ficasse com acesso aberto onde suas pérolas junto aos lábios roséos deixando mordidas.

- hm. O loiro geme ao sentir os lábios quentes em contato com sua pele,seu demônio interior ronronou querendo sair.

As mãos fortes desceram pelas costas e cintura da albina alavancando a cintura da albina mas a mesma se sentou com pressão o que acabou pegando no membro do loiro que geme mais alto.

Descendo mais ainda Elizabeth aproveita a abertura da blusa dando selares e deixando um chupão no pescoço do loiro,algo que ficaria visível no dia anterior. A aspereza e o calor da língua dela rodeou os mamilos do loiro que mordia o lábio para que não deixasse um gemido passar.

- não reprima seus gemidos,quero ouvi-los,seus suspiros também. Elizabeth ergue seu olhar vendo a situação do loiro.

Meliodas nega,o que faz com que Elizabeth abra um sorriso e desça sua mão até o membro do loiro por dentro da calça,e...

Puta Merda!

Foi a única coisa que a mente em branco do loiro conseguiu pensar quando a mão pequena e delicada da albina envolveu seu membro duro e latejante, e essa foi a oportunidade para que demônio do loiro se soltasse,as íris antes verdes ganharam o tom arroxeado do seu clã. Sem ao menos perceber nossa princesa desceu a outra mão retirando a peça de baixo do menor fazendo com que membro do loiro saltasse para fora,descendo a sua boca,Elizabeth ergue seu olhar se surpreendendo com as íris do loiro,o que significava para ela que sua atividade estava dando certo.

Caralho! 

Tanto o Meliodas,o Pecado da Ira e o filho do Rei Demônio - ambos sendo a mesma pessoa- mas personalidades separadas pelo loiro pensaram ao sentir os lábios da albina deslizarem pela extensão do loiro. Engasgando um pouco com o comprimento do menor acima Elizabeth sobe sua boca deslizando e girando sua língua juntamente, um rosnado escapa dos finos lábios do loiro,as mãos do loiro seguram os fios prateados ajudando a albina com os movimentos,desta vez Elizabeth conseguia sentir mais facilidade no sexo oral,respirando entre uma subida e uma descida.

Perto de seu orgasmo Meliodas retira seu membro da boca da prateada que fazia um belo trabalho,Elizabeth olha para o loiro confusa antes de sentir a maciez do colchão e vê a blusa do loiro esvoaçar pelo ar antes de cair em algum lugar do quarto.

- tão apertada,tão quente. A voz grave,cheia de desejo, luxúria do loiro chega aos ouvidos da albina quando sente o membro do loiro lhe preencher.

Ambos geme alto,o loiro pelo contato esperado e a albina pela entrada repentina e quando por ter sido acertada em seu ponto G. Respirando lentamente Meliodas coloca seu corpo da albina colocando seu rosto na abertura do ombro e pescoço da mesma começando os movimentos em um vai e vem lento.

- Mely. Elizabeth respira seu nome,passando as mãos pelos seus cabelos.

O loiro ronrona alto, sentindo seu peito estremecer, sua respiração lenta,não poderia deixar que sua luxúria tomasse conta de si ou acabaria machucando Elizabeth e até mesmo o bebê.

Determinada a ajudá-lo Elizabeth traceja desenhos imaginários nas costas do amado sentindo ele relaxar,para depois erguer a cabeça vendo suas esmeraldas brilhantes novamente abrindo um pequeno sorriso Meliodas deixa um beijo no nariz da albina que lhe sorri confiante.

- obrigado. Meliodas murmura baixo acelerando os movimentos.

- não foi por nada,eu sempre estarei aqui para lhe ajudar. Elizabeth passa as mãos pelo cabelo e rosto do loiro que inclina contra sua mão.

Ao anoitecer...

Ban vinha junto a King que usava sua Chastifeol na 7° forma Lumisony para iluminar o caminho de todos. Diane junto de Gowther carregava as sacolas de frutas e verduras em seus braços.

- pare com isso Ban! King ralha com o albino que sorria ladino para o rei fada.

- mas King~. O albino cantarola olhando de solaio para o cunhado.

- maldita hora em que fomos passar em frente a bancada de doces. King resmunga carregando as suas partes das compras.

- não seja tão mal humorado. Ban empurra a porta do bar adentrando o local.- boa noite Merlin.

- boa noite Ban. A maga ergue sua taça de vinho vendo os companheiros entrarem pelo local.

- onde está o Capitão e a princesa? King deixa as compras sobre uma das mesas se deitando em sua Chastifeol pairando ao lado.

- ambos se sentiam cansados então foram descansar. Merlin sorri por cima do copo lembrando do que encontrará no bar.


Pequeno Flashback Merlin ON;

Assim que chegara de Camelot,a maga decidirá tirar algumas dúvidas com seu Capitão,mas ao entrar no estabelecimento vira que o mesmo.estava um caos,algumas mesas e banquinhos estavam revirados,andando pelo local a morena vê que há algumas roupas pelas escadarias.

O que aconteceu aqui? Merlin pensa erguendo a blusa do uniforme até a altura dos olhos.

Um gemido alto e de duas vozes acima lhe dão sua resposta,sorrindo de canto Merlin estrala os dedos fazendo todo o local ficar arrumado e as roupas da albina cheguem até o quarto compartilhado.

- hm,o que fazer agora? A maga coloca o dedo sobre o queixo pegando um dos bolinhos restantes na forma.

Pequeno Flashback Merlin OFF;

- tem certeza que é somente isso? Ban entorna a garrafa que pegara assim que voltará da dispensa.

- é claro que sim. Merlin sorri para o albino lembrando da imagem de Meliodas e Elizabeth abraçados dormindo pacificamente.

- okay. Ban volta sua atenção para sua bebida.- isso significa que não abriremos o bar hoje?

- possivelmente não. Diane se senta em um dos banquinhos da mesa.

- mas isso não lhe previne de cozinhar. King abre seus olhos preguiçosamente,como o verdadeiro Pecado da Preguiça.

- hmpf! O albino deixa a garrafa sobre a mesa cruzando os braços e se virando para o ruivo.- e porque você não cozinha?

- porque eu não quero. King responde e simplista.

- porque não quer ou porque não sabe cozinhar? Ban arqueia sua sombracelha clara.

- está me desafiando? King olha competitivo para o namorado de sua irmãzinha.

㊗㊙◽◽◽◽◽💙◽◽◽◽◽

O dia começará claro para todos,após uma disputa ridícula entre King e Ban,todos estavam desmaiados sobre as mesas ou o chão, excerto Merlin,o albino estava em um coma de álcool e o ruivo pela sua comida,na se sabe o que mais alguma coisa tinha sido adicionada na refeição dele.

Os raios de sol,foram o primeiro aviso ao loiro que o dia começará,a respiração lenta de Elizabeth batia em seu peito fazendo pequenas cócegas,sorrindo Meliodas se vira seu olhar para a dona de cabelos prateados como as estrelas, é o loiro estava se sentindo romântico naquele dia, e foi com esse sentimento que ele começou a pensar em algo para o dia.

- bom dia. Elizabeth diz deixando um selar no peitoral do loiro.

- bom dia. Meliodas deixa outro na testa da albina assim que afasta a franja dela.- eu estava pensando em algo.

- em que? Elizabeth abraça o loiro se aconchegando mais ao calor dele.- eu aceito passar o dia na cama.

- isso nós podemos fazer quando nós casarmos. Meliodas ri baixo apertando levemente a albina.- eu estou pensando em algo romântico.

- hm,o Pecado da Ira consegue ser romântico? Elizabeth ergue uma sombrancelha sarcástica.

- mas do que você imagina. Meliodas deixa um beijo nos lábios vermelhos cereja.- então o que acha de um dia cheio de romance?

- eu adoraria. Elizabeth sorri começando mais um ósculo.




Notas Finais


Saiu pequeno? Saiu,mas fazer o que eu estou tentando atualizar todas as fics de uma vez.

Eu quis fazer um hentai mais fofo e não muito agressivo,mas relaxem teremos um que será totalmente recheado e talvez o capítulo seja só focado nele.

O próximo é mais calmo e sereno e como estamos ainda em época de festas juninas,julinas e agostinas tentarei trazer um capítulo voltado neste tipo de festa só que mais tradicional.

Bjs!
~Ellie>

Meliodas: não se esqueçam de entrar na APA!

Zeldris: Onii-Sama!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...