História Não é uma coincidência - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 75
Palavras 1.409
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiê gente
Eu sei que disse que vou demorar a postar os capítulos, mas eu estou na casa do meu pai, e só vou voltar para a minha amanhã, e aproveitei que acordei de madrugada para fazer o capítulo.
Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 34 - Na sala da diretora


Fanfic / Fanfiction Não é uma coincidência - Capítulo 34 - Na sala da diretora

Yoongi

Nós já estamos na escola, estamos indo em direção a diretoria, claro que todos menos Hoseok e Namjoon estavam com medo.

Chegamos naquela coisa linda que provavelmente nós dará algum castigo cansativo.

E é óbvio que EU não tenho a MENOR vontade de perder o tempo que era para ser da MINHA cama(ou da cama de Tae ou Hoseok), em outro lugar fazendo algo diferente do que eu faço nela.

Hoseok bateu na porta e a diretora logo nos deu permissão para entrarmos. Quando entramos ela ficou surpresa ao ver Hoseok, que estava sorrindo, porém em seu rosto haviam cortes superficiais, deixados por seu pai.

-Hoseok!? Ai meu Deus menino oque houve? 

-Me desculpe diretora, eu não pensei que quando saísse algo aconteceria.. Bem, o problema foi o meu pai.-A conversa foi iniciada apenas entre os dois.

-Novamente? Temos que te levar para um hospital ver se você tem algo grave.

-Acho que não é necessário, eu apenas estou com alguns cortes e algumas marcas roxas, mas nada muito recente, então acho que se fosse para algo acontecer, já teria.

-Hoseok, estou falando sério, você pode estar com algo que não sabe.

-Eu tenho certeza de que estou bem. Que preocupação toda é essa? Eu só fiquei dois dias e meio fora.

-Claro, mas com o seu pai não é? Aposto que se eu tirar esta blusa de você, estará cheio de marcas.

-Não na verdade, eu tive mais ferimentos no rosto.

-Aish! Se algo acontecer, não diga que não avisei.

-Ainda bem que nada vai acontecer né?

-Bom, mudando um pouco o assunto, que horas vocês encontraram ele? E como?

-Bom, ele se encontrou sozinho, ligou para a gente e disse para irmos a sua casa. Fizemos isso e conversamos com ele.-Namjoon disse calmamente ocultando a parte que bebemos a tarde INTEIRA.

-Okay, aproximadamente que horas ele ligou para vocês?

-Olha, eu vou ser sincero com você, eles me encontraram e a gente passou toda a tarde bebendo, a gente te deixou preocupada, me desculpe, mas nós estávamos tensos.-Hoseok disse como se não tivéssemos feito nada de errado.

-Vocês oque? Hoseok, não vai me dizer que vocês ao invés de voltarem, e tirarem a minha preocupação vocês ficaram bebendo!?

-Bom, foi isso mesmo.-Hoseok diz.

-Jungkook, Tae, Yoongi, Jimin e Jin, digam algo, a conversa não está apenas entre nós três.

-Diretora, aconteceram muitas coisas, e aqui na escola, nós íamos ficar estressados, nós estávamos muito tensos e bebemos para depois virmos para cá.-Tae tomou a iniciativa.

Eu, Jin, Jungkook e Jimin estávamos sem saber oque dizer, Jungkook parecia muito nervoso, sabia que sua mãe acharia uma má ideia.

-Jimin, Jin e Yoongi, não têm nada a dizer?

-Nos desculpe por temos termos te preocupado mais tempo que necessário senhora Jeon.-Disse olhando em seus olhos.

-Eu não vou perder meu tempo brigando com vocês. Todos menos Jungkook e Tae podem sair da sala.

-Oque? Mas por que?-Hoseok perguntou.

-Preciso falar com eles.

Todos saímos menos os dois.

Jungkook

Minha mãe vai dizer várias e várias coisas deste mesmo assunto comigo, mas eu não tenho a menor ideia sobre oque ela conversará com Tae.

-Primeiro irei falar com você Jungkook.

-Diretora, se quiser eu espero lá fora.

-Okay, obrigada Taehyung.

Taehyung saiu, nos deixando a sós. Ela estava irritada comigo, era possível ver isso.

-Mãe eu..-Minha mãe me cortou.

-Silêncio. Jungkook, eu pensei ter deixado bem claro que eu queria vocês aqui assim que encontrassem Hoseok.

-Você foi mãe.

-Então por que vocês demoraram? Por que você não me obedeceu? Tanto quanto mãe quanto diretora?

-Eu não sei.. Mãe, nós estávamos realmente tensos, você não tem os detalhes do ocorrido. 

-Jungkook, eu não permito que você continue uma amizade com eles.

-Oque? Não. Mãe, não faz isso por favor.

-Você e eles estão na minha escola, eu não permito vocês juntos aqui dentro, e fora, eu não vou deixar vocês se encontrarem.

-Mãe eu não vou fazer isso! Eles são meus únicos amigos!

-Faça outros.

-É impossível! O restante dos alunos me tratam mal desde que entrei na escola.

-Você NÃO vai continuar com eles.

-Eu vou sim! Você não vai tirar eles de mim.

-Você tem duas escolhas. Ou você para tudo e fica apenas com Jime escola e não permito que se encontre com nenhum deles.

-Mãe, por favor me da apenas uma chance para te mostrar que eles não são pessoas ruins.

-Não. Eles não fazem bem para você.

-Que merda! mãe! Me escuta! Você não os conhece! Se você os conhecesse, seu favorito seria Hoseok!

-Jungkook, te dou três segundos para sair da sala ou eu irei te mudar de escola.

-Vai em frente, quem sabe na nova escola eu consigo os amigos falsos que você quer!?

-Eu sou sua mãe e não permito que fale assim comigo! Apenas me obedeça!

-Vai fazer oque? Vai fazer meu pai ficar contra mim para ele bater em mim? Ou vai me mudar de escola e me isolar?

Ela me puxou pela minha blusa e desferiu um tapa em meu rosto.

-Eu não preciso do seu pai para bater em você Jungkook. Eu tenho força o suficiente para isso e você não tem coragem para fazer nada, e mesmo se tivesse, não conseguiria nada.

Eu a olhei irritado, em uma mistura com mágoa. É claro que eu estava chateado.

-Eu vou mudar seu colega de quarto. Saia da minha sala AGORA.

Eu saí da sala irritado, batendo a porta com força, com lágrimas nos olhos. Talvez essas lágrimas sejam a mistura da minha mágoa com a minha raiva.

Fui pro meu quarto e Namjoon não estava lá. Provavelmente estava no quarto de Jin.

Me sentei na cama e apoiei os braços em minhas pernas, abaixando o rosto.

Fiquei ali algum tempo, pensando no ocorrido por pelo menos 7 minutos.

-Jungkook! Eu sou seu novo colega de quarto!-Willyan saiu entrando animado, como se gostasse da notícia.

-Por que caralhos você!?

-Ta irritado é?

-Vamos fazer um acordo? Eu não bato em você e você não me enche o saco.

-Você tá se achando de mais né?

-Na verdade não, eu sou mais forte que Tae, e não foi ele que te deixou no chão se contorcendo?

Ele se aproximou de mim e se abaixou, com o rosto ao lado do meu ouvido.

-Mas não quer dizer que eu não possa bater em você. Ainda mais desse jeito. Aposto que está tonto, ficou a tarde toda bebendo.

Ele não estava errado. Ele é forte, não sei oque houve com Tae, mas ele é um dos mais fortes da escola.

-Só fica quieto Willyan.

Ele se afastou de mim, indo para a sua cama com um sorriso vitorioso no rosto.

-É melhor você ficar quietinho também Kookie.

-Primeiro, você não tem direito de me chamar assim, segundo, não vou ficar quieto por causa de você.

-Você tá querendo mesmo apanhar né Kookie?

-Ta surdo é!? Ou é falta de raciocínio!?

-Deixa para lá, estou com dó de você. Perdeu a confiança da sua mãe, perdeu seus amigos, e perdeu seu namorado. É normal ficar estressado.

-Já disse para você ficar quieto Willyan!

-Ok Ok, estou quieto.

Infelizmente esse seria um dia de muitos que ainda passaria com Willyan.

Taehyung

A oito minutos atrás

Estava esperando a conversa entre Jungkook e a diretora acabar. Eu podia ouvir a voz de Jungkook, que estava irritado.

Não demorou muito e ele abriu a porta, passando por mim e a fechando com força.

-Jungkook! Ei!

Ele nem sequer me olhou. Ele deve querer ficar sozinho, é melhor eu não o irritar.

Bati na porta e entrei.

-Licença, diretora você está bem?

-Estou Taehyung.

-Sobre oque queria conversar?

-Lembra hoje mais cedo na aula? Que você levou Willyan para enfermaria?

-Sim.

-A enfermeira o encontrou no chão, com o nariz sangrando.

-Eu tenho uma explicação.

-Qual?

-Eu não sei se é uma boa ideia falar sobre isso..

Alguém bateu na porta interrompendo nossa conversa.

-Pode entrar.-A diretora disse sem paciência.

-Licença diretora, você vai falar com Tae agora sobre hoje mais cedo não é? 

-Sim.

-Posso ficar com vocês?

-Pode. Agora Tae, diga o seu motivo para agredir Willyan.

Como ia falar sobre isso com ele aqui?

-B-Bem, ele me a-assediou na enfermaria, eu apenas me defendi.

-Eu não acredito nisso. Willyan você fez mesmo isso!?

-Tae, você me levou na enfermaria, bateu em mim por que eu te irritei sobre o caso de Hoseok, e está dizendo que eu te assediei? 

-E oque foi que aconteceu Willyan!? Vai dizer que você não ficou me segurando e passando a mão em mim!?-Eu estava irritado e já havia perdido a vergonha de falar sobre isso.

-Não! Eu não fiz isso!

-Ta bom, eu não vou perder meu tempo tentando te convencer diretora, até mesmo por que sempre que ele tentar fazer algo, eu vou saber me defender.

-Dê licença da minha sala Taehyung.

-E eu?-Disse Willyan.

-Preciso conversar com você.

Eu saí da sala vendo Willyan me olhar com uma cara de quem ia aprontar. Claro que ele vai fazer algo, mas ele não vai conseguir nada de mim.






Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Desculpem os erros!
Até logo 😉
Kisses😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...