História Não entre no meu coração - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Violette
Visualizações 9
Palavras 1.398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa não ter postado antes, eu realmente estava sem tempo e depois eu fiquei sem Wi-Fi (agora eu to usando o Wi-Fi do shopping kk). Então provavelmente vou demorar para postar os próximos capítulos até eu ter Wi-Fi de novo.

Capítulo 3 - III


Fanfic / Fanfiction Não entre no meu coração - Capítulo 3 - III

Eu estou tão acostumada a sempre fazer qualquer coisa ou com a minha irmã ou sozinha que qualquer mudança é um impacto muito grande para mim.

Fui até a mesa em que Lysandre estava sentado e me sentei ao seu lado em silêncio.

— Estes serão seus lugares pelo resto do ano!— Anunciou o professor me fazendo sentir calafrios só de pensar em passar um ano inteiro do lado de alguém na qual eu não conhecia.

Mas eu conheço um pouco o Lysandre, então eu não deveria estar tão nervosa, certo?

O professor iniciou a aula de química e a mesma seguiu bem até o sinal tocar para a próxima aula.

Esperei que todos saíssem da sala de aula para que eu pudesse sair sem esbarrar com ninguém na porta.

De repente, quando estava me levantando para sair, senti uma mão em meu ombro. Me viro mais rápido do que eu realmente queria, o que me fez ficar com vergonha. Finalmente olho para que me chamou, o Lysandre.

— Você não viu o meu bloco de notas por acaso?— Ele perguntou. — Eu acho que o perdi hoje de novo.

Fiz que não com a cabeça. Não é possível que ele tenha perdido o bloco de notas de novo!

— Que pena... Mesmo assim, obrigado.— Disse ele um pouco desapontado.

— Eu posso ajudar a procurar se quiser.— Eu disse sem nem mesmo pensar no que estava falando.

— Se não for um encomodo...— Ele disse e eu fiz que não com a cabeça.

Eu não queria prolongar a conversa, então me virei e sai da sala.

Provavelmente pareceu rude, mas eu realmente não queria mais ficar alí, estava meio desconfortável.

Quando ia seguir meu caminho até meu armário alguem puxa meu braço. Serena!

— Elise! Eu e o Alexy pensamos em fazer uma festa lá em casa! O que você acha?— Ela disse animada enquanto me puxava para onde o Alexy estava.

— Eu acho melhor não...— Eu dizia enquanto minha irmã dava pulinhos.— Mamãe e papai não deixariam...

— Você não está sabendo que eles vão viajar?— Alexy perguntou como se fosse óbvio.

Fiz que não com a cabeça assustada pelo fato do Alexy saber daquilo eu, filha deles, não saber que meus pais vão viajar.

— Mas é claro que você não está sabendo! Você estava DORMINDO quando eles disseram isso!— Serena disse parecendo brava.

— Mas... Eles vão deixar nós duas sozinhas em casa?!— Perguntei tentando ignorar o comentário anterior que minha irmã havia feito.

— Vão ser só dois dias.— Alexy disse de novo.— E pelo que Serena me contou, vocês tem uma funcionária que faz a comida e limpa a casa até meio dia. Vocês vão sobreviver a dois dias sem seus pais!

Ele estava certo. Na verdade não faria muita diferença o fato dos meus pais estarem viajando. Todos os dias só nos vemos de manhã, a funcionária faz a comida, eu e Serena almoçamos e ficamos sozinhas a tarde inteira, e de noite meus pais voltam para casa. Não passamos muito tempo com nossos pais.

— Eu ainda acho melhor não...— Disse pensando nas possíveis coisas ruins que poderiam acontecer.

— Aff! Dane-se o que você acha! Vamos fazer essa festa hoje, Alexy!— Disse Serena toda empolgada.

Soltei um suspiro de decepção. Isso tinha exatamente tudo para dar errado!

O resto das aulas correram perfeitamente bem, exceto pelo fato de que sempre que eu passava pela minha irmã ela estava falando sobre essa festa com alguém.

No final da aula fui procurar minha irmã, mas não a encontrei em lugar nenhum.

Vi, então, a Rosalya conversando com o Lysandre, e lembrei de algo importante.

— Rosalya! Você viu a Serena?— Perguntei me aproximando deles.

— Ela já foi embora.— Ela respondeu.— Disse que foi arrumar as coisas da festa.

— Ata... — Foi a única coisa que consegui responder. Ela estava mesmo querendo fazer aquela festa.— É... Você já encontrou seu bloco de notas, Lysandre?

— Ah! Não. Ainda estou procurando.

— Ah! Ok, vou ajudar a procurar. Agora vai ser mais fácil de procurar porque a escola está mais vazia.

— É verdade...

— Ok! Eu vou embora para ajudar a Serena com os preparativos da festa porque não quero ficar de vela aqui! Tchau!— Rosalya disse saindo e deixando o clima um pouco constrangedor.

— É... E-eu vou procurar lá dentro...— Disse tentando disfarçar a vontade de matar a Rosalya.

Fui para dentro da escola esperando encontrar logo a desgraça do bloco de notas.

Andei. Andei. Andei. Nada. EU NÃO CONSEGUIA ENCONTRAR AQUELE BLOCO DE NOTAS!

Já cansada, resolvi me sentar nas escadas. Encostei a cabeça na parede e fiquei batendo de leve com a ponta do pé esquerdo no chão.

De repente ouço barulho de paços vindo de cima das escadas. Sem saber ao certo o que fazer, me arrastei para perto da parede para que a pessoa podesse passar por mim e fiquei parada, quase que na esperança de que ela não me notasse.

— Elise!— Quando ouvi meu nome ser chamado virei tão depressa que até parecia que estava fazendo algo errado.

—Ah... O-oi Armim... O-o que você está fazendo aqui...?— Perguntei gaguejando mais do que deveria.

— Calma!— Disse ele percebendo que eu estava nervosa.— Eu só estava jogando e acabei perdendo a hora.— Ele respondeu descendo as escadas.

— O Alexy não te chamou para ir embora?— Fiz a pergunta mais idiota ainda parada olhando apara ele igual uma trouxa.

— Não. Mas ele já tinha dito que ia direto para a sua casa. E pelo visto sua irmã te deixou aqui também.— Ele disse parando na minha frente.

— É...— Foi a única coisa que consegui dizer.

— Ah! O Alexy disse para eu ir para a sua casa ajudar a arrumar as coisas também. Podemos ir juntos.— Ele disse passando o braço pelo meu ombro e me puxando para perto o que me fez ficar vermelha.

— Ah... E-eu tenho que procurar o... Bloco de notas do Lysandre...— Eu disse sem me afastar para não parecer que eu estava nervosa, mesmo que eu desconfiasse que ele estivesse ouvindo meu coração batendo.

— Eu encontrei um bloco de notas na sala que estava. Será que é o dele?— Ele tirou o bloco de notas do bolso e me mostrou.

— Sim, é esse!— Disse quase explodindo de alegria porque "eu" havia encontrado o bloco de notas.

Ele me entregou e seguimos do mesmo jeito que estavamos (praticamente abraçados) até encontrarmos o Lysandre no pátio.

Entreguei o bloco de notas e disse que Armin que havia encontrado. Depois ele seguiu seu caminho e eu e o Armin seguimos o nosso.

De repente me peguei meio decepcionada porque ele não havia me abraçado de novo, o que foi estranho. Não sei o que deu em mim para eu sentir aquilo, mas eu acho que me acostumei com ele me abraçando por aquele curto espaço de tempo.

Continuamos em silêncio até chegarmos na minha casa. Quando chegamos corri para o meu quarto, eu não queria nem um pouco ajudar naquela festa.

Quando senti fome, desci para pegar algo para comer e no caminho vi Serena arrumando a sala.

Comecei a ficar mais preocupada ainda. Ela deixaria as pessoas entrarem dentro de casa, isso não daria boa coisa!

— Elise!— Ouvi minha irmã me chamar quando eu já estava saindo da sala tentando não ser notada.— Por que você está escondida dentro do quarto? Não pretende ficar dentro do quarto a festa inteira, né?

— É exatamente o que eu pretendo fazer!— Disse de forma mais grossa do que eu realmente queria.

Ela resmungou alguma coisa e voltou a arrumar as sala. Fui até a cozinha e vi várias bebidas no balcão, o que me desesperou um pouco. Ela comprou bebida! Serena estava realmente louca!

Peguei alguns dos salgados da festa, já que ninguém sentiria falta de alguns, até avistar pela janela o cara que limpa a piscina (na qual não sei o nome até hoje).

Então Serena queria deixar as pessoas entrarem em casa, beberem e entrarem na piscina?! Acho que ela tinha perdido a noção do perigo!

Voltei para o meu quarto meio atordoada.

Eu provavelmente terei que trancar a porta, não conseguirei ler nenhum capítulo do meu livro e não vou conseguir dormir!

As vezes eu realmente só queria não ter uma irmã gêmea!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...