1. Spirit Fanfics >
  2. (Não) Era Amor - (Jikook - Jihope) >
  3. Vida de Casados

História (Não) Era Amor - (Jikook - Jihope) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


• Insinuações a estupro
(Está na parte de avisos que teria)

• +18
(Não muito)



BOA LEITURA ♡

Capítulo 2 - Vida de Casados


~ 17/09/2019 / Vida de Casados





Após o casamento tudo virou uma verdadeira bola de neve. Jungkook não tratava o Jimin bem, os dois mal se viam e Jimin se culpava por isso. Sendo que a culpa era toda do Jungkook.

Todas as noites no qual Jimin ousava tentar alguma relação mais íntima, Jungkook desviava. Dizia que estáva exausto, procurava alguma desculpa coerente. E no fim ficava um Jimin triste se culpando e um Jungkook dormindo tranquilamente, como se nada houvesse acontecido.

Era mais um dia na vida dos dois, Jimin estáva indo ao banheiro fazer suas higienes matinais pessoal, Jungkook permanecia deitado olhando Jimin ir até o banheiro.

O mais novo percebe o olhar do Jungkook em seu corpo através do espelho. Mas não adiantava nada, ele não conseguia pensar no Jimin daquela forma mais íntima.

Mas ao ver o do Jungkook, ele consegue imaginar acontecendo com o Jimin o mesmo que aconteceu com a Joy, sendo que ele sabe que o Jimin é um homem, não pode gerar, mas para ele esse milagre pode acontecer.

Após fazer todos os seus procedimentos matinais, Jimin sai do banheiro indo diretamente ao seu closet apenas com uma toalha na cintura. Ele pegou uma calça social preta, uma camisa social preta, um cinto de couro da Gucci preto e o seu terno preto. Nos pés seus usuais sapatos sociais.

Após colocar o estilo do dia, Jimin penteou seus cabelos castanhos, passando um corretivo embaixo dos olhos para tirar as olheiras do dia.

Ao acabar, ele foi para a sala de jantar, onde estavam seu pai e sua mãe tomando café da manhã.

- Bom dia, filho. - desejou Chim Hwa.

- Olá mamãe. - disse Jimin beijando a testa da mulher.

- Bom dia, Ji. - disse seu pai.

- Olá.. - sorriu para o Dong Ha beijando sua testa também.

- Como foi a noite? - perguntou sua mãe - Já estão providenciando meus netinhos?

- Claro que não, mamãe. - disse Jimin olhando para seu colo - Só a JiHyu está de bom tamanho.

- Quero crianças correndo por essa casa. - disse seu Pai.

- Peça ao Yoon. Sei que ele tem algum pretendente. - disse Jimin sorrindo.

- Ouvi falarem meu nome. - disse Yoongi entrando na sala.

- Eu disse para a mamãe que é mais provável você dar netos a ela do que eu. - disse Jimin bebendo seu suco.

- Você está casado irmãozinho. - disse Yoongi.

- Sim, mas eu não quero filhos. Como já disse a JiHyu já basta. - disse Jimin. - Qualquer coisa, a mamãe será a minha barriga solitária.

- Nem em pensamento. - disse sua mãe.

- Bom dia. - disse Jungkook sério.

- Bom dia. - todos responderam, exceto pelo Jimin.

- Bom dia, amor. - ameaçou dar um selinho no Jimin.

- Deixa de ser falso. - disse Jimin se levantando - Tenham um ótimo dia.

Jimin entrou em seu carro e saiu para a empresa. Ele durante o caminho temia que aquele casamento, o qual ele colocou todo seu coração, apostou de tudo não desse certo também.

Ao chegar na empresa, ele guardou seu carro em sua vaga exclusiva e foi direto para a entrada, logo entrando. Ele foi cumprimentando todos os seus funcionários até o elevador.

Quando as portas de metal se abriram, ele logo viu Sun Hee. A mulher estava entretida organizando alguns papéis que nem percebeu sua presença.

- Bom dia, Sunnie. - disse Jimin sorrindo.

- Bom dia, menino Jimin. - disse a mulher se levantando e o seguindo.

- Quais são os meus compromissos de hoje? - perguntou Jimin guardando sua pasta no cabideiro.

- Uma reunião daqui a três horas, almoço com os Lee e no fim da tarde ir buscar a JiHyu. - listou sorrindo. Mas Jimin mantinha o olhar vazio. - Jimin, você está bem?

- Não! Eu não estou bem. - disse Jimin suspirando irritado.

- Quer me contar o que ouve? - perguntou sentando no sofá, Jimin foi logo depois.

- Meu casamento, Noona. Ele vai de mal a pior. O Jungkook não quer em nenhuma hipótese transar comigo. Não que esse seja o problema, se fosse isso tudo bem. Mas ele não fala comigo. No máximo "Oi" "Boa Noite". E quando está disposto a gastar saliva comigo. - disse Jimin choroso - Esse casamento está pior que o da Jennie. Com ela, a gente conversava um pouco antes de dormir. Com Jeon nem isso.

- Talvez seja o estresse diário. - disse a mulher puxando o Jimin para deitar em seu colo.

- Que estresse? Quase quatro anos de casados, e nunca mais nos tocamos, no mínimo os toques sem querer durante a noite. Eu estou cansado disso. - disse Jimin.

- Pensa por ele também. - disse Sun - As vezes ele não quer lhe tocar desse jeito, por não te ver dessa forma.

- Se ele não me ver dessa forma, por que casou comigo, então? Eu não pedi nada, foi ele. - disse Jimin.

- Eu já vi essa história antes. - disse Sun.

Após alguns minutos com Hee fazendo carinho nos cabelos de Jimin, ela decide se levantar.

Jeon estava ouvindo a conversa de trás da porta, e quando ouviu Sun falar que sairia ele entrou no elevador rapidamente.

- Jimin, precisamos ir para a reunião. - disse a mulher.

- Cancela.. Diz que eu estou passando mal, qualquer coisa, mas cancela. - disse Jimin com o rosto vermelho.

- Não podemos, essa reunião é com um sócio importante. - disse Sun.

- Vamos, então. - disse Jimin indo até o cabideiro pegar sua pasta com os itens necessários.

}...{

Algumas horas depois, a reunião foi finalizada e mais um contrato foi fechado.

- Agora vá direto nesse restaurante. - disse Sun entregando um papel com k endereço do restaurante.

- Beijo.. - saiu correndo até o restaurante.

Ao chegar no restaurante, uma mulher de estatura mediana o atendeu.

- Bom dia, em que posso ajuda- lo? - perguntou a mulher com um grande decote.

- Estou procurando os Lee, eles já chegaram? - perguntou Jimin.

- Sim. - disse e saiu de trás do balcão - Me acompanhe por favor.

A mulher saiu na frente, eles andaram entre algumas mesas até chegar em uma bastante afastada das demais.

- Aqui, bom apetite. - disse a mulher e saiu

}...{

- Papai, o titio Yoon está em casa? - perguntou JiHyu sentada em sua cadeirinha.

- Acho que sim. Eu nem fui em casa ainda. - respondeu sorrindo para a menina do retrovisor.

- Tomara que sim, quero jogar vídeo game com ele. - disse ansiosa.

- Só com ele? - perguntou Jimin entrando na garagem

- Sim... Ele deixa eu ganhar. - disse sorrindo sapeca.

- Aah... - disse Jimin gargalhando. - Vai entrando, vou pegar sua mala.

- Jimin, me ajuda. - disse Jennie puxando sua mala.

- Você está carregando, o que? - perguntou Jimin

- Amor, é férias!! - disse Jennie sorrindo - Tenho que vir equipada.

- Até demais. - disse Jimin puxando a mala.

Eles entraram na casa, na sala estáva JiHyu sentada no colo de Yoongi conversando animadamente com ele. Sua mãe também estava convrsando.

Jeon olhava Jimin de braços cruzados. Ele não gostou nem um pouco de ver o Jimin chegando com Jennie entre sorrisos sinceros, sorrisos que em hipótese alguma é direcionado a si.

- Jennie!!! - disse Chim Hwa animada indo abraçar a moça.

- Oi Chim. - disse Jennie.

- Você passar as férias aqui, né? - perguntou a mais velha se separando do abraço.

- Sim. Por isso que o Minie está reclamando. - disse Jennie sorrindo. - Ele está reclamando da mala pesada. - sussurrou.

- Ele é igual a um idoso. - disse a mais velha. - Venha, entre.

- Papai, eu vou jogar com o Tio Yoon. - disse JiHyu.

- Depois você volta para jantar. - disse Jimin beijando a menina.

- Tchau vovô. - disse a menina correndo com Yoongi.

- Yoongi!!! Cuidado com a minha filha. - gritou Jimin. - Vem, vou te mostrar o seu quarto. - pegou Jennie pelo pulso.

- Até mais tarde. - disse Jennie sendo puxada

Ao chegarem no quarto de hóspedes, Jimin colocou a mala de Jennie no closet.

- Daqui a pouco a governanta vem arrumar suas roupas. - disse Jimin.

- Obrigada. - agradeceu sentando na cama de casal.

- Eu vou me arrumar, daqui a pouco nós vamos jantar. - disse Jimin saindo do quarto.

Ele foi até o seu quarto com Jeon, mas ao entrar no quarto ele foi prensado contra a porta, tendo um antebraço o enforcando.

- J-Jungkook... - Jimin murmurrou

- O que, ham? - perguntou Jungkook jogando Jimin na cama - Não era você que reclama a falta de sexo? - perguntou Jungkook tirando seu cinto.

- O que você vai fazer? - perguntou Jimin entrando em desespero, ao ver Jungkook tirando sua camisa social.

- Sua obrigação agora é gemer meu nome bem alto. - disse subindo na cama.

- Jeon... Por favor. - disse Jimin chorando. Jungkook tinha sua pose invasiva, mas também segurava as lágrimas.

- Me fale, Jimin. O que você quer que eu faça? - perguntou Jungkook chorando - Quer que eu pare de trabalhar? Obrigue o seu pai tomar a presidência da empresa? Ou que eu te engravide igual aconteceu com a Joy e te perca novamente. - perguntou tirando a calça de Jimin.

- Jungkook para!! - gritou Jimin segurando os pulsos de Jeon, mas em vão. O mais velho era mais forte que si. - Eu só quero que você me der atenção... Nem parecemos casados.

- Eu tento. - disse Jungkook chorando - Eu tento ser um marido bom, 'pra você. Mas ela ainda está aqui. Ela está me assombrando impedindo a minha felicidade. - rasgou a camisa social que Jimin vestia.

- Mate- a. - disse Jimin chorando.

- Não dá. - gritou irritado - Agora você vai tirar a minha frustação. - disse Jungkook terminando de tirar ambas as roupas ficando os dois totalmente despidos.

- Por favor, Jungkook. - pediu Jimin chorando - Não faz isso com a gente...

- O que você quer, heim? - perguntou Jungkook. - Primeiro reclama que nós paramos de transar, agora que eu estou disponível para você, tu corre.

- Sabe o que eu quero? Queria poder dizer eu te amo e não me sentir vazio depois, queria poder me apaixonar cada vez mais por você todos os dias. - disse Jimin chorando. - Queria ter a certeza de que chegaria em casa e teria seus braços para me abraçar. Isso que eu que... Aaaaahhh... - gritou pela invasão.

- E também isso não era mesmo? - perguntou Jungkook chorando.

- Q-queria sim t-transar co-com você, mas eu queria que na manhã seguinte você não me tratasse como uma vadia, por que eu não sou. Eu sou o seu esposo, se é que eu ainda posso te chamar de marido. - disse Jimin apertando os braços de Jungkook.

- Você não é isso. - disse Jungkook - Eu estou tentando me apaixonar por você.

- Por que casou comigo se não me amava? - gritou Jimin raivoso.

- Eu te amo. - disse Jungkook - Mas eu não consigo te tocar. Eu não consigo me relacionar com você.

- Tente. Tente bastante, eu não vou ficar a minha vida inteira em um casamento com amor unilateral. Cansei de engolir mosca e fingir uma coisa que nunca chegou a ser. - disse Jimin sorrindo em escárnio.

- Por favor, Jimin. Não me abandone. - disse Jungkook abraçando o Jimin. - Você é o meu caminho para a felicidade.

- Você deixou de ser o meu faz tempo. - disse Jimin - Se retire. - apertou os lençóis.

- Vamos fazer o nosso casamento dar certo. - disse Jungkook começando a se movimentar.

- Não!! - disse Jimin. - Você vai se arrepender disso depois.

- Eu garanto que não!!

Jungkook começou a se movimentar lentamente, Jimin tinha os olhos lacrimejando.

- J-Jungkook... - gemeu chorando no ouvido de Jungkook.

- Eu não consigo. - disse Jungkook chorando e se deitando ao lado de Jimin.

- Vamos tentar ser felizes. - disse Jimin.

- Sim... - abraçou o Jimin beijando seus lábios. - Por nós.

Eles estavam deitados, Jimin tinha a cabeça no peito de Jungkook com sua perna na cintura alheia. Sua mão era acariciado por Jungkook, que estava de barriga para cima e o braço vago atrás de sua cabeça. Tinha um edredom em cima deles.

- Me desculpa por hoje, por ontem e por todos os dias que eu não fui um bom marido. - disse Jungkook.

- Claro que sim. - respondeu. - Jungkook, me fale sobre o seu irmão.

‐ O Hoseok é o anjo da família, todos o adora. Ele é dono de um sorriso encantador. É o meu melhor amigo. - sorriu.

- Tenho vontade de conhece- lo. - disse Jimin fazendo desenhos invisíveis no peitoral de Jungkook.

- Ele vem morar aqui na cidade. - disse Jungkook.

- Que bom. - disse Jimin - Estou ansioso para conhecer o meu cunhado do sorri do bonito.

- Filho o jantar está servido. - disse a mãe do Jimin entrando no quarto.

- Mamãe!! - disse Jimin levantando.

- Eu vou anular essa cena. - disse a mulher tampando os olhos.

- O Chim Noona!? - chamou Jungkook sorrindo.

- Vejo vocês no jantar. - disse a mulher se afastando do quarto.

- Isso foi um pouco constrangedor. - disse Jimin olhando para Jungkook.

- Nem tanto. - disse Jungkook pegando a cintura do Jimin para si. - Estávamos cobertos.

- Coberto ou não a coisa é a mesma. - disse Jimin. - Eu vou tomar banho.

- Posso... - Jimin o interrompeu.

- Cada um por vez. - disse com o indicador levantado.

]...[

- Cadê a JiHyu? - Jimin perguntou ao chegar na sala de Jantar.

- Está dormindo abraçada ao Yoongi. - disse Dong Ha.

- Ela precisa jantar. - disse Jimin preocupado.

- Amor, olha. Ela dormiu, estava cansada, amanhã ela toma um café da manhã reforçado. - disse Jungkook beijando sua testa.

- Ouça o Jungkook. - disse Jennie sorrindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...