História Não escolhemos quem amar. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Linkin Park
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Rob Bourdon
Tags Dram, Linkin Park, Romance, Violencia
Visualizações 28
Palavras 1.516
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


COMO SABEMOS MIKE APARECEU NA CASA DE DAVE, MAS SAIREMOS UM POUCO DE LÁ E VAMOS FAZER UMA VISITA A ROB, POIS NESTE CAPITULO ELE VAI TER UMA INFELIZ SURPRESA COM MAIS UM CORPO ENCONTRADO. SEM FALAR EM BRAD QUE RESOLVEU DESAPARECER

Capítulo 10 - Samantha


Fanfic / Fanfiction Não escolhemos quem amar. - Capítulo 10 - Samantha

ROB & DHEIA

Dheia ainda dormia na cama de Rob , enquanto ele olhava as pastas das vitimas que estavam espalhadas pelo chão. Ele tentava de qualquer maneira encontra coisas em comum entre elas , pois seu instinto de detetive dizia que elas tinham algo em comum.

-Tem algo de podre aqui...- falava

-Falando sozinho Rob? – fala Dheia ainda deitada

-Pensando , meu bem, pensando, eu sinto que tem algo a mais do que uma mera coincidência

-Mas olha...deixe ai um pouco...vem cá vem...

Rob olha pra Dheia  sorrindo, ele sabia que não era uma relação de duraria , mas eles prometeram que iam cuidar um do outro até que um dos dois se apaixonasse por outros e continuariam amigos.

-Você quer mais? – disse ele indo até a cama de quatro como um gatinho

-Quero mesmo! Um cheiro no cangote não faz mal a ninguém. –Fala Dheia chamando ele com dedo.

Enquanto eles se beijavam suspirando e se tocando o corpo , Rob beijava carinhosamente o pescoço de Djheia , que retribuía com beijos e mordidas em seu ombro e sua orelha.

Porém o momento intimo começou a ser incomodado pelo toque do celular de Dheia.

-Não atende não, Diz Rob ainda beija os seios e a barriga dela  ,fazendo gemer baixinho.

Mas o celular insistia muito.

-Amore.Deixa eu ver quem é....

-Não. Deixa pra lá.

Rob estava novamente por cima de Dheia, beijando sua boca , suas mãos passeavam pelo corpo dela quando o celular parou de tocar.

-Otimo! –Falou ele  passando as mãos em suas coxas. – voltamos de onde paramos.

Mas quando ele voltou a beijar os seios de Dehia , foi o celular dele que tocou insistente mente.Fazendo os dois se olharem confusos.

-Me diz que é coincidencia Rob.

-Mas o que é isso?

Ele levanta e atende sem ao menos olhar quem era.

-Alo?

-Rob, é o Brad!

-Brad?? – Fala ele olhando para Dheia que deita de novo e põe o travesseiro , cobrindo o rosto.

-Rob , preciso que faça um favor, vai na casa do Dave, vai ver como ele está?

-Eu o que??? O que vou fazer na casa no Dave? Pra que? O que houve?

-Essa é a questão Rob...eu quero saber o que aconteceu? Ele me prometeu ligar quando chegasse em casa mas não me ligou.

-Será que ele não dormiu , Brad que droga de preocupação é essa? Vai lá você. O Hahn não te deixa sair?

-Qual é Rob? Vai lá por mim.

Ele olha pra Dheia que ainda está com travesseiro no rosto.

-Ah Brad , sinto muito mas não posso ir. Estou ocupado.

-Ocupado? Ocupado? Mas sou eu que...- Brad da uma pausa pra respirar fundo e Rob escuta uma voz ao fundo.

“Desiste, ele não vai lá!”

Rob estranha .

-Brad , você está em casa?

-Ta bom Rob, desculpe, eu falo com você depois.....- Desliga”-

-Espera, Brad...Brad? Affs! Desligou!

-O que ele queria? – Pergunta Dheia

-Que eu fossa na casa do Dave.

-Pra que?

-Sei la...havia alguém com ele.

-Claro , deve ser o Yakisoba

-Não...eu conheço a voz do Hahn.

-Vem aqui vem, vem continuar os beijinhos.

Dheia monta em cima de Rob ainda sentado na cama, eles voltam a se beijar  mas o celular dela toca novamente.

-Não pode ser o Brad. – Diz ela

-Alo^?

-Dheia....é Brad!

-Jura querido? Nem tinha percebido.

-Dheia preciso de sua ajuda....eu

-Quer que eu vá na casa do Dave...Qual é Brad , ta acontecendo o que com Dave?

-Como você sabe que eu ia te pedi isso? Perai...você ta na casa do Rob?

-To Brad, to no Rob. Agora desembucha, o que ta havendo com Dave?

-Vocês tão juntos? Assim firmes e forte?

-Brad, alo , foco mano...To perguntando pelo Dave.

Dheia também escuta a voz ao fundo.

“Esqueça eles não pode fazer nada!”

-Brad , quem tai com você?

-Ta Dheia eu vou dar um jeito de ir lá. De um beijo no Rob.- bateu na cara dela

-Mas credo Jesus!

-Que foi Dheia?

-Ele bateu na minha cara .

-Brad estava estranho. E tem alguém com ele.

-Apesar de conhecer aquela voz, mas acho que o Chefe mesmo.

-Não sei... Bom , já que perdi o tesão , vou voltar as minhas analises.

-E eu, vou me arrumar e vou na casa do Dave.

Dheia vai pro banheiro se lavr pra sair,

Rob volta pro chão, mas uma vez é interrompido por uma outra ligação , desta vez ele ver o visor.

-Alo , chefe Hahn!

-Bourdon , preciso que venha a delegacia , AGORA!

-Mas o que aconteceu?

-Venha aqui...mas venha sozinho. Não Chame nem a Dra. Baldez , muito menos Farrel.

-Droga Joe , está me assustado.

-Eu também estou assustado Rob, mas dos três você é mais calmo. Então venha.

-Me adianta alguma coisa Joe...

-Certo! Outro corpo foi encontrado, desta vez a vitima foi agredida e Particularmente, acho que vocês a conhecem melhor que eu. Rob , se cala , e olha pra porta do banheiro que ainda esta fechada.

-Em dez minuto chego ai Joe.

Rob já estava vestido quando Dheia saiu do banheiro.

-Vixe Homem, pra tu vai?

-Joe mandou me chamar.

- E por que?

-Não sei... Você vai na casa do Dave, e me liga de lá pra eu saber como ele está ta bom?

-Ta meu benzinho. – Diz Dheia abraçando ele.

Eles se beijam de novo , Rob a leva de carro até o ponto de ônibus e vai pra delegacia , com a cabeça cheia de perguntas.

 

 

Chegando a delegacia, Rob ve muito movimento. Ele desce do carro e vai em direção a Hahn que está no celular.

-Que merda!! Cade você Brad?!

-Joe , estou aqui , o que foi?

Joe fez sinal pra Rob segui-lo. Eles entraram pelo Morgue.

-Rob, um corpo foi achado no pé da ponte da parte sul da cidade.

-Você disse que tinha sinais de agressão?

-Sim, esta com hematomas no corpo e no rosto. Ela foi morta por asfixia.

-Ela? É mulher de novo?

-Sim, venha Rob, eu te chamei aqui porque você assim , como Brad e Baldez, são amigos de Dave .

-Sim, é verdade, mas dos três , Brad e Dheia o conhecem desde crianças, eu só quando ele entrou colegial.Mas porque isso.

Joe levou Rob até a maca onde estava o corpo, Ele ainda estava fechado.

-Dra Rose, por favor.

Ela levantou o lençol, e Rob quase teve uma ânsia de vomito, ao ver quem era, mesmo com um olho gravemente machucado, o resto das feições ainda podiam reconhecer, sem contar uma tatuagem acima dos seios , onde sempre estava a mostra com as roupas decotadas.

-Ah meu Deus, é Samantha, a babá das filhas de Dave.

-Por isso pedi pra você vir sozinho.

-Como ela morreu? Que horas.

-Eu penso que ela nem chegou a ir pra casa. Olhe...

Rob viu em cima de uma mesa as roupas que usara na noite anterior.

-Como a encontraram. ???

-Essa é a questão...recebemos uma denúncia anônima mais cedo, quando chegaram lá, o corpo estava enrolada no lençol.

Rob ficou um tempo sem saber o que dizer , ele e Joe saem do Morgue e andavam pelo corredor.

-Rob...

-Oi Joe...

-Sabe onde está o Brad?

Rob para de andar.

-Ele deve estar na sua casa Joe. Porque acha que eu sei do Brad?

-Ele saiu daqui e não chegou em casa... eu já liguei várias vezes...o celular só dá desligado vamos Rob, me diz onde ele está  ele está com você Rob?

Rob pensou e pensou muito, mas se Brad não estava lá....E o celular desligado?

-Rob, eu sei que temos diferenças, mas...depois desse corpo eu fiquei muito preocupado com Brad .

-Está é? Quem sabe Joe vpcê não tem dado motivos o suficiente pra ele sumir não?

Joe olhou serio para Rob. Resolveu seguir pelo corredor , deixando Rob sozinho.

Já na sua sala Rob tenta encontra de que numero Brad ligou pra ele. Depois de algum tempo ele viu pela hora que foi de um outro celular. Então ele ligou.

-Alou! – Falou a voz com jeito piadista

-Que está falando?

-Ah! Foi você quem ligou. E pergunta quem está falando?

-Você me ligou deste numero mais cedo, onde está Brad?

-Sim....detetive Bourdon... Não reconheci sua voz

-Quem é você? Onde está Brad?

-Não se preocupe com seu amigo policial , ele está bem. ..Tem noticias do Phoenix?

-De quem?

-Phoenix , detetive , o Farrel.

-Dave?

-Sim, se eu fosse você procuraria saber dele, Mike é bem mais perigoso que aparenta.

Desliga

-Filho da puta!!!!!

Rob procura manter a Calma. Mas recebe outra ligação. Era Dheia.

_Dheia?

-Rob, Dave Foi agredido na casa dele. Eu o encontrei desacordado.Menino , deram nele pra valer.

-Dheia, preciso sabe...Brad está ai?

-Não!.Que foi?

-Dheia acharam mais corpo.

-Foi?

- Foi...mas dessa vez é um diferente.

-Diferente como?

-É a Samantha , a babá das filhas do Dave.

-Cristo Jesus.!

-Eu estou pra ai Dheia! Não conte pro Dave. Estou chegando.

Rob desliga e corre para o carro para encontrar Dheia e Dave.


Notas Finais


Parece que temos problemas.......


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...