1. Spirit Fanfics >
  2. Não Fuja... >
  3. Conquista realizada

História Não Fuja... - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


E la vamos nós com mais um capítulo.

Sério... Eu amei essa nossa "roupagem" da história. Ficou mais organizado pra se ler (eu espero, pois pra mim ficou muito melhor, e olha que foi eu escrevi)

Lembrem-se, meu amores, que podem haver alguns erros/repetições propositais, ou não.

Evite constrangimento essa história também será postada em outra plataforma.

NÃO COPIE, SE INSPIRE.

Capítulo 3 - Conquista realizada


Fanfic / Fanfiction Não Fuja... - Capítulo 3 - Conquista realizada

— Me mostra o caminho... - sussurrou lhe causando mais um arrepio.

Ao lhe por no chão e segurando sua mão, S/n o guia até seu quarto. Óbvio que ele sabia onde era, afinal, quantas noites a deixou sem dormir apavorada?

Chegando lá, a porta é trancada. Vai que meus pais chegam e a mãe dela, com sua mania, abre a porta sem aviso.

— Quarto bonito - ele se senta na cama — Vem 

Puxou-a para o seu colo, e o novo beijo é iniciado.

S/n nunca havia se sentido tão querida daquele jeito, Hoseok era gentil, a tratava bem, momento algum sentiu que ele pudesse ter segundas intenções consigo.



Com a humana praticamente entregue a si, Hoseok ficava ainda mais excitado, e louco para fode-la. 

Era incrível o efeito que ela causava sobre si. Nunca uma humana, de vida tão frágil, mexeu tanto com um vampiro, como Hoseok se sentia ao lado de S/n.

— Minha linda - passeou as mãos pelo seu corpo lhe causando arrepios. — Não sabe o quanto te desejo...


— A-Ah... - ela geme - Hobi...


— Não me chama assim... - morde os próprios lábios, cheio de desejo fazendo-a sentir o quão duro estava


— Ho-hobi... Eu nunca... - diz ofegante


Tal informação o faz sorrir satisfeito, ele já sabia, mas ouvi-la dizer com suas próprias palavras que não só era o primeiro a beija-la como também a fodê-la, o excitava ainda mais.

— Vem cá!

Suspende o vestido e rasga sua calcinha rapidamente pondo um dedo em seu interior.


— Ah! Como é quente... Hmmm - geme de desejo - tão molhada...


— Ho-Hosoek... - geme seu nome

Com seu gemido; Livrou-se de sua calça e cueca, o suficiente para poder fodê-la como queria.

Seus beijos e carícias deixavam-na confusa. E esquecendo-se de tudo ao seu redor, S/n se entrega ao vampiro.

Deitando sobre ela, fiz questão de lhe dar a melhor noite de sua vida. A primeira e única...


Não muito longe dali, estavam seus irmãos. Ainda era cedo, quando resolvemos seguir os passos de nosso irmão.


— E aí? Será que finalmente acontece? – perguntou Namjoon ao Yoongi enquanto assistiam de “camarote”


— Só um jeito de saber... - respondeu


E quando não mais se aguentou, mordeu o pescoço de S/n sugando seu sangue. Revelando assim sua real natureza.


— Ah! Tão doce...

É óbvio que ela se assusta, mas com o prazer causado pela mordida, s/n não o repudia; desejando cada vez mais e mais os toques dele.


— Como desejava isso... - dizia louco de tesão



Não havia nada mais divertido que ver uma pobre e inocente humana se enfeitiçar pelo Hoseok. O problema, é que a mesma era descendente de Lobisomens.

Hoseok, no calor da excitação não percebe, mas Yoongi e Namjoon veem o local de sua mordida se torna uma espécie de tatuagem.

— Acabou o jogo pra você irmãozinho - soltou um riso


— Viu aquilo? - Namjoon fala surpreso


— Sim, significa que são destinados - diz indiferente


— Destinados? Tá louco Yoongi? isso não acontece desde que o Jungkook foi morto por aquela caçadora de vampiros. – diz assustado


A relação: Humanos e Vampiros, sempre se deu através de “pares destinados”. Isso até que nosso irmão caçula, o Jungkook, se envolveu com uma loba meio sangue.

Tudo aconteceu há mais ou menos 200 anos. Tudo ia bem, mas a maldita era caçadora de vampiros e quando ele se mostrou perdidamente apaixonado por ela, o matou enquanto dormia. Desde então, nunca mais houve casos de vampiros e humanos serem destinados.


— Quero nem ver, quando ele perceber - disse Namjoon indo embora


— Muito menos eu – disse yoongi lhe seguindo


Senti-lo daquele jeito estava deixava S/n louca, a sintonia dos dois na cama, era algo surreal, os dois não se cansavam e só desejavam, mais e mais. Até que a voz de sua mãe se faz presente:

— S/n?! – assustada, olhou para Hoseok que nem pareceu se importar. — Filha chegamos!!

— Está trancada, não esta? – perguntou sussurrando e ela apenas assentiu — Então, esqueça-os... - disse voltando a se mexer


"Péssima hora pra os pais dela voltarem... Mas não tem problema. A filhinha deles não vai passar dessa noite." – pensou Hoseok

Entretanto, as coisas não saem do jeito como planejou. O tempo passa e ele cada vez mais anseia em foder a s/n sem estar plenamente satisfeito.

— Grr...- rosna — Sua gostosa - lhe puxa os cabelos

— Ho-Hosoek... - gemia S/n em êxtase de prazer

Cheio de tesão, coloca-a de quatro e estoca fundo nela. Naquele momento, nenhum dos dois se quer mais recordavam dos pais dela.

— Você é tão cadelinha pra mim, S/n... - dizia com ar satisfeito

— Ho-hobi.... - geme manhosa e seu interior se contrai

— Filha da... Hmmm - morde os lábios e passa a meter mais forte

No fim, esgotados, tanto Hoseok, quanto s/n adormecem abraçados. 



Notas Finais


Tchau! tchau!

Obrigada por lerem.

Kissus de chocolate.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...