História Nâo há aventura(Hora de Aventura) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Ash, Beemo "BMO", Cake, Dona Tromba, Finn, Fionna, Hudson Abadder, Jake, Lady Íris, Litch, Marceline, Marshall Lee, Mordomo Menta, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Rainha Gelada, Rei Gelado
Tags Adventure Time, Hora De Aventura, Marceline, Marshall Lee
Visualizações 9
Palavras 691
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Policial, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Note que com o passar da história vc vai ver que cada visão de vida é diferente, cada um temos uma forma de agir, mas um erro não justifica o outro certo?ou será que essa frase tão famosa só se aplica a algumas circunstancias?tirem suas conclusões com o passar dos caps e é claro, obrigado por ler e se interessar kerido leitor!beijo naquela parte do pescoço que arrepia rsrsr.

Capítulo 1 - Como tudo começou


Fanfic / Fanfiction Nâo há aventura(Hora de Aventura) - Capítulo 1 - Como tudo começou

*Hundson*

*Flash back*

-oie papai!

-pai:meu filho hj vc não vai para a escola, irei te mostrar algo incrível! 

-mas papai, são 7:00 Hrs da manhã,estou com fome papai, oq seria de tão incrível papai?

-ele me deu um tapa na cara e eu apenas olhei para baixo com vergonha e medo.

-pai:NÃO FIQUE RETRUCANDO CRIANÇA, VC N TEM QUE QUERER, QUEM SABE O QUE É BOM PRA VC SOU EU SEU CAPETINHA!

-me desc-cu-pe pai

-Eu me descupava com os olhos tristes de uma criança que só queria uma chance de orgulhar seu pai, ele as vezes era tão frio,mas o agradeço os seus ensinamentos como pai...

-pai:venha vamos!

-Ele me levou até o carro preto e grande que amava de coração, amava mais do que seu próprio e único filho e me levo ate um lugar que não me lembro muito bem, somente de que estava lá e como foi a experiencia que tive ali...será que foi errado?não,meu pai nunca estava errado, ele quis o meu melhor, ele quis um homem com h maiúsculo .

-a viagem tinha sido meio longa, o lugar eu nunca o tinha visitado antes, e meu pai estava com a cara animada, achava que era um hobby mas,pra mim,foi mais um show de horrores,mas acabei gostando depois da rotina de ir ali naquele local.

-Entramos num quarto e vi uma mulher amarrado numa cadeira, ela aparentava ter uns 20 anos por ai, ela estava vendada e seus cabelos eram longos como macarrão instantâneo, ela estava com as pernas abertas pq também se encontravam amarradas nos pés da cadeira e gemia como se quisesse dizer algo.

-pai:meu filho, aprenda como fazer uma "sapatona" virar mulher novamente ok?

 -ma-mas papai e-eu

-Ele abria o cinto e abaixava as calças, a mulher gemia de desespero, e ele tirava a calça por completo, dps se aproximou dela e abaixou sua calcinha pq ela se encontrava com uma saia florida branca de flores rosa e azul, ele se masturbava e seu sêmen se derramava sobre a mesma,até que ele a desamarrou com uma faca, cortando a corda que a prendia e ela sem ver e falar tentou tirar os panos que a impediam de ter seus sentidos ativados, mas antes dela tentar ele a derrubou no chão de quatro e a penetrou, ele a penetrava violentamente, parecia ate que iria a rasgar, os gemidos da mesma me exitam até hoje, mas na época só conseguia vomitar ao lembrar, meu pai a fez sangrar e não foi pouco, ela gritava de dor, mas ninguém a houvia,meus olhos caíam muitas lágrimas,na hora e não entendi o porque daquilo, se ela gritava de dor porque ele não parava?mas com o tempo eu entendi bem oq aqueles gritos significavam e o porque daquilo, e que pessoas como eu, tenho que corrigir pessoas como ela.

*Flash back off*

-Anotando minhas assinaturas nos papeis de minha empresa, nunca imaginaria que isso poderia acontecer comigo, na minha família, logo com meu filho,ou melhor dizendo ele não é meu filho,tá mais pra filha, foi a herança da mãe dele mesmo aquela vagabunda,fiz bem em dar um fim a mesma...ah droga,como o meu primogênito,meu bb,meu único filho,que eu saiba é claro, pode estar tomando hormônios e dando a bunda como se fosse uma mulher? não queria matalo,mas sei que ainda posso conserta lo é só questão de tempo...

*Simon*

-Chefe com licença, a marceline, pediu para lhe avisar que vai chegar atrasada no almoço

-hundson:seu fdp ele é um homem!o nome dele e marshall lee, ele não e ela e se vc o chamar de ela na minha frente de novo!

-descupe hundson, eu não farei novamente,me perdoe 

-hundson:ok,vá embora

-ok

-me retiro da sala do vampiro sangue  suga e ligo para marcy, ela deve estar ansiosa como sempre...faz tempo que eu sabia que ela era especial, um corpo mas das luzes únicas que só ela tinha, no tempo que era marshall, ele já demonstrava,mas mesmo com seu gosto feminino, continua usando roupas de homen, mas seu cabelo o faz parecer uma sapatão, e seu rosto fino ajuda, ele,ela rsrs sempre foi minha menina,minha afilhada mais querida,

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continua...

  

 


Notas Finais


se gostou já sabe né?manda cheiro e beijo naquele lugar ( ͡° ͜ʖ ͡°)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...