1. Spirit Fanfics >
  2. Não Me Abandone >
  3. Prazer

História Não Me Abandone - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 4 - Prazer


Senti meu mundo desabar e com ele várias lágrimas, um vazio tomou conta do meu peito e a raiva de ter sido enganada toda a minha vida surgiu.

-Filh...

-Não me chama assim nunca mais na sua vida.

 -Maia...

Ignoro o chamado do moreno por mim e sai correndo de casa, estava correndo em direção mas parei assim que vi uma luz, era um carro. Senti minhas vistas escurecerem e um corpo me proteger.

 -Itachi? Me responde -Minha vista fica turva por causa das lágrimas já recém formeadas.

-Eu' to' bem...-O abraço.

 -Pelo anjo, porque fez isso? -O olho com as bochechas cheias de ar fazendo um bico de raiva.

-Por que você iria ser atropelada? -Ironiza -Você saiu correndo Maia deixou eu e sua mãe preocupados.

-Ela não é minha mãe... -Meu tom se muda para triste.

-Ela não é a biológica

 -Eu não quero vê-la. -O ajudo a levantar.

 -Você pode ficar em um hotel, eu pago para voc... 

-Não! -Falo um tanto desesperada e logo coloco a mão sobre a boca.

-Como assim não?

 -Eu quero ir com você para Konoha, eu quero morar com vocês lá...

-Sério? -Me olha com com cenho franzido -Maia, lá não é calmo como aqui.

 -Sim, eu queria ficar aqui por causa da minha família mas eu não tenho então...

 -Maia não fala assim...

 -Itachi eu só quero uma resposta: Sim ou não?

-Tá, você pode ir comigo pra Konoha... -Se rende e eu o abraço forte.

 -Obrigada!

 -De nada!

 -Bom eu ainda tenho que pegar minhas roupas para a gente ir -Digo me separando de Itachi.

-Então vamos. -Se vira de costas já começando a caminhar.

-Vamos, mas com uma condição... -Deixo o ar de suspense.

-Qual? -Sorri maroto.

 -Você vai ter que me pegar primeiro, sem usar poderes...Ok? -Digo estendendo a mão como se aquilo fosse um contrato.

 -Certo! -Pegou em minha mão e sinto uma eletricidade correr pelo meu corpo.

 -1, 2 -No dois já começo a correr e rir.

-Ei, assim não vale. -Coloca as mãos na cintura e reclama.

 -Vale sim. -Quando olho para frente novamente algo me agarrou me levantando e girando-me  no ar em um abraço carinhoso. -Você usou seus poderes. -Gargalho.

 -Você também tropaceou -disse me colocando no chão e me acompanhando na risada.

 -Rum.-Digo fazendo um biquinho fofo -Mas vamos ainda temos que ir para Konoha hoje.

-Sim.

.

.

.

 -Acho que ela foi embora. -Murmuro.

-Eu sinto muito...mas mudando de assunto.

 -O que? -O olho curiosa.

-Será que ela deixou as camisinhas? -Sinto meu rosto ferver de vergonha e tenho certeza que estou vermelha.

-Itachi! -O repreendo o vendo soltar uma gargalhada gostosa de se ouvir. Posso confessar? Tive que me segurar para não agarrar ele ali mesmo 

-Que foi?Por que ta me olhando assim?

 -C-como? Que jeito?

 -Com esse sorriso bobo. -Se aproxima.

-E-eu n-não...Eu vou arrumar as minhas coisas e tomar banho, já volto. -Saio dali mais do que de pressa me amaldiçoando por ter fracassado na hora de falar. Entro em meu quarto e resgato a toalha de cima da cama e vou para o banheiro tomando um banho relaxante, logo que saio me visto e arrumo minha "mal".
 

Passei uma base e um rímel para tirar o amarronzado dos cílios pego minha mochila e desço as escadas.

-Vamos? -O olho depois de terminar de guardar um colar na bolsa. -Itachi? Itachi! -Altero minha voz quando o portador de Sharingan parece estar em outro mundo.

-S-sim, vamos.- Gagueja parecendo uma criança que acabou de ser pega aprontando.

-Estava no mundo da lua. -Sorrio.

-E-Eu não. -Passa a mão na nuca me fazendo gargalhar.

 -Talvez você desmaie no caminho-Fala me pegando no colo e somente concordo com a cabeça.

 -Eu te amo -Pensou alto demais mas relaxou quando achando que a mesma não tivera ouvido, mas arregalou os olhos quando escutou a declaração em um fio de voz.

 -Eu também...

Abriu a dimensão passando pela mesma com a garota em seus braços. A mesma que poderia mudar sua vida para sempre.

(...)

-Mas o que é isso? -Deidara grita logo depois de aparecer na sala comendo um pirulito gigante.

 -Shiii. Cala a boca. -Sussurro.

-Ain, desculpa. -Faz uma cara de quem se magoou.

Caminho até o quarto que até então era triste. Coloco a menina na cama e me jogo na poltrona que tinha ao lado da cama.

Maia

Acordei resmungando por conta do frio em meus braços, me sento na cama e passo a ão pela cabeça tentando entender a situação. Sim. Eu fico lerda quando eu acordo e preciso de pelo menos um minuto para a alma voltar pro meu corpo e eu voltar a vida. Vi Itachi dormindo tranquilamente com o rosto sereno em uma poltrona que havia ali. Deve estar desconfortáve

 -Itachi -Sussurro.

-Oi? Aconteceu algo? -Pergunta me olhando e sorrio com o pensamento de que mesmo com a cara amassada por causa do recente sono, ainda era lindo.

 -Não, eu só te chamei por quê pensei que você poderia estar desconfortável.

 -Não eu to bem. -Vira pro outro lado na intenção de voltar a dormir.

 -Itachi anda logo e vem dormi na cama -Jogo o travesseiro nele.

-Qual foi? Tá querendo dormir comigo? -Sorri engatinhando para mais perto de mim.

-O-o quê? Não. Não é isso, é que...- Me perco das palavras.

 -Perdi o sono. -Fala depois de gargalhar de minha cara provavelmente vermelho- Mas se quiser podemos ficar aqui...-Falou roçando nossos lábios, fui avançar para acabar com aquela tortura mas fui impedida quando Hidan entrou no quarto.

-Bom dia dorminhoc... -Grita mas não consegue terminar a frase quando percebe nossa situação.

-Hidan -O homem em minha frente suspira. -Eu vou te matar.

 -E eu tomar banho-Falo me levantando e sorrindo. Faço minha higienes matinais e logo saio do quarto.
 

Desci as escadas correndo e acabo trombando com alguém eu tenho muito sorte na vida mesmo.

 -Desculpa...- Falo quando alguns fleshes parecido com lembranças acabam.

 -Não, tudo bem. -Sorri.

 -Pelo jeito já se conheceram. -Itachi aparece.

 -Sim -Sinto meu celular vibrar em meu bolso e tiro eu celular vendo o nome do Yago, um loiro de olhos azuis não muito alto e com os cabelos levemente arrepiados. Sim, ele parecia muito com o Naruto por isso do apelido. 

 -Ei Narutinho. -Falo e o pessoal me olha com o cenho franzido mas ignoro e volto para o quarto me jogando na cama.

-Oi, tudo bem?

-Sim e com você? 

 -Também.

 -Como vai a vida?

 -Mesma coisa e a sua?

-...

-Tá ai?

 -Sim, sim eu estou aqui...

-O que houve?

 -Eu descobri que eu sou adotada.

-Que??? -Grita e eu faço minha melhor cara de brava.

-Pois é. -Passo o dedo pelo lençol mal arrumado na cama.

-Meu Deus Maia. -Faz uma cara triste.

-Ah, mas eu estou bem.

 -Certeza?

-Sim. Eu mudei de cidade. -Mudo de assunto.

-Sério? Para onde foi?

-Eu prefiro não falar, mas as pessoas aqui são muito carinhosas e gentis, estão me ajudando mesmo que eu cheguei agora. -Encaro seus olhos pelo vídeo chamada.

-Isso é bom.

Itachi entrou no quarto como alguém que não queria nada.

-Sim.

 -E como anda sua vida amorosa? -Pergunta e vejo Itachi me fuzilar com os olhos.

-Yago espera um pouco. -Falo e o vejo concordar.

 -Que foi? Precisa de algo?

 -Não, quer dizer sim. -Desconversa.

 -Do que precisa?

 -Você viu uma toalha preta por aí?

-Está no banheiro.

-Valeu, vou tomar um banho. -Se debruçou sobre a cama e beija minha testa.

 -Ok... -Concordo tentando assimilar o que acabou de acontecer e coloco a mão sobre a testa onde seus lábios estavam segundos atrás e estranho o formigamento que contém ali como se seus lábios permanecessem naquele local.

-Quem era esse? -Saio de meus devaneios com a voz de Yago.

-M-meu...

 -Seu? -Me incentiva a continuar.

 -Amigo! -Falo sem pensar, mas eu não pensava que um certo moreno de cabelos cumpridos estava escutando a conversa de ambos.

 -Amigo? Hanram sei. -Fingi acreditar.

 -Que foi? É verdade.

 -Aah Maia da pra ver ele tá super afim de você.

 -Não tá não, é impossível ok? Ele é tipo o 10/10 de toda a cidade...-Respondo e vejo itachi sair do banheiro, quando foi que ele desligou o chuveiro? Com o término desse pensamento reparo em sua quase nudez, com somente uma calça de moletom e a toalha sobre seus ombros.

 -Oi? O que foi? -Pergunto olhando novamente para o loiro.

- O que você viu que ficou olhando para frente e corou? -Sorri perverso.

-Eu não estava olhando para frente. -Itachi deu uma risada enquanto mechia em alguns papeis. -Do que está rindo??

-De nada não.

-Aah, agora entendi!

-Entendeu o que Yago? -Desvio meu olhar para o loiro .

-O mesmo cara que te deu um beijo na testa apareceu ai sem camisa. Estou certo?

-Nã...

-SIMMM. -Itachi grita sorrindo.

-Sabiaaaa.

-Aah ta bom agora eu vi mesmo.

-Viu mesmo o 10/10 de toda a cidade como diz você sem camisa.

-Yago CALA A BOCA. -Os dois começaram a rir.

-Ele vê Naruto? -Itachi pergunta e sentando na cama.

-Sim.

-Posso falar com ele?

-Tá bom. -Entrego o celular para o mesmo.

-'Eae'

-Eae, de boa?

-De boa, então você vê Naruto?

-Sim. -Passa a mão no couro cabeludo.

-Qual seu personagem preferido?

-Minato, falando em personagem preferido você parece muito com o personagem que a Maia é apaixonada. -Sinto meu rosto aquecer.

-Eu não so...

-Maia é sim seu papel de parede é ele,  sua senha do celular é nome dele, tudo é ele. Você tem um tanto de foto sexy dele no seu celular...Mano você tem que ver ela só fala sobre Uchiha Itachi e eu não estou exagerando. -Faz uma pausa entre uma fala e outra para recuperar o fôlego.

-JÁ CHEGA. -Puxo meu celular das mãos do moreno.

-Por que? Estava gostando de conversar com ele. -Sorri travesso.

-Não estava não. E você so estava rindo da minha cara.

-Aaah Maia ele já sabe mesmo que você se apaixonou por um personagem de anime e calma Uchiha Itachi não vai ficar sabendo que você está apaixonada por ele, ele nem existe.

-É ele nem existe mesmo. -Falo e escuto Itachi gargalhar e automaticamente me arrepio.

-Eii, não precisa ficar nervosa.

-EU NÃO ESTOU...Aqui tá calor, acho que vou tomar um banho. Yago se comporta com ele tá. Tchau!

- Ela está nervosa.

-Sim ela está. -O escuto gargalhar e volto para o quarto lembrando de um detalhe.

-E você -Aponto para o moreno de cabelo longos -Veste uma blusa.

-Sim, chefe. -Saio o vendo bater continência. Tenho deixar minha mente livre de pensamentos como, "Itachi sabe que eu estou apaixonada por ele", e tomo banho. Desligo o chuveiro fazendo um biquinho de reprovação ao ver o frio que está fazendo após ter saído da água quentinha.

-Cadê? -Murmuro assim que estico a mão para fora do blindex e não conseguir achar a toalha.

-Maiaa você esqueceu sua toalha aqui e fora. -Solto um resmungo me amaldiçoando mentalmente.

-Fecha os olhos e me entrega ela. -Saio para fora do blindex e pego a toalha. -Obrigada.

-Hunrum...

Me enxugo e começo a pedir aos deuses para que o Itachi não esteja no quarto. Mas como eles não vão com a minha cara e me odeiam não atenderam meu pedido de socorro.

-Pode me dar licença? Eu preciso colocar roupa.

 -Han, tá bom...-Disse saindo do quarto. -Maia espera...

 -Oi?

 -Eu e os meninos vamos comer Lamén quer ir? -Faço uma careta.

 - Não, obrigada pelo convite mas, não estou muito bem para sair.

- Quer que eu fique com você? -Coro.

-Não -Respondo imediatamente mas logo arrumo a minha frase -Não precisa. Pode ir.

-Está bem. -Murmura e fecha a porta saindo, coloco meu pijama e desço as escadas caminhando para a sala mas me viro rapidamente assim que sinto alguém atrás de mim.

 -Está fofa.

-CARALHO HIDAN, NÃO ME ASSUSTA ASSIM. -Cruzo os braços emburrada.

-Certo, desculpe. -Levanta as mãos em rendição.

-Hm. -Saio do lugar indo atender a porta depois da campainha tocar.

-Você é a novata de Konoha?

-Acho que sim. -Faço uma cara de confusão.

 -Muito prazer, Madara.

-Prazer Maia, mas eu já sabia quem era você eu vi o anime. -Sorrio.

-Ah, é mesmo.

 -Vai ao Ichiraku com os garotos?

 -Sim.

 -Vou chamar eles...ITACHIIIIII...- De repente Itachi apareceu em minha frente me protegendo.

-Ei, calma sou eu. -Madara se afasta.

-PORRA MAIA POR QUE ME ASSUSTOU ASSIM? -Arregalo os olhos e dou um passo pra trás.

 -Desculpa não foi minha intenção...Eu só te chamei para falar que o Madara estava esperando vocês. - Viro de costas subindo as escadas mas paro no meio assim que escuto o moreno me chamar.

-Maia -Suspira.

-O quê? -Pergunto e me sinto mal por ter saído tão fria a pergunta.

 -Desculpa.

 -Tá tudo bem. Pode trazer um lamén e um sorvete pra mim? Eu vou buscar o dinheiro. 

-Eu trago, não precisa buscar o dinheiro não. -Me viro novamente e dou de ombros olhando em seus olhos me perdendo em sua escuridão, por um momento senti que talvez meu ar fosse ele, que agora eu teria um motivo para voltar para casa. Sem perceber ficamos nos encarando por tempo demais.

 -ALERTA: ESTOU DE VELA. -Desvio meu olhar para Madara que está constrangido.

-Cala a boca -Itachi da um "murro" em seu ombro fazendo o mesmo massagear o local com uma careta dou um sorriso que sai triste demais assim que me lembro de minha mãe e volto a subir as escadas sem ser interrompida dessa vez.

 

 Itachi

-Cara, ela ta mal e não é so por você ter gritado com ela tem mais alguma coisa ai.

 -É, eu sei...OH SEUS DELIQUENTES VAMOS LOGO. -Grito e vejo um loiro descer primeiro.

 -Calma chegamos.

-Vamos. -Abro a porta e passo pela mesma.

(...) 

- O que aconteceu? -Hidan pergunta me empurrando pelo ombro de leve assim que nos sentamos na mesa escolhida.

 - A Maia não está bem, e eu também não estou muito legal por ter deixado ela sozinha me casa. -Passo a mão pelo cabelo frustrado. -Vou levar o meu pra comer com ela. -Falo e me levanto.

 -Beleza. -Deidara fala e coloca mais comida na boca como um esfomeado e por um momento vejo Naruto em seu lugar, sorrio com o pensamento e pego as sacolas com o Tio do Lámen. 

 -Daqui a pouco nós vamos também. -Hidan fala e da mais um gole em seu saquê. Saio do estabelecimento sentindo a brisa suave da noite em meu rosto e o sorriso de Maia vem eu meus pensamentos.

 

Maia

- Será que já chegaram? -Pergunto para mim mesma e caminho com passos lentos até a porta a abrindo vendo Itachi levantar duas sacolas.

 -Noite de filmes?

Pela primeira vez naquela noite senti meus olhos brilharem e abri um sorriso, ajudo Itachi a levar as sacolas pra dentro e abro a tampa do marmitex do lámem sentindo o cheiro da comida invadir minha narinas.

-Qual filme vamos ver? -Pergunto pegando os rachis de dentro da gaveta.

-Invocação do mal?

 -É de t-terror? -Meus olhos se arregalam só de pensar na ideia.

-Sim, tem medo? Se quiser podemos assistir outro.

-Eu n-não tenho medo. -Afirmo e o vejo sorrir de lado.

Não preciso nem dizer que estava completamente assustada com o filme, no início tinha a desculpa de desviar o olhar para comer mas o sorvete e o lámen acabaram. E Itachi percebeu mas não disse nada. Pulo do sofá assim que a porta do porão se bate no filme e percebo que estou perto demais quando escuto a risada baixa e incrivelmente mais rouca em meu ouvido e sua respiração bater de encontro com meus pescoço fazendo todos os meus pelos acordarem. Junto coragem para desviar o olhar para o moreno e sinto nossos lábios se roçarem. Me afasto quando o celular do Itachi toca.

 -Merda. -O escuto resmungar.

 

Itachi

 -Alo, Itachi? -Escuto a voz de Deidara no outro lado da linha.

-O que você quer? -Falo de mal humor e bebo um copo d'água.

 -Quer que eu leve mais sorvete? -Abro a boca para responder mas logo a fecho escutando Maia gritar da sala.

 -NÃO CARA VOCÊ É BURRO? VAI ENTRA LOGO ONDE TÁ ACONTECENDO TUDO ISSO? - Solto uma risada que -infelizmente- não passou despercebido pelo loiro.

 -Colocou invocação do mal?

 -Sim e agora ela ta PUTA por que o povo ta entrando no porão.

-Imaginei. -Gargalha.

 -Ela é linda... -Falo baixo mas me amaldiçoou logo escutando Deidara zuar.

 -HMMMMMMMMM.


 -Tcs, -Estalo a língua no céu da boca- Nem sei por que disse isso pra você. Trás logo o sorvete. -Falo e desligo o escutando concordar e começar a rir volto para sala me sentando no sofá observando Maia resmungar algo sobre os personagens do filme serem extremamente burros me fazendo olhar para a televisão.

 

 


Notas Finais


Comentários?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...