1. Spirit Fanfics >
  2. Não me beije - Jikook >
  3. Três semanas

História Não me beije - Jikook - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


LeIaM CoM CAlmA ;)

Capítulo 1 - Três semanas


Jungkook aumentava os movimentos sentindo a entrada anal de Jimin se contrair a cada estocada que dava. Segurou a cintura branquinha e aproximou o rosto observando o olhar sexy e completamente provocador do Park. Aquela boca vermelha implorava pela sua. Queria tanto beijá-lo. 

Droga, estava apaixonado. 

— Não, não. — Colocou seus dedos na boca de Jeon. — Não me beije, anjo.

— Eu preciso sentir a sua boca na minha. — Esticou a língua e tocou a mão de Jimin que sorriu. — Uma única vez, por favor...

— Não podemos. Você sabe disso. — Jungkook revirou os olhos. — Temos que parar de transar pela casa. Sua mãe apenas saiu para viajar e pode chegar à qualquer momento. 

— Acha mesmo que eu ligo para isso? — Levantou uma perna do de cabelos azuis e deslizou seu pênis pela entrada sentindo-o pulsar. — Hum, você quer mesmo que eu pare?

Não, Jimin não queria. Queria senti-lo em todos os cantos possíveis de seu corpo. Queria que Jungkook o rasgasse. Era isso que ele queria. Era isso que sempre quis.

Todavia, não podiam.

Não mais.

— S-Sim. — Fechou os olhos. — Eu quero que pare.

Três semanas.

Há três semanas eles estão tendo essa relação estranha. Jungkook queria-o para si, somente para si. No entanto, ao vê-lo nos braços de sua mãe, seu coração partia-se.

Park Jimin queria apenas sexo? Todo esse tempo, ele queria só transar com Jeon? Esse deve ser o único motivo, já que mesmo tão íntimos, nunca trocaram um beijo sequer. 

E isso deixava Jungkook com raiva. 

— Não fale mais comigo. — Vestiu a boxer e procurou por seu short. — Cansei do que temos. Cansei de tudo. 

— Jungoo... — Tentou segurá-lo. — Ei, me desculpa. 

— O que porra estamos vivendo? A gente transa há três semanas, tá legal? — Virou o rosto observando o garoto morder o lábio. — Você nunca me beijou, nunca disse que me amava... Merda, se três semanas não são muito para você, saiba que para mim é. 

— Não é assim... Me desculpa, Jungkook... — Puxou seu braço, mas o moreno se soltou. — Você quer saber o porquê de eu não ter beijado você ainda?

O moreno não disse nada, apenas continuo de costas olhando fixamente para o chão branco. Aproximando-se um pouco mais e o abraçando por trás, Jimin deixou um beijo em suas costas soltando um suspiro. 

Deveria contar a verdade por mais boba que fosse.

— Sei que já fazem três semanas que estamos tendo essa relação e mesmo assim, eu continuo com a sua mãe... — Percorreu seus dedos pelos braços musculosos. — Eu não queria beijar você por medo de me apaixonar. Sei que isso é besta e totalmente sem lógica, mas para mim, um beijo seria o mínimo para eu fugir com você pra qualquer lugar e caramba, mesmo sem ter sua boca na minha, eu me apaixonei. Só que não quero magoar a sua mãe...

Sem dizer nada e continuar de cabeça baixa, Jungkook saiu do quarto deixando Jimin sozinho com os seus próprios pensamentos naquele quarto de hóspedes escuro e com o cheiro de sexo pairando.

Amor, pode chamar o Jungkook pra mim? — Sra. Jeon pediu enquanto colocava os pratos na mesa. — Ele não veio falar comigo ainda...

— Oh... Sim, irei chamá-lo.

Jimin sorriu para a mais velha, deixou os talheres em cima da mesa e tornou a subir às escadas pensando se tinha deixado Jungkook com mais raiva dele já que não o vira depois de terem "brigado". Ele estava trancado há quase cinco horas dentro do quarto, nem veio ver a sua mãe que chegara de Daegu. 

Passou a mão suada pelos cabelos temendo pelo pior, quando uma mão agarrou o seu braço e o empurrou contra a parede azul do corredor.

Jungkook soltou uma risadinha e antes que Jimin falasse, o beijou

O primeiro beijo deles. 

Às mãos de Jimin foram parar na nuca do moreno enquanto às de Jungkook, apertavam às nádegas fartas do mais baixo. Suas línguas brincavam a procura de espaço nas bocas. O fogo era evidente em ambos, o desejo chegava a transbordar e o amor sorria observando-os. Um gemido baixo saira dos lábios carnudos e eles nem sequer queriam saber se a mulher que estava no andar de baixo, escutaria algo.

Eles só queriam um ao outro. 

Jeon abriu a camisa de Jimin apertando o biquinho do seu peito eriçado. Deixou uma mordida no lábio inferior alheio e impulsionou seu pênis duro no quadril de Jimin fazendo ambos gemerem pedindo por mais, além daquilo.

— O-O que pensa que está fazendo? — Pendeu a cabeça para trás ao sentir o seu zíper sendo aberto. — Ficou louco?!

— Eu apenas te beijei e sim — Tirou o pênis do Park para fora massageando-o devagar enquanto escutava seus gemidos tímidos em seu ouvido. — Eu estou completamente louco por você e se tivermos que fugir para continuarmos juntos depois desse beijo, eu topo.


Notas Finais


Pera.
Pera.
Pera.
Oi.

Espero que tenham gostado e tadinha da mãe do Jeon, nem suspeita.

Até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...