História Não me deixe acordar - Capítulo 45


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Anjos, Bad Boy, Colegial, Hot, Inocencia, Romance, Sexo
Visualizações 24
Palavras 580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 45 - O amor dela é meu


Fanfic / Fanfiction Não me deixe acordar - Capítulo 45 - O amor dela é meu

Ades

_ Uau! _ o meu coração parou um segundo. 

Aquela declaração da Sofia exclareceu muita coisa do que aconteceu. Explicava o motivo do Alef ficar tão chateado com o fato da Sofia preferir à mim. E toda a pressão que ele colocava sobre ela. 

Eu precisava conversar com ele. Parei o tempo, neste momento. Visitei o mundo espiritual, bem onde o Alef estava. 

_ Olá, Alef _ ele olhava para tudo parado quando o surpreendi.

_ O assunto deve ser muito importante para não poder esperar _ reparou.

_ É pessoal, Alef. 

Pareceu assustado. Sua respiração pausou por um segundo, expirou me encarando em seguida, esperando que eu falasse. 

Continuei _ Você me usou para se aproximar da Sofia. Isso não se faz.

_ Não sei do que você está falando. 

_ Alef, você tem a conexão certa, com a Sofia, para saber quando um novo sentimento nasce. Você notou quando ela começou a se apaixonar por mim. Você usou isso ao seu favor. Aproveitando que ela nunca tinha me visto, você assumiu o meu lugar nos seus sonhos seguintes.

_ Ela estava iludida. Você não é capaz de amar, Ades. Você é a morte, o fim de tudo que é mutável, como ela. Eu não acredito no seu amor. Mas eu a amo de verdade. Eu merecia os seus sentimentos. 

_ Não merecia. Nem os merece. Você foi desleal com ela. A enganou. Você me usou. Quem é você, Alef? Como pôde? Eu sendo quem sou, não faria algo igual.

_ Eu fiz por amá-la. Por querer que ela fique bem. O melhor para a Sofia, é ficar longe de você. 

_ Porquê? De que você pode me acusar? De ser a morte?

_ Sim. Mas não somente isso. Você mentiu para ela sobre a morte dos pais. Eu sei que foi você. Se você a ama tanto, como pode mentir para ela?

Hesitei _ Para não ferir a Sofia. 

_ É isso? Ou será para que você não seja ferido por ela? 

_ Não pode me acusar de ser mesquinho. Não quando você a enganou tão bem e por tanto tempo, se aproveitando do seu amor por mim.

Sorriu cínico _ Ela te ama _ admitiu com raiva _ Sempre demonstrou isso. Desde a primeira vez em que te viu. A Sofia te ama. Mas será que a próxima alma dela, no ciclo de reencarnações, te amaria? Será que o amor dela por você é como o seu amor por ela?

Uma tristeza surgiu em mim naquele momento. O amor que a Sofia sentia por mim era fruto das circunstâncias, sim. Não seria eterno.

Encarei o Alef _ Não importa mais Alef, porque a Sofia não faz mais parte do ciclo de reencarnações _ sorri _ Ela me amará para sempre.

Vi o Alef trincar os dentes de raiva, antes que eu  voltasse para a Sofia, e o tempo seguisse o seu fluxo. 

Apertei mais o meu abraço o redor da Sofia e beijei os seus lábios _ Eu tenho tanta sorte! Sou o único dentro do seu coração, na verdade?

_ Sim. Mas não entendo o que vivi com o Alef. 

_ Uma ilusão.

Pensou _ Devo desculpas à ele.

_ Na verdade, o Alef te deve _ acariciei o seu rosto _ Você não sabia que era uma ilusão, mas ele sim _ vi a compressão no seu olhar, prossegui _ Agora você deve entender melhor o que eu quis dizer, quando falei que nós dois somos os egoístas, e não você. 

Deitou a cabeça no meu peito em silêncio. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...