História Não me esqueças - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Yu Yu Hakusho
Personagens Kurama Youko
Tags Desafiosanimes, Kuramayouko, Primaverada, Yuyuhakusho
Visualizações 29
Palavras 1.017
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


gente AFF!! Nunca editei tanto uma historia 😂😂😂
meu pai! mas consegui coloca-la dentro das regras do desafio. Essa fic é baseada no OVA two shots ( dois tiros )

Capítulo 1 - Miosótis


Fanfic / Fanfiction Não me esqueças - Capítulo 1 - Miosótis

- Que patético! – Disse Hiei

- Não sei do que você está falando Hiei! – Disse Kurama

- Da garota! Porque então você apagou a memória dela?

- Você sabe bem o porquê! – Disse Kurama - Não colocaria sua segurança em risco por causa de mim.

- E agora você está aqui no casamento dela com outro. PATÉTICO!

- Ela nem se lembra dos sentimentos que ela tinha por mim no passado, assim está melhor, ela está feliz com Hideki – disse Kurama com o semblante impassível

- Hum.... Você que sabe! Eu acho idiotice você estar aqui... sentindo que alguém se aproximava Hiei pula e se esconde na arvore

O casamento de Maya foi realizado num bosque, era primavera, nas arvores ao redor floresciam diversos tipos de flores, Kurama alguns meses antes, sabendo do local do casamento foi até o local e cuidou para que estivesse florido exatamente para essa data. Maya gostava de flores e merecia isso, era uma menina doce, gentil, alegre e divertida. Era muito corajosa e tinha uma força espiritual incrível. Mas para a segurança dela era melhor ela ficar longe dele, ela poderia se machucar ou até mesmo morrer perto dele. E ele nunca se perdoaria se algo acontecesse com ela.

- Oi Kurama! – Saudou Maya – Estou feliz que tenha vindo ao meu casamento! – E sorriu pra ele – Não está lindo aqui no bosque? Hideki disse que as flores não iriam desabrochar a tempo, mas olha que presente da natureza! – Falou olhando para cima e suspirando, voltou a olhar para Kurama e falou -  Estou mesmo muito feliz que veio, você é um amigo muito querido pra mim

- Não perderia seu casamento por nada, a propósito você está muito bonita! Hideki é um homem de muita sorte – disse Kurama sorrindo – A propósito, me desculpe o presente, deveria dar um presente melhor, principalmente que seu casamento está cheio delas – disse sorrindo e passando uma das mãos pelo cabelo – Mas prometo dar algo melhor depois ...

- Não precisa se preocupar com isso! E as flores que você me deu, elas não têm por aqui. Qual o nome delas, você sabe? - Disse Maya já sabendo do nome das flores, mas gostava do som da voz de Kurama

- Miosótis! – Disse Kurama -  significa recordação, fidelidade e amor verdadeiro. É também conhecida como “Não-me-esqueças”.

- Que lindas! – Disse Maya olhando nos olhos de Kurama. Parecia que aquela flor tinha algum significado oculto – E tem alguma estória essa flor?

- Bom, tem várias estórias e lendas em volta dessa flor, dizem que as lágrimas derramadas nas pétalas pela Virgem Maria deram a cor azul à flor. Por isso escolhi essa cor, tem também nas cores rosas e brancas, mas preferi o azul até mesmo para destacar a flor, e sei também que azul é sua cor favorita... – disse Kurama

- É verdade, agora que você falou, aqui nessa floresta não vi muitas cores diferentes de branco, rosa e amarelas... estranho né?! – Disse Maya olhando para as flores em volta. 

  Kurama não disse nada apenas sorriu, ele tinha manipulado as plantas para aquelas cores. Até mesmo o azul de sua Miosótis ele modificou para dar de presente a ela. Maya gostava de azuis em tons do mar, e ele colocou esse tom em suas flores 

- Maya, venha aqui, temos que fazer o brinde... Ah... Oi Kurama! Que bom que você veio no nosso casamento! Desculpe não ficar para conversar mas, mas sabe como é dia de festa... – Disse Hideki que se aproximou de Maya – Vamos amor, está na hora do brinde

- Claro.. vamos . – Maya olhou para Kurama -  Ate... – e seguiu com seu marido, um pouco mas a frente ela voltou a olhar para trás, depois seguiu em frente. A vida tinha que continuar, mesmo ela amando Kurama, ele não ficaria com ela. A muito tempo que Maya se lembrava do passado, e dos sentimentos por ele, mas conhecia ele o suficiente para saber que ele poderia apagar suas memorias novamente, ele a amava tanto que preferiria ver ela com outro, mas em segurança.

Mesmo se ela tentasse argumentar, ele não ficaria com ela, e dessa vez poderia ser definitivo a amnesia, ela não queria esquecer dele, então também tratou de seguir em frente, e rezava sempre para que um dia, eles pudessem ficar juntos e viver os sentimentos que um nutria pelo outro. Até mesmo as flores que ele lhe deu presente de casamento ela tinha feito uma rápida pesquisa pela internet e amou uma lenda da flor, que num belo dia de Primavera, dois jovens apaixonados se encontravam à margem de um rio. Nas águas turbulentas, a jovem avistou um ramo de miosótis flutuando e ficou maravilhada pela beleza da flor. O seu amado, mergulhou então para apanhar as flores e oferecê-las à sua namorada. No entanto, quando tentou voltar para a margem, foi arrastado pela forte correnteza. Esta lenda conta que pouco antes de desaparecer ele gritou para a sua amada: "Não me esqueça, me ame para sempre!". A partir desse dia a flor Miosótis passou a crescer nas margens dos rios, para que mais ninguém tivesse que morrer por sua causa, e era assim que ela via o Kurama, esperava que um dia ele viesse para a margem do rio, e se tornasse alcançável. Ele a amava tanto que mesmo vendo ela com outro, veio ver se ela estava feliz. Hideki era um homem bom, gentil e amoroso, gostava dele e faria tudo para seu casamento dar certo com ele. O seu amor por Kurama, ela guardaria na fundo do seu coração, e ela nunca se esqueceria dele, igual ao significado do flor.

Sorrindo para seu marido ela lhe segurou sua mão e seguiram para os brindes.

- Anda Kurama, vamos embora daqui! – Disse Hiei que voltou para perto dele -  já viu o casamento da garota, não tem o porquê de prolongar isso

- Tudo bem Hiei, vamos... – E dando uma última olhada na direção de Maya ele desejou que ela fosse feliz na vida dela.

Ele deu a flor Miosótis para Maya, porque com certeza ELE não esqueceria dela!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...