História Não me pergunte sobre nada ainda - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 3
Palavras 1.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ja sabe ne? não ler se n vai aguentar...

Capítulo 2 - Vai ficar tudo bem, não vai?


01/09/2025, Quarta

Elizabeth havia acabado de acordar e ja estava se arrumando para o colégio quando seu mestre entrar no quarto.

-Lisa?ja acordada tão cedo?

-Não consegui dormir direito, então eu comecei a me arrumar sozinha...tem problema mestre?

Ele negou com a cabeça colocando a bandeja no criado mudo do lado da cama da menor.

-Você se arrumou direitinho?

Ele chama ela olhando sua roupa que como sempre estava perfeita

-Vejo que ja aprendeu a se arrumar sozinha, bem...eu te espero no carro, não demore...

Ela balançou a cabeça positivamente pegando a maçã e dando uma mordida fraca sorrindo, maçã era uma das coisas que ela mais gostava de comer.

07:30

Lisa chegou mais cedo na escola, ja estava la esperando suas amigas a mais de 30 minutos e seu mestre ja havia ido embora.

-Lisa?

Disse Luan se aproximando da garota.

-Oq faz aqui sozinha?onde estão suas amigas?(Luan)

-Eu estou esperando elas, mas acho que não vao vir...

-Entendi, bem, essa é a nossa chance de conversar sem interrupção delas...(Luan)

Ele disse de uma forma amigavel olhando a garota que estava levemente corada.

-Por que minhas amigas tem medo de você?

Ela disse em um tom baixo olhando o garoto, seu rosto ainda estava levemente corado oq fez o garoto soltar um sorriso fraco

-Esta corada?eu falei alguma coisa errada?

Ela negou com a cabeça desviando o olhar para o lado, quando ele ia responder sua pergunta o som do sinal ecoou pela escola, comonsuaa amigas n estavam no colégio eles foram conversando ate a sala, ele n respondeu a pergunta em momento nenhum e a garota também não insistiu "Primeira regra, nunca faça a mesma pergunta duas vezes, se eu não respondi é porque claramente não é da sua conta"

13:30

Como em todas as quartas hoje Lisa saiu mais tarde do colegio, como de costume seu mestre estava na frente do colegio encostado no carro esperando a menor, ele abriu a porta assim que a viu e esperou a mesma entrar no carro, assim que ela entrou seu amigo Luan veio correndo em direção o carro olhando o maior que estava do outro lado do carro prestes a dar a partida.

-Lisa, eu sei que vc provavelmente vai preferir ir de carro mas eu adoraria que vinhesse comigo, claro, se seu irmão permitir.

Ele terminoi a frase dando um sorriso simpático para Lisa que estava levemente corada, ela olhou o maior que estava com uma expressão seria encarando o garoto que estava levemente ofegante devido a corrida, os outros alunos que estavam saindo do colegio estavam dando olhadas nada discretas para o carro, curiosos, afinal todos os jovens são assim.

-Ir com você?eu adoraria...

Ela disse colocando a mão na porta do carro prestes a abrir lo, seu mestre deu duas batidas leves no volante do carro com as unhas, oq fez a garota entender oq aconteceria em seguida.

-Mas não posso...

Ela completou dando um suspiro baixo, tirando a mão da porta do carro e abaixando a cabeça, o garoto a olhou sem entender mas de afastou do carro entendendo.

14:00

-Voce adoraria Elizabeth?

O maior disse em um tom serio parando o carro

-Qual a segunda regra?

-"Não saira sem a permissão de seu mestre"

A garota disse em um tom baixo com os olhos cheios de lagrimas, seu mestre saio do carro dizendo de forma seria e rude.

-Para a sala branca, sem roupa, você ja sabe o que vai acontecer.

A garota balançou a cabeça positivamente saindo do carro e indo direto para a sala branca seguindo as ordens de seu mestre, quando colocou a mão na maçaneta percebeu que a porta estava aberta, ela entrou tirando sua roupa e colocando em uma caixa branca e sentando no chão em frente um espelho. Apos alguns minutos seu mestre entrou na sala segurando uma algema e um de seus cintos de tortura, aquele era o cinto numero 3, so usado em caso de quebra de regras e ordens, ele se ajoelhou ao lado dela segurando seu cabelo e o puxando para trás de forma rude, ele parecia mais estressado do que o de costume.
Colocou as algemas na menor que estava tentando não chorar, ele mandou a garota se levantar e passou as mãos pela perna da mesma sorrindo de um jeito malicioso.

-Você sabe que pode acabar com isso se rendendo, não sabe?

-Sim senhor, mas ainda prefiro que continue me marcando.

Ele negou com a cabeça pegando uma de suas mordaças, e colocando na garota
E finalmente ele começou, a primeira cintada que ele deu foi na altura de suas coxas, não foi tao forte, mas ja havia deixado uma grande marca, a segunda foi com ainda mais força, foi nas suas costas, oq fez a garota soltar um gemido alto, aquela era uma cinta perfeita para aquilo, revertida em couro e com detalhes em pequenas pedras brancas, independente da força que fosse usada sempre causaria marcas e ate cicatrizes. A terceira foi nas pernas da garota, tão forte e rigorosa que fez a mesma dar um grito alto que foi de certa forma abafado, seus olhos ja cheios de lagrimas e seu corpo ja dolorido, ele parou por uns minutos olhando o rosto da garota no espelho

-Tao fragil e linda...

E de novo uma tão forte e agressiva em suas coxas que fez a garota cair de joelhos com força no chão

-Pena que é uma boneca tão imperfeita...

Ele continuou admirando o rosto da garota que estava refletido no espelho.

14:40

Suas pernas estavam cheias de sangue, seu corpo totalmente dolorido e seu rosto manchado de lagrimas, a garota havia apagado, desmaiado de dor, o maior por sua vez estava limpando suas mãos na pia do banheiro, as roupas dele também estavam manchadas de sangue, o que era uma pena pois era uma das mais bonitas roupas que ele tinha.

18:00

A garota acordou desamarada, seus pulsos estavam vermelhos devido as algemas, suas pernas ainda sujas de sangue, mas um sangue ja seco, ela levantou com dificuldade e caminhou lentamente ate seu quarto, estava apoiada nas paredes, mal conseguia andar. Chegando em seu quarto foi direto pra cama, e como de costume lá estava o bilhete "Não vou dormir em casa, tome banho e não esqueça de ir para o colégio amanhã, seja uma boa bonequinha,seja a minha bonequinha". Ela fez como pedia o bilhete, tomou banho e foi para a cama, foi quase que imediatamente, a garota ja estava dormindo.


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...