1. Spirit Fanfics >
  2. Não negue o destino >
  3. Nossa família!

História Não negue o destino - Capítulo 28


Escrita por: lilysblue

Notas do Autor


Olá amores! Como vocês estão?

Então era para eu ter atualizado ontem, só que confesso que fiquei com preguiça e também lá no fundo eu tô querendo adiar o final da fic! Sim estamos chegando ao fim iremos até o cap trinta 🥺
Bom é isso espero que gostem e boa leitura ❤

Capítulo 28 - Nossa família!


Se passaram um mês e meio desde que os gêmeos nasceram e hoje finalmente era o dia de alta deles, finalmente Eijiro e Katsuki iriam pegar seus filhotes no colo, dar carinho, amor, beijar, abraçar iriam dar aos filhos tudo que foram privados por estarem na incubadora. O ômega também estava radiante porque seria a primeira vez que iria amamentar direto do seio. O casal estava no quarto onde o ruivo ficou internado também durante esse tempo para se recuperar da cirurgia, estavam esperando as enfermeiras trazerem os bebês para mamar e depois finalmente irem para casa.


- com licença senhores Bakugous - disseram as enfermeiras entrando com os filhotes no colo 


- toda a licença do mundo - disse Eijiro se aproximando das betas e olhando para os filhos. - eu nem sei qual pegar no colo primeiro 


- pega primeiro o Kenma ele é mais guloso e já tá acordado esperando para mamar - disse a enfermeira morena entregando o menino para o ômega 


- por Kami ele é tão pequeno! - disse Eijiro quase chorando de emoção, a enfermeira ajudou o ruivo a sentar e se posicionar para amamentar o filhote, dois minutos depois o alfinha estava mamando feito um bezerrinho. Bakugou estava olhando para a cena quase chorando quando a enfermeira platinada se aproximou de si com Harumi no colo.


- segure sua filha senhor!


- eu não sei segurar bebezinho assim no colo - disse envergonhado 


- vamos é fácil, primeiro senta para ficar melhor agora pega elazinha e cuidado com as costas e a cabeça, viu o senhor pegou direitinho 


Katsuki estava segurando sua filha pela primeira vez na vida ela é tão delicada que parecia que iria quebrar a qualquer momento. Sorriu pequeno para a garota e deu um beijinho em sua testa. Quando Eijiro terminou de amamentar Kenma os dois pais trocaram de filhote para Harumi ser amamentada.


Depois que os bebês foram alimentados chegou a hora de finalmente voltar para casa o casal saiu do hospital e foram direto para casa, chegando lá havia uma pequena recepção os esperando tudo isso idéia de Ashido que disse que a volta do ômega com os filhotes não poderia passar em branco.


- bem vindos de volta! - disseram todos juntos, porém baixo para não acordarem os bebês 


- obrigado!! - respondeu o casal 


- deixa eu ver meus lindos netinhos - falou Mitsuki se aproximando. - o Kenma parece tanto com o Katsuki e a Harumi é a sua cara Eijiro. - a alfa pegou Harumi no colo e deu um beijinho na testa deu a menina para o esposo que estava atrás de si e pegou o menino e repetiu o carinho 


- é tão bom ver que estão todos bem, principalmente os filhotes - disse Masaru segurando a menina e dando um beijinho na testa de Kenma que estava no colo da avó 


- deixa eu ver meus sobrinhos direito - disse Mina se aproximando e pegando Kenma no colo e brincando com Harumi no colo do ômega mais velho 


- acho melhor colocá-los no carrinho assim fica melhor para vê-los - disse Momo 


- boa idéia eu vou lá pegar os carrinhos - disse Kaminari 


Enquanto o ômega loiro pegava os carrinhos dos filhotes o restante se sentou na sala para conversar e brincar com os bebês que já estavam bem espertinhos com os olhos abertos prestando atenção no que os adultos diziam 


- como você está se sentindo Eiji? - perguntou Jirou 


- eu estou ótimo e muito feliz, nossa parece que vou transbordar - falou sorrindo com Harumi em seus braços 


- eu imagino, depois daquele susto - disse Sero 


- nem me lembrem disso - disse Bakugou fazendo um carinho em Kenma que ainda estava no colo de Ashido 


- eu achei que o kacchan fosse morrer naquele dia - disse Midoriya 


- dizem que quando o alfa sente que vai perder seu ômega é como se ele perdesse um pedaço da alma, acho que foi isso que o Bakugou sentiu naquele dia - falou Todoroki 


- mas o importante é que tudo ocorreu bem e o Eijiro tá aqui e os filhotes também - disse Ochako 


- isso aí e aqui estão os carrinhos! - exclamou Denki chegando na sala com os carrinhos para as crianças ficarem mais confortáveis 


Eijiro colocou Harumi no dela e Mina colocou Kenma, empuraram em direção a mesa de jantar que estava repleta de comida. Comeram e conversaram, riram das piadas sem graça de Hanta e Kaminari com o entardecer os casais de amigos foram se despedindo e indo para suas casas ficando assim em casa Katsuki e Eijiro e os pais do loiro


- vocês vão para casa quando coroas? - perguntou Bakugou 


- a gente vai amanhã - respondeu Mitsuki 


- mas já? - perguntou Eijiro 


- sim, mas fiquem tranquilos voltaremos no final de semana - respondeu Masaru 


- se é assim então tá bom - respondeu Katsuki dando de ombros 


Algum tempo depois os quatro subiram para o quarto dos filhotes para dar banho nos mesmo, Masaru ajudou Eijiro a dar banho em Harumi,  já Mitsuki ajudou Bakugou a dar banho em Kenma. Depois das crianças de banho tomado e amamentadas os dois ninaram os filhotes que logo dormiram. Depois disso eles foram para o quarto e também tomaram banho para descansar.


- eu estava morrendo de saudades de tomar banho com você sunshine - disse Katsuki esfregando as costas do ômega com uma esponja e depositando um selinho na marca do pescoço 


- eu também Kats, a gente ficou um mês e meio sem ter esse contato tão íntimo - respondeu o ômega se deliciando com o carinho do alfa 


Depois que tomaram o banho foram direto para cama dormir, afinal estavam muito cansados o dia foi longo, apesar de ter sido um dia ótimo foi bem cansativo. Estavam abraçados de conchinha apenas se deliciando com o cheiro um do outro até a hora que o sono os pagassem.


- eu estou muito feliz que a nossa família esteja bem - disse Eijiro contra o peito do marido 


- eu também estou feliz, tão feliz que nem sei por em palavras - disse o alfa sorrindo 


Ficaram mais um tempo conversando e logo pegaram no sono, quando duas horas da manhã acordaram com o choro dos filhotes pela babá eletrônica, era a hora de mamar. Os dois levantaram e foram em direção ao quarto onde as crianças gritavam sem parar.


- e eu que reclamava do Eijiro me acordando de madrugada tendo desejos.  - pensou Katsuki rindo e pegando Harumi no colo para acalma- la. 


Notas Finais


Pobre papais não vão dormir mais tranquilamente 😂

Beijos de luz e até o próximo capítulo ❤💫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...