1. Spirit Fanfics >
  2. Não posso, mas quero tanto. >
  3. Despedida.

História Não posso, mas quero tanto. - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem 😘😘😘

Capítulo 6 - Despedida.


Fanfic / Fanfiction Não posso, mas quero tanto. - Capítulo 6 - Despedida.

Depois do que ele fez com Anne a loira ardia em febre, ele não ia ao quarto há três dias mas para Lorena pareciam séculos ela tentava cuidar da mais nova como podia mas nada adiantava.

- Lore- Anne chamou Lorena com os queixos batendo.

- oi minha pequena o que foi?- perguntou Lorena preocupada.

- eu vi a minha mãe- disse Anne começando a chorar- ela estava tão linda com um vestido azul longo, ela disse "que nois vamos ficar juntas" - disse Anne sorrindo.

O suor da loira havia encharcado a cama, como estavam sem comida e sem água elas estavam fracas principalmente Anne ela delirava e Lorena gritava por ajuda porém ele não foi vê-las.

- Anne por favor aguente, você ficará boa logo- pediu Lorena ajoelhada ao lado da pequena e segurando sua mão.

- eu vou volta a brincar com a minha mamãe, eu vou ver ela- disse Anne sorrindo.

- Anne por favor não me deixa aqui sozinha, por favor eu não vou aguentar- implorou Lorena também agora chorando.

- eu amo você Lorena, eu vou dizer para minha mãe que você cuidou muito bem de mim- disse Anne juntando as suas últimas forças para fazer um carinho no rosto de Lorena.

A morena fechou os olhos e sentiu a mão gelada da pequena, de repente o carinho cessou, os olhos verdes de Anne se fecharam Lorena agora estava gritando enquanto chorava.

- me per..dos An..ne, eu te..ntei eu juro que tentei-disse Lorena abraçando a loira.

Lorena não dormiu, ela ficou afagando os cabelos loiros de Anne na manhã do dia seguinte da morte da mais nova ele foi no quarto.

- larguea, Lorena vamos- ele ordenou ela apenas abraçou mais Anne e chorou.

Ele foi até ela e sem muito esforço a tirou e a jogou num canto do quarto, havia praticamente quatro dias que ela não bebia e nem comia estava fraca e abalada, ele pegou o corpo de Anne e a levou para fora sem nenhuma preocupação deixou a porta aberta Lorena estava tão fraca que apenas se encolheu e ficou olhando a porta aberta.

Ele voltou depois de um longo tempo e limpou todo o quarto, trocando as colchas na pequena cama de solteiro e burrifando um esprey de lavanda, ele deu banho em Lorena que não resistiu ele a vestiu com um vestido novo e deixou comida e água na mesa.

- você esqueceu as regras meu doce, nunca me diga não- dizendo isso ele saiu do quarto deixando Lorena agora sozinha.




Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam.

Clarice Lispector










 


Notas Finais


Desculpas qualquer erro 😉😉😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...