1. Spirit Fanfics >
  2. Não se apaixone por mim >
  3. Recomeço

História Não se apaixone por mim - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa é a introdução só para entender com vai ser mais ou menos daqui para frente
espero que gostem , sério ; }

desculpe se houver algum erro

Capítulo 1 - Recomeço


Sensação...lembro exatamente a sensação que senti assim que embarquei no trem  alguns anos atrás  ainda muito nova , apenas cinco anos  , me vi ir para longe da minha única família , meu pai. Nunca entendi exatamente o por que , mas fazia de tudo para não torna-la uma duvida permanente .No orfanato , a qual eu fiquei bastante tempo , eu sempre ficava olhando pela janela esperando que ele enfim voltasse nos primeiros dias  , por mas que as garotas sempre usa se isso como motivo para tirar sarro de mim e falar que eu tinha sido abandonada , eu não dava ouvidos , até que um dia a governanta fez questão de esclarecer isso da forma mais fria e cruel possível .

É bem claro que minha vida no orfanato não foi muito boa , mas por uma surpresa , até mesmo por sorte , estava novamente na mesma estação de  nove anos atrás , estava aliviada que não iria passar a eternidade naquele lugar, por mas que a maioria das garotas que são adotadas sempre saem daqui para trabalhar  ou algo assim ,seria assustador se não estive acostumada no orfanato , não tem como ser pior , eu acho.

O dia estava azul , e eu estava tão eufórica que quase não consegui me conter , o dia nunca esteve mais bonito ,  por mas que a feição da sr. Lordes , que me acompanhava ,  mostrasse  o contrário . Eu estava desposta a por minhas expectativas ali. Entramos no vagão e seguimos para Cotswolds. Pra mim parecia uma eternidade , já para sr.Lordes um ótimo momento para por o sono em dia. Quando enfim chegamos , desci do trem , vendo a sr.Lordes , me levando logo para uma carroça simples , que subi na espera que ela entrasse , mas apenas a vi falando com um senhor , a qual guiava o tal cavalo , e logo se virou me fazendo a perder de vista , tentei a chamar para saber para onde eu iri , mas foi em vão.

- olá senhorita - diz um senhor educadamente , com os cabelos grisalhos e uma roupa simples  - como se chama ?

- Elisa...Elisa Dean -  falo 

- Elisa Dean...belo nome , sou Michael Axel , sou vizinho de sua família...quer dizer , sua nova família ou  sua nova casa , como preferir - diz ele meio desajeitado -  bom , irei ti levar até sua nova casa , a senhora Lorde teve que voltar para não perder o próximo trem , ela não parece gostar de despedidas - diz ele - ...a viajem não é longa , mas chegaremos antes do anoitecer - diz o mesmo se ajeitando ao meu lado na carroça , logo fazendo o cavalo andar .

Depois de alguns minutos de silêncio eu me ousei a fazer perguntar , por mas que quisesse permanecer calada e estivesse tensa com toda a situação, as duvidas sobre aonde iria e como era a tal vila Cotswolds quase que me consumia e não podia perder a chance , já que ele demostrou ser um ótimo conversador.

- senhor...senhor Axel...como é Cotswolds ? - pergunto o vendo surpreso e animado para responder 

- Cotswolds ? , para mim é visto como paraíso - diz ele com um sorriso -  campos , fazendas , tudo das mais belas vistas ...mas se quer muita movimentação com certeza lá não é o lugar ,  só em dias de festivais - complementa 

- festivais ? - pergunto 

- os festivais são as festas de nossa própria vila , que já vem por muitos anos , e são sempre movimentados , ano passado por exemplo , houve um grande escândalo . - ele diz já rindo só de lembrar 

- escândalo ? - pergunto com um sorriso de orelha a orelha

- sim , provavelmente logo ouvirá falar sobre a senhora  Jones , ela bem famosa na vila , além de estar entre os conselheiros , é responsável por dar início a uma grande guerra de tortas ano passado , junto com a outra finalista  que obviamente venceu - começo a rir no mesmo minuto

- então a competição era de tortas ? 

- sim , mas era uma competição de sabor , mas parece que ela entendeu mira ao alvo - diz ele nos fazendo rir sem parar

- e como é a família para qual estou indo ? - pergunto 

- na verdade é apenas a senhorita Collins - diz ele - ela se mudou faz bastante tempo para vila , e sua família não é daqui 

- e como ela é ?

- ela é uma dama bem independente se quer saber

Nossa , é bem estranho ouvir que uma moça ainda jovem , tem sua própria vida , sem um marido , e sem nenhuma figura masculina...

- para alguns ela é uma encrenqueira fora da lei de Deus...

- eu a acho inspiradora - falo 

- pode se dizer que sim...

- e oque o senhor pensa quanto a isso ? - pergunto 

- acho que não devo me entrometer nesses assuntos , nem para impedir , e por enquanto , nem para impulsar , mas não acho certo a forma que os padres abordam sobre as mulheres.

- já é um começo - dou de ombros 

- bom , aquela ali é a famosa Fazenda Collins - ele diz parando perto das cercas 

Eu fiquei simplesmente encantada com o lindo campo que vinha logo depois da cerca e a adorável casa centralizada , eu realmente não sabia oque esperar , sobre a senhorita Collins , mas minhas expectativas estavam a mil. Um dos vizinhos eram super engraçados , tem  guerras de tortas e ainda por cima é um lugar incrivelmente lindo. Esse com certeza seria meu recomeço.

 


Notas Finais


favoritem e comentem
logo vou postar o próximo que dará rumo a história
bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...