História Não se prenda ao Sangue - Imagine Dabi - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Dabi, Enji Todoroki (Endeavor), Personagens Originais, Shouto Todoroki
Visualizações 51
Palavras 1.242
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O nosso primeiro imagine é o do Dabi, e como esse imagine vem da teoria que ele é filho do Endeavor e ja sabemos no mangá qual é o nome de todos os filhos desse, vamos zuar kkkk

Contém Spoilers do Mangá, que no caso seria o nome de todos da família Todoroki.

🍩


🍩


🍩


🍩


🍩


🍩🍩🍩
🍩🍩
🍩

Capítulo 1 - Encontro na Escola


Fanfic / Fanfiction Não se prenda ao Sangue - Imagine Dabi - Capítulo 1 - Encontro na Escola



Encontro na Escola

Eu estava sentada no banco de trás do carro da minha mãe, que estava no banco do motorista bastante irritada por sinal. Suspirei, enquanto a ouvia xingar os carros que estavam parados no trânsito, e peguei meu espelho que estava em minha Bolsa-maleta. Como minha mãe soube do trânsito por um amigo do trabalho, eu não tive muito tempo para me arrumar, então meu máximo era "Ajeitadinha", meus cabelos [Cor e tipo] estavam presos em um [Penteado] muito mal feito o que fez meus olhos [cor] revirarem e minha pele [cor] estava de boas, porem perto dos lábios estava branco e assim que limpei, comprovei minha suspeita de que era Pasta de Dente.

Preferi deixar meus cabelos soltos, enquanto tentava me segura para não ser jogada de uma porta a outra pelas curvas que minha mae fazia para fugir do trânsito, foi quando ela estacionou na frente de uma casa moderna nos padrões Japoneses e eu suspirei frustrada.

- Vamos, não vai demorar muito para chegarmos a escola - Diz minha mãe saindo do carro. Ela abriu o porta malas, enquanto eu pegava uma chave reserva para abrir o estacionamento.

A porta da casa foi aberta a uma senhora de cabelos grisalhos saiu furiosa e começou a discutir com minha mãe, aquela senhora é minha avó e eu escuto essas discursos desde que eu nasci o que significa que aturo esses gritos a 12 anos, reviro os olhos e pego o carrinho de não vermelho que por sinal era meu e eu tinha que vim aqui pegar de qualquer maneira. Saiu da garagem e encaro minha mãe que tinha parado o que estava fazendo para bate boca com minha avó, suspirei e peguei as pastas colocando dentro do carrinho de mão e foi nesse momento que minha avó reparou em mim.

- Você nao ensinou a sua filha a ter educação não? - Pergunta minha avó, irritada o que não era uma novidade, de longe seria uma.

- Ela ensinou, mas não preciso ter educação com alguém como você - Respondi de maneira monótona, pude escutar uma risada nasal de minha mãe.

- Mal educada!  Você sabia que não se deve responder aos mais velhos? - Pergunta minha avó, e minha mãe começa a me ajudar colocando algumas caixas e mais pastas dentro do carrinho de mão.

- Desculpa, Senhora Fóssil - Respondo e fecho o porta malas, ajeito minha bolsa e encaro aquela velha maluca enquanto passo por ela - Eu tenho que ir pra escola.

- Vamos logo, S/N - Diz minha mãe puxando o carrinho de mão, e a mesma ja estava na frente bem afastada de mim e daquela velha.

Comecei a correr em direção a ela, mas preferi flutuar ao seu lado. O caminho para escola foi em silêncio, ate que minha mãe estalou os dedos, o que significava que ela teve uma ideia ou lembrou de algo.

- Você vai apresentar a escola para um garoto novo que entrou na sua classe - Diz minha mãe, cruzo os braços e deixo um suspiro de frustação escapar por meus lábios - Não fique zangada, ele deve ser um garoto legal, mas parece que ele foi expulso da antiga escola por ter causado um incêndio.

A olhei em completamente chocada, tinhamos um usuário de fogo, que não parecia ter controle e eu ele deve ser legal?

- Mãe você precisa rever seus conceitos - Digo, e chegamos na escola. Minha mãe trabalhava nela, acabará de ganhar o cargo de Vice-Diretora e esse seria seu primeiro dia nesse cargo, ela era professora ano passado e conseguiu o cargo com muito esforço e dedicação.

Chegando na porta, a primeira coisa que noto é um casal com um garoto entre eles. O casal consistia em um homem grande e forte, com uma expressão séria, olhos azuis  carregados de ódio, cabelo e barba ruivos. A mulher ao seu lado era delicada, cabelos longos ondulados brancos e seus olhos cinzentos sendo tão belos quando aos de seu marido.

E no meio deles haviam um garoto, seus cabelos vermelhos sangue como o de seu pai, olhos idênticos ao do mais velho e tinha uma expressão emburrada no rosto, estava bem próximo a mãe.

- Bom Dia, presumo que sejam os membros da Família Todoroki, sou a Vice-Diretora [Sobrenome] e essa é minha filha, ela mostrar a escola ao Touya Todoroki - Diz minha mãe, comprimento eles timidamente.

- Enji Todoroki - O Homem se apresentou, seu tom de voz era grosso e parecia bem irritado.

- Rei Todoroki, é um prazer - Disse a mulher gentilmente, completamente diferente do marido. Touya o filho deles saiu de perto da mãe e começou a se aproximar de mim

- Você pode me mostra a Escola? - Pergunta Touya se aproximando de mim e praticamente me arrastando para longe dos adultos - Qual seu nome?

- [Nome completo] - Digo ainda sendo arrastada, Touya é mais alto que eu e pelo que eu estava sentindo, também era bem forte - T-Ta Doendo.

Touya largou mau braço no mesmo instante que eu falei isso, massagei meu braço dolorido, enquanto Touya abaixou a cabeça de frente para mim com a mão direita segurando o braço esquerdo.

- Desculpa - Disse Touya, abri um sorriso.

- Não é nada demais, agora vamos! Tenho que lhe mostra a escola - Digo empurrado ele de leve, e comecei a lhe mostra a escola.

Indiquei onde ficava os banheiros e a sala onde estudavamos, também lhe mostrei seu armário onde tinha todo seu material dentro.

- Me da sua agenda, vou anotar as matérias de cada dia para você - Digo, e foi isso que ele fez. Ele me entregou a agente e eu comecei a anotar a caneta para ele o dia de cada materia, minha letra era legível e diga-se de passagem bastante bonita - Ei Touya!

- Hm - Esse foi o único som que saiu do ser ao meu lado, segurei a risada ao compara-lo a um animal mentalmente.

- Como você incendiou uma escola? - pergunto e escuto um suspiro de frustação, e ele encosta nos armários causando um barulho por causa do metal.

- Perdi a paciência - Essa foi a resposta de Touya dizendo com todas as palavras que o assunto estava encerrado, entreguei a agenda para o ruivo, tirei o celular da mochila.

- Ja esta quase dando o horário para as aulas começarem, quer vim agora ou que chegar atrasado? - Pergunto, guardando o celular na mochila e começando a caminhar para a sala como Touya ao meu lado.

Chegando na sala, eu fui direito para o fundo e Touya sentou logo atrás de mim. Peguei minha bolsa, tirei o caderno de Matemática que seria a primeira materia de hoje e a professora finalmente chegou.

- Bom dia alunos, hoje é a segunda semana de aula e temos um aluno novo, Touya Todoroki, tratem ele com o mesmo respeito que vocês tem por seus outros colegas - Disse a Professora gentil, fez sinal para Touya ir na frente da classe e foi isso que ele fez.

- Sou Touya Todoroki e vou ser um herói - Diz Touya com certa determinação - Bem melhor que o meu irmão vai ser.

Pude notar o rancor em sua última frase, enquanto os meus colegas estavam animados por terem mais alguém para compartilhar o objetivo de ser um Herói. Abri um sorriso gentil, enquanto ele caminhava para a carteira atrás de mim, ele me olhou com uma típica expressão séria e se sentou.

:'3 Vou estudar com um picolé ate ele queimar a escola por acidente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...