1. Spirit Fanfics >
  2. Não sei se te dou meu coração ou minha vida. >
  3. Amigos pra sempre, ou não!

História Não sei se te dou meu coração ou minha vida. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa qualquer erro e espero que gostem.

Capítulo 1 - Amigos pra sempre, ou não!


Fanfic / Fanfiction Não sei se te dou meu coração ou minha vida. - Capítulo 1 - Amigos pra sempre, ou não!


15 de junho de 2018.

O sol brilhava livremente na cidade de silver fish tornando o dia perfeito para um passeio entre namorados, amigos e família.

E era issso o que Jack estava fazendo com os seus amigos da faculdade , esses eram Josh, Maria, Amanda, Touben e sua melhor amiga a Caroline.

Todos eram muito unidos e quase inseparáveis. E todos tinham o mesmo destino, a maravilhosa praça das valquirias.

Sentaram em baixo do Carvalho velho no canto da praça e montaram o belo piquenique, que mais parecia um banquete de tanta comida que tinha. E a tarde foi ótima para todos os seis amigos.

Depois das comidas e bebidas todos estavam deitados observando o ceu azul com poucas nuvens enquanto Josh e Touben discultiam quem era o melhor personagem de Game of Thrones.

- Deixa de ser teimoso cara, todo mundo sabe que é o John snow- repreendeu Touben com um forte tenor na voz aveludada.

-sem chance... o mais foda é o tyrion lannister e sem papo- retrucou Josh com serta autoridade- concorda comigo jack?

Jack que estava distraído levou dez segundos para responder o amigo.

- acho que o melhor personagem é o rei da noite - disse de forma divagar e provocativa.

Touben que estava do seu lado suspirou em desaprovação e Josh caio na gargalhada com a afirmação do amigo.

-meninos ta bom de GOT por hoje, vamos aproveitar esse tempo para apreciar o silencioso som da natureza- falou Maria de forma meiga e alegre de sempre.

- a Maria tem razão, vamos fechar a boca e curtir o nada que nem os drogados coloridos- zombou Josh e todos riram.

Um silêncio tomou conta do espaço que eles estavam e Jack sentiu um sutiu toque em sua mão esquerda, olhou para o lado e encontrou os olhos azuis de Caroline , então com um sorriso entrelaçou a mão da amiga e os dois voltaram a fitar o céu azul da tarde.

Ao anoitecer todos foram para o cinema cinesilver que ficava na rua purple glass no centro da cidadezinha. Lá assistiram Donnie Darko e depois de discultirem uma hora sobre o filme todos se despediram e forão para suas residências. Josh ,Touben e Amanda seguiram a purple glass depois dobraram na rua spirit e lá Amanda se despedio entrando em sua casa branca, os dois amigos inseparáveis foram até suas casas na rua Black heart, onde eram visinhos.

Já Maria dobrou na rua gemias roud e depois dobrou na joyful night e la adentrou sua casa de cor rosa. E por último jack e Caroline foram seguindo a purple glass direto até a chegar na golden salmon onde deixou a garota, depois dobrou na fireglass e na lamnatedpaper e entrou na resistência azul dos Morgan onde seu pai o esperava na sala para terem outra discussão pelo horário que o garoto de 19 anos voltará.

Finalizando mais um fim de dia livre para os amigos inseparáveis, ou quase inseparáveis.

Parte dois

Jack chorava como uma criança no corredor da ala C do hospital da divina cura na pequena cidade de silver fish.

As lágrimas molhavam a blusa roxa de Caroline, que por sinal também chorava muito abraçada ao loiro.

Touben estava sentado no chão com as mãos na cabeça e os gritos de Maria eram ouvidos até por quem passava de frente do hospital, mesmo Josh tentando acalmala enquanto se mantinha firme para não desabar, pois um deles precisava estar com a cabeça no lugar numa hora como essa.

A doutor geral que tinha dado a notícia estava vendo aquela situação com um grande pesar no peito, mesmo sabendo que não tinha sido culpa dele, que ele fez de tudo para salvala mais apesar de todos os esforços ele não pode manter viva a pobre garota loira de olhos castanhos e um sorriso doce.

Pois a bala atravessou sua caixa torácica e perfurou seu coração e pulmão esquerdo, ela foi socorrida e atendida no pronto socorro, levada para a sala cirúrgica mais seu estado era grave e com tanta perda de sangue seu corpo não resistiu. as 00:46 da madrugada da quinta-feira de junho de 2018, Amanda Hargrundew veio a óbito.

Dois dias depois do assassinato.

Touben não apareceu na faculdade desde o ocorrido, todos os alunos e professores fizeram uma grande comoção para a excelente aluna e amiga que perderam, mas nenhum dos cinco compareceu nas cerimônias e nem nas homenagens falsas de pessoas que não a conheciam.

Josh não fazia mais piadas e estava sempre serio , Maria não tinha mais aquele semblante alegre e cheio de vida pois so a viam com olheiras e os olhos vermelhos , Caroline mal conversava com as pessoas e ficava chorando nas escuras, Touben não camia nem bebia, só ficava trancado em seu quarto desenhado em seu caderno azul que tinha ganhado da pessoa que mais amava na vida, a Amanda. Jack foi de melhor aluno á pior na sala de aula, ele se tornou uma pessoa fria e amargurada.

Todos mudaram depois da dia 15 de junho de 2018, todos mudaram depois da festa do pijama na casa de Amanda, todos mudaram depois da morte de sua amiga. Que foi pela mão de um deles.

Parte três

Dia 11 de junho de 2018.

Quatro dias antes do assassinato.

Jack estava deitado em seu quarto lendo um exemplar de 'e o vento levou' enquanto comia uma rosquinha de chocolate. Sua leitura fora interrompida pelo son de seu celular, que mostrava a foto de Caroline.

Ele atendeu a ligação e o levou aos ouvidos, escutou uma voz meiga e tímida falar.

- Oi Jack... desculpas estar ligado a essa hora, mas... você queria dar um passeio comigo perto do blue pearl ? To sem sono- terminou ainda mais sem graça e tímida que antes.

Jack sorriu e olhou no relógio da estante e eram 01:22 da madrugada, ele então confimou com ela e desligou o aparelho, colocou sua jaqueta jeans por cima da camisa branca, deixou a calça preta e colocou um tênis vans branco, ajeitou os fius lisos e dorados em baixo da touca preta e desceu as escadas em passos dignos de um ninja, abril a porta com sua chave no maior silencio possível para não acordar seus pais, depois de liberto caminhou com as mãos nos bolsos pela lamnatedpaper.

A lua cheia estava saindo do aglomerado de nuvens qua a cobriam, o silêncio da fria madrugada deixava tudo mais calmo e belo para quem resolvesse se aventurar a esse horário.

Enquanto todas as luzes(menos os posts) estavam apagadas, Jack dobrou a fire glass e depois a golden salmon, e lá estava em baixo do poste de sua casa a Caroline com vestido azul cheio de lindas flores brancas, umas sandálias rasteira rosa bebê. Seus olhos azuis fitavam as estrelas e Jack poderia jurar que ela estava mais linda que das outras vezes que se encontraram de madrugada para passear.

Ao se aproximar mais o olhar da garota mudou de direção para o encarar e um sorriso bobo se formou em seus finos e rosados lábios. A garota levantou-se e fez uma reverência para o cavalheiro, que não tardou em retribuir, fazendo com que ambos caíssem em uma risada gostosa.

-se me permite perguntar- começou Jack com um tom cortes na rouca e sedutora voz, tirando um arrepio da menina a sua frente- poderia saber por quê uma dama como a senhorita esta fazendo num lugar como esse, e numa hora como essa ?

- claro que pode... eu estou esperando o meu cavalheiro chegar e me levar nos braços até alem do grande lago azul- disse Caroline com um semblante despreocupado- agora se me der licença eu vou voltar a esperar.

Mais antes que a mesma se sentasse na calçada, Jack a pegou nos fortes braços e começou a caminhar.

-jack me solta- falava entre risadas-por favor, me coloque no chão AGORA.

-senhorita Caroline Haydan Mostranger eu tenho uma ótima notícia para te dar- falava enquanto carregava a amiga com calmaria- eu sou o seu cavalheiro e estou levando você nos braços até o lago de águas azuis.

-você não vai aguentar me carregar muito tempo mesmo- zombou a garota.

-eu posso te carregar até outro continente se eu quiser querida, pois eu sim sou um homem.

Quinse metros depois Jack teve que colocar Caroline no chão e parou ofegante. Eles riram e caminharam pela gemias roud até chegar no grande lago Blue Pearl.

La eles ficaram no Dick com os pés na água e as mãos dadas admirando o ceu azul escuro, Jack olhava de canto de olho e via que Caroline fazia o mesmo. Então um forte rubor tornou suas bochechas vermelhas como um tomate maduro.

Ele a encarou e ele fez o mesmo, os olhos cinzas de jack encontraram os azuis de Caroline, a distância entre os dois foram domínio e suas respirações se misturavam no ar formado uma só.

Jack estava com medo do que poderia acontecer ali se ele não recuasse logo, só que ele não queria recuar, e essa confusão o estava dominando, mais todos os seus pensamentos foram afastados pelos lábios de Caroline nos seus.

Seus olhos se arregalarão de princípio, mais depois ele se entregou ao momento e com sua mão esquerda segurou a cintura magra da garota e com a sua direita apoiou o corpo.

Ele pediu passagem com a língua e ela concedeu, o beijo ficava sedento e apaixonado, ela ja estava deitada e ele por cima com a mão alisava seu corpo.

Depois que o ar faltou o beijo foi quebrado e os olhares se encontraram num desejo voras e hesitações constantes eles ficaram se encarando.

- Você quer ?- Jack perguntou rouco.

- Sempre - respondeu rápido com um leve sorriso.

- Eu nunca fiz...- Estava com vergonha.- eu não sei bem como fazer.

- Eu também não.

O sorriso de Jack se alargou e ele tornou a beijar os lábios de sua melhor amiga com intensidade e paixão.

E ali no Dick do grande lago de águas azuis, o Blue Pearl, uma amizade evoluiu para um amor que a muito ambos desejavam, e lá sobe o lindo luar Jack e Caroline se amaram pela primeira e última vez.

Dia 19 de junho de 2018.

Quatro dias depois do assassinato.

Jack estava encarando a chuva pela janela da sala de aula. O dia era cinzento e sem alegria, a faculdade nunca foi tão fria e vazia, mesmo com dois mil alunos, e toda essa melancolia estava deprimido o garoto loiro cada vez mais.

A aula se arrastou bem devagar, e quando o sinal tocou avisando que o fim da aula tinha chegado a única coisa que ele queria era se trancar no seu quarto e nunca mais sair.

Arrumou seus materiais na maleta e saiu sem falar com ninguém, dobrando o corredor acabou encontrando a pessoa que menos queria ver naquele momento, Caroline estava mechendo em seu armário escolar.

A mesma o olhou de volta e ele notou as olheiras profundas, o rosto inexpressivo e como ela parecia mais magra. Sem nem mesmo uma palavra ou um aceno, Jack passou direto por ela ignorando a sua presença, mas foi segurado pelos dedos finos e gelidos da garota.

- Não foi sua culpa.- Ela sussurrou com a voz fraca e embargada.

Sem responder ele puxou o braço e seguiu seu caminho, mais ao dobrar a esquerda e entrar no banheiro masculino se permitiu derramar umas lágrimas em silêncio.

Depois de minutos perdidos naquele banheiro, Jack foi pra casa na chuva fina que caia. Quando chegou ignorou os pedidos de sua mãe para comer e se trancou em seu quarto.

Passou o resto do dia encarando o teto cinza enquanto a chuva piorava no mundo lá fora. Mais uma coisa não saia de sua cabeça, a imagem de Amanda caída agonizando bem na frente de seus olhos.


Notas Finais


Se gostaram comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...