1. Spirit Fanfics >
  2. Não seja tola, fique comigo. >
  3. Boate

História Não seja tola, fique comigo. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Bom, esse é o meu primeiro fanfic.
Por favor, sejam bonzinhos comigo. Prometo melhorar.

Capítulo 1 - Boate


Olá, meu nome é S/N e tenho 17 anos.

Minha mãe faleceu quando eu tinha 7 anos, deixando eu sozinha com o meu pai. Ele não era bom, nada bom. Ele trazia mulheres para casa e transava com elas perto de mim e tocava em mim também.

Aquela casa sempre ficava uma bagunça e eu tinha que arrumar.

A gente mora na Coréia do Sul, então eu me pergunto, por que demônios a polícia não pega ele logo?

Quando fiz 17 anos, ele mandou eu ir em uma boate onde tinha um monte de prostitutas e ele queria que eu fosse uma também, eu estava com medo porque se eu rejeitasse... Ele me bateria.

S/P: S/N!! - Ele me acorda puxando o meu cabelo.

S/P: Acorda! Vou te levar para boate para render dinheiro em casa!

Eu acordo e olho para ele sabendo o que aquilo significava

S/N: Mas... - Digo com medo.

S/P: Mas nada, S/N! Vou te levar para lá e é melhor você voltar para casa no fim do mês para me entregar o dinheiro!

Balanço a cabeça dizendo que não e ele me pega e dá um soco em mim.

S/P: Você tem que começar a me obedecer, menina!

Eu saio com medo do quarto e vou tomar banho, coloco uma roupa e arrumo a mala

Chegamos lá, ainda era cedo mas eu ia começar a morar lá, então talvez seja melhor do que morar com esse monstro

Uma mulher abre a porta e vê alguns machucados em mim então ela já percebeu a situação.

???: Olá, você é S/N?

S/P: Sim, ela é S/N. Ela vai morar e trabalhar aí - Ele diz me empurrando para ela.

???: Entendi, vem, entra S/N. Meu nome é Carla - Diz fechando a porta e me levando em uma mesa de bebidas que tinha na boate.

Carla: Sente-se. Quantos anos você tem?

S/N: E-eu tenho 17 anos

Ela me olha chocada.

Carla: Como assim? E ele te colocou para trabalhar aqui?? Meu Deus!

S/N: S-sim - Digo um pouco triste.

Carla: Vem, vou te levar para o teu quarto. Vou te dar um quarto bem bonito e com banheiro!

Cheguei lá, a suíte tinha uma cama king com cobertor vermelho vinho, bem bonito. O banheiro tinha uma banheira e fiquei feliz, pois nunca vi uma banheira na minha vida.

S/N: Obrigada, Carla! - Digo feliz.

Carla: De nada, minha querida - Ela dá um sorriso sem mostrar os dentes.

Ela sai e fico no quarto pensando em como vou entregar o meu corpo para pessoas que nem conheço só para dar dinheiro para aquele... Filho da puta.

Já era de noite e Carla me chamou.

Carla: Vamos lá, querida! Preciso te dar algumas roupas para você ir na boate.

Eu abro a porta e ela me encaminha até o quarto dela que tinha alguns caras. Eu fiquei assustada, mas ela percebe e manda eles embora.

Carla tirou algumas roupas do armário e me deu um body com decote e um short bem curto.

Vou no banheiro me vestir e volto para o quarto.

Carla: Wow! Ficou bem em você. Você tem pouco peito, mas a sua bunda e suas curvas valorizam bastante nessas roupas!

S/N: E-eu acho que sim - Falo tampando com a minha mão com vergonha do meu corpo.

Carla: Não precisa ter vergonha, seu corpo é bem bonito.

Quando ela falou isso, eu tiro a mão do meu corpo e ela me puxa para a boate

Carla: Aqui tem um cara bem famoso que se chama Jay Park, fica de olho, vai que tu consegue.

Lá tinha um monte de pessoas, então fiquei confusa.

Apenas sentei em um banquinho qualquer quando do nada alguém me chamou.

???: Ei, você! Eu quero você, vem! - Ele diz me puxando com força, fazendo me machucar.

Fico assutada e começo a gritar de dor.

Ele para e me olha

???: O que eu fiz para você gritar, sua puta? - Ele diz me dando um tapa forte no rosto.

S/N: Aii!

Do nada, veio um cara e disse:

???: Solta ela, Marco!

Marco: Ué, por que Jay Park? Ela é uma puta, só deve me satisfazer!

Jay Park: Não vê que ela está com dor?! Solta ela logo! - Ele diz pegando a minha mão.

Jay Park: Onde é o seu quarto?

Fico confusa e levo para o meu quarto, dava para ver nos olhos dele que ele não queria me usar ou algo do tipo.

Jay Park: Onde tem Kit de primeiros socorros?

Eu aponto para o meu armário e ele vai lá e pega.

Jay Park: Está tudo bem? O Marco não é uma boa pessoa, peço desculpas por ele.

S/N: T-tudo bem.

Ele pega a pomada que tinha dentro do kit e passa no meu rosto e ele percebe que não é o único machucado que eu tinha.

Jay Park On

Jay Park: Quem fez esses machucados? - Eu digo olhando nos olhos dela e fiquei simplesmente apaixonado naquele olhar.

S/N: M-meu pai - Quando ela diz isso e fico com raiva

Jay Park: Como assim?! Quantos anos você tem e qual é seu nome? - Falo com um tom de bravo

Jay Park Off

S/N On

Fico assutada com o jeito que ele falou mas mesmo assim eu falo.

S/N: Meu nome é S/N e tenho 17 anos.

Ele me olha com os olhos arregalados.

Jay Park: Eu tenho 31 anos - Ele diz passando a mão na nuca e dá uma risada fraca

Dava para perceber que, ao mesmo tempo, ele falava com um tom de tristeza.

Jay Park: Eu sei que nem te conheço, mas prometo te proteger, hum?

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...