História Não sofra sozinho... Ink, confie em mim - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Sans
Tags Coisa Linda Da Poha, É Isso Ae, Errink, Errorink, No Céu Deve Ter Pao, Romance
Visualizações 175
Palavras 1.378
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OOOOIIEEEE GENTEEEEEEEEEE

ENTAAAAAOO ASSIM, EU TO MUITO ANIMADA PRA ESCREVER ESSA DUO/TWO SHOT

A inspiração de escrever essa história, bom... veio do céu ;-;

Eu tava lá de "boas" (tava putassa da vida ;-;) esperando meu pai me levar pra escola, aí sentada no sofá veio UMA ONDA DE INSPIRAÇÃO Q FEZ MEU CORE ACELERAR Q NEM OS CARROS DOS VELOSOS E FURIOSOS

*cof cof mentira cof cof* Bom na verdade foi só um vazio no peito e uma ideia que subiu a cabeça :v

Aí nem escrevi um parágrafo direito e tive q ir pra escola >:V

Mas quando voltei ainda tava determinada a escrever essa bosta q eu chamo de história :"D

Boooooommm eu to enrolando ;-;

~boa leitura ♡

Capítulo 1 - Eu me importo com você!


Fanfic / Fanfiction Não sofra sozinho... Ink, confie em mim - Capítulo 1 - Eu me importo com você!

Solidão.

Era isso que o jovem pintor sentia... solidão.

Mesmo que não possa sentir algo de verdade, ele tinha essa sensação. A sensação de que ninguém se importava com o mesmo, que se ele acabasse se ferindo gravemente, não iriam se importar.

Claro o artista tinha Dream e Blueberry como melhores amigos, mas... mesmo assim ele se  sentia vazio, isolado... sozinho. Sentia que não poderia se desabafar com ninguém.

Mas neste momento a única coisa que queria era gritar, chorar, esperniar, pedir por ajuda.

Mas sabia que ninguém o entenderia. Era horrível ter a sensação de que se morresse não iria fazer falta a ninguém, que as pessoas iriam continuar com suas vidas normais, como se sua presença não fizesse nenhuma diferença.

Doía.

Doía muito.

Era horrível a sensação de se sentir que é um inútil, um lixo, que não ajuda ninguém, que não é importante para ninguém.

O jovem artista odiava se sentir desse jeito. O mesmo não entendia por que sempre ficava assim, parecia que faltava algo em sua vida... mas o que? De qualquer forma, isso não importava.

Bom, agora Ink estava no chão do Anti-volt... sentado abraçando os joelhos pressionando o rosto nos mesmos, o pequeno artista odiava ficar lá, pois se lembrava de quando era um rascunho mas... 

Sentia que era o único lugar em que ele não precisaria fingir que estava bem e forçar um sorriso, claro ele fica bastante incomodado com todo aquele espaço, mas não é como se tivesse outro lugar para ir.

— Hehe... hehehehehe *snif* p-por que eu a-ainda t-tento ser forte *snif* quando n-na realidade e-e-eu sou t-tao  fraco *snif* q-que nem consegue a-afastar e-esses pensamentos - murmurou Ink tentando afastar as lágrimas que insistiam em cair 

—T-talvez fosse m-melhor que eu morresse mesmo *snif* não i-iria fazer f-falta - disse o menor se levantando, não aguentava mais essa sensação horrível, iria por um fim nisso

— Ink? - falou uma voz atrás do menor, a qual o pintor reconheceu rapidamente  

— ...

— Ink, o que vc tá fazendo aqui? - perguntou o maior se aproximando, logo vendo as lágrimas do ex guardião das AU's

— Hey... aconteceu algo? - o ex destruidor pergunta, não iria admitir, mas estava sim se preocupando com o de cachecol 

— Error... _ _ _ _ _ - Ink susurrou algo incompreensível para Error

— O que disse? 

— Eu disse... pra você... me matar - falou então, surpreendendo o sans a sua frente 

— O QUÊ?! NÃO! POR QUE VOCÊ QUER QUE EU FAÇA ISSO?! - gritou o de glitchs, não estava acreditando em tais palavras que acabara de ouvir, afinal eles tinham uma trégua, por que o menor estaria pedindo uma coisa assim?

— PORQUE EU NÃO AGUENTO MAIS SENTIR ESSA DOR! - respondeu Ink surpreendendo mais uma vez o que estava na sua frente - EU NÃO AGUENTO MAIS ESSA SENSAÇÃO DE SOLIDÃO, ESSE VAZIO NO PEITO, A SENSAÇÃO DE NÃO FAZER NADA DIREITO, DE QUE EU NÃO DEVIA TER SIDO CRIADO! EU NÃO a-aguento m-m-mais *snif* n-não mais - disse se desabando em lágrimas, caindo no chão

 Foi surpreendido por um abraço do maior, o mesmo ficou carinhosamente acariciando o crânio do menor

— E-Error...

— Tá tudo bem Ink, não se preocupa, confia em mim - disse de forma calma enquanto acariciava o crânio do artista. O menor nada disse, apenas retribui o abraço enquanto lágrimas caiam molhando o ombro de Error 

— Vai ficar tudo bem, calma... - Error não queria admitir mas quando viu Ink assim sentiu um aperto no "coração", odiava ver o ex guardião nesse estado. Se passaram alguns minutos e Ink se acalmou e parou de chorar 

— Ink... - o mesmo saiu do abraço e olhou para Error

— Sim? 

— O que aconteceu pra você querer que eu o matasse? - tá certo que não foi uma das melhores perguntas, mas o de glitchs estava preocupado e queria saber o motivo de ver Ink pedindo para o matar

— Er... - o menor desviou o olhar, não queria falar sobre isso 

— Por favor, me conte Ink, talvez eu possa ajudar! - Pera ele disse "POR FAVOR"?! Uouuu o que aconteceu com ele? ;o; - pensou o de cachecol

 — É... bom, acontece que... é... eu estava sentido um vazio no peito, uma sensação horrível, meio que eu me sentia inútil, incapaz... era como se faltasse algo na minha vida, mas eu não sei o que é... e eu sentia que ninguém se importava comigo - sem perceber rasos fios de lágrimas escorriam em seu rosto e Error tratou de limpá-las rapidamente, passando seu dedo pelas "bochechas" de Ink, fazendo o ter uma fraca coloração de arco-íris no rosto

— Hey, hey calma, eu não queria botar pressão pra você falar só estava preocupado - logo o ex destruidor se tocou do que disse tendo uma coloração amarela no rosto

— Pera, que? Você tá preocupado comigo? Por que? Eu sei que fizemos a trégua tudo e tals, mas parando pra pensar você ta se preocupando demais comigo e também não me matou quando eu te pedi... - o pequeno colocou a mão no queixo e a outra colocou em seu cutuvelo fazendo uma cara pensativa (Autora: deu pra entender? ;-;)

O ex destruidor deu um longo suspiro e então falou

— Ink, sabe por que eu aceitei a trégua? - perguntou deixando o sans que carregava um pincel confuso 

— Não, mas o que isso tem a ver? - perguntou o mesmo confuso, não estava entendendo aonde o maior queria chegar

— Eu aceitei por que eu achei você interessante, seu estilo de luta de alguma forma me "encantou", eu queria conhecer mais de você, eu nem estava acreditando em mim mesmo pois não sou de se interessar em pessoas, mas você me atrai de um jeito que me deixa confuso. Você falando que ninguém se importava contigo me deixou de alguma forma triste... eu me importo com você mais do que imagina - disse por fim, a ultima frase em um murmuro o qual o de cachecol escutou.

Ink estava perplexo, tendo em seu rosto uma coloração forte, não esperava uma "declaração" e muito menos de Error!sans seu ex-inimigo mortal! Não sabia o que estava sentia, mas o vazio em seu peito... parecia... COMPLETO?! (Autora: mds eu buguei enquanto escrevia isso :v) ERA ISSO QUE FALTAVA?! ERROR?! 

O menor estava confuso, não sabia o que fazer, estava ficando desesperado ;-;

Então num movimento involuntário o menor pegou as mãos do sans a sua frente desviando o olhar, surpreendendo um pouco o de glitchs.

— Olhe pra mim Ink - disse o maior pegando no rosto do de cachecol fazendo com que seus olhos se encontrassem, fazendo ambos ficarem hipnotizados.

Sem perceberem foram se aproximando um do outro lentamente... até estarem a centímetros de distâncias entre suas bocas, sentindo a respiração um do outro se misturarem até estarem a milímetros de distância (Autora: Desculpa eu to enrolando kkkkk) quando...



















Finalmente ambos juntaram suas bocas para um beijo suave e com paixão, depois de um tempo Error pede passagem com a língua que foi logo concedida meio hesitante. O maior adentrou a boca do menor encontrando com a língua do mesmo onde começaram uma luta por dominância no qual Error saiu vitorioso, explorando cada lugar da boca do menor sem deixar um lugar intocado. Ink para aprofundar mais o beijo - isso se mais possível - passou seus braços em volta do pescoço de Error e o mesmo passou as mãos em volta da cintura do pintor. 

Se separam por falta de ar com um fio de saliva conectando os ainda. Ink ainda com os braços em volta do pescoço do sans com glitchs, escondeu seu rosto no casaco do maior por estar envergonhado demais para olhar nos olhos do mesmo 

— Obrigado Error - disse o menor com a voz um pouco abafada por causa do casaco 

— Pelo o que? 

— Você me tirou aquela sensação horrível e me fez sentir algo verdadeiro... você me fez sentir amor - disse enquanto tirava seu rosto do casaco do de ossos pretos sorrindo docemente. Mesmo num tom forte de amarelo no rosto Error deu um selinho rápido em Ink.

— Não tem o que agradecer Ink, você que me fez parar de ser um maníaco destruídor de AU's hahaha 

— hihihihihi 

Ambos ficaram rindo enquanto ficavam abraçados :D


Continua? 


Notas Finais


OMG LEVOU A TARDE INTEIRA PRA MIM ESCREVER ISSO ;-;

Porq toda vez eu escrevia, parava, escrevia :v

Bom espero que tenham gostado, porq eu não gostei muito não ;-; sério

E tchaaaaaauuu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...