História Não tão primos - Imagine Min Yoongi - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Rosé
Visualizações 4
Palavras 2.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa história é uma reescrita do livro "Não Tão Primos" de Renan Merlin.

Capítulo 1 - Prólogo


S/n on

Confesso que ainda tremo ao andar pelos corredores da escola, com medo de encontrar as meninas da encrenca: Rosé, Lisa e Jisoo. Rosé é tipo aquela garota chata, que faz piadas a cada meia palavra dos professores, uma menina imatura e insuportável. Lisa é tipo a sombra de Rosé, só que com o dobro de tamanho, talvez, uma das alunas com as notas mais baixas da escola. Já Jisoo é o tipo de garota por quem todos os garotos se apaixonam , ela realmente é muito bonita, além de cantar muito bem. 

No início das férias de Dezembro, tive a infelicidade de me inscrever nas aulas de natação numa academia que fica em meu bairro. Estava muito animada. Tomei Sol na piscina de casa para ficar mais bronzeada e chamar atenção durante as aulas, já achando que poderia encontrar alguém interessante por lá.

O primeiro dia de aula foi o maior tédio, o pessoal estava fazendo exercícios em dupla e o professor disse que as atividades seria  assim. Como eu tinha acabado de iniciar as aulas, terminei ficando sozinha, pois todas as duplas já estavam formadas.

Dois dias depois, voltei para a  segunda aula e o professor anunciou a chegada de um novo instrutor  que o auxiliaria nas aulas. Meu queixo caiu até o fundo da piscina, era o Jungkook! O menino mais desejado da escola. Ele foi até o vestiário para se trocar e depois apareceu de sunga. Meu queixo já estava descendo pelo ralo. Que corpo era aquele? Era o meu tipo preferido: forte, definido, mas sem parecer um touro. A touca de natação escondia seus cabelos morenos, destacando ainda mais seus olhos negros. Fomos todos até perto do professor, que disse que Jungkook seria o meu parceiro, pois ele iria me ajudar, já que eu era u a iniciante e os outros estavam mais adiantados. Meu queixo teria caído de novo se ele não tivesse descido pelo ralo.

A aula começou, e eu estava esperando que fosse um desastre...O menino mais desejado do Colégio estava ao meu lado, de sunga, e seria meu instrutor! Já me imaginei parecendo uma galinha que caiu na água, se debatendo sem sair do lugar. Não foi tão ruim assim. Na verdade, deu certo, consegui fazer tudo que o professor passou.

Eu e Jungkook não trocávamos muitas palavras. No final de  ada aula, todos iam para o vestiário, menos eu, que ia arrumar as pranchas e macarrões usados durante a aula, só para enrolar e não ter que encarar um banheiro cheio de garotas falando sobre os meninos da escola.

O vestiário era enorme. Havia azulejos brancos por toda parte, algumas cabines com vasos sanitários e cinco chuveiros, um ao lado do outro, com uma pequena separação de vidro.

Certo dia, depois de ter arrumado os materiais, fui para o banheiro me trocar e Jungkook entrou (era banheiro unissex). Levei um susto enorme, pois tinha acabado de tirar a roupa. Enrolei-me na toalha no mesmo instante, eu nunca tinha ficado nua na frente de um garoto!

Jk-Nossa... Você ainda está aqui? - Ele disse, me olhando um pouco confuso.

S/n- Sim, sou um pouco lerda para me arrumar... - Respondi com os olhos arregalados.

Jk- você está fazendo um ótimos trabalho, acho que vai dar para se inscrever no próximo campeonato.

S/n- Ah, não! Estou fazendo as aulas só para me distrair, não pretendo competir.

Jk- Ah, que pena... Eu vou competir.

S/n- Tenho certeza de que você vai ganhar.

Jk-Não sei... Troquei de academia recentemente. Muita coisa mudou e, para ajudar, essa academia entrará em recesso, e o campeonato começará em menos de um mês.

S/n- Entendi... é uma pena...

Nos despedimos e, por um instante, pensei em oferecer a piscina da minha casa para ele treinar durante o recesso, mas achei melhor não tocar no assunto.A gente mal se falava durante as aulas, e acho que ele nem aceitaria...

Na ultima aula antes do recesso, cheguei um pouco mais cedo e ouvi Jungkook discutindo com o professor. Eles falavam sobre a competição estar chegando e ele ter pouco tempo para praticar. Ele parecia muito irritado. O professor desviou o assunto e a discussão não deu em nada. No final da aula, fui arrumar os meterias,  como sempre fazia, e depois fui para o vestiário. Jungkook estava la, ainda de sunga, sentado com a cabeça apoiada na parede; parecia muito chateado. Imaginei que fosse pela discussão e então perguntei:

S/n-Jungkook tá tudo bem?

Jk-Está tudo sim, só estou meio chateado hoje...Essa academia está me complicando!

S/n-Eu ouvi você e o professor discutindo quando cheguei, imagino que não esteja sendo fácil para você...Mas não desanima!

Jk-Pior que eu não tenho mai o que fazer...Vou ter que ficar sem treinar daqui até o início do campeonato. Isso vai interferir muito no meu desempenho durante a prova.

O silêncio tomou conta da situação por um instante, e Jungkook continuou cabisbaixo. Cortou-me o coração vê-lo daquele jeito, então falei:

S/n-Eu acho que posso te ajudar... Na minha casa tem piscina. Se você quiser, posso ver com a minha mãe para vc treinar lá, e aí, você poderia me dar aulas enquanto a academia estiver em recesso. O que acha?

Jk-Isso me ajudaria muito!- Ele levantou com um sorriso no rosto. Pegou um pedaço de papel e anotou o número do seu celular e me entrgou.- Por favor, me liga quando você falar com a sua mãe!

Então ele foi ate o chuveiro e começou a tomar banho. Na mesma hora quase cai no chão!  Não sei em que ele estava pensando, nosso grau de intimidade não era tão forte assim.

S/n-Jungkook, eu já estou indo! Lembrei que vou ter um compromisso agora e não vai dar tempo de tomar banho. Mais tarde eu te ligo, tchau!- Coloquei a roupa por cima do maiô molhado e sai depressa. Fiquei tão pasma com a nudez do mais velho, que nem consegui olhar para o grande -ou pequeno- nadador!

Durante o jantar, conversei com minha mãe e ela concordou com a ideia. Logo liguei para Jungkook e disse que ele poderia vir até a minha casa no dia seguinte.

Durante todos os anos no Colégio, eu nunca tinha levado um garoto para casa, na verdade, nunca tive um amigo do sexo masculino, a não ser um primo, na infância... Mas era um primo, então não conta. A noite foi longa, Jungkook conseguiu tirar meu sono por completo, muitos pensamentos e imaginações sobre esse treino vieram a minha cabeça. Sem contar com o pensamento obsessivo do vestiário.

No outro dia, ele chegou no horário marcado e agradeceu pela ajuda que lhe ofereci. Fomos até a piscina, fizemos o exercício e depois ele começou eu treino. Fiquei na cadeira, tomando sol e observando seu corpo por trás dos óculo escuros.

Com o passar dos dias, fomos ficando mais próximos, até que, Durante um exercício, torci meu tornozelo e Jungkook me ajudou a sair da piscina;eu estava com muita dor. Jungkook achou melhor a gente dar um tempo nas aulas, mas eu disse que ele poderia continuar vindo treinar, pois faltavam apenas 3 dias para o campeonato.

No último dia em que ele iria treinar, choveu e fez muito frio. Confesso que fiquei esperando ele chegar, mesmo sabendo que seria impossível conseguir entrar na piscina. O treino estava marcado para as 14h, e eu fiquei esperando até as 15h, sentada na frente do relógio, imaginando se ele viria ou não.

Desisti e fui para o meu quarto, estava preparando o DVD para assistir um filme quando ouvi a companhia tocar. Desci praticamente flutuando para atender a porta. Era ele! Estava todo molhado, mais sexy do que já era.

Jk-Oi S/n. Não se preocupe, eu não vim para treinar. Vim para agradecer por tudo que você fez por mim, mas meu guarda-chuva quebrou com o vento e agora estou completamente molhado kkkk!- Ele disse, desesperado e rindo. Seus olhos estavam mais negros do que o comum, devia ser por causa do frio.

S/n-Jungkook, não precisava! Você precisa de um banho quente, entra aqui!- Levei-o até o banheiro e lhe dei uma toalha, depois falei que o esperaria no meu quarto.

Achei estranho ele ter enfrentado o temporal só para vir me agradecer...Confesso que fiquei toda animada ao ver que ele, de alguma forma, se importava comigo.

Quando ele saiu do banho, veio até o meu quarto enrolado na toalha. Só então percebo que não tinha roupas secas para ele vestir. Enquanto procurava alguma roupa do meu primo, percebi que ele estava angustiado e então perguntei:

S/n- Está tudo bem? To te achando um pouco tenso...

Jk-Na verdade...Não...Eu sempre fico assim alguns dias antes do campeonato. Você é a primeira pessoa mais próxima que eu tive durante as últimas semanas, estava me sentindo um pouco sozinho, então resolvi vir até aqui para conversar. -Meus olhos brilharam quando ouvi isso. Por trás de toda a fama que esse garoto tem no Colégio, deveria haver muitos sentimentos, e ele veio até mim para se sentir melhor. Minha autoestima ficou lá em cima!

S/n-Você fez certo! Você sabe que não precisa ficar nervoso. Você treinou bastante, sempre consegue uma boa medalha, e não vai ser desta vez que...- Ele veio até perto de mim, enquanto eu tagarelava, então estiquei os braços para entregar a roupa, mas ele desviou, passou a mão por trás da minha cabeça e, com a outra, segurou minha cintura e me beijou!

Foi um beijo demorado, seus lábios eram muito macios e seu gosto de tutti frute era maravilhoso. Pensei a mão sobre seus músculos do peito e dos braços, e ele me apertou contra seu corpo. Senti sua excitação, e isso foi demais! Jungkook, o garoto mais desejado da escola, estava me beijando, no meu quarto, e, a melhor parte, ele estava seminu, somente com a toalha enrolada sobre sua cintura.

Seus olhos estavam brilhando tanto quantos meus deveriam estar. Foram os dez melhores minutos da minha vida. O problema foi que não pudemos curtir muito, pois estava quais se no horário de a minha mãe chegar do trabalho. Levei Jungkook até o portão, a chuva já havia passado, e então nos despedimos. É foi a partir desse momento que todo o romance começou a se tornar um filme de terror.

Na mesma hora Rosé, Lisa e Jisoo estavam passando pela rua e viram Jungkook saindo da minha casa. Lisa e Jisoo foram até ele é começaram a zoar, deram empurrões nele e disseram algumas frases como "Você estava dando um trato na esquisita", entre outras coisas que, se eu ficasse ouvindo, me magoariam muito, enquanto Rosé brigava com seu "namorado" por ele estar na minha casa, mas nada disso importou naquele momento.

Eu estava apaixonada por Jungkook, ele também parecia estar por mim. Fiquei observando sua reação frente aquelas palhaçadas. Ele saiu bem, levou tudo na brincadeira, e eu fiquei mais tranquila.

Corri para o meu quarto, me joguei na cama e abracei meu travesseiro. Eu estava me sentindo realizada, mal conseguia acreditar que tudo aquilo foi real! Minha vontade era de gritar para que todo mundo ouvisse a minha felicidade. Deveria ter feito isso, pois ela durou muito pouco...

A noite, fui ao shopping com Jennie, minha melhor e única amiga. Eu estava muito animada para contar tudo que havia acontecido e o quando Jungkook era legal. Nos divertimos bastante aquela noite. Na hora de ir embora, o pai de Jennie insistiu em me levar para casa, mas achei que não havia necess, pois eu morava ali perto; já eles, no outro lado da cidade.

Assim que Jennie foi embora, me dirigi até a saída do shopping e ouvi algumas risadas, olhei para o lado e percebi que eram Rosé, Lisa e Jisoo vindo em minha direção. Rosé estava na frente e apertou os passos para chegar mais rápido até mim, parecia furiosa quando começou a dizer:

Rs-Você acha que pode sair roubando o namorado dos outros? Você queria que ele se tornasse alguém igual a você?  Pessoas como você deveriam ser abominadas do mundo!

Ela parecia estar alcoolizada, seu hálito cheirava a alguma bebida que não consegui identificar.  Virei, tentando deixa-las para trás e ir embora, mas Lisa me segurou pelo braço e Rose voltou a me humilhar:

Rs-Não adianta escapar, você vai aprender a lição agora! Nunca mais vai chegar perto dele!

Tentei me soltar, mas Lisa e Jisoo me seguravam com muita força, estava até me machucando! Quando resolvi gritar para pedir ajuda, Rosé me deu um forte soco no olho. Comecei a perder o sentido, minha vista se escureceu e eu acabei desmaiando...

Meu olho ficou roxo e somente agora está começando a voltar ao normal, assim como meu braço, que ficou todo machucado,  com as marcas das mãos de Lisa e Jisoo. Não entrei mas na piscina. Não voltei mas as aulas de natação. Parei de desenhar e pintar, coisas que eu fazia todos os dias. O meu mundo perdeu a cor, e sei que os próximos dias serão ainda mais difíceis, pois as aulas no Colégio começarão amanhã! Vou levar comigo o sentimento de medo por poder encontrar aquelas putas no Colégio, a qualquer momento...


Notas Finais


Desculpem algum erro.
Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...