História Não vou desistir - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Glória Pires, O Outro Lado do Paraíso, Thiago Fragoso
Personagens Adriana Mello de Monserrat, Clara Tavares, Elizabeth Mello de Monserrat, Glória Pires, Personagens Originais, Thiago Fragoso
Tags Alejandro Claveaux, Beth/duda, Dunic/benic, Gloria Pires, Nicolau, O Outro Lado Do Paraíso
Visualizações 29
Palavras 1.457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pequenas coisa e deveria ter dito e feita
Eu simplesmente não encontrei tempo
Você esteve sempre na minha mente

Capítulo 4 - Que supresa!


Fanfic / Fanfiction Não vou desistir - Capítulo 4 - Que supresa!

Passaram se dias depois daquele julgamento ,Nicolau pensa até  quando ele vai dizer que não  está  se sentido atraído por Elisabeth ou Beth que ela preferiu que ele a chama-se ,por dias ele passou negando que achou  ela Linda, ele mesmo tenta negar que não  se apaixonará por algo que não  e recíproco, mas pra que? Sempre nos apaixonamos por aqueles que nuca nos amam né? Bom Nicolau pensa assim, ele ao menos  vai tentar. 

Ja era de Noite quando ele deu um pulo da cama e foi tomar banho, Saiu, enrolou a toalha sobre o quadril e balançou  os cabelos castanhos e passou perfume sobre seu peitoral e pescoço ,escolheu uma calça  jeans e uma blusa de manga curta, que destacavam Seus músculos  devido ao seu trabalho. Ele por minutos pensa em não  ir, mas se ele desistisse ele não  teria ao menos tentar? Ele pega suas chaves e tranca seu apartamento respira fundo. 

Meia hora depois ele bate na porta da clara ,Radu o atende. 

-Oi Boa noite, Queria  falar com a... Beth posso - o homem Alto e forte chama ela, que descer as escadas vestida com um vestido florido e os cabelos em um coque e mechas sobre a frente de seu rosto. 


-Nicolau?  Que supresa, entra pode entrar - ela sorriu o que deixou ele sem noção  do tempo, ela o convida a entrar, Clara e Patrick  estavam  na sala de cozinha jantando e também  ficaram surpresos por ele está  alí ,ele tenta parecer o mais normal possível diante dela e deles ,Patrick o comprimenta e clara lhe da um abraço - Que foi Nicolau o do porque dessa visita?


- Podemos conversar? - ele diz próximo ao seu ouvido - só eu e você a sós ,pode ser lá fora ? - ela rir 


- Pode claro, filha vou sair rapidinho beijo- ela a abraça e chama ele ,eles ficam na frente da porta - O que foi? Você ta me deixando assustada...

-Não!eu não quero te assustar,vim te convidar...pra...tomar um suco ,uma bebida?mas não tanta tá? Só pra conversa, queria - respiro um pouco - queria continuar nossa amizade posso? 

-claro porque não  né? Vamos sim, deixa eu voltar  pra pegar minha  bolsa, aguenta um minutinho - ele a espera voltar , o Uber que ele pediu estavam esperando por eles- hum...Uber e sempre a melhor opção 

-Sim, é  muito vamos? - eles entram no carro - Não  sei, se você  sabe mas eu ganhei um distintivo a mais sobre o do quanto  eu fui eficiente em ter dado o meu melhor no caso de várias  pessoas - ela o olha supresa 

-Parabéns  Nicolau fico feliz por você  ,fico feliz por ter dado o seu melhor aliás  ser policial e uma profissão digna porém  de muito trabalho 

-Sim, sim mas eu me sinto extremamente feliz por ter essa profissão. - Riram simpaticamente e chegaram ao restaurante - Bem vinda ao meu restaurante favorito - ele ergue os braços - Não e Dos bons mas a comida e ótima e põem  ótima  nisso! 

-Hahaha eu ja adorei esse lugar, vamos sentar? 


-Claro - ele puxa a cadeira a ela, e pois senta-se a sua frente eles pedem o cardápio ,depois  de minutos  optaram por um vinho tinto, salada, carboidratos  e proteínas  como: carne e frango. 

-Eu quero  esse. carne ,arroz e salada de pepino - ele rir pois e uma mera coincidência em vê que pediria o mesmo

-Ah não  sério? Esse e meu prato  predileto nesse restaurante, vou pedir o mesmo 

-Hahaha não  acredito também?  Mera coincidência! Eu amo essa opção! Ah Nicolau do que mais você  gosta? 

-De um belo Drink, mas fora do trabalho claro, e sei me controlar - ele a olha preocupado com sua resposta - Não. Foi uma acusação tá? - ele fala nervoso - Me desculpa se te ofendido 

- A não tou bebendo descontroladamente não, eu me controlo agora, posso beber que não  tou tão  viciada do jeito que eu era, eu to fazendo tratamento. 

Ele fica feliz por está ouvindo Que ela procura um tratamento para seu vício, tenta ao menos procurar assunto  com ela, aliás  ela é uma mulher cheias de qualidades e que tem um sorriso incrível, depois de muito papo e goles de vinho  tinto e apertos de mãos  em horas engraçadas. Nicolau nunca achou que se apaixona-se por uma mulher de meia idade, mas ele diz em sua própria mente que se ele se permitir vai ser uma experiência incrível, o único  papo dele e tentar  convencer ela de que ele só que uma amizade, nada mais que isso... 

-Ja tá  tarde Beth - ele olha no relogio- você  que ir pra casa? 

Ela o olha e toma mais uma taça  de vinho- acho que ja tou pronta pra ir,mas que horas são? 

-São... - ele olha novamente- são 23:55 - até  ele se supreede com o horário o papo deles foi bom, ela até  contou um pouco de Renan que no meio da conversa o deixou intrigado com isso ou com ele no caso 

-Minha nossa! NICOLAU ta muito tarde, eu espero que tenha trazido as chaves... - ela procura pela bolsa enquanto ele paga a conta - Não  espera! - ela pede um minuto- eu ajudo vamos dividir? 

-Não  precisa eu pago! 

-Não  ,não  precisa

-Por favor Nicolau  eu insisto! Posso? - ela a olha com admiração por ser uma mulher humilde e determinada - Se você  não  deixar ,eu não  falo mais com você! - ela rir o que torna ele mais hábil a ceder esse pedido 

-Tabom... Beth eu deixo você  me ajudar, já  que insiste. 

A conta e totalmente paga pelos dois, Ele chama um táxi, Uber demoraria muito e ja ta tarde 

-Você achou suas chaves? Conseguiu achar? 

-Não... Mas eu Bato na porta 

-Eles não estão  dormindo? Não? A uma hora dessas ja é  mais de meia noite! 

-Pior e o que eu faço? 

-Não  sei... - ele da de ombros a ela, tenta pensar em algo - Pode dormir num  hotel? 

-Não, não  tenho dinheiro! Ai como eu esqueço algo importante as chaves da casa! Como eu não  me lembro das coisas! 

-Olha... -ele pensa nas palavras - é... Se você  quiser... - ele coça a cabeça - você  pode dormir na minha casa... - ele solta de uma vez, que fez ela olhar com semblante de assustada 

-Nicolau! Que isso, eu não posso dormir na sua casa! Ta louco! - ela fala colocando a mão  sobre a cabeça o motorista ria de suas reações. 

-Ue você  disse que não  queria pertubar, ei olha pra mim- ele vira o rosto dela que se concentrava na janela - Você  só vai dormir... - ele chega mais próximo  do ouvido  dela - eu não  vou fazer nada com você, somos amigos não  somos? 

Ela o olhou esperou alguns segundos olhando em seus olhos - Somos!  Você é  um ótimo  amigo, confio em você. 

-Então... Não  sei o do porque da preocupação! 

-E se a clara notar algo, pensar que eu fiz algo... - ele gesticula com as mãos - algo você  sabe... 

-Peraí! Ta com medo da sua filha? Beth ou princesa hein? 

-Não! Só que é estranho. 

-Olha se não quiser entedo, mas se quiser eu ja vou parar porque aqui é  o caminho da minha casa, casa não  apartamento eaí você vem comigo ? 

-Eu vou... - ela pensa novamente 

- Beth  pra qual lugar? 

-Seu apartamento, eu não  quero atrapalhar o sono da clara aliás ela precisa ter um sono bem né... Não sei como esqueci as chaves 

Ela fica se perguntando o do porque ela aceitou o seu convite? Ele paga o táxi mas dessa vez ele insiste que seja por sua conta, ele pega as chaves e sobe o elevador. Abre e entra a convidando 

-Bom... Aqui  não  é  um castelo pra uma princesa - ele abre os braços e coloca a chave sobre a mesa - mas é confortável , você  pode dormir aqui na cama eu fico no sofá tá? 

Ela tímida diz um 'sim' ele põem novos corbetores na cama, ajusta a temperatura ao agrado dela ,e mostra tudo que ela desejar de fazer, se sentir fome ou querer tomar um banho, mas ela somente desaba sobre a cama deixando ele o admirando ela, mas antes que possa dormir num sono profundo ela volta a se sentar na cama .

-Obrigada por me deixar aqui, e ter respeito por mim - ela acaba por da um abraço  nele - Boa noite 

-Boa noite, qualquer coisa eu estou na sala tá? 

-Tabom eu agradeço muito por sua preocupação - ela tira as sandálias e deita na cama ele a ajuda com a coberta e sai do quarto  fechando a porta. 


Notas Finais


Eai quando será que rola o primeiro beijo?
Comenta tá?
Pra mim saber se estão gostando rs
COMENTAAAA! RS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...