História Não vou desistir - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Glória Pires, O Outro Lado do Paraíso, Thiago Fragoso
Personagens Adriana Mello de Monserrat, Clara Tavares, Elizabeth Mello de Monserrat, Glória Pires, Personagens Originais, Thiago Fragoso
Tags Alejandro Claveaux, Beth/duda, Dunic/benic, Gloria Pires, Nicolau, O Outro Lado Do Paraíso, Sexo
Visualizações 32
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa qualquer erro!

"Ei, você aí
Podemos ir para o próximo nível?
Querida, você se atreveria?
Não tenha medo
Porque se você pode dizer as palavras
Eu não sei por que eu me importo

Porque aqui estou eu
Estou dando tudo o que posso
Mas tudo o que você faz é estragar as coisas
Sim, estou bem aqui
Estou tentando deixar claro
Que ter metade de você simplesmente não é o suficiente"

Capítulo 5 - A que saber...


Fanfic / Fanfiction Não vou desistir - Capítulo 5 - A que saber...

Nicolau se meche tanto no sofá ,era a primeira vez a dormir alí, as esponjas não eram tão boa como ele imaginava ele optar por deitar de bruços de peito pra baixo, ele tira a camisa pra não sentir tanto calor naquela noite de verão, ele opta por usar uma bermuda e se cobre até a altura da cintura.

Beth por fim dorme tranquila, não se mexeu por nada, ela acorda com um cheiro forte e convidador de café.

Nicolau já tinha levantado e decidiu fazer um café forte, pra passar a dor de cabeça de uma pequena ressaca da noite anterior ,ele ver ela vindo mexendo nos cabelos castanhos e esfregando os olhos com um bocejo.

-Bom dia - ela boceja - faz tempo que está acordado?

-Não, faz meia hora que levantei - ele se olha e nota está sem camisa - me desculpa por está... Está assim, vou pegar minha blusa - ele diz envegonhado, ela não pode negar que seu shape tá incrível, ele volta da sala onde pegou sua blusa e a vestiu - Pronto estou apresentável

-Ah não precisa de tudo isso até parece que nunca vi um homem... Você sabe - ela rir e senta, ele a serve com uma xícara de café fumegante, pronta pra ser apreciada - aliás obrigada por deixa eu dormir aqui tá? - ela pega no braço dele ,ela levanta e lhe da um abraço por impulso, ela sente o calor que emana dos braços dele ,ela tenta ignora que ela sentiu quando ele cheirou o perfume de seus cabelos e os dedos que pessearam pela sua costa devagar mas ela tenta não notar isso , ela tenta se desvilhar dos braços dele mas percebe que aquele encaixe e perfeito mas perfeito de que ela imaginaria .

Só que dessa vez ela se afasta o que a deixa perto da boca dele , ela ver que os olhos deles estão fechados e que ele segura em seus dois braço a que deixa ela tonta . sua vontade de sentir a maciez de seus lábios e seu gosto o deixa 

-E... Nicolau - ela se afasta e arruma os cabelos - acho... Que já vou... - ela se afasta dele e pega sua bolsa. 

-Eu posso te levar em casa? 

-Não... 

-Porque não? - ele a questiona o de porque tanta formalidade com ele 

-Por vários motivos... - ela se caminha até a porta, mas ele corre o suficiente em que possa impedir de ela sair. - Nicolau!  Deixa eu ir embora! 

- Não! Não  vou, porque não  me deixa lhe levar em sua  casa? 

-Ei! Que isso ?algum tipo  de entrevista? Porque tantas perguntas!? Eu não  sou obrigada a ir com você! 

- Eu sei, eu sei me desculpa !me desculpa, eu só não  entedo o do por que? 

-Nicolau - ela  levou a mão dela até  seu rosto - Não  precisa, você  tem seu trabalho suas obrigações e.. E eu ja lhe atrapalhei demais por está  aqui, não  acha?  Eu sei o caminho de casa, não  tou perdida! 

-Eu sei, eu sei me desculpa,mas você  não  me atrapalhou em absolutamente nada! Eu... Se você  quiser pode vim pra cá  conversamos... - ele abre a porta  pra que ela possa sair

- Quem sabe... O tempo dirá - ela bota o corpo a fora de seu apartamento, comprimenta Nicolau com um aperto de mão, ele respira fundo pra que não  possa puxar ela denovo ao seu corpo só que dessa vez com mais precisão ele pensa um pouco e quando ver que ela ia embora a chama 

-Ei! - ela se aproxima 

-O que foi?  - ela pergunta assustada 

-A que saber... - ele puxa ela pra ele tomando seus lábios  de uma só  vez, dirigente em seguir com os lábios  dela no dele, ele passou a mão  em sua nuca pra que ela não  possa resistir, ela até  tenta protestar  e ir embora, mas seu desejo também  falou mais alto, sentiu o do quanto os lábios  dele a guiava a uma sintonia de melodia perfeita ,ela até  tenta resistir mas ele tem um certo domínio por ela. O constante beijo e as línguas ainda tímidas se guerriavam por um pequeno espaço no céu  da boca deles, mas a hora em que sentiram a faltar da respiração fez com que ela morde-se o lábio  inferior dela e fez ele aperta a cintura dela também 

-Você  tá louco?! - ela protesta e o empurrar 

Ele recupera a respiração - Desculpa eu não  puder deixar você  ir sem antes o meu bom dia... Princesa! 

-Não  me chama de princesa! Nâo temos intimidade pra isso - ela apontou o dedo na cara  dele - ainda não... - soltou sua última palavra. 

Ele a olhou com um sorrisinho no rosto, dessa vez ela não  escaparia, ele sentia que ea também quis aquele beijo - Você  também quis me dá  um Bom dia não  quis? 

- Não  vou negar... Pode ter sido... Mas... 

- mas o que? - ele falou e lenvantou as sombrancelhas

-Mas não  podemos ter nada! Você... Você... Não  - ela gagueja - Não  me procure! 

-Ah Prin... Beth, porque não  deixa acontecer? Eu gosto de você, acho você incrível, super atraente, delicada, sensível - ele chega mais perto  dela só que dessa vez por trás - determinada - ele cheirou seu pescoço e agarrou pela cintura, fez ela colar  o corpo dela no dele - Linda, e eu sou não  sou? Sou lindo? - ele virou ela rapidamente que tava de olhos fechados, beijou todo seu pescoço ela ficou com os lábios  entre abertos- eu tou muito apaixonado por você. 

Ela o olhou pensou um pouco -Acho... Acho você  lindo -ela falou um pouco ofegante a respiração  deles ficavam mais perto um do outro ela sabia que era um pouco errado mas se entregar a ele seria uma experiência incrível -mas...Nicolau paixão?eu não sei se...- ele a calou por beijá-lo a noção do tempo não  teria de como eles se separarem daquele beijo, mas a intenção  de Nicolau foi ter que deixá-la  em casa e logo correr pra delegacia, eles combinaram de se encontrar no apartamento dele. 

-Eu espero você, posso? - ele falou pegando as chaves

-Pode sim, precisamos conversar sobre esse assunto - ele riu e fez com que ela chegasse mais perto e lhe roubou um beijo apaixonado percebeu que ainda mais ela ta bonita e seu sorriso ilumina todo seu dia! E que o sabor da boca del e algo que ele não  sabe explicar nem ao seu melhor amigo de tão  bom que é. E que ele fica até  Nervoso por está  ao seu lado e sentir o perfume de seus cabelos. 


Notas Finais


Tinha dado um bug legal aqui ,desculpa a quem leu e ficou repetindo partes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...