História (Narusasu) Apaixonei-me pelo meu melhor amigo - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Depressão, Narusasu, Naruto, Sasuke, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 130
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Beijo?


Fanfic / Fanfiction (Narusasu) Apaixonei-me pelo meu melhor amigo - Capítulo 4 - Beijo?

 *Gaara on*

Sinto meu rosto arder e percebo que meu pai havia me batido, então termino de falar tudo que eu sempre quis a esse homem.

— 17 anos sendo tratado como um experimento, você não me ama, nunca me amou. Você não é meu pai! — Grito e percebo as lágrimas caindo — A mamãe iria se sentir decepcionada com você, se estivesse aqui — Falo indo em direção a porta — Até nunca mais senhor Sabaku — Falo e saio pela porta fechando a mesma.

Corro até meu quarto, tranco a porta e os gritos desesperados do meu pai do outro lado da porta que ecoavam por todo o quarto, então os gritos param e eu só escuto um choro.

— Gaara, para onde você vai? - Grita mais uma vez meu pai, já chorando.

Arrumo rapidamente as minhas malas, passo uma mensagem para o Kankuro (Meu amigo do ponto de drogas) e ele me deixou ficar na casa dele por um tempo. Eu já me decidi, vou "sumir" do mapa. Acendo um cigarro e coloco o mesmo na boca.

Saio do quarto já decidido à deixar essa casa. Passo pelo meu pai e ele olha para mim com os olhos arregalados.

— Isso é um cigarro? — Pergunta o meu pai pasmo.

— Sim e a propósito, eu vou para a casa do Kankuro, então se quiser me ver, já sabe onde me encontrar - Falo e ele fica um pouco confuso, pois não conhecia nenhum amigo meu com o nome Kankuro.

— Quem é Kankuro? — Pergunta meu pai ainda triste e com medo de que fosse o mesmo Kankuro que ele conhecia graças aos documentários.

Não falo nada, só abro uma foto do Kankuro no meu celular e mostro para ele que arregala mais uma vez os olhos, já estava ficando entediado com toda aquela surpresa, então trago o cigarro e logo solto a fumaça.

— Mas esse não é o revendedor de drogas que estava sendo procurado pela polícia? - Pergunta o pai do Ruivo.

— Sim, ele sempre passa lá onde eu trabalho — Respondo ainda sem interesse nos sermões que eu viria a receber.

— Gaara Sabaku! Onde você trabalha? — Pergunta meu pai, então eu ignoro e me viro indo em direção a porta.

Quando ia passar pela porta sinto meu pai puxando o meu braço.

— Por favor não vá — implora o meu pai, já me levando para um abraço — Eu prometo ser um pai melhor — Promete já chorando — Eu faço qualquer coisa, mas não me abandone!

Esse foi o primeiro abraço que o meu pai me deu em 17 anos.

— Eu fico — Eu falo sorrindo e chorando de felicidade — Mas — Falo enxugando as lágrimas — você vai cancelar o casamento — Eu falo e ele acinte com a cabeça.

— Tudo bem — Fala meu pai, então abraço ele e quando menos esperava ele me beija?

Ele está realmente me beijando.

*Gaara off*

*Naruto on*

*14h30min*

Estou em casa refletindo sobre a minha vida, então abro o Instagram para ler as críticas e julgamentos que eu já sabia que estariam lá.

Vou até o banheiro e me corto lembrando de todas as coisas maldosas que já me falaram. então começo a chorar, fico assim por um tempo até que escuto a campainha e dou um grito.

— Já vai — Grito e corro para lavar os braços e vestir um moletom preto.

Vou até a porta e observo Sasuke que sorria parado na frente da porta.

— O que faz aqui? — Pergunto frio.

— Fiquei preocupado com você, pois você não apareceu no trabalho hoje. — Fala o Uchiha perdendo o seu sorriso — O que é isso no seu braço? — Pergunta curioso.

Eu olho para o meu braço e percebo o meu moletom encharcado de sangue, então corro até o meu quarto, tiro o moletom, coloco uma roupa com manga embaixo de outro moletom.

Percebo que Sasuke estava na sala me esperando.

— Então o que era aquilo no seu braço? — Pergunta realmente curioso, pois como o moletom era preto não dava para visualizar o Sangue de forma eficaz o suficiente para tirar alguma conclusão.

— Eu devo ter derramado um pouco de vinho nele na hora do almoço — Falo forçando um sorriso.

— Toma — Fala Sasuke me entregando a roupa que havia emprestado para ele — Obrigado.

— De nada — Falo pegando a roupa e colocando em cima da mesa.

Sasuke então me puxa para o sofá onde sentamos e ele começa a falar.

— Bem… Eu queria saber se — Fala o menor já corando — Você aceita jantar na minha casa hoje.

— Claro que aceito — Falo muito empolgado e feliz — De que horas — Pergunto animado.

— 19h, você vai conhecer os meus irmãos, só tem uma coisa que eu tenho que falar — Fala aparentemente preocupado com a minha reação — Meus irmãos, Itachi e Shisui… Eles namoram.

— Eles vão levar suas namoradas ou namorados hoje a noite? — Pergunto sem entender direito.

— O Itachi namora com o Shisui — Fala o Uchiha ainda preocupado com a minha reação.

— Ata, então eles são um casal — Falo entendendo a situação, mas ainda sorrindo de felicidade.

— Você não se incomoda com isso? — Pergunta o moreno.

— Não, eles são irmãos da pessoa que eu amo, então por que eu me incomodaria? — Pergunto ainda Sorrindo.

Sorrio e o Sasuke começa um beijo calmo e romântico, então eu retribuo o beijo e logo percebo que ele estava sentado no meu colo, abraçando a minha cintura.

Ele aperta o meu braço com força e eu não consigo conter os gemidos de dor que são abafados pelo beijo. Então eu abraço o Uchiha que começa a me olhar como se estivesse decepcionado ou triste.

— Por que? — Pergunta o Uchiha — Por que se corta? — Repete a pergunta quase gritando e começa a chorar.


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...